História A.A.N.Z (interativa) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Interativa, Luta, Musica
Exibições 17
Palavras 1.669
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey there!
Existem várias coisas que vão ser contadas mais tarde e com mais detalhes também ao longo dos capítulos, então se achou meio corrido saiba que foi proposital.
O proximo capítulo deve sair em breve, então fiquem ansiosos.
PERGUNTA DO DIA: DUPLA DE NOVO: Qual o user do Twitter do seu personagem?
Como se comporta durante a semana das provas?
Obrigada, aproveitem.

Capítulo 13 - Happy Halloween Party


- O que diabos é isso que você está vestindo, Asteroide? - Mia perguntou enquanto Astra fazia um esforço maior do que seria descente para fechar a saia de ballet preta.

- Fantasia, ué. Cisne Negro.

- Só porque você faz dança? Qual é, que clichê! - Mia zoou fechando o zíper do shorts preto. - Precisa de ajuda?

- Como se você soubesse fechar um tutu bandeja.

- Tem um botão pra pender, acho que consigo fazer isso. - Mia disse fechando o botão na saia de Astra. - Está até que bem bonita, Asteroide.

- Obrigada, Mia. Está vestida do que? 

- Vampira, baby. 

- Seu shorts não está um pouco curto? 

- Não. - Amelie respondeu grosseiramente e sentiu o celular vibrar no bolso. 

Richard Harckness lhe enviou uma mensagem 


Bloqueou o celular e se sentou na cama. Sun penteava o cabelo com um olhar sonhador.

- Parece que nossa Alice já está no País das Maravilhas. - Mia brincou caminhando até o espelho.

- Estou bonita, Mia?

- Está linda, pequena.

O celular de Mia vibrou novamente, dessa vez era o despertador. A festa estava começando. Uma batida na porta chamou a atenção das três e quando Matthew entrou, Sun Hee correu. 

- O Chapeleiro Maluco? - ela disse empolgada. - Você está lindo!

- Não tão lindo quanto você, princesa...

- Ai Jesus, que meloso... Vou vomitar desse jeito! - Mia zoou virando o nariz para o casal. - Podemos descer sem melo melo? Ou vão me causar uma diabete!

Sun sorriu para Mia e beijou Matthew, apenas para provocar. Ambas riram da situação e desceram pelo elevador com outros alunos irritados pela saia enorme que Astra utilizava. A fantasia era linda, mas nada pratica. Mia segurava a câmera com o maior cuidado do mundo e Matthew apanhou quando tentou pegar a câmera da mão dela.

- Para Mat!

- Para Mat. - ele imitou com uma voz chata que não lembrava em nada a tradicional voz de Mia.

- Matthew Bartolomeu Fietzpatrick! Para de ser chato menino!

Ela sabe o nome do meio do Matthew?, pensou Sun Hee tentando conter o ciúmes.

- Para de ser chata você, mimada.

- Ah, eu vou contar pra sua mãe!

- Você conhece a mãe dele? - Sun Hee não pode se conter.

- Obviamente. - Mia respondeu rindo. - Eu sou obrigada pela vida a conhecer a mãe dele. Afinal a mãe dele é minha mãe também.

- Vocês são irmãos?

- Você não contou pra ela? - Mia indagou.

Matthew inventou a desculpa que o assunto não havia saído, mas não queria que Sun pensasse que ele era o mesmo tipinho de Mia logo de cara. O elevador parou e o corredor estava superlotado das mais diversas pessoas com as mais diversas fantasias possíveis.

- Máscaras? - uma garota perguntou na porta. Fazia sentido, era o tema do ano. Nenhum deles tinha uma, exceto é lógico por Astra que usava uma máscara na fantasia. Por sorte havia uma caixa enorme com milhares de máscara diferentes.

Sun e Mat pegaram mascaras douradas simples e entraram, mas Mia escolheu uma preta que a deixava irreconhecível. 

Outra pessoa irreconhecível era Ricky, que estava encostado em uma parede ouvindo a música pop irritante. Via de longe Morgan dançar, jogando o cabelo quando Mia apareceu. Seu único medo era ser reconhecido por ela, já que Morgan estava mais preocupada em achar um príncipe encantado do que o Jack do Estranho Mundo de Jack.

As meninas dançavam as musicas, mesmo que nenhuma delas estivesse realmente curtindo as musicas que o DJ colocava.

- Acho que vou pedir uma música.

- Vai lá.

Ela caminhou até a mesa do DJ.

- Quer pedir alguma coisa mocinha?

- Smells Like Teen Spirit. - ela disse com um sorriso. - Está com cara de cansado, estava em alguma outra festa antes daqui?

- Halloween, sempre uma luta.

- Quer ir tomar alguma coisa? 

- E quem toca?

- Eu, ué! Vai, juro que tomo cuidado! Controlo só o suficiente para você tomar um refri, usar o banheiro. - os olhinhos implorando encantaram o rapaz do som que topou e deixou a menina controlar as picapes.

Quando a música do Nirvana começou, foi como se alguém chamasse Ricky para pista. Ele começou a dançar com a câmera ainda na mão por não ter onde deixa-la e foi aquela Polaroid azul que chamou a atenção de Morgan.

A música trocou e simplesmente nenhum menino a impediria de dançar "I Love It". Ela cantava alto, sozinha no meio da pista. Tinha perdido Mia de vista, provavelmente estava com algum menino.

