História A Voz De Um Amor ( Hiatus) - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mebuki Haruno, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, TenTen Mitsashi, Yahiko
Tags Drama, Minakushi, Naruhina, Romance, Saino, Sasusaku
Visualizações 647
Palavras 2.741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Salve salve galerinhaa... Desculpe a demora, Aqui estou eu trazendo mais um capítulo, como já havia dito estou tendo tempo para postar um capítulo por semana apenas, mas se eu tiver uma folga posto mais rápido... Obgada a todos os comentários e os favoritos.. ❤❤❤❤❤❤ Sem mais delongas boa leitura..

Capítulo 30 - Fotografia


Fanfic / Fanfiction A Voz De Um Amor ( Hiatus) - Capítulo 30 - Fotografia

Minato andava de um lado para o outro em seu escritório, sentia-se angustiado, seu filho havia voltado para Konoha, e ele tinha medo que Naruto não voltasse... O que ele precisava resolver de tão urgente?... Pensou em ligar para saber se estava tudo bem, porém achou que Naruto poderia estranhar uma preocupação assim vinda dele. Já era noite e como de costume sempre ficava na empresa até mais tarde com Kurenai fazendo-lhe companhia, como sempre ela havia ido preparar o chá que tomavam. Não conseguia se concentrar em mais nada nada, sua vontade era acabar de uma vez com tudo isso e dizer logo a verdade ao filho, porém não imaginava qual seria a reação de Naruto quando soubesse, queria mais do que tudo que ele pudesse perdoá-lo, mas as incertezas e os medos de ser desprezado por ele aumentavam a cada dia mais. De repente sentiu uma dor aguda em sua cabeça, e mal conseguiu sustentar-se de pé, era mais uma daquelas dores que sentia constantemente.
Ele sentou-se rapidamente segurando a própria cabeça entre as mãos, logo algo pareceu faiscar em sua garganta e começou a tossir sem parar, a cada tosse a dor aumentava mais, parecia que seu pulmão explodiria, já estava começando a ficar sem fôlego, tapou a própria boca quando sentiu algo escorrer de seus lábios, um gosto metálico fez-se presente, olhou para a mão trêmulo, notando que ela estava tomada por sangue, suas vistas estavam embaralhando-se aos poucos, e sentiu uma pontada ainda mais forte na cabeça, logo tudo foi ficando escuro e a última coisa que ele ouviu foi a voz de Kurenai ao longe:

— Minato....


**************★ ***************

Sakura, Kizashi e Mebuki ainda não estavam acreditando em tudo que tinham ouvido, até mesmo Sasuke estava surpreso, eles olhavam para os dois com grande surpresa no olhar, não era apenas sobre o fato de Naruto e Hinata terem enfrentando Hiashi, estavam ainda tentando organizar as últimas palavras que Naruto pronunciou... Mebuki sentia que desmaiaria a qualquer momento, não sabia se brigava, ou se dava pulos de alegria, Sakura estava em choque e Kizashi apenas sorria com a notícia.

— pode repetir? ...eu não sei se ouvi direito. — pediu Mebuki depois de um tempo.

— hinata está grávida..., e eu pretendo me casar com ela o quanto antes. — repetiu Naruto em um belo sorriso.

— como...como pode me dizer isso com tanta naturalidade? — perguntou Mebuki completamente zonza.

— a senhora não gostou da notícia madrinha? — perguntou Naruto com um sorrisinho de canto, conhecia aquela mulher como ninguém.

— é... claro que estou, eu adorei a notícia meu amor,... não posso acreditar —respondeu com um grande sorriso, ela se aproximou e os abraçou com um grande sorriso nos lábios — então... Eu serei como uma..avó? — Mebuki perguntou emocionada.

— não será como uma,... Será a avó. — respondeu Hinata gentilmente. — a sra. E o sr. Kizashi sempre foram os pais de Naruto. — sorriu e olhou para Sakura que ainda estava paralisada com a notícia. — você também Sakura!

Sakura a olhou com os olhos marejados.

— eu?...

— sim — hinata se levantou e foi até ela, segurando em suas mãos — você será uma tia maravilhosa, tenho certeza!

— mas eu... — Sakura sentiu um peso enorme em sua consciência ao se lembrar de tudo que havia dito e feito a ela..., sentiu-se completamente culpada. Quando eles contaram toda a verdade, Sakura não pôde deixar de se sentir assim, jamais imaginaria que Hinata estivesse sofrendo tanto.. Nem havia acreditado nela, quando ela tentou lhe dizer a verdade, não quis ouvir... Olhou para Hinata, surpresa ao ouvi-la dizer:

—obrigada por tudo Sakura!

