História Absoluto Vol.II - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Kakuzu, Naruto Uzumaki, Oonoki, Sasori
Tags Sasodei
Visualizações 141
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Idiota.


Fanfic / Fanfiction Absoluto Vol.II - Capítulo 3 - Idiota.

   Pelo metade das crianças passou o ano sonhando com o tão sonhado melhor presente dos pais no natal, então fantasiam com bicicletas, bolas de futebol e bonecas caras, para no dia 25 de dezembro descobrir que o presente não passa de um par de meias. É como levar um tapa, não é? Sasori se sentia assim, como se tivesse levado um tapa que tinha lhe acordado dos seus sonhos.
   E o pior que não podia culpa-la, Deidara não era culpado por ele ter gostado dela/dele. Simplesmente aconteceu.
   __Sasori, sou transexual__ Deidara corou envergonhado. Sasori queria ter dito que não devia se envergonhar, mas nenhuma palavra saiu da sua boca. O "tapa" ainda estava ardendo__ eu realmente não quero que você fique com raiva de mim. Fala alguma coisa Sasori!
   Ele demorou demais para expressar uma reação, Deidara encarou aquilo como uma coisa negativa. Se virou e saiu correndo com lágrimas nos olhos para longe de Sasori.
  __Deidara!__gritou ele, mas ela já estava longe e não pode ouvir.
¤¤¤
   As vezes você conhece alguém e em poucos dias diz já ser sua melhor amiga/amigo. Então o tempo passa, vices se afastam e passam anos sem se ver, você não sente falta e nem saudades. Então um belo dia quando está no ônibus, na fila do banco ou passando em um lugar super frequentado vê aquela pessoa, a que você dizia ser sua melhor amiga/amigo no passado e de repente percebe que não passava de algo passageiro. Sua amizade foi substituída por outras com o passar do tempo e da distância.
   Hidan achava isso, que fora substituído, mas sem a parte do tempo e da distância. Kakuzu se afastou do nada, sem explicação ou desculpa. Simplesmente se foi.
   Na infância quando ele era fraco, Kakuzu lhe defendia com todas as garras mas depois ele passou a fazer parte dos agressores.
  Não importava quantas vezes corresse atrás de Kakuzu como um cachorinho, no final acabava do mesmo jeito, com Kakuzu lhe dando um belo chute no rabo, literal e figuradamente.
   Então ele destiu.
   Parou de ir atrás de Kakuzu para saber onde e com quem estava se metendo.
   Hidan viu Kakuzu se juntar com outros alunos de baixo de uma árvore onde havia uma mesa de madeira para beber logo depois que as aulas tinham acabado. Se perguntou se ele tinha passado pelo portão da escola pelo menos. Era óbvio que não.
   Kakuzu estava com uma garota sentada no colo, ela rebolava nele sem pudor já bastante alcoolizada. Kakuzu lhe viu e beijou a garota igualmente sem pudor. Aquela cena foi repulssíva demais para ficar olhando por muito tempo, Hidam desviou o olhar aparentando indiferença demasiada.
   As vezes também há  amigos que você não gostaria de ter conhecido.
¤¤¤
   No outro dia antes da primeira aula Sasori lhe perguntou se ele tinha falado com Deidara.
  __Ela disse que não vinha hoje. Ela tá na fossa, então vai ficar em casa só de boa assistindo desenho.
   Hidan havia notado Sasori abatido demais com a falta dela, não era preciso ser um gênio para saber que ele gostava dela. Deidara era linda, inteligente, gostava de arte assim como Sasori gostava. Estava na cara  que ele tinha achado sua metade da laranja.
  __Foi por que Deidara me contou coisa assustadora ontem.
  __Nada pode ser mais assustador que uma vadia se esfregando no Kakuzu__ ele escorregou as costas na cadeira mole, jogou as pernas sobre o encosto da cadeira da frente e os braços atrás da cabeça, totalmente relaxado.
  __Ela disse que é trans, cara!
   Hidan se esticou demais na cadeira e acabou virando com tudo para trás machucado a costa e a cabeça. Sasori apesar de tudo, começou a rir dele. Hidan nem se deu ao trabalho de se sentir ofendido pelos risos, estava mais do que surpreso por saber que Deidara era um garoto. Poxa, ele podia jurar até no dia anterior que Deidara era menina e uma muito gostosa por sinal. Nem passou pela sua cabeça que não fosse.
