História Academia Sobrenatural - Capítulo 22


Escrita por: ~

Exibições 50
Palavras 2.382
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - Caçadores


Na manhã seguinte,todos os alunos estavam se arrumando pra ir pra suas aulas menos a Katherine e aonde estava ela ? Dormindo ate porque ela não era obrigada a ir as aulas. As primeiras cinco aulas havia passado e nada da Katherine, Max e Demi ligavam pra a amiga e ela não atendida. Ja havia chegado a hora do almoço todos estavam no refeitório Max devorava o Peter com os olhos e visse e versa, Peter passou a língua entre os lábios olhando pra o Max e o loiro apenas sorriu abaixando a cabeça. 

- Que línguinha gostosa. - Alguém aparece atrás do Max. - Imagina ela em seu pescoço descendo mais e mais. - Era a Katherine.

- Aonde você estava ? - Ela se senta ao lado do Max.

- Passei a manhã no quarto e fora dele. Mas então voltamos aqui, você tem algo pra me dizer ?

- Acho que sou Gay.

- Uma coisa que eu ja não saiba.

- Como assim ?

- A-Ah não sou tão idiota assim eu percebo coisas que vocês não percebem e eu sempre via a forma que você olhava pra os garotos.

- Mas eu ja estive com outras garotas, ate com você.

- E depois disso nos tornamos grandes amigos e inimigos algumas vezes quando discordamos de algo.

- Isso foi um erro.

- Eu sei. A gente não tinha nada haver e...

- Estou falando de ter beijado o Peter. - Ele a interrompe.

- Você o que ?

- Ontem eu beijei o Peter no corredor e depois nos...

- Para. - Ela o interrompe. - Não quero saber.

- Calma. Não aconteceu nada.

- Que lindo um romance entre um lobo e um herege.

- Você é contra ?

- Não. Apenas pensa comigo a primeira vez que isso aconteceu Romeu e Julieta acabaram mortos. - Max se levanta e saiu rápido do refeitório.

Não demora muito e Peter vem em direção a Katherine e não parecia esta nada contente.

- O que você disse pra ele ?

- Nada de mas apenas que romances proibidos sempre acabam em tragédia.

- Você não ssbe o que fala.

- E você sabe o que faz ?

- Ontem você disse que vampiros e lobos são inimigos.

- Ele não é totalmente vampiro.

- E se fosse ? Mudaria algo ?
- Ela olha fundo nos olhos dele. - Espera você gosta dele.

- Não sei do que você esta falando.

- Se não sabe o deixe em paz.

- Você não é uma boa pessoa.

- Não ?

- Você preferiu ficar aqui discutindo comigo do que ir atrás dele. - Ele se senta.

- Eu não sei o que aconteceu ontem.

- Eu sei vocês se beijaram.  Qualquer um poderia ter parado e se te conheço o suficiente você teria arrancado o coração dele mas não fez, você gostou.

- Eu nunca...

- A-Ah não.  - Ela o interrompe. - Esse papo de novo não.

- Eu não sei o que fazer.

- Uma coisa simples e fácil vá atrás dele.

- Mas...

- Vai logo. Cadê aquele lobo todo machão que entrou aqui nesse refeitório ontem ?

- Se fudeu no beijo daquele herege.

- Então vai atrás dele e o beija de novo. - Anna deu um sorriso.

- Obrigado.

- Vai. - Ele se levanta e sai correndo.

O sinal soou todos voltaram pra as salas, Katherine foi ate seu quarto vestir o uniforme depois ela foi pra aula, chegando lá ela depara com um garoto de pele branca, com cabelos negros ondulados, musculoso sentado em sua cadeira.

- Senhorita Romanoff, como você não apareceu durante toda a manhã deixei o senhor Forbe em sua cadeira.  - Disso o professor.

- Sem problema. - Ela se dirigiu ate uma cadeira que tinha atrás dele.

E ao passar ela viu como os olhoa dele era lindo, um verde puxado para o azul e pelo cheiro ela viu que ele era um anjo, e pensou que seria o novo aluno que havia chegado. Durante toda a aula a Katherine não tirou os olhos daquele cabelo perfeito tanto que acabou dormindo durante a aula e acordou com alguém a chamando.

- Acorda. - Katherine abre os olhos e ver o novo aluno em sua frente a chamando.

- Um anjo. - Disse ela o olhando.

- É talvez.  - Disse ele sorrindo.

- Cadê todo mundo ? - Ela olha pra os lados.

- Uma tal de Carola Sparca chamou todos pra o ginásio pra da um aviso a todos.

- Ela é a diretora. - Ela se levanta.

- Sou Alan Forbes.

- Katherine.

- Você é o que ? - Katherine mostra as pressas pra ele e o mesmo da uns passos atrás. - Uma vampira.

