História "Absolutamente Nada" - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Carta, Sozinho
Exibições 10
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Lírica, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - 28 de Novembro, madrugada.


Fanfic / Fanfiction "Absolutamente Nada" - Capítulo 7 - 28 de Novembro, madrugada.

Olá, Amigo. Já é madrugada e eu ainda não dormi. E estou com muita vontade de ir no banheiro. Mas, não tenho coragem suficiente pra levantar da cama. Não ria. Aposto que as vezes isso também acontece com você. Não é mesmo? Então.

Eu tenho algo pra lhe contar, tente adivinhar do que se trata

… conseguiu? É isso mesmo. Eu mandei uma mensagem pra ela. Então, pedi a ela que esquecesse esse episódio um tanto desagradável. Eu não farei isso novamente. Sinceramente, que se danem as consequências. Não consigo ficar sem ela. Mesmo que não a tenha. Ela não é propriedade de ninguém. E nem um objeto. Ela é maravilhosa. E tudo em que eu penso é em estar com ela. Assim, só estar ali. Do lado. Seria ótimo. De verdade, Amigo.


Você devia ver aquele sorriso. Tenho certeza de que me entenderia assim que a visse. Mas, não é só pelo sorriso. Ela é uma ótima pessoa. Normalmente eu sinto aversão a maioria das pessoas. Ela não me faz sentir o mesmo.

Eu não paro de pensar em poder abraçá-la e tê-la nos meus braços. E ser alguém pra ela. E ela me olhando nos olhos e dizendo que eu sou importante. Que ela está feliz por eu estar ali, do seu lado. E que eu sou especial, e que ela nunca vai desistir de mim. E que eu não posso desistir da vida. Porque sempre existe um lado bom…

Ela é o único lado bom nisso tudo. Acredite em mim, amigo. Eu preciso ser sincero com você.

Isso nunca vai acontecer. Ela não precisa de mim. Ela tem tudo que precisa. E, eu certamente não faço parte das pessoas necessárias à ela. Eu sei que não deveria fazer nenhuma pergunta a você. Mas, o que eu vou fazer? O que diabos eu faço agora? Porque, isso não é uma fase. Eu não vou deixar de me sentir um nada da noite para o dia, não vou passar a ser importante a ela. E nada vai mudar, porque, sou eu.

Eu não sei amigo, sinceramente não sei o que vou fazer de agora em diante. As coisas vão voltar a ser como eram antes, nós conversávamos. E nada mais. Eu acho que preciso me encontrar com ela qualquer dia desses. Preciso deixar claro essa situação. Pessoalmente. Preciso ver as expressões que ela fará enquanto eu disser tudo isso.

Eu não quero perdê-la de vez, não quero isso.


Eu eu não sei. Não sei mais amigo. Sinto muito por não ter nada de mais a dizer. Eu só preciso saber que tenho alguém a quem falar tudo isso. Porque, é muito importante para mim.

Não sei se quero pensar nisso agora. Vou tentar fazer alguma outra coisa, pra distrair a mente. Até o sono chegar. Aqueles sentimentos de impotência e tristeza resolveram vir me assombrar. Não gosto de incomodar ninguém com essa parte minha. Me perdoe, Amigo.

Eu não consigo mais fazer isso, não hoje.

Até mais. Durma bem, Amigo.


And.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...