História Abandonado por aqueles que Amava. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Zeref
Tags Abandonado, Magia, Magos, Natsu, Overpower, Solidão
Visualizações 299
Palavras 2.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo minna...
Desculpem o atraso... como vocês sabem eu tava meio doente ultimamente, por isso a falta de capítulos


Mas agora que voltei, voltei com tudo hein! :3
>> Leiam as Notas Finais <<
Bom, sem delongas, bora pro capítulo! Boa Leitura.

Capítulo 4 - Chamas Douradas - Arco I



Após a luta, o rosado veio a cair incosciente.As garotas se olharam e estavam saindo dali deixando ele pra trás, mas pararam ao ver que Gray ainda estava lá.

- Você não vem, Gray? - Dizia a ruiva, chamando o "amigo", que apenas bufou irritado.

- Vocês tem algum tipo de merda na cabeça? - Perguntava o Fullbuster bastante irritado, o que surpreendeu Erza e também Lucy que nunca o viram assim.

O Pesquisador não estava com eles, pois ele havia ficado um pouco atrás pra eles limparem caminho, então eles continuaram discutindo.

- Vamos logo Gray, deixa ele ai, não vai fazer diferença, já queriamos tira-lo do nosso time mes - A Loira ia terminar mas é interrompida pelo Fullbuster.

- ISSO NÃO É MOTIVOS PARA DEIXA-LO PRESTES A MORTE, SOZINHO - Gritava o Fullbuster, já descontrolado pela atitude daquelas que ele considerava amigas.O Mesmo apenas bufou e prosseguiu, agora já mais calmo - Ele mudou? Sim... mas isso não tira o fato que ainda é meu amigo, e que não vou abandona-lo.Vão na frente, se quiserem. - O Fullbuster dizia se sentando encostado na parede ali.

A Ruiva e a Loira apenas deram de ombros, acharam que tinham ganhado um aliado, mas não era bem assim.Logo o pesquisador veio, por ter escutado a gritaria, Gray explicou que não era nada demais e ele seguiu junto com as garotas.

O Rosado estava deitado no chão, e Gray estava um pouco longe dele, sentado no chão.O Mesmo observava o caminho pelo qual as mesmas foram.

- Falsidade... quanta falsidade... entendo, não foi ele que mudou, fui eu que me deixei ser contamidado pela falsidade daquelas duas... não, não são só elas... aquela guilda, ela tá podre... desculpa Natsu... - Pensava o Fullbuster enquanto olhava dessa vez para o amigo, que estava caído no chão.

Flashbacks rápidos passavam pela cabeça do moreno, enquanto ele olhava seu amigo.Ele lembrava dos momentos quando brincavam, riam, brigavam, se divertiam... uma imensa vontade de chorar apareceu nele... o mesmo estava decepcionado consigo mesmo, ele praticamente traiu, aquele que chamava de amigo.

Enquanto estava no chão, agora olhando para cima, lembrava de cada momento que viveram juntos, e viu o quão babaca estava sendo, ajudando aquelas duas, ou melhor, sendo manipulado por elas.

O Mesmo, preso em seus pensamentos, não percebeu, que o Rosado já havia acordado, e se levantava vagarosamente.

- Hey Gray, o que aconteceu? - Perguntava o Rosado se levantando com um pouco de dor.Sua mão escorria um pouco de sangue, graças a última luta, mas os machucados, já estavam sicatrizados.Deduziu que fosse por causa do fogo.

- Nada não, que bom que acordou - Sorria o Fullbuster de canto para o amigo - Vamos, as duas foram na frente pra não perdemos tempo - Dizia o Fullbuster dando um sorriso de canto, bastante "forçado" na visão do rosado.

Ele percebeu que tinha algo errado, só faltava descobrir o que era.

O Rosado seguia o Fullbuster calado, pensando nas suas atitudes, e algo que podia ter levado há aquilo.

Não conseguindo pensar em nada, ele apenas se prende em seus pensamentos, vagos, sobre algumas outras coisas.

