História Accursed - Maya - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals
Personagens Elijah Mikaelson, Klaus Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Personagens Originais
Tags Elijah Mikaelson
Exibições 18
Palavras 598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Já faz um tempo que me pediram essa história, então me desculpem a demora...
Eu sempre tenho dificuldades pra escrever quando o personagem é importante pra mim,
é só ter paciência comigo que a fic vai pra frente
Espero que gostem ;)

Capítulo 1 - Capítulo 1


Elijah sentia-se livre, Niklaus havia encontrado sua redenção. Arya e sua inocência haviam transformado o hibrido.

E agora, que não precisava mais se preocupar como irmão, ele decidiu que era sua hora de ser feliz.

O original não era tolo, sabia que não encontraria o amor em qualquer esquina, mas acreditava, e tinha esperança que o destino estivesse ao seu lado.

Era nisso que pensava, sentado, num bar qualquer, encarando o nada.

Pelo canto do olho observou a jovem que o encarava. Olhos verdes, cabelos castanhos.

Elijah não era um homem que tinha um tipo de mulheres, mas era inegável sua atração por morenas.

Ele teria usado seu charme para saber mais sobre a garota, mas foi interrompido por uma mensagem de Marcel. 

Se a mensagem não fosse urgente, ele a ignoraria completamente.

Fechando os botões de seu blazer, o original deixou uma nota de cem sobre o balcão, e depois de lançar um ultimo olhar pra morena, se retirou do bar.

Então algo interessante aconteceu. Ele estava sendo seguido. Por ela.

Por mais sutil que a garota fosse, ainda era perceptível, afinal, Elijah era um vampiro original.

Ele não estava preocupado, um pouco intrigado, se divertindo com a situação.

A passos rápidos, ele entrou num beco escuro, a espera da sua perseguidora.

Os olhos da morena estavam atentos, mas não foi o suficiente.

Num movimento firme, porém delicado, Elijah encurralou a morena contra a parede.

Seu corpo estava perto o suficiente pra sentir os batimentos acelerados da garota. Ele sorriu, ela era ainda mais atraente de perto.

— A que devo a honra da sua companhia?- ele perguntou, observando a morena franzir o cenho.

—Você não parece assim tão ameaçador como dizem- ela disse, em se intimidar- na verdade, ainda tenho duvidas se em quem eu procuro. Você é  Elijah Mikaelson?

Estupidez disfarçada de coragem. Encantador.

—Sim, e você é...?-o original não tinha a minima vontade de solta-la, apenas estreitou mais o aperto sobre a garota.

—Maya Hart- ela sorriu.

Hart? Aquele era o sobrenome da caçadora nova na cidade. Já havia causado muitos problemas, arriscando a paz que reinava em Nova Orleans. Ela era o motivo da mensagem urgente de Marcel. Mas que mundo pequeno, não?

—O que uma caçadora como você faz aqui, numa cidade cheia de vampiros?- ele peguntou, sem conter a curiosidade.

—Eu preciso da...sua ajuda - pelo seu tom, ela não estava nem um pouco satisfeita com seu pedido- agora, será que pode me soltar?

—Sim, perdoe-me- Elijah respondeu, e se afastou alguns passos- você fez um estrago e tanto.

—Não foi de proposito- ela sorriu, mas não parecia nem um pouco arrependida- alguns vários simplesmente...me irritam.

—Em que posso ajuda-la, senhorita Hart?

...

—Deixa eu ver se entendi- Marcel repetiu, ele andava impaciente pelo loft, Elijah apenas o observava sentado no sofá- ela foi amaldiçoada, e isso a faz matar vampiros descontroladamente e você é o único que pode ajuda-la?

—Sim, você entendeu perfeitamente- Elijah assentiu.

—Porque simplesmente não a matamos?-o vampiro propôs.

—Não - o original respondeu autoritário- eu prometi que a ajudaria, e é isso que vou fazer.

—O nobre Elijah e suas promessas- Marcel revirou os olhos- as coisas seriam mais fáceis se...

—Você não vai querer me fazer quebrar uma promessa, não é, Marcellus?- a ameaça era clara no tom do original.

— Ok - o vampiro se rendeu- tudo bem.

O original apenas assentiu, e se retirou. 

Algo nela era familiar, a sua coragem, voracidade, lembrava um pouco de si mesmo quando era humano.  

Muitos aspectos nela ainda eram desconhecidos, mas ele estava disposto a desvenda-la por inteiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...