História A Voz De Um Amor ( hiatus) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mebuki Haruno, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, TenTen Mitsashi, Yahiko
Tags Drama, Naruhina, Revolução Naruhina, Romance
Exibições 509
Palavras 2.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oooiie... Desculpem a demora ... Minha net não anda me ajudando rsrsrs... Bom pessoal, aqui está mais um capítulo, vamos lá ?! ... Então boa leitura... ^^ ....

Capítulo 19 - Despedida...


Fanfic / Fanfiction A Voz De Um Amor ( hiatus) - Capítulo 19 - Despedida...

— Oi... Podemos conversar?

— Hinata?! — disse ele sentindo seu coração palpitar mais forte dentro do peito. — O que... Está
fazendo aqui? — Perguntou suavemente.

Hinata sentia vontade de correr até ele beijá-lo, abraça-lo e pedir perdão dizendo novamente tudo que sentia. Mas se conteve ao ver nos olhos dele a mágoa e a decepção. Era ela a culpada daquele olhar. Ela se aproximou dele devagar, e com muito cuidado como se estivesse com medo de ele fugir, acariciou seu rosto; Nem mesmo hinata sabia o misto de sentimentos que a envolviam naquele instante. Depois de
todos aqueles dias sem vê-lo suas emoções se misturavam, queria sorrir por estar ali, queria chorar por não poder fazer o que queria, queria que naruto sorrisse para ela como ele fazia toda vez que a via,
se perguntava internamente, se perguntava se um dia voltaria a ver aquele sorriso.

— eu precisava ver você... — ela respondeu com a voz emocionada. — Eu não aguentava mais ficar nem um minuto sem te ver.

Naruto pegou a mão dela delicadamente e a afastou devagar, perguntando triste:

— Onde está o seu noivo?

Hinata abaixou a cabeça, e se virou de costas para ele, já sentia as lágrimas querendo inundar seus olhos e ela tentava escondê-las.

— Eu vim aqui falar de nós dois, e não sobre isso; é verdade que vai embora?

— Pedi para que você não me procurasse. — disse Naruto com a cabeça baixa.

— Mas procurei, e vou continuar procurando até você voltar a acreditar no que sinto por você!

— O que você ganha com isso? Já me enganou, o que mais você quer?

— Eu não te enganei. É muito doloroso quando você diz que não acredita em mim; é como se meu
mundo desmoronasse sem eu poder fazer nada. Eu sei que eu errei mentindo pra você, eu deveria ter escutado a Ino, desde o
início ela me encorajava a dizer a verdade, mas o medo que eu sentia  era muito grande. Juro que nunca em nenhum momento menti sobre o que sinto ... Eu disse aquela noite e repito, estou sendo obrigada a isso.

—  Vai continuar com essa historia? — perguntou.

— Vou sim, porque é a verdade! Me escuta...

— não quero saber...

— Por favor! — ela pediu tocando o rosto dele e olhando profundamente em seus olhos. — me deixe explicar a situação!

Naruto se sentia fraco todas as vezes que Hinata lhe tocava, sempre que fitava aqueles olhos perolados ficava imerso a eles, dependente daquele olhar,  e mesmo que a razão pedisse pra que  não escutasse nada do que ela tinha a dizer, não conseguiu dizer não... Apenas se calou.

— Quando eu tinha apenas quatro anos de idade, as indústrias
Hyuuga estavam em crise e meu pai estava desesperado para não perder o império dele. — Hinata dizia e com a feição triste, mas sem desviar os olhos dos dele —  o dono da multinacional Akatsuki Matsuyama Yoshiro, era amigo do meu pai e o ajudou a salvar a empresa,.... — respirou fundo e continuou —  em troca de eu me casar com o filho dele quando eu fizesse 18 anos.

— Por que disso?

— Unificação... As duas empresas seriam uma só, assim apenas lucrariam ainda mais tendo as duas
unidas, principalmente a multinacional, Yoshiro fez meu pai e minha mãe assinarem um documento que se esse acordo não fosse cumprido... Minha família perderia tudo, empresas, casa, dinheiro... Tudo! Ficaríamos na rua e toda a fortuna iria para as mãos dos Matsuyama.

— Isso é absurdo demais... — respondeu sem saber se acreditava ou não.

— Eu sei! Mas é a verdade, não inventaria algo assim, e não pense que faço isso pelo meu pai ou por dinheiro, pouco me importo com isso; É unicamente pela minha irmã Hanabi, ela ama a vida que tem... Não tenho direito de destruir os sonhos e a felicidade dela arruinando nossa família.

