História Acasos do Destino - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Calipso, Charles "Charlie" Beckendorf, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Dionísio, Frank Zhang, Frederick Chase, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Jason Grace, Katie Gardner, Leo Valdez, Luke Castellan, Malcolm, Miranda Gardiner, Nico di Angelo, Octavian, Percy Jackson, Piper Mclean, Poseidon, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Silena Beauregard, Thalia Grace, Travis Stoll, Will Solace, Zeus, Zoë Nightshade
Tags Caleo, Jasiper, Percabeth, Solangelo, Thaluke
Exibições 298
Palavras 931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, FemmeSlash, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, como eu disse aqui está o capítulo.
Espero que gostem
Boa leitura!!

Capítulo 3 - Capítulo 3


Lucy POV

Acordei cedo hoje, estava voltando para NY para a volta às aulas, provavelmente chegaria na hora do almoço. Eu conheci um garoto chamado Justin Soyer, ele é filho de Sofia Soyer, ele também vai morar em NY. A mãe dele o mandou para lá porque ele está cansado de holofotes, então meu querido tio, Zeus Grace Olympus, o maior empresário do meio de transporte aéreo, pediu para que um jatinho da empresa dele levasse eu e ele para NY, assim eu chegaria em segurança, como se eu não soubesse me cuidar, e um jatinho!? Que exagero! Enfim eu e o Justin estávamos já a caminho de NY, saímos de Londres às 5hrs da manhã.

Estava sentada olhando para a janela com um ar de tédio, era horrível não ter nada pra fazer. Resolvi olhar o garoto ao meu lado, o Justin estava mordendo os lábios e batucava os dedos no braço da poltrona.

- O que foi? – perguntei franzindo as sobrancelhas, sua expressão demonstrava nervosismo.

- Estou ansioso, nunca morei sozinho e vou conhecer pessoas novas – disse ele ficando corado, sorri com isso.

- Não se preocupe, você pode ficar comigo e com os meus amigos, mas nem pense em mencionar quem são nossos pais! Não gosto de chamar a atenção! – disse fingindo o ameaçar com a minha expressão.

- Eu também não, minha mãe me falou da sua família eles parecem ser pessoas legais – sorri de seu comentário.

- Eles são, assim como meu irmão e meus primos, você conheceu a minha mãe?

- Não, mas a minha mãe gostou muito dela e elogiou a escola que você estuda em NY.

- É bem legal lá – e ficamos nessa conversa sobre a escola e as nossas famílias.

Tinha que admitir ele era muito bonito e simpático, tinha o cabelo escuro e os olhos de uma cor meio vermelha clara, não como o de drogados mas sim como o pôr do sol, eram lindos assim como o seu rosto, ele me trazia uma espécie de calma e nervosismo.

Quando chegamos ele estava dormindo na poltrona, tão lindo, resolvi acordá-lo como faço com o meu irmão, comecei a mexer em seu cabelo até ele acordar, sorri quando vi seus olhos me encarando sonolentos.

- Acorda, já chegamos – disse a ele, que me olhou e depois para a minha mão com uma expressão de clara confusão, comecei a ficar vermelha e tirei os meus dedos de seu cabelo macio – Desculpa é que eu costumo acordar meu irmão desse jeito – disse olhando pra baixo.

- E com o seu namorado? – perguntou inocentemente, olhei pra ele, só aí que ele percebeu o que disse e começou a ficar corado.

- Eu nunca tive um – disse desviando o olhar e fui pegar minhas coisas com o carregador.

- Desculpa, eu nem percebi o que estava dizendo – disse ele se desculpando e começamos a levar nossas coisas pra fora do jatinho, já eram 10h30min, logo esquecemos essa conversa.

Meu carro estava no aeroporto, pelo visto meu pai pensou em tudo. Ah meu carro é um BMW preto, gosto dessa cor. E fomos em direção ao Colégio, minhas coisas estavam no carro. Suspirei. Meu pai. Tinha o material para o Justin também.

Ao chegar lá peguei meus horários que ficaram parecidos com o do Justin, e logo fui em direção ao refeitório, chegando lá vi meu irmão olhando para uma loura de olhos cinzas, que estava bem vermelha. Bem, não vou estragar o momento deles, então fui para perto do meu primo Jason e disse num sussurro.

- Oi priminho – disse, ele se arrepiou e disse assustado.

- Lucy! – disse e praticamente pulou em cima de mim, dando-me um abraço forte, correspondi ao abraço.

- Oi Jason, também senti sua falta – disse meio que entre risos. Quando ele me soltou nem deu tempo de eu respirar direito e o Percy também estava me abraçando.

- Nossa nem pra avisar que estava voltando – disse meu irmão – senti sua falta – disse sussurrando.

- Também senti – disse o apertando forte enquanto ele me levantava, comecei a rir – e não disse nada porque era uma surpresa.

Ele me pões no chão, vi uma garota morena de olhos caleidoscópio olhando de mim para o Jason, como se fizesse uma pergunta silenciosa, já entendi tudo.

Abracei a Calipso, Hazel e a Thalia, dei um breve oi para os outros e parei ao ficar de cara com o Nico.

- E aí? Não vai dar um abraço na sua prima, não? – disse sorrindo de lado, ele estava sério, mas logo abriu um pequeno sorriso e me abraçou forte.

- Oi Lucy – disse ele no meu ouvido, sorri com aquilo.
A garota continuava olhando de mim para o Jason, resolvi acabar com as dúvidas dela sem mesmo precisar me perguntar.

- E aí? Jason, querido primo, alguma novidade? – disse enfatizando as palavras, o Percy e a Thalia pareceram entender, pois deram risinhos. A morena me olhou envergonhada e virou o rosto de lado.

- Bem, quem é ele? – perguntou meu primo sem entender o que eu quis dizer e apontando para o Justin. Meus deuses, depois era o Percy que era lerdo, pelo jeito é de família.

Sorri de canto e apresentei meu novo amigo.

- Ahh, esse é o Justin, um amigo, a mãe dele conhece a minha e resolveu colocá-lo no HBS – meu irmão e meus primos entenderam que ele é rico e que não gosta de holofotes.


Notas Finais


Bem, é isso.
Não tenho previsões para os próximos capítulos, então até qualquer dia.
Prometo tentar não demorar.
Beijos da Autora!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...