História Accept to be mine? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Fifth Harmony, Trolly
Exibições 18
Palavras 4.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooi, fiquem com o segundo capitulo espero que gostem ! <3

Capítulo 2 - The work


‘’- Lauren, segura minha mão. - Disse Camila correndo e me puxando em meio a um enorme jardim com diversificadas flores. Ela rodopiava como uma criança que acabara de ganhar a boneca dos sonhos.

- Esse lugar é terrivelmente fantástico Camz. – Deitei-me no gramado verde e olhei para o céu.

- Quero me casar como você aqui Lauren! Quero que toda vez que tocarem em meu nome, soe na suas lembranças os momentos que passamos nesse lugar. - Disse Camila se deitando ao meu lado e se virando para ver meu rosto.

- Quero que esse dia seja uma das suas melhores lembranças. – Camila segurou meu queixo e aproximou nossos rostos para nos beijarmos. ’’

  Lauren despertou-se de seu sonho com batidas na porta, ela estava ofegante e muito quente, Lauren puxou todo ar que conseguia preencher seus pulmões e os soltou freneticamente pelo nariz e boca.

- Lauren Acorda, já são 10:20 da manhã. Ouvi uma voz masculina vinda de trás da porta. Logo deduzi que seria a voz de Chris. - levantei-me da cama e fui para o banheiro tomar um banho frio.

A água gelada caia sobre meus cabelos e escorria por todo o meu corpo, parecia que aquilo estava diminuindo a tensão que meu corpo estava no momento. Desliguei  chuveiro e Peguei uma das toalhas que estava do lado de fora do Box e me enrolei nela, fechei a porta do Box  e peguei uma outra toalha que estava dentro da gaveta da pia e enxuguei meus cabelos.

Senti minha cabeça buscar informações do porque estava sonhando com Camila, aquilo não fazia o menor sentido para meu subconsciente, eu mal havia trocado simples palavras com Camila e eu já estava sonhando com ela dessa forma?

Voltei para o meu quarto e coloquei uma roupa confortável e desci pelas escadas.

-Bom dia . - Disse eu para meu irmão e Rita que já estava preparando o almoço.

- Bom dia senhorita Lauren. – Disse Rita me lançando um sorriso, no qual fiz o mesmo.

- Bom diiaa irmã linda do meu coração. – Ponderou Chris com uma cara de quem quisesse algo.

- Fala logo Chris o que você quer? - Falei revirando os olhos enquanto lavava uma maçã.

- Nossa não posso nem chamar minha própria irmã de linda hoje em dia? Mas como você perguntou... Tem como você emprestar seu carro pra mim hoje? Por favor? Disse Chris fazendo uma cara fofa pra mim que eu não consegui resistir.

- Pode! Mais quero meu carro limpo, e sem nenhum arranhãozinho entendeu? Pode pegar ele depois das 2:00 porque vou compras algumas coisas ainda.

- Obrigadaa Laur, pode deixar amanhã ele vai estar intacto na garagem. - Disse Chris animado.

Olhei meu celular havia uma mensagem de Ally perguntando se poderia almoçar comigo hoje, pois tinha algo muito importante para falar comigo.

- Rita, se quiser pode fez pouca comida para o almoço. Hoje irei almoçar fora ok?- Disse.

Rita apenas assentiu com a cabeça em forma positiva, e eu subi  para o meu quarto para poder trocar de roupa. Em 20 minutos já estava pronta com a chave do carro em mãos , fui até a garagem abri a porta do carro e liguei para Ally.

- Ooi Allyson .

- Bom diaa Laur. – Disse Ally com animo em sua voz. Você leu minhas mensagens ? perguntou.

- Vi sim, te liguei justamente por isso, será que podemos nos encontrar no Prime One Twelve, esse restaurante é novo na cidade, e ouvi bons elogios dele. Vou te mandar a localização Ok ?

- Sem problemas, em 15 min estou ai também.

Desliguei o celular e mandei a localização para que Ally pudesse ver onde ficava o restaurante. Girei a chave do carro e sai rumo ao restaurante para me encontrar com a ela.

