História About Us - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Exibições 153
Palavras 2.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


" Me fita que eu gosto de me enxergar por dentro do teu olho é tão bonito de lá tem cor de Marte e teletransporte pra galáxia que mora em você.
Me passeia que eu gosto de arrepiar sob suas digitais é impossível calar é feito sorte me abraça forte e tateia todo meu caminho. "

Capítulo 46 - Capítulo 46


POV Regina

Como não amar as surpresas que a minha menina vive fazendo para mim? Ela é tão linda e doce, a maior das verdades e que eu me derreto a cada ato dela de carinho por mim, não poderia ser diferente agora depois da linda surpresa que ela me fez, queria ela aqui, poder sentir seu cheiro, seu toque, seus beijos, mas querer não é poder, mas mesmo de longe a cada palavra, a cada ato eu me sinto mais tocada por ela, essa é a verdade. Se eu pudesse dizer uma coisa sobre o momento que estamos vivendo diria que é uma ponte e nessa ponte caminhamos direto para a felicidade. Clichê eu sei, mas nada mais romântico consigo usar para definir, claro que tenho inúmeras curiosidades que quero matar em relação a ela, sim são muitos detalhes que desejo saber, mas sei que terão que ser aos poucos ou bem arquitetados para chegar lá sem assusta-la. Sei o quanto ela pode ser tímida e como isso pode fazê-la se fechar totalmente a mim, mas a verdade é que eu morro de vontade, morro de curiosidade e não vou mentir é claro que tem desejo também, Emma é linda, com aquele sorriso fácil aquele jeito tão menina, doce, gentil, é tão dela ser assim, que as vezes lá no fundo sinto um pouco de inveja por ela ser tão perfeita e eu, não sei, me sinto apenas um rascunho de mim.

Já passamos por muitas coisas, eu com toda a loucura que me cerca as vezes tenho a impressão de matar um monstro por hora, por mais que meus monstros sejam grandes e poderosos perto da luz que ela emite eles se tornam tão pequenos, eu tenho plena certeza que enquanto eu tiver a Emma aqui, como o meu porto seguro, mal nenhum poderei sofrer pois, todas as vezes em que eu tiver medo eu sei que ela segurará a minha mão e me mostrará a melhor forma de seguir. O mundo dela não varia muito do meu, também existem monstros tão cruéis ou mais que os meus, mas ela tem a péssima mania de achar que é a pessoa mais forte do mundo, eu não sei porque ela gosta sempre de mostrar que nada a abala, quando na verdade ela é a primeira a sentir os primeiros tremores do mundo. Eu quero apenas poder ser para ela tudo que ela é para mim, da mesma forma que ela é tudo em que eu posso me apegar, me segurar, me estruturar, queria ser ao menos uma fração do porto seguro dela, que sei que por mais que eu queria ser, sempre será o pai. Não acho ruim, muito pelo contrário, queria eu ter o David como meu porto seguro e pai, ele é tão lindo, meigo, fofo, melhor definição para ele? A Emma teve a quem puxar.

Tenho meus sonhos bobos que não conto para ninguém, antes eles era apenas meus, mas depois de Emma eles se tornaram nossos, mesmo que ela nem saiba que eles existam, nunca pensei muito em me casar ou ter filhos e muito menos em todas aquelas coisas que as pessoas “adultas” sonham para a vida, acho que meu primeiro sonho era sair daqui, não sei mudar, nunca mais voltar. Sempre pensei que correr seria a melhor solução que poderia ter, porem eu vivo correndo e de verdade por mais rápido que eu corra nunca me vi sair do lugar, acho que hoje o meu sonho não é mais correr e sim apenas ter forças para ficar e enfrentar, sei que só vai passar se eu fizer isso e com Emma, sinto que minhas forças se renovam e nada disso irá me abalar.

Revivo aquele dia no quarto de hotel onde quase tivemos nossa primeira vez quase todos os dias, não foi muito certo da minha parte, porém quem não teria feito coisa parecida? Ela ali linda, louca de desejo, cheira de vontades, eu apenas aproveitei que mal tem? Eu só queria descobrir. Queria e ainda quero muito descobrir, acho que não fará nenhum mal a nós termos essa experiência, Emma é linda e minha e nada é mais justo do que eu fazer “uso” do que é meu. Ainda não sei muito bem o que vou fazer, mas terei bastante cautela para não assusta-la.

POV Emma

O que eu posso dizer do meu “encontro” com a minha pequena além de perfeito? Acho que eu conseguir passar para ela todo o amor que eu queria que ela sentisse, mas também eu me senti tão amada por ela, se ela pudesse saber como tudo é lindo com ela perto de mim, acho que ela nunca mais sairia daqui, do meu abraço. Sonho um dia acordar com o cabelo dela bagunçado sobre mim ou as pernas jogadas sobre as minhas, seus beijos suaves nas noites frias, um romance na TV e uma vontade de não fazer mais nada apenas apreciar aquela maravilha de menina em meus braços. A cada dia que passa eu a amo um pouco mais.