— po..por que está me agradecendo? — perguntou espantada — e..eu... deveria estar te pedindo desculpas, fui muito injusta com você, ... Não sei se...

— não — ela a interrompeu — você fez o que era certo Sakura. Eu agi como uma idiota, uma covarde... Nem cogitava a ideia de conseguir enfrentar meu pai, ou Yoshiro, tinha medo de tudo... Agradeço por não ter facilitado as coisas ... Você também me ajudou Sakura, do seu jeito... Mas saiba que me ajudou muito!

Sakura sentiu o rosto esquentar e logo sorriu para ela, a abraçando em seguida.

— mesmo assim... Me desculpe Hinata.

— não há motivos para isso..

— parabéns Dobe — disse Sasuke se aproximando de Naruto. — ainda ganhou de mim, você é bem rápido no gatilho. — brincou vendo-os ficarem tão vermelhos quanto um tomate, e isso arrancou risadas de todos.

— Sa..Sasuke presta atenção ..n..no que você fala seu idiota.... — esbravejou Naruto irritado.

—pensei que não corasse mais assim — zombou Sasuke em meio a risadas.

— Bom então chega de falar do passado — disse Mebuki animada — vou preparar um almoço delicioso para nós comemorarmos amanhã o que acham?

— desculpa madrinha, acho que vai ficar para outra vez! — respondeu Naruto cauteloso.

— mas... Por quê? — Perguntou chateada — vocês não vão ficar?

— bem.. não, nós viajamos bem cedo. Preciso estar na universidade amanhã a noite.

— mas... — Mebuki começou tristemente — pensei que você ficaria mais...

— você acabou de chegar Naruto — Sakura reclamou.

— ora vocês duas, — disse Kizashi repreendendo-as — Naruto só veio resolver essa confusão e levar a Hinata e a irmã dela com ele, sabem que agora ele tem responsabilidades a cumprir trabalhando na Namikaze...

As duas suspiraram tristes e concordaram somente depois de Naruto prometer visitá-los sempre que pudesse. Ele notou Hanabi sentada, ela parecia estar distante e presente ao mesmo tempo.

— Hanabi? — chamou Naruto suavemente — está tudo bem?

— s..sim — ela respondeu sem olhá-lo. — será que posso me deitar? — ela perguntou envergonhada — estou com sono.

—claro— naruto sorriu — você pode dormir no meu quarto com a Hinata.

— vamos, eu te levo Hana. — Hinata chamou-a para acompanhá-la.

Logo Sasuke se despediu de Naruto e se comprometeu a levá-los ao aeroporto ainda cedo. não demorou muito para que todos estivessem de volta aos quartos... Havia sido um longa noite para Naruto, sua madrinha havia lhe trazido alguns cobertores para que ele pudesse dormir, porém agora sozinho, mesmo com a alegria de agora poder estar com Hinata, tinha algo que não parava de incomodá-lo, não sabia o que era, mas tinha uma sensação ruim. Sentia uma angústia que não sabia explicar.


********************


— e o chefinho? — perguntava a amiga maliciosa, estavam as duas na casa da loira. — você tem muita sorte — suspirou — quem me dera eu fosse secretária particular daquele gato.

Shion ria da forma que sua amiga Guren se referia a Naruto, ela estava esperando Kurenai chegar e Guren lhe fazia companhia, sentadas no sofá da sala, como sempre a amiga não parava de lhe dizer coisas indecentes. Shion estava estranhando, naquela noite sua tia estava demorando mais do que o normal.

— não seja tão maliciosa Guren!

— nem vem...sei que você também o acha lindo.

— Sim é muito bonito, mas não confunda as coisas.

— eu não o vi hoje na empresa — disse Guren.

— ele não foi, acho que precisou sair da cidade pra resolver algumas coisas pelo que o sr. Namikaze falou.

— entendo. Mas me conta vai como é trabalhar com Naruto?

— normal Guren — respondeu Shion— ele é um pouco diferente do que eu esperava.

— diferente como?— perguntou maliciosa.

— não pense besteiras, é diferente porque...ele é tímido, e odeia dar ordens. — riu lembrando-se do jeito de Naruto. — ... É um rapaz incrível, tem um bom coração. Ele nem brigou comigo quando eu fiz a besteira de atender o celular dele.

— hum tímido? — Guren sorriu de canto. — então invista.

— o quê? Do que está falando?

— os tímidos são os melhores. — piscou Guren num sorriso safado. — invista nele.

Shion se perguntava internamente, por que andava com aquela maluca?!

— está louca?

— você é solteira, descompromissada, ele me parece ser também.

— não seja pervertida, ele é como se fosse meu segundo chefe, eu hein... Parece que você não pensa! Eu preciso desse emprego, não vou sair dando em cima do executivo financeiro.