- Herege. - Ela sorriu.

- Desculpa por ter ficando em sua cadeira.

- Sem problemas. Vamos quando a Carola fala ela quer que todos a escutem.

Eles foram ate o ginásio aonde todos os alunos estavam em pé prontos para ouvirem a Carola.

- Gente esse é o Alan, Alan esses são Max, Peter, Demi, Isabelle, Paul e o Damon. - Demi abriu um grande sorriso pra ele, pois sabia o que ele era.

- O que a Carola quer falar conosco ? - Demi tentava acha lá.

- Acho que sei o que é. - Disse Katherine e logo a Carola sobre ao palco.

- Boa tarde alunos de Hydraulic, de ontem pra ca venha falando com alguns outros que cuidam da direção da escola. - Ela olha diretamente para a Katherine. - E venho falar que nos resolvemos da três dias na semana pra vocês fazerem o que quiser isso inclui sair da escola a noite.

- Sabia. - Disse Katherine. Todos os alunos começam a gritar.

- SILÊNCIO AINDA NÃO TERMINEI. - Todos se calam. - Alem desses trás dias durante a semana, as saídas nos finais de semana também será permitidas as saídas. - Todos começam a gritar o nome da Carola. - E hoje você estão livres das aulas. - Ela saiu do palco.

- Ela esta aprontando algo. - Katherine sussurrou pra o Max.

- Você deu a ideia e ela aceitou.

- Eu sei e o que ela esta aprontando é pra me, ela ta fazendo tudo que eu pesso.

- O que ? - Perguntou Isabelle.

- Nada. - Respondeu Katherine.

Demi passou entre eles puxou o Alan para o canto e foram conversar. Isabelle ficou encarando ele encontro conversava com a Demi.

- Ele parece um anjo.  - Disss ela e Max, Katherine e Peter começam a rir.

- E quem disse que ele não é.  - Disse Max.

- Ãm ?

- Nada. Vamos aproveitar o dia que a Carola nos deu. - Todos vão pra um lado.

Katherine estava pretendendo sair mas uma vez e como ja estava anoitecendo ela estava pensando em ir pra uma boate mas não fazia sentido ir sozinha então resolveu chamar a Demi, que chamou o Max, a Isabelle, o Paul, o Damon e o Peter que resolveu não ir.

- Da próxima vez quando eu te fizer um convite pra sair, vou colocar obs: Por favor não chama ninguém.

- Qual é a graça de sair sozinha ?

- Por isso eu te chamei.

- E eu chamei mas alguns.

Katherine sai do banheiro ela estava com um vestido branco um pouco rodada, alto alto vermelho, cabelo solto e um batom vermelho bem atraente.

- Tem alguma pessoa que vai desfrutar de tudo isso ?

- Não.

- Sabe quem a gente poderia chamar também ?

- Ainda tem mais ?

- O Alan. - Katherine deu um sorriso ao ouvir aquele nome. - Lindo ele ne.

- Muito.

- Ele precisa fazer amigos.

- Pode chamar.

- Pra onde vamos ?

- Pra a VANP.

- Quer matar todos nós ? Quero dizer o Paul, Damon, Alan e a mim ?

- Não se preocupe hoje é o dia dos humanos.

- Você vai se divertir bastante ne ?

- Porque você acha que eu escolhi aquela boate e justo hoje ? Encontro com vocês lá.

- Não vai com agente ?

- Não.  - Ela sai batendo a porta.

Algumas horas depois todos estavam na porta do boate VANP, Demi ligava pra a Katherine mas ela não atendida.

- VANP ? O que significa ? - Perguntou Damon olhando para o letreiro luminoso. 

- Vampiro.  - Respondeu Demi com o celular no ouvido.

- Serio ?

- Sim.

- Vampiros não existem. - Disse Paul no final.

Todos ali se olham após o comentário do Paul, não demora muito e a Katherine sai de dentro da boate, todos os rapazes ali ficam boquiabertos ao ve lá.

- Eles estão comigo. - Disse ela ao segurança.

Eles entram, tudo era bem extravagante mulher dançando quase sem roupas, homens apenas de cueca servindo bebidas mas não era ali que eles iriam ficar os mesmos andaram mas um pouco e foram ate um elevador que tinha quase no final e subiram ate a cobertura e la sim eles iriam ficar. La sim parecia mas uma boate mesas repletas de bebidas alcoólicas, música alta e pessoas dançando, os irmãos Blackburn, Isabelle e Alan estavam achando tudo aquilo incrível.

- A cidade é linda daqui de cima. - Isabelle foi ate a beira e ficou olhando a cidade.

- Cuidado pra não cair. - Katherine piscou o olho pra ela a fazendo voltar.