Escuto batidas na porta me voltando ao mundo real e eu apenas grito um entra.

— Ei meu amor, que sorriso bobo é esse ai no seu rosto? _ Pergunta meu pai sentando-se na cama.

— Qual é o motivo dos meus melhores sorrisos em pai? _ Pergunto ainda olhando para o telefone admirando a foto de Regina.

— Regina. _ Diz sorrindo.

— Ela mesmo pai, ela é tão linda e nós tivemos um encontro tão lindo, mesmo estando longe foi um momento tão sublime e sutil, que eu me senti tocando ela em alguns momentos. _ Falo lembrando.

— Que bom filha, eu fico tão feliz por vocês estarem vivendo esse amor no melhor dos contos de fadas. É Lindo poder ver em seus olhos coisas que já nos meus. _ Agora é ele que está com o olhar distante.

— Falando em seus olhos, em você! _ Me sento na cama. – Eu falei para você arrumar alguém e não jogar seu charme para cima das minhas amigas. _ Falo mudando completamente de assunto o semblante e o tom de voz.

— É quem disse que eu estou dando em cima das suas amigas? _ Pergunta fechando o semblante para mim também.

— Nem vem senhor David Swan eu vi com meus próprios olhos você jogando seu charme pra cima da Belle. _ Falo cutucando o braço dele.

— Não é nada disso que você está imaginando sua boba. Entre eu e Belle não está rolando do que você está pensando, apenas conversamos sobre você e em algumas vezes sobre mim. _ fala com as bochechas tomando uma tonalidade avermelhada.

— Espera ai, deixa ver se eu entendi, você também está se tratando com a Belle? _ Ele apenas balança a cabeça positivamente. – Mas porque pai? _ Pergunto chocada, será que eu tenho levado muitos problemas a ele a ponto dele também precisar desabafar com alguém que não seja eu?

— Bem filha. _ Meche os dedos em sinal de nervosismo. – Eu fiquei confuso e não sabia se eu estava pronto de verdade para abrir de novo para um outro alguém, para um novo amor. Eu simplesmente fiquei tão confuso, perdido e eu senti medo de falar com você sobre isso porque tive receio de você me julgar ou entender algo errado. _ Fala olhando para o chão.

— Pai de maneira nenhuma eu iria te julgar, ainda mais o senhor que nunca fez isso comigo, com todos os motivos de julgamentos que eu lhe dou. E sobre lhe entender, bem eu tentaria entender mesmo que fugisse do meu vasto conhecimento sobre as coisas, Eu jamais faria algo que não fosse o justo para ser feito com o senhor. _ Tento explicar do meu jeito.

— Você é a melhor filha que eu poderia ter sabia? _ Fala me abraçando.

— É eu sei sim. _ Falo convencida. – Pai mas me diz ai, já que não está interessado na Belle está interessando em quem? Quem é a mulher de sorte? _ Questiono.

— Convencida você em filha e bem não tem ninguém, mas a Belle pareceu mesmo interessada em mim? _ Pergunta se ajeitando melhor na cama.

— Já pode ir tirando seus olhos dela, nem começa. Tive uma ideia. _ Falo passando a mão sobre os cabelos. – Vá pegar seu celular que vou te cadastrar em um aplicativo de encontros. _ completo divertida.

— Aplicativo de encontros? Como funciona isso? _ Pergunta com um semblante de dúvida.

— É pai, pega lá e eu vou instalando e te falando como tudo funciona. _ Falo praticamente jogando ele para fora da cama.

— Tudo bem, já volto. _ Fala se levantando e saindo do quarto.

Enquanto meu pai vai pegar o celular dele, pego o meu e noto que não tem nenhuma mensagem de Regina, não sei se ela está ocupada, mas quero que ela sabia que estou pensando nela, então mando eu uma.

Emma:  Estou pensando em você, saudades do seu cheiro, te amo. Ps.: Vou ensinar meu pai a mexer no Tinder, acho que isso será muito engraçado.

Jogo meu telefone na cama assim que envio a mensagem e não demora nada meu pai já está de volta no meu quarto.

— Como funciona isso de aplicativo de encontro? _ Pergunta curioso.

— Está bem interessado nisso em? _ Tiro onda com ele e ele olha com um olhar furioso para mim. – Tudo bem parei de graça. Funciona assim: você acessa por suas redes sociais e se descreve no perfil, coloca umas fotos legais, mas não muitas fotos e é simples, as mulheres vão lhe ver e vão “falar” para o aplicativo se elas gostam ou não de você e você a mesma coisa, ai se coincidir de vocês dois se gostarem, podem conversar e quem sabe marca um encontro se o papo fluir bem. _ Explico de maneira bem simples, mas sei que ele pega as coisas rápido.

