História Abuse of me, but not drink - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Eren Jaeger, Erwin Smith, Hange Zoë, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeeee atualizando a fic hj \( *0* )/
Desculpa a demora (de novo) mas vou postar cm mais frequencia pois as ferias tão chegando pleura!!!
Uhhhhhhh...

Mas por enquanto ainda tem muita prova pra mim fazer.

Aproveitem o cap.

Kissus😘

Capítulo 3 - Explicações


-Bem é que...

Flashback-on

Era uma bela tarde de terça-feira, e como sempre a pequena Naomi brincava na frente da televisão.

Da cozinha, a faxineira terminava de lavar alguns pratos, quando uma voizinha lhe chama:

-Sr.Lins vamos brincar de esconde-esconde? - perguntou a menina abraçando uma das pernas da senhora de meia idade.

-Agora não querida, estou ocupada- na verdade ela sempre estava ocupada quando se tratava de um pedido da pequenina.

-Por favor...

-*suspiro* tudo bem...só uma vez ta bem?

-Siiiiimmm!!!!

Respondeu a garota enquanto subia animadamente as escadas de madeira bruta.

-vou contar até 20! , um, dois, três...

Ela ziguezagueou pelos cômodos, mas por fim resolveu se esconder no guarda-roupa ,onde esperou até ouvir os passos da mais velha subindo as escadas, os saltos dela faziam bastante barulho quando pisavam na madeira da escada.

Ela entrou no quarto e parou em frente ao guarda-roupa.

-"ela já me achou?!"-pensou, mas antes que pudesse fazer qualquer movimento, ouviu a gaveta abaixo de si ser puxada pra fora e depois colocada no mesmo lugar, em seguida o som de uma fechadura se fez presente, fazendo a pequena prender a respiração por tempo suficiente para que a senhora voltasse sem sucesso ao ndar de baixo.

Passou mais alguns minutos la dentro, ouvia umas conversas estranhas vindas do primeiro andar.

Era a voz da Sr.Lins e de outra pessoa que com certeza não era sua mãe.

Depois de um tempo uma música muito alta ecoou pela casa, assustando-a, tentou abrir a porta do seu esconderijo mas estava trancada, tentou várias e várias vezes seguidas até entrar em completo desespero.

-Sr.Lins!!,Sr.Lins!!! POR FAVOR ME AJUDA!!!

Gritou a menina mas não ouve resposta.

Ela não sabia, mas quando a faxineira entrou no quarto para pegar um pano na gaveta ela acabou trancando o guarda-roupa que sempre permanecia trancado e logo em seguida chamou uma amiga para passar na casa de seus patrões pra ouvir música.

Acabou que a música ficou num volume tão alto que era impossível ouvir quarquer pedido desesperado de socorro vindo do andar de cima.

Horas se passaram. A pequena, agora praticamente sem voz, chorava baixinho "é ruim ficar sozinha..." pensava abraçando os próprios joelhos quando um calafrio percorreu a espinha.

Podia jurar ter ouvido alguém fora do seu esconderijo/prisão.

Sentiu uma mão gelada tocar a sua nuca, gritou como se de repente sua voz tivesse sido devolvida.

Começou a bater freneticamente na porta, como não resultou em nada tornou a jogar com toda força seu próprio corpo contra a porta, sendo que em uma dessas tentativas o móvel acabou tombando pra frente, fazendo-a bater de cara com a madeira causando um pequeno sangramento na sua testa.

A essa altura a música já havia cessado mas por conta das dores em sua garganta, e por acreditar estar sozinha na casa, tinha desistido de gritar, mas por conta da adrenalina que corria solta em suas finas veias ela o fez novamente.

-ALGUÉM ME AJUDE POR FAVOR!!! SOCORRO!!

O grito rouco e desesperado da garota chegou até os ouvidos da senhora que estava sentada no sofá fazendo-a se levantar de uma vez e se dirigir apressadamente até o segundo andar.

Chegando lá encontrou o móvel caído no chão, mas o que mais lhe surpreendeu foi ouvir um chorinho de dentro do guarda-roupa.

-Naná, é você?

-Sr.Lins me tira daqui por favor...eles querem me pegar...

-Eles? Eles quem naná?! Não se mexa eu vou coloca-la de volta no lugar!

Com muito esforço ela conseguiu o por no lugar e destrancar a porta mostrando uma Naomi pálida e trêmula.

-Ah naná...

Falou novamente a mais velha retirando a criança la de dentro e pondo-a em seus braços.

Depois desse episódio Naomi acabou por se tornar monofobica, acreditando que se ficasse sozinha novamente tudo se repetiria.

Flashback-of

-Bom é só isso...

-SÓ ISSO?!- exclamou Eren arregalando os olhos em puro exagero.

-Tá mais oque isso tem a ver com o rato que eu acabei de matar?- falou Levi num tom sarcástico.

-NÃO TINHA NADA A VER COM A PORRA DO RATO QUE VOCÊ FEZ QUESTÃO DE ASSASSINAR NO MEIO DA COZINHA SEU INÚTIL!!!- mano, puta vontade de chorar agora.

-Calma cara...- ele falou levando as mãos até a altura do peito.

-Enfim vamos comer ou não? Depois dessa acho que a comida esfriou de vez- reclamou Eren sacudindo a marmita de um lado pro outro.

-Vamos- falei sorrindo, até que não é TÃO ruim ter esses dois comigo.


Continuo...?





Notas Finais


Oque acharam do cap?
Deu pra captar alguma coisa que eu escrevi nessa coisa?
Se puderem comentem.

Até mais!

Kissus😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...