História A voz do coração ( Imagine Jungkook) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Irmandade667, Kook, Romance
Visualizações 124
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá irmandade sentiram minha falta ?
Espero que sim, como eu falei no aviso tentarei sempre postar Cap novo toda sexta mas sabe que as vezes tenho imprevistos. Mais como prometido NUNCA vou abandonar essa fic e vocês 😙😚😀

Então Boa leitura ♡

Capítulo 6 - Passado...


Fanfic / Fanfiction A voz do coração ( Imagine Jungkook) - Capítulo 6 - Passado...

"Sou uma pessoa insegura, indecisa, sem rumo na vida, sem lema pra me guiar, na verdade não sei o que fazer comigo"

Clarice Lispector 



"Ivy"

Eu respirava com dificuldades meu corpo se contercia de frio, eu apertava o cabo da grande lâmina da faca que eu pegara da cozinha em posição de ataque e com medo . Isso era normal ele tinha me achado porque Deus?  Por que ele sempre me encontrava...

Era como uma maldição, pensei que se eu mudasse para um lugar distante que eu morava eu pudesse finalmente ter paz mas não isso era algo que eu nunca teria .

"Não enquanto ele estivesse vivo..."

Passos pesados e grandes se aproximando do quarto em que eu estava,  meus olhos já se encheram d'água mais uma vez, eu odiava me sentir fraca mas era inevitável...

Me assusto com o som de alguém tentando arrombar a porta dou alguns passos pra trás até eu encostar na parede mais próxima, e com um último estrondo a porta vai ao chão e congelo o meu corpo mais ainda tremula ergo a faca, e meu olhar se fixa com a figura que aparece abrindo aquele sorrisso de sociopata que tinha  .

_ Achou que escaparia de mim Ivy, sabe que qualquer lugar que você irá eu vou te encontrar você é minha ! 

 Sua face reluzia a pavor aquele olhar frio e cortante ele não podia me pegar não podia...

_ Você é doente, me deixa em paz não se aproxime de mim. Mesmo com muito medo eu suava ser forte .

_ Você  não irá me machucar Ivy largue logo essa faça, seja uma boa menina . Ele ameaça se aproximar de mim .

_  Não duvide chegue mais perto pra você ver .

Isso para ele devia ter saído como uma provocação, então ele vem em minha direção não me dando tempo quando fui ver ele pega meus dois braços me imobilizado deixando cair a faca a chutando para longe .

_ Ivy,  você tem me dado muita dor de cabeça fugindo de mim toda hora, terei que castigala.  Sussurra em meu ouvido tapando minha boca .

É nesse momento que eu grito...


************************


_ NÃOOOOOOOOOOOOOOO! Grito acordando desse maldito pesadelo completamente suando frio .

"  Calma Ivy respire, está tudo bem você está no seu quarto na pensão não se preocupe Ele nunca mais vai tocar em você " 

Minha consciência me diz tentando me acalmar. Mas é inevitável que as lágrimas surgissem,tudo era tão nítido e real parecia que se tivesse acontecendo a memória daquela noite só tinha que agradecer por ter escapado das garras Dele...

Em hipótese alguma o tal poderia me achar, tudo estaria perdido por isso escolhi uma cidadezinha bem no fim do mundo pra ninguém me achar.  Todo esse tempo lembranças iam e vinham com esse maldito tormento, que sempre vinha pra me lembrar de meus traumas . 

Me mantendo longe dos meus amigos,  familiares, tudo que eu tinha foi perdido . Agora eu estava em                                         Em momentos acho que eu não estava segura aqui também, mesmo que não faça nem um mês que cheguei mais era normal pra mim estivesse vivendo essa vida de nômade. 

Agora eu sabia o por que dessa Cidade ser um imã que me prendia a não ir embora só não gostava de admitir "Jeon Jungkook " . Queria tanto desvendar seus segredos por trás de suas cicatrizes não só externa, como interna, o que há por trás de seus olhos melancólicos. 