Chegando,  havia uma mesa não reservada, sentei-me nela e peguei o cardápio. O ambiente era bem aconchegante, paredes escuras em um tom marrom, quadros em algumas partes do local e três janelas grandes com uma vista nítida para o movimento das ruas de Miami. O restaurante estava bem movimentado para um local que havia poucos dias de inauguração. 4 minutos depois avisto uma pequena figura na porta do Restaurante, ela estava me procurando com os olhos, onde de pronto levantei o braço para ela ver em qual mesa eu estava.

- Bom diia Laur. Disse Ally espontânea.

- Bom dia de novo Allyson. Ponderei mostrando um sorriso.

Ally se sentou e logo o garçom veio nos atender.

- Bom dia, posso anotar o pedido de vocês?

Dei novamente uma analisada no cardápio. – Vou querer um Rosbife acompanhado com molho tártaro.

- Vou querer o mesmo que ela. - Disse Ally.

-Tudo bem, em 10 minutos estarei trazendo o prato de vocês, Colicensa. Disse  o garçom se distanciando da mesa.

- O que você queria me contar Ally? Estou morrendo de curiosidade.

- Sabe o Troy? - Disse Ally sorrindo.

- Sei.

- Então, ele pediu para namorar comigo e eu aceitei. Ally disse não contendo um riso em seu rosto.

- Uall, isso é maravilhoso ally. - Falei puxando a menor para um abraço sem levantar da cadeira.

- Ele pediu ontem? Que horas? – Ponderei.

- Foi ontem de noite, ele me convidou para irmos ao cinema, ai conversamos normalmente e quando ele estava me levando para casa ele se declarou para mim dentro do carro, eu até chorei de tanta emoção. Ai ele me deixou na porta de casa, me deu um beijo e disse que hoje me ligava.

- Awwn Ally to tão feliz por você, Bem que eu desconfiava do jeito que ele te olhava nas aulas de matemática. Disse rindo junto a Ally que concordou com a cabeça.

Continuamos conversando até nossas comidas chegarem. Duas horas se passaram e eu logo resolvi me despedir de ally, pois eu havia de ir ao supermercado comprar algumas coisas ainda.

 

 

 

 Camila havia acabado de chegar do curso, havia vários legos espalhados pelo tapete, e sua irmã sentada ao lado deles tentando montar um boneco.

- Ooii kaki, senti saudades. – Disse sua irmãzinha Sofia de 6 anos animada , que logo se levantou do tapete e foi ruma a sua irmã onde a abraçou na cintura.

- Oii pequena, senti saudades também. – Sentenciei, e logo afoguei os meus dedos nos cabelos da menor.

- Vou arrumar um sanduíche, você quer um também Sofi?

- Siim.

- Ok, vou ir lá na cozinha preparar, enquanto isso arruma essa bagunça da sala ok?

- tudo bem Kaki. – Disse Sofia se abaixando novamente para catar os legos no carpete vermelho.

Fui até a cozinha preparar os sanduíches e recebo uma notificação no celular, desbloquei e vi o nome de Dinah piscando na tela :

 - Bunda grande, as 19:00 passo ai pra te buscar, espero que até lá você já esteja pronta, beijos da Deusa Dinah.

 Mais que intimidade é essa? Minha bunda nem é grande. - Pensei comigo mesma, onde acabei rido com a mensagem de Dinah.

Preparei nos sanduíches e fui para a sala assistir TV com a Sofi. Todas as tardes assistíamos series juntas, e hoje não foi diferente, sentei-me no sofá e coloquei na Netflix  o seriado How I Met Your Mother, e logo escuto Sofia me chamando.

- Kaki, kaki...

- Oi princesa?

- Quando nós terminarmos esse episodio você me ajuda a montar meu quebra cabeça que o papai comprou pra mim?

- Hoje não vai dar Sofi, tenho que me arrumar já já para fazer trabalho na casa de uma amiga.

Sofi meneou um tudo bem, onde logo fiquei morrendo de dó da carinha de triste que ela estava fazendo.

- Mais amanhã eu prometo que ajudo você Ok? - Sentenciei. E logo sofi abriu  um sorriso e concordou.

Continuamos assistindo a série até eu ouvir meu pai chegar, onde fui perceber que já era exatamente 18:15 da noite. Dei um beijo na testa do meu pai e fui direto para o banheiro tomar um banho e me arrumar, porque dentro de minutos Dinah já iria vir me buscar. Coloquei uma calça jeans azul claro rasgada, uma blusa branca que deixava minha barriga um pouco a mostra e uma bota preta. Olhei no relógio marcava 19:00 em ponto, e logo ouvi  o carro de Dinah buzinando, desci as escadas me despedindo dos meus pais que estavam na sala e fui em direção a Hilux SW4 Branca de Dinah que já estava com a porta aberta para mim entrar.

