História About Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Barbara Palvin, Gangster, Justin Bieber, Máfia, One Direction
Visualizações 596
Palavras 1.704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês <3 :), espero que gostem.

Capítulo 5 - Promise Me?


Fanfic / Fanfiction About Love - Capítulo 5 - Promise Me?


Justin Bieber P.O.V

 Nós havíamos chegado em casa 4:45 da manhã, Miranda estava tão bêbada que não tinha como eu levar ela para casa que a Maria iria matar nós dois, eu havia dado um banho nela e colocado ela para dormir.

- Vem deitar comigo. - Ela disse manhosa e me puxando para a cama. - Por favor Bieber.

- Preciso tomar um banho Miranda, já eu venho. 

 Tomei um banho rapidamente para tirar a canceira e assim que terminei me enxuguei e vesti a cueca que havia separado para por, escovei os dentes e me deitei na cama com ela.

- Boa noite Justin. - Miranda se virou para mim e se ajeitou no meu peito. - Dorme com Deus.

- Boa noite, dorme com Deus também.

Miranda Johnson P.O.V

Acordei com uma dor de cabeça enorme e a luz do sol batendo em minha cara, olhei para o lado e Justin dormia ali, tranquilamente, me sentei na cama e passei a mão nos cabelos (que estava completamente bagunçado), tentei me lembrar da noite passada, porém, a única coisa que eu lembrei foi que eu e Justin dançamos e se beijamos a noite inteira e que eu bebi pra caralho, depois disso não lembro de mais nada.

- Bom dia gatinha. - Ouvi a voz de sono de Justin. - Tá cedo ainda, vem dormir. - Ele puxou meu braço e eu acabei caindo em cima dele.

- Que horas são? - Procurei por um relógio ali perto, porém, não achei nenhum. 

- Agora são 2:20 da tarde. - Olhei pra cara dele assustada. - O que foi?

- Minha tia deve estar preocupada Justin, eu preciso ir embora. - Fui me levantar só que ele me puxou de volta. - Para, eu preciso ir.

- Me dá um beijo primeiro. - Ele pediu.

- Só um? - Justin concordou, dei um beijo nele e logo pude sentir a mão dele em meus seios, eu vestia apenas uma blusa de frio dele e uma cueca. - Você disse que não queria me tratar como qualquer uma. - Disse entre o beijo.

- Verdade. - Naquele mesmo momento ele parou de me beijar e tirou a mão de mim. 

- Agora eu vou. - Dei um selinho nele e me levantei. - Onde está minha roupa? - Ele apontou para uma poltrona que tinha ali no quarto. - Obrigada.

 Tirei a blusa e coloquei meu vestido.

- Depois eu devolvo sua cueca. - Falei enquanto arrumava o vestido no corpo. 

- Tudo bem.

- Tchau Justin. - Ele me olhou e deu um sorriso. 

- Tchau gatinha.

 Saí de lá e desci as escadas, eu não queria ir pela cozinha porque se não minha tia ia acabar me vendo ali e ficar perguntando as coisas, a única coisa que eu queria era ir pra casa, tomar um banho, comer alguma coisa e beber um remédio para dor.
 

Assim que cheguei em casa fui tirando o vestido e fui direto para o banheiro, tomei um banho e lavei os meus cabelos, quando sai enrolei meu corpo em uma toalha e a outra coloquei no cabelo.

 Fui até meu quarto e peguei uma blusa soltinha e um short de pano mole curto, depois de me trocar fui até a cozinha e procurei dentro do armário um remédio para dor de cabeça.

- Achei. 

 Peguei o pequeno frasco e coloquei em uma xícara, meu celular começou a tocar e eu corri para atender.

~ Ligação On ~

- Olá piranha. - Falei para Lindsay que estava do outro lado da linha.

- Olá vadia. - Eu e ela sempre fomos de xingar uma a outra, porém nunca se ofendemos. - Como está as coisas ai?

- Está indo bem, e ai? 

- Estão bem, porém está chato, sinto falta de quando nós duas saíamos. 

- Eu também sinto falta. - Havia lembrado de quando nós duas saíamos e dei risada.

- O que foi troxa?

- Estava me lembrando de quando nós duas saía. - Contei. - Me conte as novidades daí.

- Não sei se você vai gostar muito. 

- Conta logo menina.

- Sabe o Mike ne? - Concordei. - Ele engravidou a Kelsey. 

- Sério? - Eu havia ficado surpresa. - Quantos meses ela está?

- Um mês e meio. - Ela deu uma pausa. - Fica tranquila, ele não transou com ela quando vocês estavam juntos.

- Lógico que não né Lindsay, faz três meses que nós dois se separamos. 

- Tem mais. - Pedi para que ela contasse. - A mãe dela colocou ela para fora de casa, porém ele não quer assumir o bebê.

- Esse menino é tão nojento, fico tentando entender como ele consegue fazer isso. 

- Você conhece o ex que tem Miranda, ele sempre foi sem juízo e nunca pensou como a pessoa ficaria. - Concordei com ela. - Enquanto ele não ouvir umas verdades de alguém ele não irá sossegar.

