História Accept • yoonseok - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Visualizações 121
Palavras 891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello littlecake's ❤
Titia caly tem uma novidade (lá vêm), bom, advinhem quem está pensando em começar uma nova fanfic Yoonseok? Eu mesma, porquê eu não consigo parar de escrever KKKK
Enfim, se acontecer, provavelmente vai ser depois que accept terminar, qualquer coisa eu aviso, para quem quiser ler <3
Mais ou menos, uma fanfic baseada um pouquinho em Megamente. Sim, o desenho! Não, nenhum dos dois terá a pele azul e uma cabeça enorme, isso eu garanto rsrs
Era só, obrigada pelos comentários no capítulo passado, ai meu coraçãozinho sz amo vocês.

Capítulo 9 - Demonstrar.




— Garoto, você colocou a coroa errada — avisou um menino alto, parando ao lado de ambos os rapazes menores.

Yoongi imediatamente encarou Hoseok em choque. O mais velho apenas lhe deu um sorriso reconfortante, que quase falava por si só "vai ficar tudo bem". E, bom, o mais baixo confiava o suficiente no rapaz, para ter certeza de que sim, contanto que ele ficasse ali, consigo.

— Não, ele colocou a coroa certa. Essa coroa foi a que ele escolheu — retrucou, mesmo que até um pouco gentil.

— O que? Ele escolheu colocar uma coroa de princesa? — Perguntou chocado, encarando Yoon como se o garotinho fosse de outro mundo.

— Yoongi gosta de fingir que é uma garota — Taehyung foi quem se pronunciou daquela vez, aparecendo de repente, enquanto abraçava o outro garoto pelos ombros. — Todo mundo fala que ele gosta de meninos. Mamãe disse que talvez ele e Hoseok sejam um casal — disse fazendo careta de nojo.

Hoseok encarou Yoongi nos olhos, e cerrou os punhos, com o rosto vermelho, por tamanha raiva que sentia. Depois encarou aquele que ele considerava seu ex-amigo. Ninguém foi capaz de interferir, de repente o mesmo apoiou as duas mãos no peito de Tae e o empurrou com força para trás, fazendo o mesmo cair sentado no chão.

— Minha mãe disse que quem não respeita a escolha dos outros é nojento. E quer saber? Que você é muito nojento, Taehyung! — Hoseok gritou, para o garoto em choque no chão.

Todos na festa os observavam, todos em silêncio. Yoongi segurava a barra da blusa de Hoseok, até que um barulho de solado de borracha ecoasse pelo local, e todo o foco se realocasse para cima de uma única figura: um garoto vestindo um vestido rosa, e uma coroa de princesa, de bochechas rosadas e uma varinha de plástico na mão. Ele encarou Yoongi nos olhos e sorriu animado, apesar de toda a cena anterior.

— Você é o Yoongi! — Disse animado, puxando o garotinho atônito consigo, fazendo Hoseok encara-los surpreso, e logo segui-los, deixando para trás um Taehyung ainda no chão. — O meu nome é Jimin, mas pode chamar de Jiminnie se você quiser, ou qualquer outra coisa. Tipo Minnie... ah, eu não sei outro — fez um biquinho tristonho.

Yoongi já deveria estar acostumado com pessoas falantes daquele jeito, já que convivia com Hoseok, mas ainda assim se sentiu assustado. A única coisa que o acalmava no momento era saber que Jung estava o seguindo.

— Qu-quem é você? — Perguntou Min, curioso.

— Eu sou primo do Jungkookie, oras! — Sorriu largo. — Vamos lá falar com ele, ele me falou de você — dizia empolgado, levando os garotos para a cozinha. — Você é o Hoseok? Ele falou de você também — dizia se referindo ao maior, vez ou outra encarando-o por cima do ombro.

— Ele falou? — O mais velho perguntou confuso. Jungkook não havia sido nada gentil com Yoongi no parquinho, quando o mesmo se assumiu, por que agora falava do pequeno?

— Uhum — o garotinho robusto concordou, soltando a mão de Yoongi, quando finalmente todos chegaram a cozinha.

E lá estava Jungkook, sentado em uma das cadeiras ao redor da mesa de centro, com o rosto apoiado na mão, e uma feição fofa de tédio. Demorou certo para notar a presença dos outros três, e assim que o fez, exibiu uma expressão surpresa, logo dando seu maior sorriso, de alegria e ainda descrença.

— Vocês vieram! — Comemorou, sem mover um músculo sequer, como se estivesse em êxtase.

— Si-sim... — Min disse receoso, encarando os próprios sapatos, enquanto ajeitava sua saia, com as mãozinhas pálidas — de um jeito saudável.

— Mas porque sua mãe nos chamou — Seok deu ênfase na palavra "sua", num tom de voz amargurado. Não gostava de como Jungkook estava falando. Como se nada tivesse acontecido.

  E bom, Jeon se levantou, e caminhou até os amigos. Afagou os cabelos sedosos de Jimin, que retribuiu com um sorriso docinho. Afinal, eles eram crianças, por que se prendiam tanto a coisas tão maduras? Por que não aceitar, ao invés de complicar tudo como os adultos? Hoseok achava aquilo tudo tão errado. Ele só queria poder levar Yoongi para todos os lugares possíveis e o fazer sorrir, sem que ele sofresse algum tipo de preconceito.

— Ah, Yoongi... — Parecia um tanto quanto receoso, em dizer algo. Hoseok o entendia, porque se o propósito de Jungkook era se desculpar, ele sabia o quanto era difícil. — E-eu... — Yoon não deixou que o pequeno terminasse de falar, apenas, de súbito o puxou para perto, e o abraçou forte.

Estava cansado de receber as mesmas palavras sempre. "Me desculpe", quais eram os verdadeiros valores daquelas duas palavras? Se um olhar fala mais que mil palavras, quanto fala um toque? Um abraço... bom, mesmo que muito jovem, ele sentia que o certo a se fazer no momento, era demonstrar seus sentimentos através de suas ações, e quem iria julga-lo? É mesmo tão errado ser diferente?

— Eu te desculpo, Kook — murmurou, sorrindo contra o ombro do amigo, que já o retribuía, aliviado.

Hoseok não pode evitar se sentir um tanto enciumado, mas bem, Yoongi também tinha que abraçar seus outros amigos. Contanto que abraçasse mais o Jung, ele não via problema nenhum naquilo. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...