- Boa noite. - Disse para Dinah lançando um sorriso.

- Boa noite bunda grande, gostei da blusa. - Dinah falou ligando o acondicionado e dando partida no carro.

- Que historia é essa de bunda grande? Minha bunda nem é grande assim! - Falei rolando os olhos.

- Fala sério, sua bunda é maior que o Air Bag do meu carro. - Disse Dinah rindo.

Olhei para ela com a boca aberta e os olhos semicerrados. E logo ela riu novamente.

- A casa da Lauren é longe daqui? - Perguntei.

- Um pouco... Umas 25 quadras daqui.

Logo eu e Dinah já se tornamos super amigas,contei metade da minha vida a ela, falei que nasci em cuba, tinha uma irmãzinha chamada Sofia, e eu estava  em um relacionamento com um menino de outra escola que conheci em uma festa. Depois Dinah contou um pouco de sua vida, ela é filha única, sua mãe trabalha com economia, e já ficou com quase todos os garotos do time de futebol da escola.

- Sabe Camila, vou te dar um apelido. Seu nome é muito grande pra te chamar sempre por ele , vou pensar em um apelido legal pra você...

- Que tal mila?  - Sugeri.

- Nah, muito clichê!

- Já sei, vou tê chamar de Chancho, não existe apelido melhor! Vou rodar a mão na cara se eu ver alguém te chamando de Chancho alem de mim. - Disse Dinah seria, onde eu acabei rindo.

- To falando sério. Ponderou Dinah revirando os olhos.

- Ok, vou te chamar de CheeChee apartir de agora então.  - Disse divertida.

Continuamos uma conversa ao logo do caminho, até chegarmos a casa de Lauren.

- Aqui, chegamos na casa da branquela. – Falou Dinah parando em frente a uma casa enorme com um portão branco e muros cinza.

 -As meninas já devem ter chegado, vou manobrar o carro ai nós descemos . - Disse Dinah .

 

LAUREN POV

Após 20 minutos depois que Normani chegou, Ally chegou também, em uma das mãos da menor continha uma sacola com barras de chocolate e na outra seu notebook com seu celular. Eu estava muito ansiosa, queria mesmo era que Camila chegasse logo como aqueles olhos castanho no qual eu me perdia por inteira, olhei no relógio marcava 19:45 da noite, e logo o interfone toca, era Dinah:

-Abre logo esse portão Gaspar, não quero ser roubada aqui fora nessa rua escura.

- Boa noite também DJ. Vou abrir o portão.

Abri o portão e elas entraram. Cumprimentei Dinah que veio na frente e já foi entrando na casa para conversar com as garotas. E de longe avistei Camila se aproximando, meu Deus como ela estava linda, a luz da lua que acompanhava sua chegada parecia deixá-la mais radiante ainda, seus olhos pareciam mais brilhantes, seus traços latinos me encantava. Eu estava muito nervosa, parecia que meu sangue estava queimando dentre minhas veias.

- Oi Lauren. - Camila cumprimentou me abraçando.

- Oi Camila, você está linda... – Disse eu sem pensar, e quando percebi ambas as duas estava vermelhas de aflição.

- Oh, me desculpe, eu não queria dizer isso. Disse desajeitado e sem jeito.

- Relaxa, não precisa se desculpar, e obrigada pelo elogio. - Disse Camila com as buchechas queimando de vergonha.

- Boa noite Mila, meninas as coisas já estão todas prontas para fazermos o trabalho vamos entrar? – Ponderou Mani em pé na porta, retirando-nos da tensão que estava no momento.

- Vamos. – Disse de pronto. Camila cumprimentou Mani e assentiu com a cabeça em forma positiva para entrarmos.

Camila adentrou a casa e se deparou com uma sala de estar enorme, com decorações luxuosas, onde pegaram um corredor e foram para uma outra sala que parecia ser um escritório. Avia 4 notebooks na sala sendo um de ally e os outros três de Lauren, uma mesa grande, um pequeno armário com vários tipos de vinho, alguns quadros nas paredes, um sofás cinza que formava um ‘’L’’ no contorno da parede,  e umas 8 prateleiras gigantescas com diversificados livros.

