História Aberração de circo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Escolar, Macumba, Poderes, Super Herois
Visualizações 2
Palavras 2.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - A grande noite


Fanfic / Fanfiction Aberração de circo - Capítulo 2 - A grande noite

Eu estava me arrumando para o show, quando termino escuto a minha deixa, uso os meus poderes para ir até a corda bamba, a sorte é que ninguém está prestando atenção nela, a corda bamba é acima do palco, paro exatamente aonde eu queria e fico sentada na mesma, eu estava esperando o meu tio parar de falar sobre a cidade e essas merdas aí, quando ele finalmente para eu começo a cantar e isso chama a atenção de todos

-A luz hoje cairá ia ia ia ia ia c* ...oh...ops, hahaha parece que eu fiz de novo, olá cidadãos de Shadow City! Chamo-me Saturno e hoje nessa noite tão bela e cheia de estrelas, eu irei fazer a minha primeira apresentação nesse circo

Falo ficando em pê na corda bamba e fazendo reverencia as pessoas pareciam chocadas, mas eu acho que é porque eu estava usando apenas bandagens pelo o meu corpo, as bandagens cobriam minha intimidade os meus seios e minha bunda, deixando outras partes do corpo totalmente livres de vestimentas, caio para trás e vejo pessoas gritando desesperadas mas logo os gritos se cessam quando eu caio em pê ao lado de meu tio, eu antes de cair tinha jogado uma bomba de gás (daquelas de brinquedo) perto do palco e caio no meio do gás apenas para que as pessoas não me vejam usando os meu poderes, faço um pouco de fogo crescer mas logo acabo com ele, isso tudo apenas para o efeito ficar legal, quando a fumaça e o fogo se cessam eu me vi  sozinha no palco

-senhoras e senhores, você que vivem na costa vizinha, nunca tiveram contado com os poderes, nunca viram de perto algo MARAVILHOSO, me deixem apenas por essa noite especial, apresenta-los aos meus amigos do outro lado

Falo alto, logo faço as minhas chamas se moverem como serpentes, eu as fiz aumentarem atrás de mim, vi o rosto da plateia, pareciam encantados e assustados ao mesmo tempo, fiz as chamas dançarem enquanto eu pulava alegremente entre elas, estava dançando e sendo seguida pelas chamas que mais pareciam com um véu, o publico me encarava e eu me sentia bastante confiante, não podia errar, se eu errasse ou perde-se o controle talvez a metade da cidade possa ser enterrada! Continuo com pensamentos leves e positivos, não nada vai dar errado! É só fingir que eu estou dançando na galáxia

Sam ON

Eu estava indo com meu avô e os meus irmão mais velhos para o circo da família daquela tonta, nunca vi uma apresentação dela mas hoje parece que vai ser especial, a tonta vai aparecer estou ansioso para isso, assim que entramos encontramos um cara falando sobre a historia da cidade, pelo menos daquela lenda estupida dos anjos, quando o cara sai do palco começamos a escutar uma bela voz cantando, era uma voz doce e gentil, quando olho para a dona da doce voz eu acabo me surpreendendo, vejo aquela aberração usando apenas bandagens,  o meu irmão Harry soltou um sorriso malicioso enquanto Jin parecia extremamente incomodado com os trajes de Alma, ela fala algumas coisas e cai da corda bamba me deixando extremamente preocupado, mas logo uma fumaça se fez no palco e ela foi cortada por chamas azuis, Alma estava com um sorriso confiante no rosto enquanto eu tendo descobrir como ela foi parar alí em baixo, o palco fica muito longe da corda bamba, ela começa a falar mas eu não escuto muito, estava olhando uma de suas bandagens que meio que estava caindo mostrando somente um pouquinho de seu seio mas é quase nada, de repente as mesmas chamas que apareceram a alguns minutos atrás começam a percorrer o palco, era como se as chamas fossem criadas por Alma pois toda vez que ela pisava em algum lugar, chamas azuis apareciam, ela estava dançando...na verdade ela estava pulando de um lugar para o outro mas do mesmo jeito estava muito bonito, ela de repente começou a girar e as chamas a rodearam formando um circulo e meio que a engolindo, logo as chamas se sessam e vejo Alma usando uma roupa de magico, seu cabelo que antes estava preso agora estava solto e ela estava usando uma cartola na cabeça

-bem, a nossa querida apresentadora dessa noite é realmente quente

Meu irmão Harry fala olhando para Alma

-você realmente é horrível Harry, essa garota deve ter uns 20 anos e você aí já pensando em transar com ela, se controle seu animal

Jin fala olhando para ele com desprezo total e eu? Eu estou no meio dos dois, interrompo a pequena briga deles

-na verdade ela tem 17 anos e estuda comigo

-17?