- Nunca tinha vindo a essa boate. - Damon olha pra os lados.

- Nem eu. - Disse Paul.

- Então Divirtanse, Max e Isabelle não divirtanse tanto ok. - Eles assentiram e foram dançar.

Algum tempo depois Isabelle começou a soar frio,  ela estava ouvindo os batimentos cardíacos de todos ali, ela ouvia o sangue correndo nas veias de todos a mesma foi rapidamente ate a Katherine que estava conversando com a Demi.

- Estou com fome.

- Pode segurar não ?

- Posso sim, posso segura uma pessoa contra a parede e enfiar minhas pressas no pescoço dela. - Os olhos dela já estavam ficando vermelhos.

- A-Ah ok vamos providenciar seu jantar. - Katherine olha para os lados e ve o Max. - MAX, VAMOS.

- Pra onde ? - Pergunta ele se aproximando.

- Lá pra baixo.

- Ebaa... Ja estava na hora.

- O que tem lá em baixo ?

- Mas diversão. - Katherine sorriu. - Demi fique de olho neles. - Ela assentiu.

Eles entram no elevador e desceram mais e mais, ate chegar no subsolo da boate a porta do elevador se abre.

- Que local é esse ?

- Bem vinda ao submundo. - Lá tinha vampiros se alimentando de humanos pra todos os lados.

- Posso ?

- Fique a vontade.  - Isabelle foi rapidamente aonde tinha um humano sentado e enfiou suas presas no pescoço dele. - E você Max ?

- Acabei de perder a fome.

- Se foi por causa daquilo que falei mas cedo, desculpa você sabe que falo sem pensar.

- Eu sei e por isso você é minha amiga.

- Vamos ? - Nesse momento passa uma garota na frente deles.

- Com prazer.  - Max a segura pelo pescoço e a Katherine pelo braço e a mordem ao mesmo tempo. 

La em cima na cobertura todos estavam dançando ate que Alan nota o sumiço dos amigos e vai ate a Demi.

- Aonde estão Katherine, Isabelle e Max ?

- Eles estão la em baixo no subsolo. - Ela o segura.

- Melhor não, se você quiser vira lanche de vampiro.

- O que tem lá em baixo ?

- Vampiros e mais vampiros se alimentando ate não querer mais e alguns adoram sangue de anjo.

- Ela nunca te atacou ? - Eles se sentaram.

- Nossa amizade no começo não foi nada fácil... - Katherine, Max e Isabelle aparecem assustados na cobertura.

- Vamos embora.  - Katherine olhava pra os lados.

- O que aconteceu ? - Demi se levanta e vê uma macha de sangue no peito do lado direito no vestido vermelho da Isabelle.

- Tem caçadores aqui na cidade e de preferência aqui na boate vamos.

- Como isso aconteceu ? Você esta bem ? - Alan vai ate a Katherine.

- Nos estavamos la em baixo e do nada a gente ver uma estaca no peito dela, eu estou mas a Isabelle esta um pouco assustada.

- Eu levo vocês pra a escola.

- Eu vou junto.

- Demi você fica eles não podem desconfiar. Nos vamos com o Alan.

- Cuidado. - Eles assentiram foram ate a beirada e quando não tinha ninguém olhando eles pularam.

Alan saiu pela porta da frente ate porque ele não estava sendo caçado por ninguém, ele entrou no carro e mas pra frente pegou eles o os levou de volta pra a escola. Depois deixarem a Isabelle no quarto e a segurarem que ela estava bem e viva de um certo modo Max foi pra seu quarto Alan acompanhou Katherine ate o dela.

- Você realmente esta bem ? - Alan parecia esta preocupo.

Eles andavam pelo corredor Katherine estava com o salto na mão, seu vestido tinha alguns pingos de sangue mas nada de mas.

- Sim. Acho que se a Isabelle não estivesse na minha frente meu vestido estaria estragado. - Ela sorriu.

- Sempre teve caçadores aqui ?

- Não e isso é estranho.

- O que ? - Katherine nada respondeu.

- Nada deve ser paranóia minha.

- Vocês quase morreram.

- Tecnicamente ja estamos mortos, quero dizer boa parte de mim. - Eles sorriram.

- Vocês respiram e o coração de vocês batem, então tecnicamente vocês estão vivos.

- Depois de tudo isso acho melhor eu ir dormir. - Eles param em frente a porta do quarto dela.

- E vocês dormem ? - Ela revira os olhos. - Brincadeira.

- Boa noite. - Ele se aproxima dela e da um beijo na testa da mesma.

Ele não precisou fazer nem um esforço ja que era maior que ela, Katherine sentiu suas bochechas esquentaram.

- Boa noite. - Ele esperou ela entrar pra ir embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...