História Acorrentada ao seu coração - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Primeiro Amor
Visualizações 9
Palavras 1.555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me desculpem a demora, de verdade
É que tava acontecendo muitas coisas na minha vida... Principalmente relacionada ao crush...
Qualquer dia eu explico direito...

Capítulo 2 - Último Dia...


***25.01.2017***

*CATH ON*

**QUARTO**

14:00

Pensamentos: Nossa, esse quarto parece bem maior sem as minhas coisas... - Eu me sento no chão aonde ficava minha cama - Tenho que admitir, eu vou sentir saudades daqui! - Eu deito no chão e fico encarando o teto, lembrando de todos os momentos que eu já passei nessa casa

Eu: Pai, mãe... Será que ai de cima vocês seguem me olhando? Será que se me olhando vocês ainda estão se orgulhando? - Eu falo sem obter nenhuma resposta. Acabo deixando uma lágrima escapar do meu olho.

*PRIM PRIM*

Eu :JÁ VAI!!! - Eu grito do meu quarto

*PRIM PRIM*

Eu: EU JÁ FALEI PRA ESPERAR!!!

*PRIM PRIM*

Eu: Aff... TÔ INDO PORRA - Mas que caralho, até parece que não tem paciência. Eu desço as escadas

**SALA**

**14:05**

*Eu abro a porta*

Eu: KEN - Eu dou um pulo em cima dele e dou-lhe um abraço

Kentin: Oi, pequena - Ele retribui o abraço

Eu: Eu pensei que você não ia vir! - Eu solto ele

Kentin: Até parece que eu não iria vir! Hoje é seu último dia aqui na cidade! É meu dever como melhor amigo vir te visitar

Eu: Que fofo! - Eu falo enquanto eu aperto as bochechas dele

Kentin: Isso dói, Pequena - Ele tira minhas mãos das bochechas dele

Eu: Chato! Entra ai - Eu saio da frente da porta e ele entra

Kentin: Uau... Aqui parece bem maior sem os móveis

Eu: É... Eu vou sentir saudades daqui!

Kentin: E eu de você!

Eu: Que fofo... Da até vontade de morder!

Kentin: Nem pensa

Eu: Por favor - faço bico

Kentin: Dessa vez não, da última vez você mordeu muito forte

Eu: Não mordi não

Kentin: Então que marca é essa no meu braço? - Ele mostra o braço com uma marca de mordida,

Eu: Uma mordida!

Kentin: É uma mordida, sua...

Eu: Ah Ken, por favor

Kentin: Pode esquecer, Pequena, dessa vez não!

Eu: Chato! - Mostro a língua pra ele

Kentin: Sou mesmo, mas mesmo assim você me ama!

Eu: Amo nada!

Kentin: A não?

Eu: Não!

Kentin: Então tá............ GUERRA DE CÓCEGAS - Ele me derruba no chão, fazendo ele ficar em cima de mim. Ele começou a fazer cócegas em mim

Eu: KE-KENTIN HIHIHI PA-PARA COM ISSO, PO-POR FAVOR

Kentin: Só paro se você pedir pinico

Eu: Tá bom. PINICO. AGORA PA-PARA COM ISSO

Kentin: Só se você falar que me ama!

Eu: N-não, prefiro mo-morrer

Kentin: A é? Então tá, máquina de fazer cócegas ATIVAR - Ele começa a fazer mais e mais cócegas em mim

Eu: Tá bom, tá bom. EU TE AMO, KENTIN - Ele parou

Kentin: Viu? Você não morreu por falar que me ama!

Eu: Eu não morri, mas quase mijei nos shorts!

Kentin: Se você fizesse isso eu ia achar graça

*Eu mostro a língua pra ele*

Eu: Será que tem como você sair de cima de mim agora? - Eu falo quando percebo que ele ainda não saiu de cima de mim

Kentin: A-ah verdade - Ele cora e em seguida sai de cima de mim

Eu: Acho que vou desmaiar agora

Kentin: Ah mas você não vai mesmo! Eu to sem carro pra te levar para o hospital

Eu: O que aconteceu com o seu carro?

Kentin: O motor pifou

Eu: Tendi! - Eu faço um coque bagunçado no meu cabelo - Eu to morrendo de calor!

Kentin: Eu também! Bem que você podia fazer uma limonada pra gente né?

Eu: Faz você. Eu vou trocar de roupa - Eu me levanto do chão

Kentin: Ok - Ele vai até a cozinha e começa a olhar algumas gavetas - Onde tem limão aqui?

Eu: Não tem! Nem limão e nem açúcar!

Kentin: Como eu vou fazer a limonada, então?

Eu: Não sei se você sabe, mas tem um mercado na esquina aqui do lado!

Kentin: Com que dinheiro eu vou comprar?

Eu: Aff. As coisas pra você são todas tão difíceis assim? - Eu pego R$ 20,00 do bolso do meu shots - Aqui, toma!

Kentin: Daqui a pouco to de volta - Ele pega o dinheiro da minha mão e sai de casa

Eu: Vou aproveitar que ele saiu e trocar de roupa - Eu estava quase subindo quando percebo que ele não trancou a porta

Pensamentos: Mas tem que ser o Kentin pra esquecer até de trancar a porta, ele não esquce daquelas luvas sem dedos estranhas, mas esquece que se a porta estiver destrancada alguém entra... - Eu vou até a porta e a tranco em seguida subo as escadas e vou para meu quarto

**QUARTO**

*14:20*

Pensamentos: O que será que eu coloco...? Ah quer saber, foda-se vou por qualquer coisa, o Kentin já está acostumado com meu jeito de me vestir!