Ricky se cansou, mas não parou de tirar fotos da festa. Foi quando notou que o DJ já não era um garoto com máscara e sim uma menina.

"Purple Lamborghini" começou e um grito começou na multidão. Todos estavam alucinando. A DJ realmente era boa, mas quem era ela? Ricky tirou uma foto da menina e uma de Morgan em seguida.

Quando o DJ retornou, as musicas pop voltaram e mais da metade dos alunos saiu da pista. Mia começou a ver o jeito daquele rapaz fantasiado de Jack. Sem prestar atenção em nada, observando cada menina como se fosse um pedaço de carne... Ricky não resistiu a beber e antes do show as 8 já estavam meio perdido. 

- Oi. - Mia se aproximou.

- E ai, gata?

- Tudo bem, Jack?

- Tudo ótimo, Conde Dracula. O que quer?

- Bater papo... - ela estava desconfiada e o tom de voz a fez ter quase certeza, mas só confirmaria de um jeito. - Quem é você? De verdade?

- Lucky.

- O fotógrafo secreto?

- Existe outro Lucky? E você, quem é?

"Atenção, palmas para XG!" Anunciaram e as cinco meninas subiram ao palco. A histeria foi geral e Mia infelizmente preferia elas, a paixão da vida de Morgan. 

A primeira música era a favorita da maioria. O show era repleto de todas as músicas delas e alguns covers ao longo de tudo. Na passagem de som, as garotas haviam tido uma ideia. Somente as cinco faziam ideia do que iria acontecer e não contariam nem que fosse pagas. 

Dançaram e cantaram cada música. Elas eram melhores do que qualquer um pudesse pensar.

- Todo mundo sabe que nós escolhemos uma música para fazer cover, e quem já viu outros shows da tour está acostumado com a minha música. - Lissa disse com um sorriso enquanto as outras meninas bebiam água. - Estamos em um lugar cheio de artistas, cantores ótimos, mas conheci uma garota durante a entrevista para o blog da escola e descobri que temos umas futura k-idol entre nós.

- Então a XG tem a honra de convidar Han Sun Hee para se apresentar com a gente. - elas disseram em uníssono. - Boombayah!

Sun teve que ser empurrada por Morgan para alcançar o palco, mesmo que desse mini passinhos ao invés de passos de verdade. Lissa a ajudou a subir no palco.

- Você é rapper, né? Sabe a primeira parte de BOOMBAYAH, BLACKPINK? - Sun concordou com a cabeça. - Ótimo. É só cantar! Temos nossa própria coreografia, mas fica tranquila nem precisa dançar.

A musica começou e Sun estava meio assustada. O movimento das meninas atrás dela eram rápidos e lindos, mas ela não era muito boa dançarina. Estava meio travada no começo, mas bem na ponta do palco Matthew a encorajava e gritava seu nome. Ela nasceu para estar no palco e por isso se sentiu meio morta quando a música acabou e as meninas se despediram da plateia. Precisava de ar.

- Hey, Lucky. - Mia chamou com certo cuidado para que Morgan não percebesse com que ela falava depois de sair do meio da multidão.

Ricky já estava mais bebado, mais perdido e Mia já estava cheia de lábia. Não demorou, Ricky beijou a boca de Mia com vontade e desejo, exatamente como Mia esperava que ele fizesse. Mas ela fez o habitual, desculpa para ir beber algo e não voltou.

- Dizem que aquele ali é o Lucky. Ele tá meio bebado, mas vai falar com ele. Quem sabe não descobre algo?

- E se não for, Am? - Morgan perguntou ouvindo o sussurro de Mia.

- Se não for, vai só ficar com um boy incrível. 

Quando a música voltou a ser descente, todos souberam que de alguma forma a DJ havia mudado novamente. E a primeira música que a mascarada colocou foi meio old, "Girls Just Want Have Fun", Cindy Lauper. Muitos dançavam empolgados e ela ficava feliz por produzir um som tão bom. 

Morgan respirou fundo e se aproximou. Talvez nenhum dos dois se lembre exatamente como a conversa começou, mas Morgan estava se segurando para não ter um ataque de fangirl no meio da festa, então conversava com aquele como alguém comum e civilizada.

- Para alguém que vive nas sombras, você é muito simpático, Lucky.

- Você é melhor, Morgs. - talvez Morgan nem tenha se atentado ao apelido, mas o que ela mais queria e mais temia aconteceu. Morgan beijou Ricky, quero dizer Lucky. Ele até tentou fazer mais, mas ela não quis. Saiu da festa, até pelo horário. Estava cansada e já tinha tido o suficiente - até porque Mia a puxava para fora.

Sonhou com o rapaz, mesmo que estivesse dividindo a cama com Mia - coisa que elas faziam sempre - ficou suspirando por alguém que mal conhecia. Quando acordou, tinha algo sob a porta. Uma foto dela dançando na noite passada e escrito com caneta permanente atrás.

"Espero te ver novamente, Morgan Maximoff"

Pulou na cama para acordar Mia, mas ela não estava lá. Já estava longe. Destravara a porta com um prendedor de cabelo e estava sentada na ponta da cama admirando os detalhes do quarto de dois meninos bagunceiros.

- Mia? O que está fazendo aqui? - Ricky perguntou se sentando na cama e encarando a melhor amiga.

- Bom dia, Lucky.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...