História Abducted Of Kook - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook, Romance
Exibições 29
Palavras 250
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou me desanimando de escrever esta fanfic. Não ta tendo muito visualizações como tinha, assim desanima bastante mesmo, bom... mesmo assim, depois que começou tenho que terminar correto?

Capítulo 11 - Capítulo 11


Kook não me disse nada, apenas fez o que fez e acabou. Não quiz me envolver nisso, eu disse que queria ficar aqui? Acho que não quero mais ficar, pensei que ele estava mudando, mais como eu disse, pensar não quer dizer que é realidade, sorri.

Abriu a porta, revirei os olhos bufando.

- Jimin...

- ... - Respondi com um silêncio.

- Jimin! - Ele bate na parede.

- Oi. - Respondo.

- Hoje você verá o dia. - Sorriu.

- Quer dizer ir para fora? - Me surpreendi.

- Sim. - Assentiu.

- É minha troca por ter feito isso comigo? - Entorto a cabeça.

- Sim, mais bem... só não pode gritar, essas paradas e sabe né. - Vi uma muda de roupa na minha frente.

- Se não? - Pergunto.

- Injeto o sonífero. - Ele amonstra.

- Ok. - Meus olhos se abrem.

Ele saiu do quarto, pensei bastante sobre isso e aceitei, botei a roupa que ele me jogou e fiquei animado.

- Senhor Jimin, vamos. - Ele abriu.

- Ok. - Assenti.

- Toma esta máscara para ninguém te reconhecer. - Ele jogou e botei.

- Beleza. - Minha cara toda tampada, mesmo assim sorri, vou ver o dia, que não vejo há algumas semanas.

- Vamos. - Ele pegou sobre meu pulso e fomos. A porta se abriu como uma melodia acabada, o som dos pássaros cantarolando era algo que não me lembrava mais nada. Respirei aquela ar de fora mesmo com a máscara, algo que provável que não o sinta. As árvores e o vento se batendo era algo nostálgico.

-



Notas Finais


Tou querendo escrever outra fanfic, mais de que? Sei que foi curto, mais queria dar esta notícia meio ruim e boa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...