História A Voz De Um Amor - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mebuki Haruno, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, TenTen Mitsashi, Yahiko
Tags Naruhina
Exibições 255
Palavras 2.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ohayooo mina sann eu Aki de novo trazendo o cap. Da semana... Lembrando que A voz de um amor sera postada toda quarta ou quinta... Espero que gostem obrigada pelos favoritos e comentários.... 😍😍😍😘😘😘😘😘

Capítulo 31 - Receio


Fanfic / Fanfiction A Voz De Um Amor - Capítulo 31 - Receio

Mebuki levantou logo cedo antes de Naruto e Hinata acordarem, quando desceu sorriu ao ver os dois dormindo juntos na sala, para ela pareciam dois anjinhos, seu coração estava cheio de alegria por eles finalmente terem se acertado. Se direcionou em silêncio para a cozinha e começou a preparar o café, pensava em como Kushina ficaria feliz com a notícia de ter um neto, e ao mesmo tempo seu coração se apertava ao se lembrar de Minato, até onde sabia ele não havia contado a Naruto ainda sobre a paternidade, e mesmo conhecendo o afilhado tão bem, não fazia ideia da reação dele quando descobrisse.

— bom dia Sra. Mebuki — de repente ouviu a voz sonolenta de Hinata atrás de si.

— ah bom dia hinata — sorriu ela gentilmente — estou preparando o café, tem algo especial que queira comer?

— não, eu estou bem. — Hinata sorriu de volta levemente e sentou-se observando-a. Se lembrou do que vira na noite passada, se perguntava se aquele homem da fotografia realmente seria o pai de Naruto, não teve coragem de perguntar a ele, provavelmente Naruto nem sabia daquela mínima fotografia, mas se tinha alguém que poderia esclarecer suas dúvidas, era aquela que estava ali na sua frente. Havia guardado a foto para perguntar a Mebuki, e estava com a mesma nas mãos.

— sra. Mebuki, posso perguntar uma coisa ?— começou um pouco sem graça.

— claro querida, o que foi? — Mebuki virou-se pra ela.

— ehh.. Quem foi o pai do Naruto?

Mebuki ficou um pouco desconcertada com a pergunta repentina:

— f..foi um homem que fez kushina sofrer muito.

— por acaso foi esse? — com as mãos trêmulas Hinata colocou sobre a mesa da cozinha a mesma fotografia que havia caído na noite anterior — o pai de Naruto é Minato Namikaze?

Mebuki gelou, como aquela foto fora parar ali?!... Antes de responder ela deu uma olhada pela janela de vidro que dava para sala e vira Naruto ainda dormindo calmamente.

— como...conseguiu essa foto Hinata? Naruto viu isso?

— n..não, ele não viu, achei que...deveria conversar com a sra. Primeiro, ontem ele me mostrou pela primeira vez a fotografia da mãe, e essa pequena caiu antes de ele guardar o quadro.— ela fez uma pausa como se tomasse coragem pra perguntar novamente — Minato é o pai do Naruto?

Mebuki suspirou profundamente, já não tinha como ficar escondendo, o que ela poderia dizer com aquela foto como prova?! Se amaldiçoou internamente por ter guardado aquela fotografia no quadro de kushina.

— s..sim Hinata, Minato Namikaze é o pai de Naruto.

— por que nunca contaram a ele?

— Naruto nunca quis saber o nome do pai, fomos tomados pela surpresa quando o mesmo apareceu aqui procurando por ele após tantos anos. — Mebuki se sentou na frente dela — Minato é um homem bom mas que fez coisas ruins no passado, ele era quase como você Hinata.

—e..eu? Co..como assim?

— a família dele era muito rica e interesseira, e Kushina era... Bom...— sorriu ao se lembrar da amiga — A Kushina. Simples em tudo, feliz com o que tinha, era um pouco maluquinha ás vezes, mas tinha um coração puro e cheio de bondade, ela se apaixonou por Minato, mas a família dele fizeram-no deixá-la, e ao mesmo tempo ele quis fazer isso também, principalmente depois que soube da gravidez, se julgava novo demais na época, a notícia o assustou e..Kushina se viu sozinha. Mas apesar de todo sofrimento dela, sempre sorria feliz por ter um filho do homem que amava, ela era tão forte que me surpreendia, mas eu sabia que por dentro ela estava destruída...

— então... O que ele quer com o Naruto agora?

— Minato diz que quer se redimir... Por isso deu essa grande oportunidade a ele, quer se aproximar e contar a verdade mas... Parece ter medo da reação de Naruto.

— o que é compreensível sra. Mebuki, Naruto pode não reagir muito bem a tudo isso.

— Hinata não conte nada a ele está bem? — pediu Mebuki.

— n..não sei se posso fazer isso , a última coisa que quero é mentir pra ele outra vez.