*Coloquei um pijama do Mickey curto*

*TRIM TRIM*

Eu: Deve ser o Kentin de novo!

*TRIM TRIM*

Eu: JÁ VAI!

*Eu desço as escadas*

***SALA***

**14:25**

*Eu abro a porta*

Kentin: Voltei

Eu: Percebi. Me diz uma coisa... Onde está a sua chave da minha casa

Kentin: Se eu te contar você não vai acreditar...

Eu: Você perdeu?!

Kentin: Foi! Como você sabe?

Eu: Você sempre põem a chave em algum lugar e depois esquece onde colocou, você só não esquece de colocar essa sua luva de couro sem dedo, que inclusive é ridícula

Kentin: Não é não

Eu: Kentin... Quem usa luvas sem dedos em pleno século 21?

Kentin: Eu!

Eu: Essa já é a terceira vez que você perde a chave

Kentin: Dessa vez nem vai fazer tanta diferença eu ter perdido, já que você não vai morar mais aqui mesmo - Ele faz uma cara de dó

Eu: O coitadinho, não precisa ficar assim... Eu vou mudar de estado, mas nossa amizade vai continuar a mesma, você é e sempre será MEU melhor amigo e nossa amizade vai continuar igual, não vai mudar nada!

Kentin: Claro que vai mudar... Eu não vou poder mais te abraçar todos os dias

Eu: Então aproveita enquanto eu ainda estou aqui - Eu dou um abraço nele

Kentin: Eu vou sentir muito a sua falta, Pequena

Eu: Igualmente, Ken - Eu deixo uma lágrima escorrer do meu olho - Vamos aproveitar que eu vou embora só amanhã e assistir um filme?

Kentin: Claro, mas é minha vez de escolher!

Eu: Pode esquecer! Você escolheu da última vez

Kentin: Escolhi nada, quem escolheu da última vez foi você, lembra que você fez a gente assistir Annabelle 2?0

Eu: É mesmo! A Kentin deixa eu escolher dessa vez, por favor! Hoje é meu último dia aqui - Eu faço uma carinha de cachorro abandonado, fazendo ele soltar um suspiro

Kentin: Tá bom, mas só porque esse é seu último dia! E aí, qual vai ser o filme?

Eu: IT: A coisa!

Kentin: Tinha que ser... - Eu faço uma cara de confusa - Você só escolhe filme de terror

Eu: Eu gosto, porque algum problema com isso?

Kentin: Nenhum! É que você ´diferente das outras garotas!

Eu: Diferente como?

Kentin: A maioria das meninas da sua idade preferem assistir filmes de romance, mas você é diferente...

Eu: Eu prefiro MUITO mais meus filmes de terror do que esse filmes melosos, já vou avisando, se algum dia eu preferir filmes de romance ao um suspense você pode me bater!

Kentin: Fechado!

Eu: Bora fazer uma pipoca?

Kentin: Bora. Você faz a pipoca e eu faço a limonada!

Eu: Ok

*Nós fizemos a pipoca e a limonada e fomos assistir o filme*

**SALA**

*16:05*

Eu: Meu Deus que filme top, to apaixonada, oque você achou Ken? - Eu olho para Kentin que estava em posição fetal

Kentin: E-eu achei u-um pouquinho assustador

Eu: Ah fala sério Kentin! O filme é muito de boa, foi um dos que eu menos senti medo

Kentin: Cath, nós somos diferentes, você nunca sente medo de filme nenhum!

Eu: Isso é verdade! Mas isso não é desculpa de você ser tão medroso

Kentin: Eu não sou medroso!

Eu: Magina, eu que sou!

*Eu e Kentin ficamos conversando por mais 3 horas*

**SALA**

*19:15*

Kentin: Bom já está ficando tarde, acho melhor eu ir

Eu: Mas já?

Kentin. Pequena, já são 19:00 horas!

Eu: Seus pais não deixam você dormir aqui? Tá tarde de mais pra você sair na rua

Kentin: Não precisa se preocupar, pequena, eu vou ficar bem! Além disso eu já dormi aqui semana passada, duvido que meus pais irão deixar! Mas amanhã cedinho eu vou estar aqui pra me despedir...

Eu: Ok... - Eu faço uma carinha triste

Kentin: Não precisa ficar triste! - Ele se aproxima de mim e me da um beijo na testa - Não esqueça de por o celular para despertar! - Ele diz enquanto vai para a porta

Eu: Não vou esquecer, amanhã eu não posso me atrasar por nada...

Kentin: Tchau, pandinha... -  Ele me da um beijo na testa

Eu: Tchau, Ken... - Ele vai embora e eu fico olhando ele ir até o mesmo virar a esquina, em seguida eu entro. Tranco a porta. Tomo um banho. Vou para o meu quarto e deito no chão onde ficava minha cama - Boa noite, Pai. Boa noite, Mãe... - Deixo uma lágrima cair dos meus olhos antes de fechar meus olhos para dormir

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...