História A x nossa x história - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Gon Freecss, Killua Zoldyck
Tags Killugon
Visualizações 99
Palavras 909
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem <3

Capítulo 1 - O x primeiro x dia


Fanfic / Fanfiction A x nossa x história - Capítulo 1 - O x primeiro x dia

*Gon on*

     Acordei antes do despertador, eu estava muito animado. Hoje será o meu primeiro dia na Academia HunterxHunter, a escola para super dotados. Eu consegui uma bolsa e depois de muito discurso consegui convencer Mito-san a me deixar estudar aqui e morar com meus amigos, que conheci na internet, Leorio e Kurapika. Eu só tenho doze anos então foi complicado Mito me deixar sair de casa assim, mas Kurapika e Leorio, que já estavam no ultimo ano do ensino médio, conseguiram convence-la.

    Tomei um banho e já estava pronto quando meus amigos acordaram. Eu já havia feito o café da manha para eles em forma de agradecimento por tudo que estão fazendo por mim.

Leorio: Nossa, Gon, você realmente está muito animado.

Kurapika: Realmente, mas você não precisava fazer isso.

Gon: Não é nada!

     Depois de todos prontos fomos juntos ate a escola, já que nossos prédios eram separados, eu me despedia deles mais cedo e fui sozinho em direção à escola. Hoje seria um bom dia, eu podia sentir. Fiquei meio confuso quando cheguei, mas uns professores me ajudaram a me encontrar. Entrei na minha sala, era totalmente diferente da minha antiga escola. Não pude deixar de notar um garoto, aparentemente albino sentado no fundo da sala, estava sozinho e perdido em seus pensamentos. Será que ele também era novo?

      A primeira aula era de filosofia. O professor entra na sala, um homem alto com óculos e a camisa social desarrumada.

Professor: Olá alunos, bem-vindos de volta. Para os que não me conhecem podem me chamar de Mr.Wing, serei seu professor de filosofia desse ano. Vejo que temos um aluno novo por aqui. Pode dizer quem é?

Gon: Meu nome é Gon Freecs.

Wing: Muito bem. Vai ser interessante ter você como um aluno, Gon.

        Passaram-se as aulas e chegou ao recreio, eu não conhecia ninguém então fiquei sozinho. Andava pelo pátio quando vi aquele garoto de cabelos brancos sentado sozinho em um banco, ele parecia triste por estar só. Fui à direção dele, mas antes que eu chegasse lá o sinal tocou e tivemos que voltar para a sala. A próxima aula era atualidades. A classe estava uma bagunça enquanto o professor explicava, ate que ele perdeu a paciência.

Professor: Jack!! Já que você está conversando você deve saber tudo sobre o assunto.

          O suposto Jack ficou sem reação, a turma havia se calado.

Professor: Então me responda: se sua mãe e sua irmã estivessem em perigo. Quem você salvaria, e por quê?

       Um sussurro de questionamento percorreu a sala. Que pergunta era aquela? Jack ficou nervoso não sabia o que falar, se ele errasse é provável que o professor o fizesse ser suspenso.

Jack: O que...? Eu acho que...

Gon: Não existe resposta. Simplesmente é impossível escolher só uma!

Professor: Você está certo, Gon. Você deveria aprender com ele, Jack. Você ia escolher somente uma. Não é? Eu digo isso por que na sua vida pode aparecer esse tipo de situação de perigo e só quero preveni-los sobre o que pode acontecer.

       Jack fez uma cara de raiva para o meu lado. O resto da aula passou bem rápido. Estava no caminha de casa quando me empurraram para um beco.

Jack: Parece que você é o espertinho, né? Vamos abaixar sua bola um pouco.

      Ele e os dois amigos dele começaram a bater em mim, até que:

Xxxxxx: Parem.

       Eles pararam e olharam para trás. O olhar de raiva foi substituído pelo medo.

Amigo do Jack 1: Zol-Zoldyck!

      Os três saíram correndo. E o prateado veio em minha direção oferecendo a mão para me ajudar a levantar.

Xxxxxx: Gon. Não é? Você está bem?

Gon: Só com uns arranhões. Quem é você?

Xxxxxx: Me chamo Killua. Você está capaz de voltar para sua casa sozinho?

      Levanto-me e sinto o meu tornozelo doer. Tropeço, mas Killua me segura, quando o olho ele está vermelho feito um tomate.

Killua: E-Eu te ajudo, vamos antes que fique tarde.

       Fomos andando. Eu me apoiando nele, chegamos à minha casa.

Killua: Bom, acho que nos despedimos aqui.

Gon: Você não quer entrar?

Killua: Acho melhor não.

       Ele ia embora.

Gon: Nos vemos amanha?

Killua: *suspiro* Acho que não.

       Não entendo o que ele quis dizer, mas entro em casa e Leorio e Kurapika logo vem em minha direção.

Leorio: Gon! O que aconteceu?

Gon: Uns meninos me bateram, mas não se preocupe porque o Killua me salvou!

          Ambos se entreolharam com um olhar preocupado.

Kurapika: Gon. Acho melhor você não andar com esse garoto.

Gon: O que?!

Kurapika: Tente entender, Gon. O Killua é de uma família de mafiosos, eles são os maiores do país inteiro. Por algum motivo, qualquer pessoa que tenta se aproximar do Killua acaba espancada e em alguns casos aconteceram coisas piores. É perigoso se aproximar dele. Gon, eu falo isso para o seu bem.

Gon: O meu bem?! E o Killua?! Ele sofre com a solidão! E nem é por culpa dele!

          Bati na mesa com força que acabei derrubando o abajur que estava em cima dela. Corri para o meu quarto escutando os avisos de Kurapika e Leorio atrás de mim. Tranco a porta. Deito na cama e penso em como o Killua parecia triste sozinho no recreio e em como aqueles garotos saíram correndo quando o viram e em como ele me ajudou. Ele não é má pessoa, ele não merece sofrer! Não importa o que aconteça, eu vou ser seu amigo, Killua!!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...