História Acho que eu te amo... - Jikook - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Exibições 294
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeeeree

Feliz dia das crianças!!!!

Feliz niver pra um dos mts mozões da vida!!!!

Ahhh, Jiminie ~le chora.


Enfim, espero que gostem.

Capítulo 31 - Lubrificante azul, mais cor, mais diversão


Fanfic / Fanfiction Acho que eu te amo... - Jikook - Capítulo 31 - Lubrificante azul, mais cor, mais diversão

P.O.V Jimin (N/A:moazum felix niver meu goxtozo) 

 

O passeio no shopping foi... Uma merda.

 

Sério.

 

Patadas da Maxie pra cá, Jungkook com cara de cu pra lá, Manu falando da minha bunda (abusada) e Gabi brisando.... K7!

 

Dei graças quando chegamos em casa.

 

Não falei com a Maxie o caminho inteiro e quando cheguei fui direto para o quarto.

 

- O que houve? - minhas ommas perguntam. 

 

 

- Ele tá brabinho porque eu não confio no Jungkook. - diz ela.

 

 

- Max, ele mudou. Acredite. Dá uma chance pro menino. Sabe o quanto ele se desculpou? E o quanto ele ajudou o Jiminie? Pega leve.

 

 

- Tá, eu vou... Conversar com ele.... Um dia. - o assunto acaba ali e ouço seus passos de ogro na escada. 

 

Me jogo na cama e cubro o rosto com a coberta.

 

 

- Sei que está fingindo. - diz

 

Não me mexo.

 

- Jimin

 

Continuo ali.

 

- Ok, faz teu charme aí. - ela se prepara para sair.

 

 

- Que sensível você hein. - digo - Nem pra deixar o amigo ter a hora do "charminho"...

 

 

- Tu não precisa ter a hora do "charminho", tu é o charminho em pessoa. - fala sorrindo.

 

 

- Tá me chamando de charmoso no bom sentido ou no ruim? 

 

 

- O que você acha?

 

 

- No ruim?!?! 

 

 

- Se a carapuça serviu... Ai! Ridículo! - joguei um travesseiro em seu rosto.

 

Estava rindo de sua cara que não percebi quando ela pegou o travesseiro.

 

Bateu ele com aquela delicadeza de elefante dela e o mesmo estourou... Penas para todo lado.

 

Poha, como eu vou limpar isso??

 

 

- K7 Max, vai limpar!

 

 

- Ixi fio, cê acha que manda em mim? 

 

 

- Acho!

 

 

- Como é que é? 

 

 

- Vou ali buscar o aspirador e já volto. 

 

Ela sorri.

 

Ridícula.

 

.................

~Manhã do dia seguinte ~

Estava de boa num sonho marah sobre sorvete quando...

 

- FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!!!!!

 

Caímos  da cama e a Max bateu a cabeça na quina do criado mudo.

 

 

- Êta cu! - gritou a Omma advogada

 

 

- JiYoo! Olha a boca! - diz a médica.

 

 

- Mals ae. Max, tudo bem?

 

 

- Tudo ótimo, minha testa tá sangrando, mas tá tudo bem. - responde naquele bom humor matinal dela.

 

 

- Ahh, que bom né. - diz a advogada.

 

 

- ENFIM, feliz dia dos pirralho meus babys. - diz a médica - o café tá na mesa e adivinhem o que tem!

 

 

- Pudim? - digo sonolento.

 

 

- Não, hoje não. Tenta agora Max. - diz a médica - E depois vamos fazer um curativo.

 

 

- Batata frita? - responde com a mão na testa. Tinha um pouco de sangue escorrendo por seu rosto... Bizarro.

 

 

- Issoooooo, agora vamos - a médica analisa Max - O corte foi superficial, não precisa de pontos. Um band aid e tudo certo.  

 

 

- Que ótimo - resmunga Max.

 

..................

 

 

- Ok, agora os presentes!!!! - digo animado.

 

 

- Quantos anos você tem Jimin? - pergunta Maxie segurando o riso.

 

 

- Tenho 17! 

 

 

- Ata, achei que tinha 6.

 

Mostro a língua para ela que, como é muito madura, mostra de volta.

 

 

- Ok, pra você Jiminie - me entrega uma pacote rosa - E pra você Max - ela recebe um azul.

 

Abri o meu e quis matar aquelas loucas.

 

 

- Sério isso? - pergunto.

 

 

- Ué, não gostou? Vai ser bem útil.

 

 

- O que tu... - Max ia perguntar, mas para ao ver o pacote rosa. - JSJSNSJSJSJZSJ (risada de hiena)

 

 

- Aish, o que você ganhou? 

 

No pacote dela tinha um pacote de farinha, três ovos, fermento e leite.

 

- Que isso? - tinha um papel. - "Receita de pão caseiro"? 

 

 

- Vai ser bem útil, né non? - a médica diz.

 

 

- Super!! - Maxie parecia feliz. 

 

Ela ganhou uma receita e ingredientes para fazer pão, eu ganhei um pacote com camisinhas de morango, bacon e uva.... Ogay.
Ah, e ainda tinha um tubo de "lubrificante azul, mais cor, mais diversão".... K7.

 

O que eu fiz para merecer essas duas? 


Notas Finais


É isso. Bj

O q acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...