História About Us - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Exibições 156
Palavras 1.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Dia especial, capítulo especial..
Viva a magia que balança o mundo!

Capítulo 40 - Capítulo 40


POV Emma

Mais um dia chato e monótono, a minha vida está seguindo, porém é como se tudo estivesse parado a minha volta, nada tem sentindo, essa saudade dela está acabando comigo, eu prometi esperar e vou, porém, é difícil, tenho sonhando com ela e é triste acordar e ver que a única coisa que tenho para abraçar é meu travesseiro que já não tem o cheiro dela.

Já escrevi umas mil vezes alguma coisa no celular para enviar a ela, mas nunca mandei, estou esperando, acho que é tudo que posso fazer, esperar nossa “tempestade” ou sei lá o nome disso passar.

Meu celular apita avisando que é hora de levantar, hoje tenho consulta com Belle minha psicóloga/amiga, conversar com ela tem até me feito bem, posso desabafar minhas dores emocionais, mas não é como falar com Regina, ela não precisava nem me entender, apenas saber minhas angustias já era é ainda é o suficiente para mim, mas tenho que esperar o seu tempo.

Vou ao banheiro tomo um banho bem desanimado lavo os cabelos, os penteio de qualquer jeito, coloco uma calça jeans qualquer, uma blusa de moletom e um all star branco desço para encontrar meu pai, ele insistiu em me levar, acho que no fundo ele tem medo, medo de que eu não volte para a casa, acho que ele não intende que eu prometi a Regina que vou cuidar dela sempre e esse sempre envolve até mesmo quando não formos mais próximas, como agora.

- Oi pai. _ Falo desanimada. – Está na hora, se não formos agora vamos nos atrasar. _ Falo fazendo um esforço enorme para não me jogar no sofá.

- Ei princesa. _ Fala beijando minha testa. – Filha sei que estamos atrasados, mas você precisa comer alguma coisa, você mal se alimenta, sei também que não anda dormindo direito, ouço seu choro baixinho durante a noite. _ Fala em tom de preocupação.

- Eu sinto saudades pai, mas vai passar, estou decidida ou ela me responde ou eu vou atrás dela e de respostas decentes, você disse que a mamãe esperou todo o seu tempo para falar com você e quando lhe faltou coragem ela lhe pediu em namoro, pai entenda eu te amo muito, você é o meu melhor e maior exemplo de como ser uma pessoa boa e justa, mas na minha história com Regina eu não quero ser você, quero ser como a mamãe e eu vou atrás dela, vou falar que a amo e que não importa o que eu tenha que fazer para que ela não tenha medo, pois eu farei, só quero que ela se sinta segura e amada ao meu lado, a verdade é que eu a amo pai e isso é tudo que importa. _ Falo segurando o choro.

- Então vamos atrás da sua felicidade minha princesa, tudo para lhe ver feliz. _ Fala sorrindo com os lábios e os olhos. – Vamos Belle está a nossa espera. _ Fala indo em direção a porta.

- Vamos! _ Fala um pouco menos desanimada.

~x~

- Olá Emma, algum progresso? Alguma novidade? Algo que queira contar. _ Pergunta Belle sentada com sua prancheta na mão.

- Minha vida está uma bela de uma droga, a garota que eu amo está fugindo de mim desde quando eu a quase chamei de namorada depois de quase fazermos amor pela primeira vez, então não, não tenho nenhuma novidade, nenhum progresso, só estou aqui estagnada no mesmo lugar respeitando o tempo dela passar, mas a droga desse tempo nunca passa e eu estou cansada de esperar, eu não quero ser quem sempre espera, eu não quero ser a parte que se omite, eu quero fazer, eu quero lutar por ela, eu estou cansada quero dormir, quero descansar, mas sem saber que estamos bem, que ela está lá, não dá, eu não quero desistir quero lutar, por mim, por ela, por nós, eu vou atrás disso indiferente quantas milhas eu tenha que atravessar. _ Falo chorando o que eu segurei desde hoje pela manhã, mas sinto que já fazem uns 2 meses, não sei ao certo, só sei que quero chorar até conseguir expulsar toda essa dor do meu peito. E é assim que passo o resto da minha sessão chorando, Belle ainda tenta dizer algumas palavras para me consolar, mas a verdade é que esse choro de agora é tudo que eu preciso, colocar a dor para fora.