- Ual Lauren, sua casa é enorme! – Ponderou Camila Analizand o ambiente.

- E meu pai ainda estava querendo aumentar a casa para fazer uma pista  de boliche. Disse Lauren rindo da cara de espanto de Camila.

- Depois mostro o resto da casa. – Disse Lauren e Camila assentiu com a cabeça.

 E logo as 5 começaram a fazer o trabalho. Eu fiquei por conta de pesquisar os conteúdos, Camila e Normani copiavam nas cartolinas, Ally dava breves explicações do que cada parte que as outras estavam copiando significava, e Dinah estava fazendo a introdução do trabalho enquanto comia um pote de sorvete que ela havia pegado no freezer.

Quando fui notar eu já estava presa a beleza de Camila, comecei a admirá-la,  uma mecha de cabelo caída sobre o seu rosto enquanto ela copiava me fez lembrar quando eu a vi pela primeira vez, sua postura enquanto copiava me encantava,tudo nela me encantava,  seus olhos fixamente postos sobre o papel, que de vez enquanto os desprendiam da folha e olhava para mim, me lançando um sorriso fofo.

E logo Camila buscou seu celular no bolso da calça no qual o aparelho estava tocando.

- Oi amor. – Camila respondeu em um sorriso, logo se distanciando ultrapassando a porta para ter privacidade na conversa.

Amor? Ela namora? Meu Deus como não passou por minha cabeça que ela poderia estar em um relacionamento? Pensei. E brava comigo mesma por não ter pesado nessa hipótese, acabei soltando um ‘’droga’’ e depositando  um soco na mesa.

- Oxi ta doida Laur? - Falou Dinah me analisando com um semblante assustado, onde a reação de Ally e Normani não foi diferente.

- Nada, Não foi nada. – Disse me levantando e saído rumo ao meu quarto.

- Onde você está indo Lauren? - Mani perguntou.

- Vou buscar um negocio no meu quarto. Menti.

Sai do escritório e as meninas ficaram se perguntando o que havia acontecido comigo. Passei pelo corredor e dei de cara com Camila já desligando o telefone, sem querer ao vê-la uma lagrima escapou sem permissão dos meus olhos.

- O que Aconteceu Lauren? Camila perguntou em uma voz preocupada.

Meneei  um ‘’ está tudo bem’’ que saiu mais baixo do que eu previa e subi para o meu quarto. Camila voltou para o escritório e perguntou para as meninas o que havia  acontecido e porque eu estava chorando.

- Ela está chorando? - Ally falou preocupada.

- Eu não sei, nós estávamos fazendo o trabalho normalmente quando do nada ela deu um soco na mesa e saiu. - Disse Mani de pronto.

- Vou ir conversar com ela!  - Falou Camila já decidida.

- Chancho, deixa ela lá, já ela volta. – Disse Dinah em resposta a Camila, que nem escutou por já está indo rumo ao quarto de Lauren.

Camila saiu abrindo todas as portas na casa, até encontrar uma porta no qual parecia estar fechada e a luz acessa, logo Camila deduziu que ela estaria ali naquele cômodo e depositou leves batidas na porta.

- Lauren? - Camila continuou batendo na porta.

- Quem é? - Soou de trás da porta. Lauren já sabia que era Camila pela voz, só perguntou para ter certeza.

- Sou eu, Camila. Será que teria como a gente conversar?

- Conversar sobre o que? Lauren falou ainda dentro do quarto com a porta trancada.

- Se você não abrir a porta não vai conseguir entender. Camila falou um pouco objetiva revirando os olhos.

Logo se escutou o trinco da porta sendo voltado, e uma Lauren abrindo a porta e logo voltando a se sentar em sua cama.

- Quer que eu encoste a porta novamente? - Perguntou Camila.

- Sim. - Lauren respondeu simples.

Camila encostou a porta e sentou do lado de Lauren na porta da cama.

- O que você quer conversar comigo? - Lauren ponderou já sabendo a resposta.

- Porque você passou por mim no corredor com lagrimas nos olhos? Alguem te fez algo? – Camila perguntou.

- Sim. - Lauren respondeu.

- Quem? Camila perguntou curiosa.

Lauren esfregou a palma de sua mão em suas pernas e segurou o ar.