— Eu não sei o que pensar, não sei... — Sussurrou Naruto, vendo Hinaya cada vez mais próxima de seus lábios.

— Eu estou falando a verdade! —  de forma carinhosa ela chegou bem próxima aos lábios de Naruto. — É você que eu amo! Vai ser sempre você.

Naruto deixou que ela encostasse seus lábios delicadamente sobre os dele, mas antes de qualquer coisa,
a porta do quarto foi aberta bruscamente, e Sakura entrou soltando faíscas de ódio ao saber pelo Sasuke que hinata estava com Naruto.
Sasuke estava atrás dela para tentar impedir que ela entrasse, mas foi em vão.

— Não! Você não pode e não deve acreditar nela Naruto! Eu falei para você não procurar meu irmão
outra vez. — gritou já avançando pra cima de Hinata e lançou mais uma bofetada contra ela, porém Sakura se surpreendeu ao ver que Naruto se pôs na frente, dela recebendo o tapa.
Ele olhou para Sakura com um olhar  sério.

— Naruto... Por que entrou na frente? Eu vou acabar com você hinata... — Sakura ja se preparava pra avançar novamente em Hinata, mas foi segurada por Sasuke.

Hinata estava quieta, no fundo queria mesmo que Sasuke a soltasse para que ela recebesse o castigo que merecia.

— Para com isso Sakura, você não tem nada a ver com o que acontece entre eles.

— É claro que eu tenho; por culpa dela Naruto vai embora. Não pode acreditar em nada que ela disser pra você Naruto. Não vou permitir que você o engane outra vez.

— O que deu em você? — Disse Naruto zangado pela atitude irracional de Sakura.

— Eu não sei o que ela falou para você, mas ela está mentindo.

— Sakura para com isso! — repreendeu Sasuke.

— Pensei que não precisaria contar isso pra você Naruto, mas não imaginava que ela teria a coragem de voltar a te procurar. 

— Contar o quê?

— fui até a casa dela a duas semanas, e a vi em um quarto aos beijos com o noivo, ela parecia estar muito feliz.. Apenas um dia após a separação de vocês. Anda hinata — disse direcionando-se para Hinata — conta ao Naruto o que você estava fazendo quando eu cheguei naquele quarto...

— Isso... É verdade? — Perguntou Naruto sem se virar pra ela, tinha   medo da resposta.

Hinata fechou os olhos e as lágrimas desceram, sua vida era mesmo uma droga.

— Sim! — respondeu com a voz baixa.

Naruto sentiu uma dor profunda assolar seu peito. Em pensar que quase acreditou nela outra vez,
sentia ódio de si mesmo por ser tão ingênuo.

— Já chega vamos lá para fora, deixa o Naruto resolver isso sozinho. — Disse Sasuke impaciente já puxando a namorada para fora do quarto.

— Eu não quero ...

— Saia Sakura — Naruto disse baixo

— mas Naruto...

— por favor! — insistiu novamente.

Sasuke a puxou para fora e fechou a porta.

— Naruto, o... o que a sakura viu foi só...

— Você não me deve explicações; Não temos mais nada um com o outro. — Falou de forma triste — Sabe o que mais me dói? É saber que você me machuca, e ainda assim continuar te amando com todas as forças.

— Me desculpe... Naruto, quem contou a você sobre o casamento? Me fale por favor!

— Que diferença isso faz?!

— faz muita pra mim... Me conte por favor...

Naruto a olhou por alguns segundos calado, e respondeu em seguida:

— Seu pai!

Hinata não podia acreditar no que ouviu:

— meu... meu pai? Ele procurou você?

— Não, eu fui até a empresa Hyuuga... Achei que poderia convencê-lo a nos aceitar. Mas acabei descobrindo que você ama muito seu noivo.

— Isso é mentira... Não amo ele. — respondeu de imediato.

— Me fala a verdade hinata — Naruto corou um pouco ao perguntar — também já... Ficou com ele estando comigo? Digo... Você e ele já...

—  Não! — respondeu no mesmo instante que entendeu o que ele queria dizer  — claro que não, você foi o único na minha vida, sabe
disso... Yahiko não significa nada pra mim.

—  Mas, então se... Ele não significa nada por quê  já estava aos beijos com ele no outro dia que terminamos?

— Eu não queria...

— Como posso acreditar?! —  Perguntou triste.

— Me perdoa Naruto... Por favor!

—  Eu já perdoei Hinata — respondeu com sinceridade — te perdoei a duas semanas atrás, e te perdoo agora também, se te faz se sentir melhor. Mas perdoar não significa esquecer!