Ambos caminhavam normalmente, até que escutam um barulho de explosão, e decidem correr.Alguns instantes se passaram e eles já estavam no Sexto andar, era um local aparentemente normal, mas tinha um certo cheiro de sangue, que dava pra sentir claramente, mesmo sem ser Dragon Slayer.

- Isso é sangue não é? - Perguntava o Fullbuster, para o Rosado, apontando para uma poça de líquido negro. - O Cheiro vem dali... - Completava o moreno.

- Provavelmente... mas, não tenho como ajudar, minhas habilidades de Dragon Slayer, não funcionam aqui - Dizia o Rosado para o amigo que acabou não entendendo o por que delas não funcionarem, mas ficou quieto.

- Entendo, vamos - O Moreno dizia voltando a correr.O Rosado apenas confirmou e voltou a correr também, tinha algo de errado naquele lugar.

Logo após vários minutos acabaram percebendo algo, estavam dando voltas em círculo, parando sempre no mesmo lugar.O Rosado foi até onde estava o sangue, analisando um pouco o que estava acontecendo ali, o cheiro era tão forte como sangue, a consistência também, mas aquilo, não podia ser sangue

- Merda... fomos enganados - Dizia o Rosado, deixava seu braço levemente em chamas, e deu um poderoso soco na parede.As chamas começaram a sumir, de seus braços, logo sendo sugadas para a parede, e mesmo lá dentro, as chamas foram liberadas de uma só vez, o que rachou as paredes.

Pouco a pouco o local ia caindo aos pedaços, enquanto o Rosado se recuperava do ataque.Ele estava curado, mas dava pra ver que faltava uma grande quantidade de mágia ainda.

Sua falta de mágia deixava tanto seu corpo quanto sua mente cansados, ele estava completamente sem forças.Força de vontade era o que o mantia em pé.

Ele dava claramente para ser chamado da expressão "morto-vivo", pois mesmo andando, estava fraco, e acabou exaurindo o resto de sua mágia, nesse último ataque nas paredes.

Para sua sorte, quando estava prestes a cair, Gray o segurou o ajudando, o lugar que rachava ali logo liberou passagens, e eles viram que Erza, Lucy e até mesmo o pesquisador estavam ali.

Todos deveriam ter sido presos no mesmo "puzzle", mas após isso acontecer, uma breve passagem se abre no canto.E Como eles pensavam, era uma passagem até o sétimo andar.

- Mesmo cansativo... foi o andar mais fácil de se passar - Dizia Erza.A Mesma dizia estar cansada, mas a única pessoa que teve trabalho nisso tudo foi o Rosado, e mesmo assim, ela não o reconhecia, isso estava começando a deixar Gray encomodado.

Com Lucy era a mesma coisa, ela não o reconhecia, por nada que fazia.O Moreno quase foi corrompido pelas mesmas, só que ele acabou lembrando dos momentos junto do Rosado na infância, e aquilo foi como uma luz para ele.

Assim como ele o ajudou, agora era a vez dele ajudar o rosado, mesmo que fossem eles dois contra o mundo, ele devia essa, afinal, ele o tirou da escuridão que o estava corrompendo.

- Ali... - O Rosado falava baixo, o mesmo estava sendo carregado nas costas por Gray, o local que o Rosado apontava era a passagem até o sétimo andar, só de ouvir os barulhos, podiam saber que era um local que havia algo lá dentro.

Ao adentrarem no local, mesmo dentro de um calabouço, ali havia um tipo de "gruta", onde eles se estabeleceram, pelo tempo que levaram pra passar os outros andares, já deveria estar bem tarde, ou até mesmo de manhã.

Decidiram descansar por algumas horas, e sair no outro dia.

O Rosado queria prosseguir, mas foi impedido por Gray, se elas quisessem prosseguir, a opinião deles não valeria nada, eles só ficaram ali, pois estavam cansadas.