— eu entendo, mas, dê mais um tempo se você for contar, espere um pouco mais, espere Minato fazer isso. É algo que os dois apenas devem resolver. Eu que estou te pedindo... Você morando lá poderá conhecer Minato melhor, e.. Saber quando ele pretende dizer a verdade.

Hinata suspirou fundo, não queria mentir para Naruto, mas de certa maneira Mebuki estava certa, aquele era um assunto muito delicado, algo que apenas pai e filho deveriam resolver.

— tudo bem sra. Mebuki, eu não vou dizer nada a ele ainda, mas...se Minato demorar, não vou continuar escondendo isso.

— obrigada por entender querida. — sorriu Mebuki segurando as mãos de Hinata carinhosamente.

— bom — se levantou Hinata— ainda é muito cedo, mas preciso fazer uma coisa antes de irmos para o aeroporto. diga ao Naruto que não vou demorar.

— mas você nem tomou o café! — repreendeu Mebuki — precisa comer, agora por dois.

— estou sem fome — sorriu ela um pouco sem graça — mas prometo comer assim que eu chegar.

Mebuki a viu sair as pressas da cozinha e sorriu com a afobação da garota, viu que ela havia deixado a foto em cima da mesa, e resolveu guardá-la antes que Naruto acabasse vendo.


**************★ ****************

Ino acordou sentindo a cabeça pesada, havia dormido no máximo uma hora durante toda a noite, seu pai provavelmente já deveria ter ido para o trabalho. Pensou em ligar para Hinata pra saber o que havia acontecido na noite anterior, porém não foi preciso ligar para saber, assim que desceu para tomar o café da manhã e abriu o jornal viu notícias e mais notícias sobre o fracasso do casamento Hyuuga e Matsuyama, estava tudo ali o escândalo, a gravidez dela fora revelada pela própria para a imprensa, o casamento cancelado... Ino não pôde deixar de sorrir, então pelo menos tinha dado tudo certo para a amiga. Ouviu a campainha da casa tocar e se levantou, mal abriu a porta e quase foi derrubada com o salto que Hinata deu em cima dela em meio a um forte abraço, Ino sorriu pela euforia e o modo que a amiga chegara em sua casa abraçando-a de volta. 
Hinata entrou e sentou-se no sofá da sala e Ino trouxe um pouco de chá para que pudessem conversar.

— estou surpresa por ter vindo Hina, pensei que já estivesse indo para Nova York com Naruto.

— achou que eu iria embora sem vir aqui te agradecer pelo que fez? — sorriu Hinata — confesso que quando Naruto disse que você tinha ido até lá pra contar tudo eu quis matar você... — brincou — Mas sei que você fez pelo meu bem, se não tivesse feito isso, eu, estaria casada com Yahiko agora.

— era tudo muito injusto pra você, não podia permitir que aquilo continuasse, fico muito feliz por você e Naruto... E seu pai?

— eu não sei exatamente — suspirou Hinata — aquela empresa era tudo pra ele, sinceramente não sei como ele vai ficar. Pelo menos ele tem o Neji.

— e a Hanabi?

— Naruto quer que ela fique com a gente, mas eu a achei muito quieta ontem.

— Hanabi deve estar muito confusa. Mas ela vai entender logo você vai ver!

— tomara que sim, ei por que você e o Sai não nos acompanham até o aeroporto também?! Assim podemos ficar mais tempo juntas...

Ino havia acabado de pegar a sua xícara de chá, sentiu o corpo estremecer ao ouvir o nome de Sai, passara a maior parte da noite chorando e quase não dormira por causa do que havia visto. Ainda doía muito quando pensava naquela cena, ela esboçou um fraco sorriso para Hinata e abaixou a cabeça em silêncio.

— Ino? — chamou hinata desconfiada, era muito raro ver uma expressão de tristeza no rosto daquela loira. — está tudo bem? — perguntou preocupada, surpreendeu-se ao ver algumas lágrimas caírem dentro da xícara que a amiga segurava. Hinata pegou a xícara de Ino e colocou sobre a mesinha de centro, tocou nas mãos da amiga, fazendo-a olhar para ela.

— o que houve? — perguntou hinata ao ver Ino com os olhos vermelhos e as lágrimas vívidas em sua face.

— Sai e eu não estamos mais juntos — respondeu com a voz embargada. — ele, encontrou outra diversão.

— do que está falando?

— eu o vi ontem, aos beijos com a Karin.

— Karin? Do colégio? — perguntou Hinata espantada.

— sim! Sai tinha pedido um tempo pra gente, mas provavelmente era pra ficar com ela.

— Ino, porque nunca me disse? — perguntou ela, era horrível ver sua melhor amiga daquele jeito. Justo Ino que sempre fora pé no chão, e que sempre a ajudou.

— você tinha problemas demais Hinata, não precisava se preocupar com os meus também.

