História Abaixa que é tiro! - Com Valéria Ferreira - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Valéria Ferreira
Exibições 183
Palavras 1.448
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Entrevista com o casal foguento PAULICIA


VALÉRIA: Olá, cambada de pervertidas e pervertidos, como vão vocês? Demorei, eu sei, mas a vida da autora está uma correria e dependo dela para poder vir falar com vocês. Como hoje ela conseguiu uma brechinha, cá estou! Então, quero dar as boas vindas aos nossos primeiros convidados: Paulo Guerra e Alicia Gusman, também conhecidos como casal briguento e fogoso.

ALICIA: Hey, olha como fala da gente.

VALÉRIA: Só estou repassando o que li nessas perguntas. Pessoal acha que vocês são uma máquina de sexo! 

PAULO: Francamente, se eu trepasse o tanto que esse pessoal fala, ficaria com o pau esfolado!

ALICIA: Juro que não sei se te amo ou te odeio, garoto.

VALÉRIA: Vamos começar, amiguinhos? Bom, começamos com o Furtado_Guerra, conhecido por fazer trocentas perguntas nas entrevistas. Polêmico, também. ENFIM! Como vocês dois se sentem sendo os mais amados da bagunça toda, sendo que nem são nucleares na novela original?

ALICIA: Segura essa marimba, monamour! 

PAULO: Acho que personagens principais acabam se tornando maçantes, sabe? Fica sempre em cima deles, girando nos mesmos conflitos... E é aí que os personagens secundários ganham força e conquistam o carinho do público. Além do que, a Fernanda e o Lucas são bastante carismáticos também, e isso ajudou! 

ALICIA: Mas nós somos fodas também. A junção Alicia/Fernanda e Paulo/Lucas deu muito certo, e conquistamos geral! 

VALÉRIA: Vamos em frente antes que eu xingue o ego desses dois... Bom, vocês dois são muito iguais. Isso não atrapalha?

ALICIA: Um pouco, às vezes. É meio complicado quando você consegue antecipar tudo o que o outro vai fazer. Nós realmente somos parecidos demais em algumas coisas.

PAULO: Mas no geral, é bom. Nós querermos as mesmas coisas, gostarmos dos mesmos passeios, mesmos filmes...

VALÉRIA: Com duas personalidade tão dominantes, quem fica por cima no sexo?

PAULO: Tudo depende. Se é sexo selvagem, sexo de reconciliação, sexo meloso...

ALICIA: Quando é melosinho, eu geralmente deixo ele por cima. Quando é selvagem, sou eu. Se é de reconciliação, depende de quem fez cagada.

PAULO: Exato, o outro que fica por cima como "recompensa" pela mancada do outro. 

VALÉRIA: Então você é melosinho, Guerra?

PAULO: Gosto de ser romântico e cuidadoso, de fazer a Alicia se sentir bem e amada. No geral ela prefere mais ação, mas tem seus momentos fofos.

ALICIA: Às vezes vocês esquecem que eu sou menina, né?

VALÉRIA: Vocês são ciumentos?

ALICIA: Você realmente perguntou isso? 

PAULO: Ciumentos é nosso segundo nome. Possessivo idem.

ALICIA: Isso não é algo bonito ou agradável de se admitir, mas é a verdade. 

VALÉRIA: Só tem pergunta sobre sexo aqui, meu Deus. A _pandenha_ quer saber quando e onde perderam o grande V, aka, virgindade.

PAULO: Tudo depende da autora e da fic.

ALICIA: Já perdemos no banheiro, no mato, no mar, no quarto, na sala, no motel... Com 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20 anos! Na maioria das vezes, com entre 16 e 18 anos, e no geral no quarto.

PAULO: Eu gostei da versão do banheiro, mas parece meio desconfortável. Prefiro às versões em que estamos em uma cama, em uma quarto e tal... Acho que seria mais confortável para mim e para a Ali.

ALICIA: Essa bagaça já dói... Imagina de pé em um banheiro? Ou com areia da praia entrando na bunda?

VALÉRIA: Prevejo mortes saindo. Ali, ela quer saber como é namorar alguém, nas palavras dela, "tão lindo e gostoso como o Paulo"?

ALICIA: Já pensou como é não ter metade dos dentes na boca? ~espumando de raiva~

PAULO: Eu avisei sobre o ciúmes... 

VALÉRIA: E ela quer saber de você, Paulo, como é ser tão lindo assim?

PAULO: Eu desconfio que a enfermeira da maternidade gamou em mim, sabe? A Alicia, por exemplo, me xingava sempre, mas tenho certeza que secava minha bunda desde os dez anos.

ALICIA: Que merda de ideia é essa?

PAULO: Qual é, morena... Eu sentia você secando meu traseiro, não negue.

ALICIA: Admito que comecei a te achar bonitinho bem antes de nós começarmos a sair, mas não venha me acusar de tarar sua bunda.