- Acho que eu não poderia falar, e muito menos explicar o porque. – Lauren falou brincando com os próprios dedos.

- Não precisa ter medo, quem sabe eu possa te ajudar com isso. Mais se você quiser posso levantar e sair. Camila disse gentilmente já se levantando.

- Não, espera Camz! Lauren segurou o braço de Camila pedindo para ela ficar.

 Camila se virou confusa para analisar o feição de Lauren, que por sinal a morena estava também confusa pelo ato que ela acabara de ter feito.

- Camz? - Camila perguntou confusa se sentando novamente do lado de Lauren.

- Sim, Lauren suspirou. Tenho que te contar uma coisa, algo que é muito delicado para mim poder te explicar, e espero que você me entenda.

- Tudo bem. - Disse Camila sem entender nada.

Ontem eu estava no mesmo ônibus que você quando estávamos indo para a escola, eu vi você no ônibus e eu acho que eu estou... estou apaixonada por você.

- Mais Apaix... Camila ia terminar de falar, mais Lauren colocou o dedo em sua boca e pediu para poder terminar, Camila apenas obedeceu.

- Eu te vi no ônibus, você é a pessoa mais graciosa que já vi em toda minha vida, parece que o céu caiu sobre mim quando te vi adentrar aquele ônibus , tudo em você me marcou,seu olhos são lindos, seu cabelo é lindo, sem contar do teu sorriso que é a coisa mais linda do mundo, e eu estaria mentindo se dissesse que ele não meche comigo. E esse sentimento que eu estou sentindo por você é insano, é algo que já mais havia sentido antes, são emoções reais, você me faz ser real.

 Camila olhou Lauren surpresa, pois sua mente ainda não havia processado aquilo tudo que ela acabara de te contar, e ficou alguns segundos em silencio.

- Mais porque você me chamou de Camz? – Camila perguntou curiosa.

- Essa manhã acabei sonhando com você, e no sonho eu te chamava de Camz, e esse sonho me atormentou a tarde toda, e pelo impulso acabei te chamando de Camz agora. – Meneou Lauren ainda bricando com os próprios dedos.

- E porque você passou por mim chorando no corredor?

- Por que você namora Camila, porque você namora e eu não pensei nessa hipótese que talvez você namoraria alguém, eu estava pensando tanto em mim junto a você, que acabei esquecendo de tudo que está a minha volta.

E logo Camila, se lembrou que na hora de atender ao telefone, ela chamou Austin seu namorado de ’amor’.

- Me desculpa Laur... Eu não sabia... – Camila disse se sentindo culpada.

- Não precisa se desculpar Camila, está tudo bem Ok? Eu inventei coisas na minha mente, coisas que não pensei no lado que não poderiam se tornar reais, alendo mais você não sente o mesmo por mim. - Lauren falou com sinceridade.

- E quem disse que eu não sinto nada por você? – Disse Camila de pronto.

Lauren fez uma cara de surpresa quanto confusa para Camila.

- Como assim? - perguntou Lauren.

- Quando te vi no refeitório, meus olhos se encantaram nessa suas duas galáxias verdes, senti meu sangue percorrer meu corpo com mais intensidade. E quando você me elogiou hoje a noite? Eu quase tive um treco. - Disse Camila rindo e retornando a falar novamente.

- Eu não sei o que eu sinto por você Lauren, não sei se meus sentimentos são da mesma intensidade que os seus, mas apenas sei que você causa algo  diferente em mim, e é algo que eu já mais senti por ninguém.

 - É dessa mes... - Lauren iria se pronunciar a Camila quando foi interrompida por uma voz que vinha do lado de fora do quarto.

- Branquela oque ...- Dinah começou a falar abrindo a porta do quarto.

- O que vocês estão fazendo? - Disse Dinah analisando Camila e Lauren sentadas bem próximas na ponta da cama.

- Nada CheeChee... Eu estava apenas conversando com a Lauren. - Camila falou, onde Lauren concordou com a cabeça.

 Dinah ponderou ainda com uma cara desconfiada.

-Tudo bem... As meninas já terminaram as partes delas, só falta vocês duas descerem para terminar a parte de vocês também. Ah, e a Ally já foi embora, disse que tinha que conversar com o Troy, agora vou deixar as madames a sós. Falou Dinah já se retirando do quarto.

