História Acolhida pelas trevas - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Pansy Parkinson, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Theodore Nott, Tom Riddle Jr.
Exibições 256
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Um sonserino sempre consegue o que quer


-Você está brincando, né? –Hermione perguntou arregalando os olhos

-Não, eu estou falando serio.

-Mas..

-Black, esse era o meu teste, queria ver se você iria contra seus próprios princípios –Draco explicou – Agora você é uma de nós!

Hermione apenas encarou Draco sem saber o que falar.

-Eu sei que já disse que serei o seu professor no quesito Sonserino, mas eu preciso perguntar: Quer ser a minha aluna? Pois você se tornara a minha garota, sempre que se meter em confusão ou precisar de ajuda, é a mim que você terá que recorrer, eu é que te guiarei nos caminhos obscuros da Sonserina –Draco sorriu torto

Hermione quase riu, parecia que ela estava entrando numa seita ou num clube de masoquismo em que Draco seria o seu “mestre”, a morena encarou Draco o avaliando

-Terei que ficar dizendo: “Sim senhor e não senhor” o tempo todo?

-Não, isso aqui não é um clube de masoquismo –Draco riu

–Então o que exatamente eu terei que fazer se me tornar a sua garota?

-Apenas me ouvir quando eu falo, se eu digo não, é não –Draco respondeu –Acha que Pansy é a princesa da Sonserina a toa? Não, ela era uma Zé ninguém, mas graça a mim e aos meus conselhos, ela fez sua própria fama na Sonserina. E é isso que eu irei fazer com você, seu sobrenome ajuda, é claro, mas quero que todos saibam, todos mesmo, desde nós ate as futuras gerações de sonserinos quem foi Hermione Black.

-O que eu ganho sendo sua garota? Me diz algo que eu não teria sendo a garota do Nott ou do Zabini.

-Bem, Theo vai tentar te levar pra cama a cada dois segundos, eu posso ser menos atirado e Blás não é tão querido quanto parece, eu sou menos rabugento que ele.

-Certo..Okay Malfoy, eu aceito ser sua garota.

Draco sorriu torto;

-Duas coisas: Como você é minha garota, ninguém da Sonserina vai se meter a besta com você..

-Nem a Parkinson? Ou a Greengrass?

-Não vou mentir, as duas ainda vão te dar muita dor de cabeça, mas elas me temem e isso vai te ajudar.

-E qual é a segunda coisa?

-Eu menti, sou mais atirado que o Theo e muito mais rabugento que Blás. 

-Eu sei –Hermione concordou –Eu já te conheço esqueceu? Não sou novata em Hogwarts Malfoy, na Sonserina sim mais não em Hogwarts.    

-Vai ser divertido ter a amiguinha do Potter como minha aprendiz –Draco sorriu torto tentando provocar Hermione

-Vamos ver, já que a amiguinha do Potter tem como professor uma doninha albina!

Os dois se encararam e faíscas saíram dos olhos de ambos, quase que sincronizados ambos levantaram.

-Vamos lá, tenho que anunciar a todos sobre minha garota –Draco chamou indo em direção a porta

-Você esta adorando isso, não é? –Hermione estralou a língua

-Adorando o quê?

-Que eu sou sua garota –Hermione respondeu

-Vou adorar ainda mais quando ver a cara do Potter em te ver andando comigo –Draco sorriu cínico

-Me usando pra atingir o Harry, Malfoy? –Hermione negou –Que coisa feia.

-Um sonserino sempre consegue o que quer Black, não importa como e muito menos se ele usa alguém pra isso –Draco piscou maroto

-Anotado, acho que vou utilizar esse valioso ensinamento!

-Posso saber como?

-Não –Hermione sorriu arteira –Você vai ver logo, logo.

Os dois sorriram e saíram da sala indo para a outra sala em que ocorria a festa, novamente, Draco fez a musica parar e todos encararam o príncipe da Sonserina

-Prometo que essa é a ultima vez que interrompo a festa –Draco sorriu –Quero anunciar que Hermione é minha garota, e todos aqui sabem as regras.

A musica voltou a tocar e Draco puxou Hermione para perto dos novos “amigos” de sua garota. Hermione percebeu que Pansy não estava na sala

-Que desperdício –Theo avaliou Hermione –Jura que teve que escolher Draco?

-Ele me encantou –Hermione respondeu rindo

-Seja bem vinda, amiga –Astória abraçou Hermione e colocou na mão da amiga uma garrafa de cerveja –Um brinde a mais nova aquisição do grupo!

Todos brindaram, beberam, Hermione percebeu que Pansy e Daphne estavam vindo furiosas na direção deles e sorriu maliciosa. Ela colou seu corpo no de Draco e sussurrou no seu ouvido;

-Vamos dançar?

-Claro –Draco concordou

Ele não perdeu tempo colando ainda mais o corpo dela no dele, os dois foram para a pista e Hermione se soltou completamente, rebolava ate o chão e mantinha sempre o sorriso malicioso no rosto, Draco apenas lhe acompanhava no sorriso, adorando a morena que dançava na sua frente, pelo canto do olho Hermione viu Pansy deixar seu copo de uísque cair no chão e quase riu ao ver sua cara de choque, quando a musica acabou Hermione puxou Draco para perto dos amigos e de uma Pansy raivosa.

-Mais que porra foi essa? –Pansy rosnou assim que os dois se aproximaram

-O que foi, Pansy? –Draco perguntou

-Eu é que pergunto, mais que porra você tem na cabeça em dançar com essa ai? –Pansy olhou revoltada para Hermione, que sorriu triunfante

-Não ficou sabendo Pansy? Sou a nova garota do Malfoy –Hermione agarrou o  braço de Draco e Pansy engasgou

-Draco. Vamos. Conversar. Agora –Pansy rosnou com o maxilar travado e saiu pisando duro

Draco olhou para Hermione que sorriu, o loiro negou rindo e seguiu Pansy;

-Bem Black, vamos dançar? –Theo convidou

-Aceito. Tenho que ver se o material é bom –Hermione riu e juntos os dois foram para a pista

-Hermione, Hermione –Astória negou rindo

-Ela ainda vai virar a Sonserina de cabeça pra baixo –Blás comentou observando Hermione dançar com Theo

-Pode apostar que sim –Astória concordou

O resto da festa foi de dança até os pés doerem, e ingerir tanto álcool que  a probabilidade de entrar em coma era grande, Hermione foi uma das ultimas a sair da festa, ela e Astória iam apoiadas uma da outra e cambaleando entraram no castelo, mesmo bêbadas elas ainda tinham consciência de que não podiam ser pegas, por isso iam o mais silenciosas o possível, claro que as vezes começavam a rir do nada por causa do álcool, mas por sorte não foram pegas, entraram na Sonserina e cada uma foi direto  para o seu quarto, Hermione não tirou a roupa, só desabou na cama, antes de fechar os olhos ela viu uma rosa branca na cômoda ao lado da sua cama, sorrindo Hermione se entregou ao sono.     



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...