Eles falam em uni som completamente chocados, meu avô está prestando atenção ao truque totalmente maravilhado, ele gosta desse tipo de coisa, nunca vou entender ele

-ela tem um corpo bastante desenvolvido para a idade dela

-sim, só tem 17 anos e já é gostosa assim, imaginem quando ela chegar aos 26!

-mesmo assim, ela vai continuar sendo aquela aberração que ela é

-cara, tu não tem pênis não né?

Harry fala me olhando com tedio

-quero dizer, olha aquilo

Ela fala apodando para Alma que está usando aquelas bandagens novamente e dançando, os movimentos dela parecem com os de uma cobra pronta para dar um bote, tenho que admitir, ela tem corpo, na verdade ela pode ser chamada de aberração mas já ganhou o titulo de garota mais bonita da escola, uma pena que aquele tapa olho esquisito dela atrapalhe tudo, ela para de dançar e quando vejo, as chamas se transformas em pequenas criaturinhas estranhas formadas pelo fogo, Alma vai pegando elas no colo e de repente as joga para cima fazendo com que as luzinhas flutuem, a visão é linda, do nada ela coloca a mão na boca e meio que cospe fogo, era impressionante, o fogo passava por nós mas não queimava, era morno o que era perfeito para essa noite fria, no fogo eu consegui ver alguns desenhos, quando o fogo acaba eu vejo Alma cansada mas ela continua de pé, como ela está aquentando ter que ficar pulando de lá pra cá e ainda falar alto? Ela chama a nossa atenção então faz um circulo de fogo, ela desaparece dentro do circulo de novo, mas dessa vez quando o fogo baixou, não vimos ela, quando olhei pra cima eu vi ela flutuado e sentada como chinês, ela fazia aqueles sons que a pessoa faz quando vai meditar

-ahhh, muito melhor

Ela fala ainda flutuando, como ela consegue flutuar? Ela vem até mim e me encara por um bom tempo

-sabe meu jovem, você parece um pouco estressado, o que acha de me acompanhar para as estrelas?

Ela fala me puxando do meu acento  e me fazendo flutuar junto, mas eu estou pendurado a mão dela, se ela me soltar eu morro, ela me pede para parar de gritar e assim que eu faço isso, ela pega o meu rosto e deposita um pequeno selinho, fecho os olhos e quando os abro eu não estou mais no circo e sim atrás da cortina do palco, todos olham impressionados para ela, meus irmão estão completamente preocupados enquanto meu avô estava calmo e com um sorriso no rosto, Jin levanta e começa a gritar com Alma que estava totalmente entediada Harry também gritava com ela, ela fala algo e estrala os dedos e logo após isso eu me vejo caindo em cima de Harry e Jin enquanto a plateia ria de nós três

-ah, sinto muito rapazes, mas...é a vida não é mesmo? Sabe, as vezes aberrações de circo como eu...simplesmente não tem controle

Ela fala olhando pra mim com aquele olho morto, vejo um brilho azul em seu tapa olho que logo vai ficando maior

-E VOCÊS SABEM O QUE FAZEM COM ABERRAÇÕES? ELES TRANCAM EM JAULAS

 ela fala formando uma jaula feita de fogo para a mesma, ela está com um sorriso insano no rosto e eu estou com medo de que ela possa fazer algo contra mim

-mas hoje é um dia especial, então vamos todos deixar as nossas diferenças de lado e aproveitar a vida!