- Do que adianta ouvir as coisas e não mudar? Ele sempre foi assim e você sabe Lindsay, o Mike só serve para machucar as pessoas e nada mais. - Eu segurei o choro. - Espero que ele ame alguém e essa pessoa faça ele sofrer, o tanto que eu sofri e o tanto que a Kelsey está sofrendo.

- Ainda bem que você não guarda rancor em. - Ela disse rindo e eu ri também. - Vai, agora me conte uma novidade daí.

- Ontém eu fui em uma boate com o Justin e os amigos dele.

- Calma, vamos por partes, quem é Justin?

- Bom, Justin é o patrão da minha tia, ele tem vinte e três anos de idade. - Ouvi ela dar uma risadinha. - Ele mora com quatro meninos e uma menina, o Chris, Chaz, Alfredo, Ryan e a Caitlin, todos eles são muito bonitos e principalmente o Justin.

- Como ele? - Ela parecia bem curiosa.

- Ele é branco, tem o braço esquerdo fechado de tatuagens e o direito até a metade, tem tatuagens no peitoral, barriga e perna. - Ela pediu para que eu continuasse. - Ele é alto e tem a cabeça raspada, não completamente, mas tem. 

- Me manda uma foto depois. - Concordei. - Agora continue.

- Ontém, na hora que eu terminei de limpar a casa, ele me chamou para ir na boate com ele e com os amigos dele que eu falei, eu aceitei né.

- Ainda mais você né Miranda Johnson. 

- Cala a boca e deixa eu terminar. - Ouvi ela reclamar do outro lado. - Nós dois fomos em um carro que se chama Ultimate Aero.

- Sério? - Ela perguntou animada e eu concordei. - Que cor era?

- Se eu não estiver enganada era cinza com algumas partes preta.

- Eu queria tanto ver esse carro. 

- Posso continuar falando ou você vai falar do carro?

- Continua.

- Quando chegamos na boate eu pensei que não iria ter lugar para gente, porque estava muito cheio, daí ele disse "Eu sou o dono, acha que não vai ter". 

- Mano, ele deve ser rico pra caralho.

- Rico? Lindsay, ele é milionário. 

- Vai que é tua Miranda.

- Menina, você é interesseira em. - Falei e ela começou a rir. - Continuando, na hora que entramos eu fiquei espantada, as mulheres estavam basicamente nuas e os homens jogavam dinheiro para elas, outras mulheres que estavam lá se divertindo olhavam para mim com cara de nojo e quando olhavam para Justin sorriam.

- Ficou com ciúmes né.

- Lógico que não otária. - Ela riu. - Depois de um tempo ele me chamou para dançar e bom, você sabe.

- Se beijaram e depois transaram.

- Acertou a parte do beijo. 

- VOCÊ NÃO TRANSOU COM ELE? - Ela gritou. - MENINA VOCÊ NÃO ESTÁ BEM!!!

- Para de gritar idiota. 

- Miranda, você não transaram.

- E daí? A vida não se resume apenas em transa, eu e ele nós divertimos. 

- Ele beija bem? 

- Sim, e tem a pegada ótima.

- Eu ainda estou pasma que vocês não transaram Miranda.

- Falando desse jeito até parece que eu durmo com qualquer um né.

- Já transou com seu ex-namorado e mais um lá, porém foi milhares de vezes.

- Não quero falar das minhas transas.

- Tá bom, agora continua.

- Depois eu sei que bebi pra caralho e acordei deitada na cama dele e com dor de cabeça.

- Sério que você ficou bêbada Miranda? - Concordei. - Deve ter passado muita vergonha.

- Se eu passei não me lembro, eu sei que me diverti.

- Que bom. - Ouvi a voz da mãe de Lindsay chama-lá. - Preciso desligar.

- Tudo bem, até mais.

- Até mais Miranda.

~ Ligação Off ~ 

Coloquei o celular de volta no carregador e fui para cozinha preparar algo para comer, peguei na geladeira um suco que tinha e um bolo que tinha ali, depois que terminei de comer lavei o que havia sujado.

Ouvi alguém entrando e quando olhei era Justin.

- Você não vive sem mim em garoto. 

- Eu vim te entregar isto aqui. - Ele esticou a mão e me entregou uma carta. 

- Da onde é?

- Abre que você vê.

 Abri a pequena carta e assim que a abri eu só pude ler "Você foi aceita na "Clark Atlanta University".

- MEU DEUS!!! - Eu estava tão feliz com aquilo. - EU FUI ACEITA JUSTIN!!! - Dei um pulo no colo dele e o mesmo me pegou no mesmo instante. - EU FUI ACEITA!!!

- Parabéns. - Ele disse enquanto me abraçava.

- Eu não estou acreditando. - Podia sentir meus olhos cheio de lágrimas. - Finalmente vou começar fazer o que eu mais amo.

- A segunda coisa né? - Ele perguntou.

- Qual é a primeira? - Fiz cara de duvida.

- A primeira coisa que você mais ama sou eu. 

- Pra mim te amar você tem que me fazer muito feliz. 

- Eu irei. - Olhei para ele séria.

- Me promete? - Mostrei o dedinho mindinho.

- Eu prometo. - Ele junto nossos dedos.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado deste quinto capítulo :), quem quiser me seguir o instagram que posto noticias dos famosos:

Instagram: VoceSabiaPop


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...