História Abrassear - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags 2tae, Autismo, Carta, Falando Sozinho, Loucura, Taehyung
Exibições 69
Palavras 501
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI GENTE TUDO BEM FOI SÓ 1 DESABAFO EU SOU O TAEHYUNG MAS PODE SER QUALQUER UM DE NÓS KDSKDK TO RINDO DE NERVOSO MESMO BEIJOS PRA VOCÊS AMO TODOS VOCÊS TENHAM UMA BOA NOITE E TCHAU

Capítulo 1 - Abrace com força, Taehyung.


abrassear (v.t.)
é a estranha vontade de abraçar forte quem a gente nunca viu.

 

Sentia vontade de abrassear Kim Taehyung.

Eu queria poder esmagar a criatura inocente, amável, feliz e fofa que ele era antes, sabe? Proteger do mundo, chamar de bebê, carregar no colo. Observando o passado de hoje, consigo ver o quanto os traumas podem afetar alguém como afetaram ele, como o fizeram mudar tanto e o tornaram a pessoa triste e sozinha que ele gosta de zoar. Que eu gosto de zoar.

Mas nem sempre Kim Taehyung foi triste ou sarcástico. Nem sempre brincou e fez piadas sobre suas doenças psicológicas e seus problemas familiares, ou então caçoou de sua própria aparência apenas para parecer menos inseguro e ansioso como é. Tae nem sempre teve crises de choro escondidas no quarto escuro – ele morre de medo de escuro, mas não é mais assustador do que chorar na frente de outras pessoas – ou crises de raiva dentro de carros fechados. Ele já foi alguém… normal. É assim que chamam alguém saudável mentalmente? Normal?

Que seja. Taehyung já foi assim um dia.

Porém, atualmente, apenas sobraram pedaços dele. Ou de mim. De nós. Sim. Eu queria abrassear Taehyung, eu queria me abraçar forte porque eu sinto que nunca me vi antes, eu sinto que não me conheço e isso é insano. É como se eu e Taehyung fossemos pessoas diferentes, personagens criados separados nas mentes criativas dos meus amigos, familiares, conhecidos.

Porque, veja, é bem simples. O Taehyung conhecido pelos outros não estaria agora, de madrugada, escrevendo um texto sobre Taehyung. O Taehyung conhecido pelos meus pais não passaria longos minutos várias vezes na semana sentado no batente de uma ponte pensando nos prós e contras de pular, sendo levado a não pular por culpa do gato doméstico chamado Koyu. O Taehyung conhecido pelos meus amigos não machucaria o pulso e a garganta de tanto se bater e gritar dentro do carro, tendo um ataque de raiva por não aguentar a vida que leva. A vida bosta, se fosse importante ressaltar.

O Taehyung que os outros podem ver não beberia para entorpecer os sentidos, mas sim porque a vida é mais divertida quando se está bêbado. Bêbado o suficiente para esquecer. Esquecer do fracasso que você é para a sua família, esquecer da ansiedade que te faz coçar a pele e tirar sangue, esquecer dos problemas inexistentes que a sua mente cria e descria apenas para te ver enlouquecendo aos poucos.

Consegue entender? São Taehyungs diferentes. Existem muitos eus por aí.

Por isso quero me abrassear, quero me beijar e me dizer que tudo vai ficar bem, mesmo que não fique. Mesmo que no final eu acabe me matando, que eu morra sozinho, que eu simplesmente pare de coexistir nesse plano existencial maldito. Alguém precisa dizer para Kim Taehyung que tudo ficará bem e já que ninguém de fora aceita esse desafio, deixe que eu mesmo faço isso.

Fique bem, Tae, porque o resto deixa que eu resolvo.

— Taehyung, KIM.


Notas Finais


TUDO BEM NÃO ME IGNOREM SÓ DIGAM OI NOS COMENTÁRIOS TCHAU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...