E todos da plateia começam a aplaudi-la, ela para de flutuar e pousa delicadamente no chão mas assim que ela coloca os dedos no chão, algo estranho acontece, um circulo se forma e ela cai fraca no chão, o sorriso do meu avô aumenta cada vez mais, alguns estranhos saem da plateia e a seguram enquanto ela tenta sair, todos saem com medo enquanto eu fico lá vendo aquela cena, ela queimou um cara VIVO, ela estava com um sorriso psicopata no rosto mas esse sorriso logo se vai quando ela cai no chão

Alma On

Pessoas estranhas estavam me atacando, eu tentei queimas um vivo mas ele  sai de perto de mim, eu incendeio o meu próprio corpo e logo os caras que estavam me seguraram estavam caindo ao chão, eu tentava ao máximo não machucar ninguém mas...foi em vão, acabei queimando a pele de um deles sem querer, eu meio que abaixei a guarda e olhei para o rapaz preocupada , logo sinto tudo embaçado, eles me olhavam preocupados eu escutava vozes e minha visão estava embaçada, sinto que eu cai...epa...ficou tudo preto...logo vejo uma chama azul em meio a aquela imensidão vazia, a chama estava em formado de mulher e dançava sensualmente, me lembra da minha dança de minutos atrás, me sentei e fiquei olhando aquela chama dançar, ela me manda um beijo e fala algo que eu quase não escutei

-se lembre de quem você é

Ela fala isso e logo depois tudo desaparece e quando eu abro os olhos, eu estou em um lugar que eu não conheço, era uma sala branca e  grande, no meio dela tinha uma jaula que é onde eu me encontro, minhas mãos estão amarradas e eu estou usando as apenas as bandagens, tento me teletranspotar mas é em vão, tento desesperadamente me soltar com algum poder mas...nada...não acontece nada, fico tentando por horas e horas quebrar as corretes dos meus braços mas é inútil, eu tentei por horas usar algum de meus poderes mas nenhum aparecia, nem mesmo uma pequena chama

-QUE MERDA TÁ ACONTECENDO? ?!!!!

Grito pro teto, e tento novamente me soltar mas eu escuto uma voz

-não adianta senhorita Alma, é inútil tentar usar os seus poderes aqui

Ergo o meu olhar e vejo uma mulher loira, ela usava um coque muito bem feito e se vestia como uma secretaria

-esta sem os seus poderes senhorita alma e só poderá tê-los de volta se me ouvir com atenção

Eu paro e a fico encarando

-você realmente deu um show ontem a noite garota, é muito poder para uma criança só

-tsc

Eu reviro os olhos, ela me encara seria e parece que irá me matar daqui a pouco

-é claro que eu dei um show, esse era o motivo para eu estar naquele lugar, entreter as pessoas

-Alma, quero que me escute bem, você pode pensar que é a única com poderes mas não, você não é

A mulher falar movendo um bloco de notas com a mente, me impressiono pois eu sempre achei que era única

-quero sua ajuda senhor*

-antes de terminar de falar eu tenho uma duvida

-sim senhorita alma?

-alguém saiu ferido ontem?

-bem...algumas pessoas

-quantas

-....7 saíram feridas e...13 mortas

Olho pro chão e fico calada

-não foi sua culpa, você é muito nova, estava inconsciente e tem muitos poderes

-o que aconteceu depois que eu apaguei?

-o fogo tentou protege-la então acabou matando algumas pessoas para te manter a salvo

-bem...eu acho que essas são as informações que eu preciso, se me der licença, sai daqui fofa, tó querendo pensar um pouquinho em como destruir essa merda

-não adianta ser grossa comigo Alma, você terá que me escutar, já trabalhei com vários jovens como você, eu acho que você apenas está com medo, nunca matou uma pessoa então

-você errou

-como?

-já matei sim, quando eu tinha 4 anos eu matei meu pai, a amante dele, minha mãe e vários empregados, conheço a sensação de ter milhares de mortes sobre os seus pés, seu o doce gosto do pecado

-o-olha, eu não sei como isso aconteceu mas...eu acho qu*

-fofa, sabe a diferença entre a pizza e a tua opinião? É que a pizza eu pedi

Ela me olha raivosa e logo me levanta do chão da jaula

-você vai me escutar ou vai ficar aí fazendo gracinha?

-eu vim de um circo fofa, fazer graça é a minha especialidade

-ora sua

Ela logo me deixa cair e sai mas antes ela grita

-VAI FICAR AÍ ATÉ QUE ESTEJA DISPOSTA  A ME ESCUTAR

E ela logo sai, bom...já vi que que a minha estadia aqui vai ser longa



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...