— é claro que preciso, somos amigas. Sai foi um canalha com você, como ele pôde? — disse hinata totalmente indignada com a atitude do rapaz. — e...eu não acredito que ele foi capaz de trair você com aquela idiota.

— tá tudo bem Hinata, vou superar, isso... Não é nada.

— claro que é.. Eu vou falar com ele agora mesmo — disse hinata se levantando de uma vez, completamente alterada.

— não hinata, não quero que fale com ele.

— mas Ino...

— por favor! Só quero esquecer... Eu não quero vê-lo, se você for até lá ele vai aparecer aqui. Preciso de um tempo, só isso...

Hinata suspirou relutante em negar o pedido de Ino, porém aceitou a contragosto.

— você vai ficar bem?

— s..sim, não se preocupe Hina, — disse Ino enxugando o rosto com as mãos — existem muitos outros garotos por aí... Vou encontrar alguém que saiba me valorizar.

— tenho certeza que sim!

Hinata sorriu, mesmo sofrendo tanto, Ino era sempre destemida e confiante em si mesma.


**********★ *************

— então ele está fora de perigo? — perguntava Kurenai aliviada quando o médico lhe dera a notícia de que Minato já poderia voltar para casa.

— sim, se quiser pode ir vê-lo.

Ela se encaminhou ao quarto dele acompanhado por Gaara, Minato estava acordado e sorriu ao ver a sua amiga e secretária.

Kurenai sorriu de volta sentindo os olhos marejarem, e antes que percebesse estava praticamente deitada em cima de Minato abraçando-o totalmente emocionada, sentira um medo e uma sensação horrível quando o vira no escritório desmaiado daquele jeito. Assim que percebeu que estava deitada em cima dele corou fortemente e se afastou de imediato.

— me..d..desculpe! Eu.. — deixou a frase morrer sem saber o que dizer, seu rosto formigava de tanta vergonha.

Minato estava também levemente ruborizado com a atitude espontânea da secretária, levou a mão atrás da cabeça e sorriu um pouco sem graça, pois até então ela nunca o havia tocado e sempre que ele se aproximava ela fugia, para ele Kurenai ás vezes era uma incógnita indecifrável.

— eu recomendo uma vida menos agitada, Minato você não é mais um rapazinho, precisa se cuidar excesso de trabalho causa essas coisas — disse Gaara olhando para ele seriamente.

— eu vou ter mais cuidado — respondeu Minato olhando-o da mesma forma, era uma troca de olhar cúmplice entre os dois. Minato não queria que Gaara o médico responsável por sua saúde contasse a verdade do que havia realmente acontecido.

— bom...eu vou ligar pra minha sobrinha, ela também estava preocupada... — disse kurenai ainda com o tom rubro na pele. — com licença.

Assim que ela se retirou Gaara olhou para Minato seriamente.

— Minato eu já disse que você precisa ficar em casa, não é bom continuar com esse ritmo, a doença está se alastrando pelo seu corpo aos poucos, não pode continuar trabalhando exaustivamente, isso apenas vai encurtar a sua vida.

— eu sei Gaara, mas não posso simplesmente ficar em casa tenho uma empresa pra presidir. Não posso me ausentar. — suspirou. — essas dores de cabeça não sinto sempre.

— mas você viu o que acontece quando sente. Não ia passar a sua empresa para o seu filho?

— e vou... Mas, preciso de tempo...

— você não terá esse tempo se continuar se matando de trabalhar desse jeito, precisa descansar sua mente — Gaara estava sério — ou vai morrer antes da hora, seja lá o que tiver que resolver com seu filho resolva.


*************★*****************

Naruto estava na sala conversando com Sasuke e Sakura, Hanabi continuava quieta sentada no sofá, Mebuki e Kizashi também já estavam ali para se despedirem dos três, logo hinata chegou e se juntou a eles.

— onde esteve meu amor? — perguntou Naruto recebendo-a com um selinho carinhoso.

— desculpe pela demora, eu estava com a Ino.

— bom estamos prontos, já comprei as passagens, assim que chegarmos lá compraremos algumas coisas pra vocês.

Despediram-se de todos ali presentes e novamente Naruto enfrentou o dilema da madrinha que sempre chorava quando ele partia, quando encaminhavam-se para porta Hinata estranhou por ver Hanabi ali ainda sentada no sofá de cabeça baixa:

— Hanabi? — chamou Hinata encaminhando-se até a irmã, Naruto virou-se e também seguiu os passos de Hinata até a menina.

— o que foi? — perguntou Hinata — está se sentindo mal?

Hanabi se pôs de pé em frente a irmã e Naruto e os olhou:

— Hinata, eu não vou...


Continua....


Notas Finais


Eitaa... Hanabi sera q vc será um problema? 😱😱😱😱😱 ihhhh kkkkkkkkk bjossss pessoal até o próximo cap. 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...