-=- Quebra de Tempo -=-

Pelo tempo calculado por eles, passou-se em média sete ou oito horas, todos já estavam melhor, inclusive o Rosado, que estava com uma regeneração de ferimentos e até mesmo mágia, bem a cima da média, não era nem um pouco normal.

Antes ele tinha problemas com sua mágia, quando estava mal, só que o moreno diz ter visto, uma chama dourada a noite, e ela estava no braço do rosado, como forma de "escudo".

O Rosado acabou escutando Gray, e acreditando, já as garotas não.

O Motivo dele ter acreditado no que o moreno falou foi por que seu braço direito estava estranho, estava mais "quente", com mais energia, algo estava diferente em seu braço, não era algo comum para ele.

Também percebeu algumas marcações estranhas em seu braço, ele achou aquilo aparentemente estranho, pois eram como selos, ele já os tinha visto em algum lugar, mas sempre que tentava lembrar, sua cabeça começava a doer muito.

Decidiu esquecer aquilo por um curto período de tempo, se concentrar em sua missão.Logo após terminarem de arrumar as coisas, saíram de volta em direção ao próximo andar, eles foram bem até o sétimo andar, mas ainda tinham mais três, fora o décimo, que era o local de destino deles.

Foram por um caminho tranquilo, aparentemente não viram nenhum monstro ali, estava tudo indo bem, até que sentiram algo os observando, aquela gruta estava estranha, até 10 passos atrás, estava com partes claras, agora estava tudos escuro, havia uma presença naquele local.

Não era só o rosado que sentia, eles também sentiam, por isso viu que não era algo de sua imaginação e se pôs em posição de batalha.

O Mesmo concentrava um pouco de chamas em suas mãos, as jogando na parede, o suficiente pra iluminar o local, havia algo estranho ali.

Parecia um local diferente, ou melhor, era um local diferente.Eles perceberam agora que havia mudado o local, mas não foi só isso, com as chamas ali, puderam ver que trocava de local a todo momento.

Todos aos poucos estavam ficando preocupados, loucos, avoados.O Rosado cortou seu braço com uma pequena faca que tinha, vendo assim que tudo isso parou, logo percebendo, não passava de uma ilusão, ele foi até cada um de seus amigos, cortando assim os braços dos mesmos também.

Aos poucos, eles caíram ali, logo levantando, o rosado acabou por sentir algumas presenças atrás dele, provavelmente eram daqueles seres que estavam vindo essas ilusões.

Se ele não tivesse pensado rápido o bastante pra cortar seu braço, provavelmente todos ali estariam em perigo, ou, mortos.

- Apareça - Exclamava o rosado, sua voz estava diferente, ela começou com um tom alto, mas logo o abaixou, era como se não fosse ele que falasse, era como se estivesse possuído por algo ou por alguém.

- Isso tudo foi uma ilusão? - Perguntava o moreno com a mão na cabeça, enquanto se mantia em pé, com um pouco de dificuldade.A resposta pra sua pergunta foi um aceno de positividade do rosado.

- Esses malditos - Dizia a Ruiva, a mesma usou sua armadura da Imperatriz das Chamas, começando a colocar fogo no local, descobrindo aonde eles estavam.

Aos poucos puderam ver que eram monstros parecidos com a visão dos humanos sobre "Demonios", tinham alguns roxos, outros vermelhos, possuiam chifres, voavam, dentes afiados como morcegos, olhos vermelhos.

O Pesquisador disse que poderiam ser novas espécies de Morcegos, ou até mesmo, Morcegos "Mutantes", o que fez eles ficarem mais preocupados ainda com a batalha.

Todos se puseram em posição de batalha, e assim há começou.

- Karyuu no Tekken - O Rosado tentava avançar com seu punho coberto de chamas para cima de um deles, sem sucesso, o mesmo foi contra-atacado, tendo seu braço raspado pelas garras de um deles, o que fez sair um pouco de sangue. - Entendo - Murmurou ele.

