História Across The Stars : New Generation - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Revenge, Star Wars
Personagens Anakin Skywalker (Darth Vader), Personagens Originais, Rey
Tags Anakin Solo, Ben Skywalker, Kiera Solo, Lyra Solo, Padma Skywalker, Star Wars, Viagem No Tempo, Vingança
Visualizações 5
Palavras 3.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ainda estou viva não se preocupem.

Sinto muito demorar para postar, é que tenho andando sem tempo e sem saco para escrever.

Mas estou de volta com o segundo capítulo, ou melhor o primeiro desse plot da fanfic que não se concentra em Nimue Kaltiere mas que também tem uma trama muito interessante.

Então vamos lá. O Capítulo está bem grande então aproveitem.

Elenco de Hoje:

Alura Darkbloom: Sasha Pieterse

Liam Darkblooom: ( Achou mesmo que eu iria revelar? Trouxa kkkkkkk)

Mia Kaltiere: Ava Allan

Agora as protagonistas: Gêmeas filhas de Han e Leia ( Imagem abaixo)

Kiera Solo Skywalker: Billie Lord ( Avá Filha Real da Carrie Fisher)

Lyra Solo Skywalker: Nina Dobrev.

Foi isso

Boa leitura

Capítulo 2 - Eu não temo o tempo, sobre mim perdeu o seu poder.


Fanfic / Fanfiction Across The Stars : New Generation - Capítulo 2 - Eu não temo o tempo, sobre mim perdeu o seu poder.

N Alura

-O Exercício de treinamento que eu passei é para amanhã. Ajuda se tocarem no sabre de luz.

Dei meu último aviso e todos os padawan menos a Lyra Solo saíram, ela estava se olhando no espelho além de tudo que acontece ao redor. Enquanto os outros saiam, o Liam entrou e foi até a Lyra dizendo:

-Padawan posso falar com você?

Lyra respondeu, não olhando para ele:

-Não é uma boa hora.

Eu apenas olhei a cena sem falar nada, tinha dó do meu irmão, ele havia ficado com as gêmeas de Léia como padawan, como uma forma de redimir tudo o que fez. Eu sou professora de ambas e posso dizer que Kiera é muito tranquila mas a Lyra é completamente diferente.

Liam diz ignorando a grosseria dela:

-Lyra não tem registro dizendo que estava doente ontem.

Lyra rebateu:

-Quando foi que isso se tornou uma investigação Jedi?

Liam disse calmamente:

-Sua irmã estava lá dando 100% de si...Se você faltar a mais um treino sem a...

Lyra o interrompe:

-O que você quer? Um exame em um bacta? Minha cabeça estava doendo e ouvir a sua voz autoritária não ia ajudar.

Liam perdeu a paciência e disse por fim:

-Você treinará nas suas horas vagas como princesa.

Lyra finalmente largou o espelho e olhou bem fundo nos olhos do mestre o ameaçando:

-Tem certeza disso?

Liam como não é besta, segurou o braço dela e revidou:

-Duvida? Se eu fosse você tomaria cuidado: Está fazendo muitos inimigos e nesta galáxia vadias são enterradas.

Caramba essa foi muito pesada, doeu até em mim.

Depois dessa a Lyra não tinha mais nada a dizer, então se soltou e saiu da sala.

Ele diz:

-È só eu ou ela...

Eu soube exatamente o que ele quis dizer: Que ela é igual a mim nessa idade.

Então respondi rapidamente:

-Ela é pior. Pelo menos quando eu ameaçava adultos olhava para o meu espelho.

Liam não disse nada e eu continuei com medo:

-E se eu der á luz a alguém igual a ela? Igual a mim?

 

N Liam

Eu pergunto preocupado depois do que ela me disse:

-Então já decidiu?

Alura responde com olhar triste que não via a muito tempo:

-Só estou tentando ficar um dia sem pensar nisso.

Eu abraço ela como uma forma de fazê-la se sentir melhor, porque ver minha irmã que já foi uma Princesa manipuladora muito poderosa nesta situação é excruciante.

Apesar de todo o mal que fizemos um ao outro, estamos quites agora depois de muito tempo brigando. Eu a perdoei e acho que ela me perdoou.

N Lyra

Eu estava escutando tudo atrás da porta, não é a melhor forma de se conseguir um segredo mas é o que temos para hoje

Então quer dizer que Alura está gravida? Interessante.

Saber disso pode ser bastante útil caso o meu mestre queira me colocar par treino em horários inapropriados ou se ele não cair na minha mentira de que estava doente naquele dia.

----------------------------------------------------HORAS DEPOIS ----------------------------------------------------

N Kiera

A Lyra estava mais estranha que o normal hoje, por alguma razão o mestre Liam nos mandou vir aqui na sala de invenções dele para treinar fora dos horários normais, o que é muito estranho porque que eu saiba não fizemos nada de errado.