Volto para casa com meu animo um pouco melhor mais decidida, mas ainda tenho medo, medo dela me rejeitar, dizer que tudo que tivemos não passou de um sonho de infância e fim, acabou, mas não vou deixar meu medo ser maior que eu, maior do que eu sinto por ela, o não eu já tenho, só preciso transforma-lo no meu sim.

- Vou subir e tomar um banho pai, faz uma sopa para o jantar? _ Mesmo que eu não tenha fome eu sei que comer vai deixa-lo feliz, então prefiro comer, preciso que alguém aqui esteja feliz, que seja ao menos ele.

- Tudo bem princesa, vou fazer uma do jeito que você gosta. _ Fala sorrindo como imaginei.

- Obrigada pai, te amo. _ Falo subindo correndo para o meu quarto.

Entro já tirando a roupa e indo tomar banho, não demoro muito e estou pronta, de banho tomado esperando a janta, coloco o filme que Regina me deu, me jogo na cama agarro o travesseiro para assistir, quando começa a primeira cena meu celular apita.

É Uma mensagem dela!

 

POV Regina

Estar sem falar com Emma na verdade é uma bela de uma tortura, mas eu acho que eu realmente precisava desse tempo para colocar a cabeça no lugar, ela me procurou como eu sabia e no fundo queria que me procurasse, não desejei que meu medo e minha insegurança afastassem ela de mim. Há verdade é que eu gosto dela, quero namorar com ela, mas tenho medo de estragar tudo e colocar tudo a perder, será uma pena se isso acontecer, por outro lado eu vou me culpar para sempre se eu não der uma chance para ela ou melhor, para nós, temos tantas coisas em comum, tantas afinidades, o jeito dela comigo é tão lindo, o fato dela me proteger, de cuidar de mim como ninguém nunca quis cuidar, isso faz de nosso momento mágico e eu não quero que essa magia acabe. Em Peter Pan toda vez que você diz que não acredita em fadas, uma morre e na vida real eu não quero que cada vez que eu não queira ver ou não acreditar nesse amor um pouco dele morrer também, então sim, minha decisão está tomada, está na hora de pagar o preço que precisa ser pago, eu a amo e como não amaria? E eu ainda não sei como, mas ela me ama, não é justo fazer isso conosco. Hoje é dia 31 porque não tentar? É agora ou nunca, pego meu celular para mandar uma mensagem.

Regina: “Hoje é o último dia do mês podemos começar amanhã. _ Mando apenas isso e espero que ela entenda.”

Não demora muito o meu celular vibra avisando que provavelmente ela respondeu.

Emma: O que?  Você está bem? Estamos bem? Eu não intendo.

Resolvo ignorar seus questionamentos e responder de uma forma que eu sei que ela vai entender.

Regina: “Você não precisa entender só precisa deixar acontecer.”

Não dou tempo para ela responder e em seguida mando outra, é agora ou nunca.

Regina: “Nelson, quer ser o meu novembro?” _ Espero que ela me intenda e responda o que eu anseio tanto em ler.

Cada segundo esperando pela resposta parece um pedaço do infinito, meu estomago está contraído, minha cabeça gira, estou nervosa, espero que ela intenda que eu estou pedindo ela em namoro porque se ela não entender ai eu vou ter que esperar ela pedir.

Meu celular vibra eu o pego com as mãos tremulas e leio a mensagem, que para o meu total espanto e desagrado não é o que estou esperando.

Emma: Entra no Skype, preciso te ver.

Mesmo a contragosto pego meu notebook e o ligo, para o meu infinito azar demora infinitos segundos para ligar, assim que liga logo no Skype, não demora 10 segundos que estou online recebo um pedido de chama de vídeo de Emma. Ela está linda com o cabelo bagunçado, o rosto vermelho, os olhos brilhando, então ela abre um lido sorriso e fala.

- “Todo mês é Novembro Sara e eu te amo todo o dia. Novembro é tudo o que eu conheço, e tudo o que eu quero conhecer.Porque novembro é tudo que existe e é tudo que eu preciso que exista!”


Notas Finais


" Cola o seu desenho no meu para ver se cola, cola seu retrato no meu e me namora!"
Por enquanto chega de sofrer!
:*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...