- Portão para o Escorpião, abra-te. Scorpion - Exclamava a Heartfilia, assim chegando seu espírito.Ele usou uma grande rajada de areia para cima dos "morcegos" sem sorte, ele acertou o teto, fazendo assim uma parte do local cair perto deles.Isso fez o Fullbuster rangir os dentes, e partir para cima deles.

- Ice Make Lance - Várias lanças de gelo, moldadas por Gray saiam de sua mão e acertavam alguns dos morcegos, os prendendo, mas não os derrotando.

Algum tipo de toxina caia da boca de um dos morcegos, derretendo o gelo com facilidade, novamente o moreno rangiu os dentes.

- São muitos - Exclamava a Ruiva lutando contra eles com a ajuda de sua armadura de fogo, ela os tentava cortar, mas muitas vezes, sem sucesso nenhum, e quando os cortava, eles ainda ficavam bem, sem problemas.

Enquanto eles lutavam, o rosado pegou um tempo pra analisar a situação do que estava acontecendo, vendo os pontos que eles mais defendiam, e logo entendeu.

- O Rabo... - Exclamava o rosado em tom de sussuro.

- O que você disse, Natsu? - Dizia o Fullbuster desviando de um deles que o tentou acertar com suas presas.

- O Rabo, acertem o rabo deles - Dizia o Rosado, desviando de um e usando seu punho coberto de chamas pra acertar um deles, o acertando no rabo, o "morcego" gritou com o ataque, e logo caiu.

Sem dúvidas, ali era realmente o ponto fraco deles, não era atoa que eles defendiam tanto esse local.

- Vá Scorpion - Dizia a Heartfilia, seu espírito usava sua rajada de areia pra tentar prende-los, teve poucos sucessos, mas foi o suficiente, pois Taurus, que Lucy invocou os estava finalizando, um pós outro.

- Dilacere - Dizia o Fullbuster se preparando - Ice-Make Excalibur - Duas espadas de gelo cortavam os monstros que estavam vindo em sua direção, foram cortes em seus pontos fracos, não dando assim chance de eles contra-atacarem.

- The Knight - Dizia a mesma trocando de armadura, apontando mais de cem espadas na direção dos morcegos, as jogando, isso prendeu alguns e outros acabou cortando o rabo, os fazendo cair na hora.

- Agora é comigo - Dizia o Rosado pra sí mesmo, avançando em direção a eles, que também vinham em sua direção - Não vou deixar que toquem... - O Rosado dizia avançando com tudo que tinha - NA MINHA FAMÍLIA - O Rosado completava, juntou fogo em suas duas mãos criou uma poderosa bola de fogo, e as jogou contra eles, mesmo que eles não soubessem os pontos fracos, eles queimariam ali, pois aquelas chamas, foram bem mais intensas do que costumavam ser.

E Como Gray disse, brevemente as chamas brilharam em tom dourado...

Continuaaa?






Notas Finais


* Gostaram?

* Favoritem caso não tenham favoritado ^^

* Comentem o que acharam.

* Eu sei que o capítulo está curto, mas pela segunda vez seguida acabei fazendo merda e salvando em cima do capítulo que eu tinha deixado pronto com mais de três mil palavras... é... desculpa... Antes ter um capítulo de dois mil palavras do que nenhum, não é? ksks

* Vocês acabaram não entendendo direito o que falei no aviso ontem... até por que não expliquei direito, mas vou aproveitar e explicar aqui: Eu não queria dizer "contar" por Flashbacks as histórias do Natsu ali, até por que tem muita coisa pra contar, e bastante coisa pra explicar antes disso, eu queria dizer sobre como o Natsu está ali, eu ir dando alguns saltos temporais... sei lá... ele tá no andar 20, no outro capítulo vai pro 37... por ai vai... isso me deu uma ideia também, farei outra votação.

* Contar história do Natsu no calabouço por Flashbacks OU Dar Saltos Temporais com ele ali dentro? Estou aguardando seus votos. ^^

Blog: Em andamento...

É isso, até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...