História Acaso ou Destino? - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaaino, Naruhina, Narusaku, Nejiten, Sasuhina, Sasusaku
Exibições 188
Palavras 1.887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Foto ousada mesmo 😘

Capítulo 10 - Ouvindo o coração...


Fanfic / Fanfiction Acaso ou Destino? - Capítulo 10 - Ouvindo o coração...

Sakura on 

Ainda estava dentro do carro tentando entender o por que do Sasuke ter dito aquilo, eu olhava em seus olhos, ele me encarava serio, e meu coração batia rapidamente. 

Como pode ser tão lindo? Porque penso nele sempre? O que está havendo comigo? 

Agora seus olhos paravam sobre meus lábios e eu sentia um frio na barriga, como se fossem um monte de borboletas. Então, ele aproximou seus lábios dos meus e deu um beijo, calmo e suave. Eu não tinha reação. Então, a ficha caiu. Me livrei de seus lábios e em seguida lhe dei uma tapa bem forte mesmo.

Ele olhou para o outro lado e só balançou a cabeça, fiquei nervosa e talvez um pouco com medo se sua reação, me arrependi, não queria ter feito aquilo, mas, era necessário, ele ainda é namorado de Hinata.

- Não brinque comigo Sasuke.- eu disse isso e sai rapidamente de seu carro sem olhar para trás.

Entrei em meu apartamento e sim, eu queria chorar. O que eu fiz? Devo admitir que eu queria muito aquele beijo, mas, ele namora a Hinata. Não posso, não posso, não posso ter nada com ele. 

Vi que o apartamento estava muito silêncio. Fui até o quarto de Hinata e ela ainda não tinha chegado e já eram 00:30.

Fui até meu quarto me odiando. Sim, me odiando. Sasuke salvou praticamente minha vida e nem um obrigado eu disse, ao contrário lhe dei uma tapa. Ah, Sakura você é complicada. Fui até meu banheiro me odiando ainda, mais não por não ter lhe dado um obrigado, e sim, pela ideia maluca que eu estava tendo. Fui novamente ao quarto de Hinata, vasculhar suas coisas, precisava do endereço dele. Ainda estava enrolada na toalha de banho, olhei seu notebook e fui olhar algumas mensagens dela trocada com o Sasuke e lá tinha o endereço dele. 

Onde eu estou com a cabeça? Eu não vou fazer isso! Vou me amarrar aqui na cama pra não fazer uma loucura.

Quer saber eu vou lá dizer obrigada.

Vesti uma calça Jens, uma blusa de mangas, fazia frio naquela madrugada. Liguei para um companhia de táxi, não iria dirigir, e dentro de 15min o táxi chegou. Desci, e entrei no táxi, logo em seguida dando-lhe o endereço de Sasuke. 

Minha  cabeça estava a mil, mil pensamentos, mil loucuras. O que eu tô fazendo? Ainda da pra voltar. É isso, vou voltar.

- Moça chegamos.- o taxista falou me fazendo tremer. 

- Tem certeza que é aqui?.- disse nervosa, era um prédio totalmente nobre, muito sofisticado, muito melhor do que o meu. Eu nem sabia que Sasuke era bem de vida. Paguei o taxista e olhei que no meu celular marcava 01:20 da madrugada. Agora como vou entrar num prédio a esse horário? 

Olhei, e o porteiro tirava um ronco no meio do espediente, passei rapidamente. Lembrei que o Sasuke dizia nas mensagens que seu apartamento era o 434

Peguei o elevador e agora estava diante ao apartamento 434. 

Pensei uma, duas, três na quarta vez eu toquei a Campânia, então, demorou um, dois, três no quarto segundo a porta se abriu. Me dei de cara com aqueles olhos negros me encarando. Eu vim no seu endereço com um objetivo, lhe pedir desculpas pelo tapa, e dizer obrigada, afinal ele salvou minha vida. Mas, quando o vi ali parado em minha frente tão lindo, ele estava sem camisa, seu belo corpo estava a mostra.

Eu não pensei em ninguém, resolvi segui meu coração, tinha que ouvi-lo, deixarei a razão de lado. Meus planos mudaram quando o vi assim, sim, devo admitir que ele mexe comigo, até mais do que devia. Vou deixar a razão falar e fazer o que eu queria fazer desdo momento que o vi...