— Entendi, acho que isso pode ser interessante. Faça uma conta ai para mim, eu vou tomar banho colocar uma roupa legal e você tira algumas fotos minhas. _ Fala já saindo do quarto sem me dar chance de resposta, mas mesmo assim eu ainda grito.

— Como se foto capturasse o cheiro. _ Começo a rir.

Baixo o aplicativo, entrei com o facebook dele e comecei a descreve-lo no perfil: Engenheiro eletricista formado, engraçado, que adora um papo cativante e calmo como também está aberto a jantares românticos a luz de velas.

Acho que está bom, eu não vou conseguir “vender” meu pai lindo para essas loucas. Meu celular vibra avisando uma mensagem nova.

Regina: Até eu quero ver meu sogro distribuindo simpatia para a mulherada. Também sinto saudades linda.

Emma: Não deixa ele ver você falando isso, porque ele vai ficar insuportavelmente convencido.

Regina:  Mas é verdade amor, vamos combinar além de seu pai ser lindo parece que ele inventou a simpatia.

Emma: Se você pensa isso dele, já quero saber o que você pensa de mim.

Regina:  A meu amor, não queria nem saber, aliás, queria sim mas, já aviso tudo na vida tem um preço, está a fim de pagar?

Emma: Quando você fala essas coisas já tenho até medo, amor meu pai voltou do banho com uma roupa ridícula para tirarmos fotos então eu vou refazer o look dele e mais tarde depois que eu tomar banho ligo pra você pode ser?

Regina:  Claro que pode, desde que tome banho pensando em mim e quando sair pode me ligar nua mesmo.

Emma: Amor!

— O que foi que você está vermelha como um pimentão? _ Pergunta meu pai.

— Regina! Essa menina ainda me deixa louca. _ Respondo jogando o celular na cama. _ Vamos começar trocando essa roupa. _ Falo em tom de ordem.

— Porque? _ Pergunta chateado.

— Porque essa roupa está ridícula, você não está indo para uma reunião pai, são apenas fotos. _ Explico.

— Mas ... _ O corto.

— Sem mas, já para o quarto vou lá com você garantir que essas coisas continue no seu closet. _ Saio do meu quarto indo em direção ao dele.

~x~

Depois de longas duas horas tirando fotos de todos os ângulos do meu pai, conseguimos selecionar três que nós dois gostamos, uma que ele está sem camisa com uma bermuda casual descalço é um com um lindo sorriso no rosto, uma que ele está vestido em um traje esporte fino, super elegante e por último e não menos importante uma que ele fez uma pose engraçada com uma regata branda e o sorte do pijama. Meu pai é lindo isso é incontestável tenho certeza que mulheres não faltarão a ele, só espero que ele saiba escolher. Assim que volto para meu quarto depois de tomar banho apenas enrolada em uma toalha ouço barulho de uma chamada no Skype, corro para anteder.

— Oi amor. _ Falo rápido assim que atendo.

— Oi minha linda e uau! _ Exclama. – Vejo que você levou a sério o que eu te falei mais cedo e já me esperou quase nua. _ Fala comum sorriso diferente.

— É desculpa só vou trocar de roupa e já volto. _ Falo envergonhada tentando sair.

— Não amor ficar mais um pouco, adorei te ver assim, prometo não falar nada sobre seus trajes. _ Fala dessa vez sem aquele sorriso diferente.

— Como dizer não a você? _ Pergunto já sabendo da resposta, impossível.

POV David

Não sei ao certo se essa coisa que Emma fez para mim dará certo, mas espero ao menos conhecer pessoas legais, só agora depois da nossa sessão de fotos que vou poder ver as mulheres que vão aparecer para mim e escolhe-las ao meu gosto, não que eu não tenha o mesmo gosto de Emma, mas vamos dizer que eu quero uma mulher ao meu lado e ela gosta mais das que tem um perfil para serem amigas dela. Vou passando curtindo ou não as mulheres até que uma em especial me chama a atenção.

Belle, 33 anos psicóloga formada, interessada em boas conversas e pessoas que não se importem em ser analisadas.

— É parece que que isso pode ser divertido. _ Falo para mim mesmo antes de travar a tela do celular sem tomar nenhuma atitude sobre a o perfil dela. 


Notas Finais


" Me prova me enxerga me sinta me cheira e se deixa em mim me escuta no pé do ouvido todos teus sentidos que afetam os meus que querem te ter que tu me escreveu e mais uma vez.
Me bordou "


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...