— Vai mesmo embora? — perguntou ela sem esconder suas lágrimas.

— Vou! Eu preciso... Mas vou sem entendê-la... — Disse com um sorriso triste, Naruto pegou nas mãos trêmulas de Hinata com carinho e olhou bem em seus olhos, aquela poderia ser a última vez que olhava naqueles olhos de lua que tanto amava. —  Eu vou embora de Konoha para que eu seja livre hinata, para que você seja livre e feliz em seu casamento, sem ter que se preocupar com alguém sofrendo por você, você tem uma vida pela frente e eu também, e eu espero sinceramente, que, esse homem que você escolheu possa te fazer feliz como eu nunca consegui fazer. Não precisa se preocupar... Não estou indo com ódio ou raiva de você, disse que te perdoava pela mentira. Saiba que mesmo que tudo conspire contra — Naruto  contornou a face delicada dela com os dedos — mesmo... Que você me machuque tanto... Eu ainda,... te amo.

—  Se eu te pedisse pra ficar?

— Pra quê? Para ver você se casar? Ficar vendo você com outra pessoa?! Não dá... — Respondeu com a cabeça baixa.

Ficaram em silêncio por alguns instantes, Naruto ouviu Hinata dizer...

— Posso me despedir de você então?! — perguntou um pouco corada.

Hinata foi até a porta do quarto dele e a trancou, se aproximou de Naruto lentamente logo depois.

— O ... O que ... que você está fazendo? — perguntou confuso, e completamente corado ao ver que ela descia o zíper do vestido que usava, ficando apenas com peças íntimas na sua frente.

— Preciso ter você pra mim Naruto, nem que seja uma última vez. — Disse ela segurando no queixo dele e fitando a imensidão azul que eram seus olhos — Eu te amo, e não vou deixar que vá embora sem acreditar nisso.

Hinata se aproximou lentamente dos lábios dele e os selou com os seus, tentava transmitir através daquele beijo todo o amor que sentia.Naruto estava completamente zonzo com a atitude dela e tentava entender o porquê daquilo, sentiu a própria pele esquentar quando a viu descer o zíper do vestido que usava, estava sem reação pois não esperava isso... Assim que ela o beijou esqueceu toda a razão e escutou a voz que vinha de dentro de seu coração retribuindo ao beijo com igual intensidade, era incrível como seus corpos se conectavam facilmente, o fogo que
crescia entre eles em cada toque e cada olhar; Aos poucos Hinata retirou a camiseta dele e o empurrou em cima de sua cama caindo por cima dele...

— Hinata isso não é... — ele começou a dizer mas sentiu ela colocar a mão sobre seus lábios.

— Não impeça... — sussurrou olhando em seus olhos — preciso que enchergue o quanto amo você! — sem dar a ele um direito de resposta o beijou novamente.

Mais uma vez pertenceram um ao outro, e sentiram o quão forte eram os sentimentos que os envolviam, o quanto se desejavam e mesmo apesar de tudo, ambos sabiam que jamais poderiam esquecer o que aquele amor queria dizer; Mesmo que todos conspirassem contra aquele sentimento, ele não seria quebrado.

Hinata descansava ainda deitada no peito de Naruto.

— Será que agora você acredita no que sinto? — perguntou Hinata, com os olhos voltados para ele.

— Quer que eu acredite hinata?! Não só nisso como em tudo que você me disse? — Disse ele acariciando o rosto dela suavemente.

— é claro! O que mais quer que eu faça para você acreditar em mim?

— Não se case...

— o quê?... Eu já te expliquei que...

— Larga tudo e vem comigo! — interrompeu ele —  Vamos construir nossa vida longe de quem quer nos separar. Longe daqui, nós dois juntos! — pediu em um último fio de esperança...

Hinata abaixou a cabeça e sentou-se na cama se cobrindo com o lençol.

— Não posso fazer isso! Eu queria muito Naruto, mas não posso. Não quero ser responsável pela ruína da minha família.

— É só isso que te importa? Sua família? E nós... O que acabou de acontecer aqui não significou nada?

—  Significou tudo!

— pois então, Hinata.... essa é a última vez que vou te pedir....Vem comigo?!

*****★*****★*****★*****★*******★*****★*****★*****★

Assustou-se quando abriu a porta de seu apartamento para ver quem era que tocava a campainha tão
desesperadamente.

— Kizashi?

— Eu quero saber tudo sobre essa história de estágio pro Naruto... E você vai me dizer agora!

Continua...


Notas Finais


Bom gentem por hoje é só... Desculpe algum erro, que possa ter...
até o próximo bjinhosss...
😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...