— mas bem que você gostaria...

— pa..pare de falar besteiras, minha tia me mata!

— shion para né?! Já disse a você várias vezes, está precisando de um homem na sua vida, precisa se apaixonar, olha só pra você, tem 19 anos e ainda é virgem.

Shion corou fortemente.

— e ...o q..que isso tem de mais? Antes eu ser virgem do que mal falada.

Guren suspirou e revirou os olhos.

— parece até que estou ouvindo minha mãe falar, credo... deixa de ser antiquada, eu também não estou dizendo pra você sair com metade da cidade. Estamos falando apenas de um homem.

— na...não enche Guren, já disse que não. — esbravejou irritada.

— você acha que eu não reparei como você fica quando falamos dele?

—e...eu?

— seus olhinhos brilham e sempre acaba assim como está agora!

— a..assim como?

— começa a gaguejar do nada, fica nervosa á toa e super vermelha.

— na..não é v..verdade!

— Shion se você está gostando dele não custa nada tentar se aproximar mais... Isso não vai te arrancar pedaço, se continuar assim tão assustada sem querer se arriscar, jamais vai encontrar alguém pra ser feliz de verdade. Confessa que está gostando dele logo...

— pa...pare de tentar colocar coisas na minha cabeça, coisas que não existem!

Guren riu de sua amiga, era tão óbvio que ela estava gostando de Naruto que nem sabia disfarçar. De repente ouviram o toque do celular de Shion, era Kurenai...

— tia? — ela atendeu. — onde está? por quê está demorando tanto?

— Shion eu não vou dormir em casa, estou no hospital, não me espere!

— o que foi? Aconteceu alguma coisa com a senhora? — shion notou que Kurenai estava chorando.

— não, ...mas Minato está muito mal, eu o trouxe para o hospital com a ajuda de Shikamaru.

— mas o que houve? — perguntou Shion assustada.

— não sabemos ainda...


****************★*********************


Sem conseguir dormir, Naruto levantou-se do sofá e foi até a varanda, ali ficou de pé, próximo a mesa cheia de vasos de rosas que sua madrinha cultivava, sentia a deliciosa mistura de perfumes que exalavam, e também a brisa fria da noite. 
Logo sentiu os braços de Hinata envolvendo-o pela cintura atrás de si.

— pensei que já estivesse dormindo. — disse ele em meio a um sorriso.

— não, só estava explicando algumas coisas a Hanabi. Por isso demorei...

— ela está bem? — perguntou preocupado.

— sim, só está um pouco confusa com tudo isso... Está preocupada com meu pai.

— entendo... — Naruto deu um beijo nas mãos de Hinata e virou-se para olhá-la. 
Hinata sorriu lindamente pra ele, e o observou bem:

— o que foi meu amor? — Hinata perguntou vendo uma certa tristeza nos olhos de Naruto. — não está feliz?

— eu estou sim, muito — respondeu sorrindo. — só estou com... uma sensação estranha, não sei bem o que é. Mas não deve ser nada importante. — concluiu levando sua mão carinhosamente até o rosto de Hinata. — Nem acredito que agora posso estar com você assim, que posso dizer com todas as letras para todo mundo que finalmente estamos juntos, que não precisamos nos esconder, que não existem mais mentiras entre nós. Eu te amo tanto.

Hinata sorriu feliz em ouvi-lo dizer que a amava e aproximou-se colando seus lábios aos dele docemente por alguns segundos.

— também amo você, muito mesmo Naruto.

naruto a puxou novamente e tomou seus lábios em um beijo apaixonado e lento, sempre que se beijavam aquelas sensações únicas e especiais corriam sobre o corpo de ambos, corações descompassados, o sangue pulsando dentro do próprio corpo descontroladamente, as mil borboletas que pareciam dançar dentro deles... Nenhum queria perder aquelas sensações, o beijo se intensificava a cada segundo. Hinata sentiu ser levantada do chão e ser colocada em cima da mesa de vasos, enquanto ainda se beijavam. Ela não podia estar mais feliz, finalmente estava ao lado do homem que amava. Quando o ar lhes fizeram falta Naruto afastou-se lentamente, e encostou sua testa a dela ofegante, por alguma razão começou a sorrir como um bobo e Hinata o acompanhou com aquele sorriso. Ela sentiu a mão dele acariciar levemente na região de sua barriga, viu os olhos azuis do loiro marejarem aos poucos ao mesmo tempo que seu sorriso aumentava. Sem dizer nada Naruto se agachou e a abraçou pela cintura, encostando a cabeça carinhosamente em seu ventre, ele sentiu o carinho que hinata fazia em seus cabelos, naruto nunca estivera tão feliz, estava com a mulher que amava e ainda teria um filho.