Sasuke on

Não sei por que, mais estou seguindo a Sakura, me adimirei ao ver que ela iria aquela boate suja e depravada. Sentia que devia protege-la. A observava atentamente, vi quando um cara se aproximando dela já esbanjando suas segundas intenções com ela, não sei por que me importo ela é solteira.

Mesmo assim fiquei a observar os dois, eles estavam na pista de dança e pelo que vi Sakura bebia como se não houvesse o amanhã, resolvi segui-la também por que senti a necessidade de explicar pra ela aquele abraço que ela me viu dando em Hinata hoje em sua casa. Agora o cara a beijava no pescoço. Como Sakura não percebe a perversidade desse cara ai?

Vi ele a arrastando contra sua vontade para fora da boate, ela tentava reagir mais foi impossível. Fechei as mãos e segui eles rapidamente prevendo que o pior poderia acontecer. Me atrasei um pouco devido a grande quantidade de gente que havia nesse ambiente. Chegando fora da boate olhei desesperado para todos os lados tentando a vista-los mais não via ninguém só uma rua deserta, vi um cara e pedi pra que ele chamasse os seguranças e o gerente da boate e o mesmo foi correndo.

Escutei baixo aquele grito implorando um socorro vindo da mata que havia em frente a boate, meu coração por um ou dois segundos parou de bater.

Quando vi os dois foi no memento em que o cara deu um tapa no lindo rosto de Sakura, me fazendo sentir raiva, ira, ódio tudo isso e muito mais, com toda a raiva que estava sentido retirei ele de cima dela lhe dando vários socos, chutes, queria de fato mata-lo, mas olhei Sakura e ela estava assustada com medo e indefesa. Foi no memento em que o cara desmaiou. Como pode um ser tentar estuprar uma pessoa?

A levei a sua casa, estavamos em frente ao seu prédio. Encarei ela e ela era tão linda.. Tão perfeita.. Não sei o que está havendo comigo, ultimamente penso muito nela. Deixei meus instintos masculino falarem por mim e beijei ela. Achei que ela fosse corresponder, mais a sua atitude me deixou completamente assustado. Sakura me deu uma tapa e saiu de meu carro rapidamente. É realmente ela me odeia.

Chegando em minha casa fui tomar um banho, meu irmão não estava, tinha ido dormir na casa de sua namorada, ou algumas delas.

Depois do banho sentei-me no sofá de minha sala, e botei pra pensar em Sakura. Ela me deu uma tapa que ainda esta doendo.

De repente ouço a Campânia de minha casa tocar, me assusto,afinal, são 01:21 da madrugada. Quem seria?

Ao abrir a porta dou de cara com os olhos mais lindos que já vi em toda minha vida, Sakura olhava para mim muito tímida. 

O que ela fazia aqui?

Sakura on

Não pensei duas vezes, era isso que meu coração queria, então era isso que iria fazer. 

Não preciso de razão, Sasuke já é a razão para eu fazer tal coisa. Sei que irei me arrepender. Mas, o único arrependimento que não quero ter, é de não ter tentado. 

Não quero mais pensar em ninguém, so em mim. Desculpa sociedade, mais é meu coração que esta dizendo...

Sem avisar pulei nos braços de Sasuke lhe dando o que eu queria dá mais tinha negado.

Sasuke correspondia aquele beijo selvagem e com direito a mão boba de minha parte.

Ele me olhava ainda assustado.

- S-Sakura.

- Sasuke... Por favor, não diga nada, apenas faça que nem eu, e ouça seu coração.

Quando disse isso Sasuke trancou a porta que ainda estava aberta, e veio ate a mim me beijando e me conduzindo ao seu quarto. Me deitou na cama delicadamente e começou a distribuí beijos em meu pescoço.

Lentamente ele foi tirando minha blusa, deixando a mostra meu sutiã preto de renda.

- Você é tão linda.

Eu não conseguia dizer nada. 

Ele dava beijos, chupões e mordidas em meu pescoço. Era uma sensação incrível, nunca havia sentido tal coisa.

Ele foi descendo seus beijos a minha barriga, deixando um rastro de saliva ali.