- a gente já desce ok CheeChee? Disse Camila, onde Dinah apenas assentiu desconfiada.

- Então onde paramos? Lauren perguntou depois que Dinah saiu.

- Bom Lauren, eu não sei decifrar esse sentimento que eu estou sentindo por você, e eu também namoro, e eu o amo muito ...  Mas também não quero te ver triste. Camila disse com sinceridade nos olhos.

- Eu entendo Camila, eu vou ficar bem, Ok? Não precise se preocupar comigo. Lauren falou Forçando uma falsa animação.

- Acho melhor nós duas descermos antes que Dinah apareça aqui de novo. - Disse Lauren se levantando e saindo pela porta, deixando Camila para trás.

Logo Camila saiu do quarto correndo tentando acompanhar a morena.

- Lauren espera. – Camila disse gritando indo ao encontro de Lauren, onde a morena olhou confusa para Camila.

- Se você pode me chamar de camz, será que eu posso te chamar de lolo?

- Claro. - Falou Lauren dando um sorriso fofo, pelo apelido que acabara de receber.

  Lauren saiu andando novamente pelo corredor quando Camila gritou pela segunda vez seu nome, onde imediatamente Lauren se virou para ver o que Camila queria.

- Oi? – Lauren perguntou.

- Preciso te dar uma coisa. Camila falou olhando nos olhos da morena.

- O que ? Lauren perguntou curiosa.

Foi onde Camila empurrou com seu próprio corpo o de Lauren  contra a parede onde a morena deu um leve gemido por suas costas se chocarem contra a parede fria do corredor, Camila aproximou seu rosto e juntou os lábios com a da morena,  Lauren se manteve um pouco assustada mais logo se entregou ao beijo, durou menos de 1 minutos quando Camila se pronunciou.

Acho melhor nós irmos agora. - Falou Camila quase sussurando separando os lábios dos de Lauren com uma cara maliciosa tomando a frente para sair do corredor.

  Lauren se manteu imóvel e sem fôlego . Ela foi pega de surpresa com a atitude de Camila e riu sozinha enquanto Camila descia as escadas no fim do corredor.

 Camila chegou ao escritório e Normani havia acabado de ir embora e Dinah estava vendo algumas fotos em seu celular.

- Em Chancho, sua parte já está aberta no notebook, é só copiar. Dinah disse sem desprender os olhos do celular.

 Camila assentiu e logo Lauren apareceu na porta do escritório com um copo de água em dua mão. Camila logo lhe lançou um sorriso e Lauren o devolver da mesma forma.

Vinte minutos depois  Camila e Lauren havia terminado suas devidas partes, o relógio já marcava 23:50 da noite.

 - Vamos Chancho? - Dinah perguntou.

- Sim. - Respondeu Camila se levantando.

 Camila e Dinah se despediram de Lauren com um leve abraço, e logo as duas já estavam dentro do carro.

 Dinah ligou o som no volume baixo em uma rádio qualquer e perguntou a Camila.

 - Chancho, o que você e a Laur tanto conversaram? Já tava pensado que você tinha se perdido dentro da casa dela pela demora. – Dinah ponderou.

- É...É ... Ela tava me contando sobre ... Os pais dela. Falou Camila Mentindo.

 Dinah apenas meneou um "Hm" ainda não acreditando na resposta da amiga.

  E logo começou a tocar uma música Animada na rádio, onde as duas começaram a cantar juntas em uma forma divertida dentro do carro.

 8 minutos depois, o carro de Dinah já estava na frente da casa de Camila.

 - Obrigada CheeChee pela carona. - Disse Camila se despedindo da amiga.

 - Por nada Chacho, quando eu chegar em casa, talvez eu mande mensagens pra você,  se eu já não cair dormindo na cama. Disse Dinah.

- Tudo bem. Camila falou rindo e fechando a porta do carro.

- Boa noite. – Disse Camila por fim indo abrindo o portão.

  Camila entrou dentro de casa e todos já estavam dormindo, ela abriu a porta do quarto e se jogou na cama descansando a mente, e logo colocou a mão no coração e  lembrou do beijo que havia dado em Lauren, e como aquele beijo havia sido bom e havia mexido com sigo. E pensando em Lauren Camila acabou dormindo em sua cama.


Notas Finais


Camila não resistiu a Lauren mesmo ein. Esperem pelo 3 cap <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...