   __Ela tem um pinto no meio das pernas como nós?
   __Fala baixo porra!__ repreendeu Sasori__ e isso foi ofensivo da sua parte, sabia?
  __Caralho, puta que pariu__ falou mais baixo__ E verdade mesmo?
   __É.
    Ele ficou um tempo sem falar absolutamente nada.
  __Eu não vejo o que tem de tão assustador nisso__ disse com um pouco mais de razão.
  __ Você fala isso porque não é você que gosta dela__ exautou-se.
   Hidan começou a rir dele sem controle. Quase caindo da cadeira novamente.
   __Cê tá fudido.
   __Falou o cara que é apaixonado pelo ex-melhor amigo__Sasori se sentiu vingado por jogar isso na cara dele.
   Hidan parou de rir.
   __Não to apaixonado por ele, porra__falou convicto__ nunca fui.
   __Está sim!__rebateu Sasori ficando de pé.
  __EU NÃO TO APAIXONADO PELO KAKUZU ENTÃO PARA DE FALAR ISSO!
   Hidan tapou os ouvidos com força, mas não importava a voz estava na sua mente dizendo que sim.
   Ele não havia ficado enjoado só de ver aquela sena ontem? Não sentia falta dele que era como se tivessem tirado parte do seu coração? Não passava horas olhando para uma foto deles na sua carteira?
   Sim.
   Sim.
   Sim
   SIM.
   SIM
   __PARAAAAAAAAA!
   Seus olhos ardiam assim como seu peito, as veias na sua cabeça pulsavam lhe causando dor.
   Sasori ficou assustado pelo surto dele, mas sua atençao estava no portal da sala, onde Kakuzu assistia a cena com diversão, parecendo que sempre desconfiava mas só tinha tido certeza agora.
  __Hidan me desculpa, e-eu
...
   Hidan saiu correndo da sala sem encarar Sasori e nem Kakuzu. Só queria ficar sozinho.
  __Eu sou um idiota.
   Sasori disse para si mesmo.
¤¤¤
   Sasori decidiu ir ver Deidara na volta para casa, sentia que devia desculpas a ela pelo outro dia, e também queria a ajuda de Deidara para achar Hidan que havia subido.
   Parou no canteiro da vizinha dele para roubar um girasol, mas a velha que estava na casa o viu.
  __Seu moleque, está pisando nas minhas plantas!__ a velha tentou lhe jogar a agua que tinha no copo que ia beber.
   Sasori correu para a casa de Deidara, esmurrado a porta para que ela abrisse logo.
   A porta foi aberta quando a velha saia da casa com uma vassoura na mão.
   Ele entrou como um furacão.
    __Aí obrigado__suspirou aliviado enquanto escorregava as costas na porta, mas não por muito tempo. Deidara vestia nada mais que um shortinho preto. Os olhos dele caíram sobre a boca com gloss de cereja, o corpo bronzeado, e as pernas lindas.
   Tentou manter a atenção dele no ponto entre os olhos de Deidara, que eram irresistívelmente belos.
   Deidara estava envergonhado. Se sentia nú, mas ele estava deitado quando bateram na porta como se tivessem fugindo.
   __É melhor eu ir colocar uma roupa__ falou constrangido.
  __Não, espera!__ segurou a mão de Deidara,  estendeu a flor para ela com o rosto corado__Me-me desculpa pelo outro dia? Eu fui um idiota com você.
   Abraçou Deidara bem apertado para mostrar que não se importava se fosse menino ou menina. Deidara rodeou o pescoço dele com os braços e então foi que uma coisa aconteceu.
   Um velinho apareceu na sala com uma vassoura.
  __Larga da minha neta seu tarado__Onoki partiu para cima dele com a vassoura mas Deidara arrancou da mão dele.
  __Vovô pare com isso.
  __ Vai vestir um roupa Deidara__ mandou estressado__ e você__ apontou o dedo para Sasori ameçadoramente__fora da minha casa seu delinquente.
   Ele foi praticamente jogado para fora dali. E Onoki fez questão de bater a porta na cara dele.
   Sasori teria que proucurar Hidan sozinho agora, sem a campania de Deidara para reconforta-lo.


Notas Finais


Ele não reagiu tão mau. O Sasori dessa história não é tão idiota, só enrolado.
Poise neh, coitado do Hidan...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...