- Tão gostosa..

Ele foi tirando minha calça lentamente, me fazendo ficar com certa vergonha. Deixando a mostra minha calcinha que combinava com o sutiã. Nunca havia ficado tão íntima de um menino assim.

Ele mesmo tirou sua calça, me dando a imagem do paraíso, só de ver o Sasuke assim minha vida já tinha valido.

Ele veio pra cima de mim, me beijou forte com muito desejo.

- Desde a primeira vez que te vi, não tem um dia que não te Deseje, Sakura..

Ele sussurava isso em meu ouvindo me fazendo sentir um prazer incontrolável.

Ele soltou meu sutiã com apenas uma mão, agora me deixando mais amostra pra ele. Ele apertava e chupava meus seios o que me fazia gemer baixinho. Puxava seus cabelos em forma de pedir mais, e ele fazia. Novamente ele foi descendo seus beijos até minha barriga. Me deu um frio na barriga, eu sabia exatamente o que ele ia fazer, não vou impedi-lo, quero sentir cada vez mais prazer.

Ele afastou minha calcinha para o lado e eu Fechei os olhos, so abri quando senti a língua de Sasuke sobre meu clitóris. Nossa! Como era bom essa sensação. 

- S-Sasuke-kun.

Ele me olhava, ainda me chupando, com uma cara Maliciosa. Joguei meu corpo para trás quando senti algo diferente e totalmente bom. Sim, minha primeira excitação explicida. 

- Você me deixa louco Sakura.

Sasuke veio para cima de mim, tremi quando senti aquele volume sobre minha intimidade. Nossa como era grande.

- Sakura, quero que tenha Certeza disso. Não quero te ver arrependida.

- É a única certeza que tenho na minha vida é isso Sasuke.

Sasuke me olhou assustado. Não consegui descifrar seus olhos.

Ele me beijou agora mais calmo, estava sentido todo meu gosto. Explorava cada cantinho da minha boca e eu da sua. Lhe dei um abraço apertado sentido o seu cabelo muito cheiroso. Sussurrei em seu ouvido.


- Eu tenho toda a certeza do mundo.

Ele me olhou e sorriu.

Ele então tirou a ultima peça que faltava da gente, ou seja, minha calcinha e sua cueca box branca, que meu Kami do céu que Deus grego é esse.

Ele se posicionou delicadamente entre minhas pernas, mas antes botou a camisinha, e me olhou com um rosto sereno. Parecia ate que ele me... Bem, estou pensando besteiras.

Ele foi forçando com o máximo de cuidado possível, que ele já estava ficando suado, tudo isso para não me machucar, já que eu era virgem.

Devo admitir que não estava adiantando muito. Então Sasuke me penetrou com um dedo e logo em seguida dois me fazendo gemer baixinho pela nova sensação.

- Tão gostosa e tão apertada...

Então agora ele me penetrou com seu membro me fazendo fechar a cara com a dor que senti. Ele se segurava para não me machucar.

- Está tudo bem Sasuke, eu aguento.

- Tem certeza?

Concordei com a cabeça em positivo, e logo ele começou as estocadas de leve, ainda sentia dor, mas era suportável.

Depois de alguns minutinhos, ele começou as estocadas cada vez mais rápida. Meu Deus que sensação incrível.

- Sasuke.- eu dizia olhando para ele com cara de desejo o suplicando por mais.

Ele entendeu e foi mais rápido ainda...

Estava sendo incrível isso, melhor sensação, melhor pessoa. 

Depois de mais algumas estocadas, senti que estava prestes a ter um orgasmo, agarrei suas costas com toda força e cravei la minhas unhas, senti que ele também havia gozado pela cara de alivio que ele fez, ele caiu sobre mim exausto. 

Ele deitou do meu lado e tirou o preservativo. 

- Sasuke?.- eu dizia já me deitando em seus braços.

- Sim?

- Isso foi um acaso?

Sasuke me olhou e deu um sorriso que sério gente. Me apaixonei.

- Foi o Destino Sakura... 





Notas Finais


Desculpem a demora minhas kawaii '-'
Tô sentindo falta de algumas leitoras que sempre marcavam presença aqui .-. Apareçam minhas kawaii 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...