— obrigado por isso Hinata! Obrigado Por ter aceitado ficar ao meu lado e por me fazer tão feliz. — disse emocionado, sem se mover da forma que estava.

— não — ela respondeu trazendo o rosto dele para olhá-lo — eu que agradeço, por você mudar o rumo da minha vida, e me fazer uma pessoa melhor.

Naruto ergueu-se e a abraçou forte, ainda abraçado a ela lembrou de uma coisa que tinha vontade de fazer, conseguiu alcançar uma das rosas brancas de um vaso e retirou-a, separou-se dela em seguida tentando esconder a rosa, e sorriu um pouco corado:

— posso fazer uma coisa? — pediu sem jeito.

— o quê? — ela sorriu desconfiada vendo Naruto tirá-la de cima da mesa e ficar atrás de si em seguida. Sentiu ele tocar carinhosamente seu cabelo e começar a mexer nele.

— o que está fazendo? — perguntou ela sorrindo.

— quero ver como você ficará... — respondeu timidamente.

Sentiu ele colocar seu longo cabelo para o lado com cuidado, naruto tinha tanta suavidade para mexer nele que era até engraçado, provavelmente ele estava com medo de machucá-la se puxasse algum fio.

— você ficou ainda mais linda do que eu pensei. — disse ele já olhando-a de frente.

Quando tocou em seu cabelo percebeu que Naruto havia colocado uma rosa branca presa, no meio de uma pequena trança, deixando o restante do cabelo solto de lado.

— desde quando sabe fazer isso? — hinata perguntou surpresa...

— Sakura me ensinou! — ele corou coçando a cabeça um pouco constrangido — pedi que ela me ensinasse porque eu queria ver como você ficaria, a minha mãe... tem uma fotografia com o cabelo assim! —explicou Naruto. — e achei tão linda, que quis fazer em você. — Naruto sentiu-se zangado consigo mesmo ao sentir o rosto esquentar novamente.

— que fofo — Hinata o abraçou sorrindo. — você nunca me mostrou uma fotografia da sua mãe.

— quer ver?

— é claro, vou adorar.

Naruto deixou Hinata onde estavam e entrou na casa rapidamente voltando minutos depois com um pequeno quadro, entregou-o para que Hinata olhasse.

— essa foto é de recordação da minha madrinha, ela sempre a guarda. Eram melhores amigas. As que tenho dela eu levei comigo.

Hinata observou a foto encantada, era uma mulher muito linda e jovem de longos cabelos ruivos, vestia um vestido verde e sorria para a câmera feliz enquanto passava a mão na enorme barriga.

— nossa ela é... linda — disse encantada sem tirar os olhos da foto — linda de mais meu amor.

— é sim... — respondeu ele coçando a nuca com um sorriso.

— como era o nome dela?

— Kushina.

— maravilhosa ruiva, e você é loiro.... — debochou brincando.

— é verdade! — ele riu — talvez meu pai fosse loiro também.

— como se chama seu pai?

— eu não sei... — respondeu um pouco triste — nunca quis saber.

— Nem o nome?

— não! ..não sei se, eu conseguiria perdoá-lo se eu o conhecesse algum dia. Ele foi...muito baixo com minha mãe! Eu impedi que minha madrinha me dissesse o nome dele ainda criança quando ela me contou tudo. E também ele não se importa, nunca me procurou. — concluiu triste.

Hinata olhou novamente para a fotografia:

— ela deve ter sofrido muito! — disse ela.
O quadro escapou da sua mão acidentalmente, quando foi devolvê-lo, caindo no chão.

— desculpa — disse em desespero, pegando o quadro do chão e entregando a ele, a aflição dela fez naruto rir.

— não tem problema, não se preocupe meu amor! — respondeu ele tentando tranquilizá-la.

— é..é melhor você guardar... — disse sem graça.

— tá bom, já volto — disse dando um selinho carinhoso em Hinata e entrando novamente.

Hinata riu dela mesma, fitou o chão percebendo um pequeno pedaço de papel, pegou-o e ao virá-lo teve uma grande surpresa, não era um simples pedaço de papel mas uma fotografia bem pequena, a mãe de Naruto abraçada com um homem, alto e loiro de intensos olhos azuis...

— “esse homem...” — pensou ela lembrando-se na hora quando o viu pela primeira vez no colégio, até tinha ficado abismada com a semelhança entre ele e Naruto — “ Namikaze Minato” ... Será que ele é...


Continua..


Notas Finais


O.o eitaa Será que a Hina vai fala p ele sobre isso?! ❤❤❤❤... Bjosss pessoal até o próximo capítulo... ^^
Aguardo vcs nos coments.. 😍😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...