História (A.B.O) Lovers - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Personagens Originais, Tao
Tags Baek, Chanbaek, Chanyeol, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Lay, Mpreg, Suho, Sulay, Taoris, Wu Kris, Zi Tao
Exibições 192
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Amores, mais um cap pra vcs ❤

Como eu disse nos primeiros Capítulos a fic não vai passar dos 15 caps provavelmente. Por ser minha primeira fic e tals, não sei se vou ter idéias pra mais do que isso. Então se tiverem idéias deixem nos comentários, se quiserem, idéias para a fic que vcs iam achar legal.

Boa leitura e desculpa os erros ortográficos.

Capítulo 12 - Capítulo 12


2 Meses depois

 P.o.v KyungSoo

Tinha acabado de sair de uma consulta com Kai, tínhamos acabado de descobrir que era um menino, alfa por sinal.

Fiquei feliz por saber que teríamos um menininho, mais Kai estava me tirando a paciência. Cada passo que eu dava ele estava atrás de mim, me seguindo e ajudando em tudo. Já foi difícil eu me render a um alfa e me sentir dependendo de um era pior ainda.

A pouco tempo atrás eu tinha tropeçado em casa e ele parecia que ia morrer de infarte e nem em casa mais eu ando sozinho.

— Kai, eu quero ir no boliche. - Falei enquanto eu me ajeitava no banco do carro e Kai ficava acariciando minha barriga e sussurrando algumas coisas.

— Boliche Soo? Tem certeza? As bolas são pesadas e pode te fazer mal.

— Eu não tô doente Kai.. Quero me divertir um pouco.. - Falei manhoso e abaixei a cabeça.

— Isso é jogo sujo, sabe que eu não resisto a essa carinha.

Sorri e senti meu telefone vibrar, e ao pegar o telefone vi uma mensagem de um primo meu, sempre fomos muito unidos e eu considerava ele um irmão. Ele morava aqui a um tempo porém se mudou para o Japão a uns anos para fazer faculdade

*Mensagem on*

Youngjae: Já estou no hotel, vamos sair hoje? estou morrendo de saudade.

KyungSoo: Claro, vamos no boliche? Quero te apresentar meus amigos.

Youngjae: Ok, que horas?

KyungSoo: 18:30. O boliche é no centro da cidade perto ****, combinado?

Youngjae: Claro, até mais tarde.

*Mensagem off*

Com quem estava falando? - Kai falou calmo enquanto ligava o carro e seguia a estrada para sua casa.

— Meu primo, acho que não conhece... O nome dele é D.o Youngjae, filho da minha única tia.

Quando falei o nome Kai pareceu conhece-lo pois um arrepio passou por seus braços e consegui ver muito bem. A gravidez tinha suas vantagens e uma delas era me dar uma melhor visão, audição e olfato.

— Algum problema, Kai? - Falei e ele apenas negou - Ok então, vou mandar mensagem para os meninos.

*Mensagem on*

KyungSoo: Fala seus gays, vamos no boliche ***** as 18:30 ok? Não estou perguntando estou avisando. Amo vocês ^^.

mandei para todos de uma vez e bloqueei o telefone

*Mensagem off*

Fomos para casa e fui tomar banho, estava cada vez mais difícil achar roupas que ficavam boas em mim. Eu já estava com 5 meses e meio e minha barriga já estava bem aparente. A única coisa que me servia era as blusas de Kai.

Saí do banho, fui até o closet e peguei uma calça de couro preta, um moletom azul escuro e um tênis converse azul no mesmo tom que o moletom. Passei um pouco de maquiagem, baguncei o cabelo de um jeito fofo como eu gostava e desci as escadas indo até a sala onde Kai estava a minha espera. Ele me olhou de cima a baixo e sorriu.

— Vamos? - Perguntei logo após dar um selinho demorado a ele.

Ele assentiu com a cabeça e fomos a caminho do carro.


P.o.v Kai


Ouvir aquele nome tinha mexido comigo, não sei como Soo reagiria ao descobrir que eu meio que já transei com o primo dele. Já faz muitos anos mais mesmo assim eu sabia como Soo era e provavelmente daria um show e faria uma greve de anos.

*No boliche*

Chegamos e Baek e Chanyeol já estavam lá. Esperamos mais um pouco e chegou Tao e Kris, fui parabeniza-los afinal fazia poucos dias que Tao tinha descoberto uma gravidez e eu não tinha os visto durante esse tempo.

— Parabéns aos novos papais. - falei dando um tapinha no braço de Kris e o abracei - Parabéns Galaxy. - Falei um apelido antigo de Kris e o mesmo me deu um soco no ombro rindo.

Soo cumprimentou os dois da mesma forma porém mais "doce" e quando estávamos estrando Soo disse uma coisa que eu realmente não queria ouvir.

— Espera.. meu primo ainda não chegou, eu chamei ele aqui pra apresentar ele a todos vocês. Ele é a única família que eu considero de verdade.

— V-você chamou ele? - perguntei suando frio e sorrindo assustado.

— Sim. - Soo me olhou confuso e olhou sorrindo para uma direção e preferi nem olhar, apenas entrei no boliche a espera deles.

*Dentro do boliche*

Nós dividimos em equipes: Kris,Tao e Baek em uma equipe. Eu,Chanyeol e YoungJae em outra.

Preferi deixar Soo de fora para evitar problemas por segurar a bola pesada, ele ficou emburrado mais depois voltou ao normal.

Até aquele momento eu estava evitando olhar Youngjae mais na hora da junção da minha equipe para a "estratégia" ele me viu, veio correndo e me beijou. Obviamente não retribui e o empurrei mais Soo me olhava com tristeza e ódio.

— Como sabia que eu estava aqui? Estou tão feliz em te ver Nini. - Youngjae falou voltando a se jogar em mim.

— O que significa isso?- Kyungsoo falou já alterado olhando pra mim e para seu primo.

— Sabe aquela pessoa que eu te falei.. que foi meu primeiro amor e que passei meu primeiro cio? então é ele. Estou tão feliz, como descobriu Kyung? - Youngjae falava entusiasmado enquanto todos me olhavam confusos.

— Por que não me contou Jongin? Como pode me esconder isso? Era por isso que você estava daquela forma não era? - Ele ia continuar falando porém colocou a mão em seu abdômen com uma expressão de dor.

Me aproximei para segura-lo e ele bateu no meu braço

— Não me toca Jongin! - Ele falou gritando mais não se segurou e apoiou em mim enquanto sua outra mão ficava sobre seu ventre.

— M-me leva pro hospital, i-idiota!! - Peguei ele no colo e fomos todos para o hospital.

Tao,Kris,Baek e Chan foram de táxi e eu fui de carro com KyungSoo aguentando todos seus xingamentos e gritos, e confesso que eu estava merecendo.

Cheguei no hospital com ele e ele foi levado a uma sala para ser examinado. Me sentei na sala de espera e logo nossos amigos chegaram.

— Ele foi levado para ser examinado e ver se estava tudo bem com ele e com o bebê. - Falei desanimado e me sentindo mal, afinal tudo aquilo estava acontecendo porque eu não tinha sido sincero com Soo. Mais assim que ele estivesse melhor eu iria falar tudo e finalmente fazer o pedido. Tomara que dê tudo certo.

Naquele momento só queria ver eles bem. 


Notas Finais


E aí? O que acharam?

Espero que tenham gostado, até o prox cap 💕

Obrigada pelos Favs e comentários

Bjinhos ❤❤❤😘💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...