Porque Ivy essa obsessão toda ? Pois eu sinto que ele deve ter passado por algo muito triste em sua vida, eu queria ajudá-lo mesmo não sabendo  ajudar a minha própria pessoa . 

Eu nunca fui um das pessoas mais sociável pra fazer amizade, contudo era nítido que ele precisava de amigos então eu seria essa pessoa e eu sabia exatamente duas pessoas que me ajudaria querendo ou não eu iria convenser os dois. 

*********************** 

Pensão da Senhora Barker as 18:30


_ Não Ivy, está é a ideia mais maluca que uma pessoa  poderia dizer, agora tenho certeza que você não é normal . Diz Tae com os braços cruzados me olhando contra gosto .

_ Olha Ivy quando fui chamado aqui na recepção eu não esperava que o assunto fosse Jeon Jungkook . Diz Bambam também com as mesma expressão de carrancudo de Taeyhung .

Sabia que seria difícil quando pensei na ideia de chamar Tae, pra me acompanhar até a pensão que eu queria dizer algo bem importante e não foi diferente com Bambam, se ele queria tanto ganhar a minha confiança tinha que fazer por merecer. 

_ Qual o problema de vocês dois?  O pobre rapaz não é um monstro o povo dessa cidade o trata de uma maneira horrível não pode Julgar uma pessoa antes de conhecer ela totalmente. Digo colando as mãos  na minha cintura olhando pra os dois cabeças duras .

_ Tae você me recebeu tão bem na primeira vez que nos vimos, você não é igual a essa gente, e Bambam pelo que vejo você não é um homem que se deixa se levar pela maioria então a única coisa que eu peço aos dois não me negue isso vai .  

Faço uma voz manhosa se eu terei que apelar pra convencer eles faria .

_ Tá legal mocinha sabe que eu faço tudo pra ver um sorrisso nesse seu rosto lindo,  eu te ajudo nesse seu plano.  Diz Tae se rendendo. 

_ Se o Kim aceitou porque eu não toparia? To dentro, vamos ver no que vai dar . Diz Bambam dando uma piscadela. 

_ Certo, olha como eu estava explicando eu fui na casa dele ele não se mostrou nenhum pouco agressivo ou nada do que contam por aqui, ele consegue nos escutar só não consegue falar .

" Lembro de sua cicatriz no pescoço , devia ter acontecido algo bem  grave   pra ele ter ficado desse jeito " 

_  Corajosa, você ignorou os avisos de nós dois, e de todo mundo, assumiu os riscos ele podia ser um maluco mais mesmo assim você existe mesmo Ivy? Pergunta Bambam me fitando. 

_ Eu não  tinha certeza, mais era o que a minha intuição dizia que ele não demostrava perigo enquanto o vi naquela sala...

" Que possivelmente era seu ateliê" dou um sorrisso me lembrando das poucas telas, que notei as pinturas tinham traços não era de um pedofilo ou qualquer doente mental e sim uma pessoa que tinha alma de artista "

_ Você disse que ele era pintor acho que tenho uma ideia . Tae se manifestou Dava pra ver que ainda não estava cem por cento acreditando que Jeon fosse uma boa pessoa,  mais vejo que ele estava tentando .

_ O que você está planejando?  Pergunto junto com Bambam se virando pra olhar pra Taeyhung anciando sua resposta .

Sim eu iria ajudar o misterioso rapaz silencioso, eu tinha que confiar nem todo homem é igual a um certo alguém que me fez muito mal no passado...     

   



        

   

 


 

 


Notas Finais


Nesse Cap mostrei uma pequena lembrança da Ivy sobre seu passado alguém ja tem a sua teoria de quem seja o homem misterioso e tal ? 🤔

É muito legal da parte dela querer ser amiga Do Tae 😄😊

Deixo link pra quem gosta de TmJ meu irmão está escrevendo uma 👇

https://spiritfanfics.com/historia/descobertas-tmj-9791912

Até daqui a pouco bjs 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...