VALÉRIA: A maluca da Clara, que por acaso foi quem escrever sobre a primeira vez de vocês no banheiro, mandou a seguinte pergunta... Gente, ela é pior do que eu, como assim? Vou recitar as palavras dela, ok? "EEEEEEU QUERO SABER COMO É QUE OS DOIS FICARAM JUNTOS, GOSTO ASSIM, COLOCANDO O PAU NA MESA! QUERO QUE CONTEM COMO FOI A PRIMEIRA PEGAÇÃO DE VOCÊS, QUANDO, ONDE, COMO, QUE HORAS, ONDE O SOL TAVA, EM QUE POSIÇÃO TAVA SATURNO E TUDO MAIS!"

ALICIA: Gente, ela é realmente mais surtada que a Valéria, não sei se consigo lidar. 

PAULO: Ok... Depois do beijo no show, nós fomos na sorveteria de sempre e acabamos ficando pela primeira vez, e foi assim por algumas semanas, até começamos a namorar.

ALICIA: Nossa primeira pegação foi um tempo depois, na época nós mal tínhamos quatorze anos. Rolou umas mãos bobas no meio do caminho, mas nós só fomos nos pegar para valer com dezesseis anos. Pelo menos foi a primeira vez que eu coloquei a mão por dentro da calça dele e ele por baixo do meu sutiã.

PAULO: A gente estava na minha casa, era de noite, estávamos vendo filme... Agora a parte de astrologia eu não sei dizer.

VALÉRIA: Eu estou ficando com vontade de vomitar. Vamos para a próxima... A lokonaylpl quer saber como é aguentar a Alicia na TPM, Paulo.

PAULO: Imagina que você está em uma loja de cristais caríssimos. E que os corredores são tão estranhos que você mal consegue caminhar entre eles. Imagine que você está segurando algo parecido com uma arca do tesouro gigante, e que ela está repleta de granadas armadas, prontas para explodir quando encostar em qualquer coisa. É mais ou menos essa a sensação de lidar com a Alicia na TPM.

VALÉRIA: E ela quer saber, ali, qual a sensação de ganhar sempre no videogame.

PAULO: Isso é uma mentira.

ALICIA: É uma sensação ótima, eu adoro. Especialmente porque ele fica emburrado e fazemos sexo de reconciliação... E essas costumam ser as melhores vezes dele, sabe?

PAULO: Obrigado por dizer que sou ruim de cama, amor.

ALICIA: Não coloque palavras na minha boca. Eu só disse que você fica inspirado quando está com raiva.

VALÉRIA: Vamos para a próxima antes que eu presencie o sexo de reconciliação. Ela quer saber como é conviver com uma pessoa linda, diva e maravilhosa como eu?

PAULO: Vou dizer apenas que é uma montanha russa emocional.

ALICIA: Você precisa ter coração forte e muita paciência.

VALÉRIA: Seus babacas sem graça. Bom, tem várias perguntas repetidas aqui. Ah, a Lilica fez uma pergunta legal! Qual mico vocês cometeram na hora H?

ALICIA: Ele errou o buraco.

VALÉRIA: É O QUÊ?

ALICIA: Ele estava beeeem empolgado e foi querer fazer graça. De repente eu senti uma cutucada em um lugar nada agradável e dei uma joelhada no meio das pernas dele.

PAULO: Adivinha quem não transou naquela noite e acabou com um saco de gelo no saco?

ALICIA: Eu realmente fiquei com dó dele.

PAULO: Mas não quis dar beijinho para sarar! 

ALICIA: Guerra, eu não vou beijar seu saco, nunca. Pode ir desistindo dessa ideia.

VALÉRIA: Quero vomitar de tantas formas... ENFIM, Paulo, estão perguntando como é aguentar a Marcelina com o Mário.

ALICIA: Sabe a descrição que ele deu de mim na TPM? É o mesmo sentimento de lidar com ele a cada vez que o relacionamento da baixinha e do grandão avança um passo.

PAULO: Eu realmente prefiro não falar sobre isso, sério.

VALÉRIA: Bom, eu queria saber o que vocês acham das fanfics que tem vocês como protagonistas.

ALICIA: Eu to cansada das pessoas mudarem nossas personalidades, sabe? Me colocar como nerd, sofredora de bullying, tímida, youtuber... Poha, eu tenho uma personalidade tão foda!

PAULO: É, é sempre aquelas fanfics que já no título aparecem dois opostos, tipo a nerd e o playboy. E no final, acaba não tendo nada disso na história. 

ALICIA: E é claro que tem o fato de nos colocarem transando sem parar. Parece que é só isso o que fazer: transar.

VALÉRIA: Ok, acho que já falamos muito de sexo para uma entrevista só. Isso é tudo por hoje, amigos!

PAULO: Mas já?

VALÉRIA: O pessoal mandou pouca pergunta, e quase todas repetidas sobre a primeira vez de vocês e etc.

ALICIA: Sem criatividade. QUERIA FALAR MAAAIS!

VALÉRIA: Não surta, Gusman. Bom, despeçam-se!

PAULO: Tchau, leitoras e leitores! Obrigado pelas perguntas!

ALICIA: Mas sejam mais criativos na próxima!

VALÉRIA: O próximo casal que virá aqui será Jorge e Margarida. Caprichem, hein? E SEM TANTA PUTARIA, SEUS LOUCOS! BEIJO NA BUNDA!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...