Outra coisa que estava me incomodando era a fome, porque a Lyra está bem apressada hoje, ela diz:

-Vamos logo.

Eu reclamo:

-Mas eu nem comi nada.

Ela diz:

-Não dá- ela bate na porta- Mestre abre somos nós.

Liam abriu a porta dizendo:

-Cheirem isso daqui

Kiera e eu nos abaixamos e cheiramos o que ele estava segurando. Era horrível e dissemos juntas:

-Uhhhh que nojo.

Ele apenas disse:

-È é nojento, agora cheirem isso.

Fizemos a mesma coisa com o novo pote que ele estava segurando e estava pior que o anterior.

Então eu perguntei:

-Uhhhhh o que tá fazendo?

Ele responde:

-Estudando a resistência de vocês, e está boa. Geralmente desmaiam na primeira cheirada.

Eu pergunto:

-Você ia nos fazer desmaiar?

Liam apenas dá de ombros dizendo:

-Seu irmão está aqui para não deixar que vocês caíssem no chão.

 

È esse é o meu mestre, o mais louco que uma padawan podia ter.

Entramos e demos de cara com nosso irmão Anakin que estava ajudando o Liam com suas invenções ilegais que estão fora do conhecimento do Conselho. Ele nos cumprimenta:

-Oi maninhas.

Nós duas falamos ao mesmo tempo:

-Oi Ani

Olho para o que Ani tá fazendo, é uma máquina estranha e pergunto:

-O que é isso?

Anakin responde:

-Uma máquina para ver o tempo.

Liam corrigi:

-Não é para ver o tempo, é uma experiência com esse cristal negro em formato de cinzas forjado com os poderes dos três deuses da Força Viva, que tem vários usos entre eles influenciar no fino tecido do espaço tempo fazendo o se acelerar ou desacelerar de acordo com a vontade do ser que estiver usando.

A Cara do Anakin, da Lyra e minha dizia simplesmente: O que tu disse? Me perdi depois da palavra tempo.

Liam percebeu e diz:

-Desculpa falar desse jeito, não queria parecer arrogante.

Eu digo:

-Mestre achei que fossemos treinar.

Ele arqueia a sobrancelha e diz:

-Nós não, eu e a Lyra porque ela faltou ao antigo treino sem razão.

E eu fui tapeada pela minha própria irmã gêmea.

Oh vida

Ele diz:

-Mas já que está aqui, não quero mais problemas com seus pais do que eu já tenho. Fica.

Eu pergunto:

-Está me convidando para ficar? Por que?

Ele apenas me responde como normalmente faz:

-Nós cientistas e Siths gostamos de controlar as variáveis instáveis mais conhecidas como seres vivos inúteis.

Conhecendo meu mestre como conheço, ele tem mania de falar essas coisas ao mesmo tempo malvadas e inteligentes.

Só dei de ombros e vi que a Lyra estava quieta no canto cuidando das unhas. Sempre isso, me enganou e me arrastou para cá e agora nem fala comigo.

Olho para o lado e vejo que o Anakin estava testando arma laser em si mesma e o que estava fazendo o peito dele pegar fogo.

Fiquei desesperada mas a Lyra apenas olhava com um olhar de desdém que dizia: Ah nada fora do comum.

Liam logo viu e ficou bravo pois sabia o quanto Anakin era curioso principalmente quando o assunto é ciência e A Força juntos, mas o como ele é o Liam apenas disse

-Essa máquina não devia transformar o seu peito em carne viva.

Anakin como é rebelde revidou sem pensar:

-E se eu quiser?

Liam perguntou com um olhar que dizia: Tu tá brincando ou é burro mesmo?

Ele suspirou e perguntou:

-Por que iria querer que seu peito pegasse fogo?

Anakin se tocou e disse:

-Eita é mesmo...Espera que cheiro de queimado é esse?

Anakin saiu para ver o que estava queimando lá fora, e o Liam fez uma cara hilária e disse indo atrás dele:

-É o seu peito criatura humanoide.

Depois que eles saíram só restou nós duas, e eu disse quando minha barriga voltou a reclamar:

-O Mestre deve ter alguma coisa para comer aqui.

Comecei a vasculhar tudo a procura de comida e acabei apertando achando um diamante negro muito bonito que mesmo não sendo comestível chamou minha atenção pelo seu brilho cinza inexplicável. Deixei exatamente aonde estava para não causar confusão.

Mostrei o diamante para Lyra que ficou muito interessada e tocou nele, o que por alguma razão o fez acender imediatamente, brilhou ainda mais, um brilho maior do que as estrelas, semelhante aos dois sóis de Tatooine.

A Lyra sem querer largou o espelho, que quebrou na hora e o caco apertou um botão da máquina que havia sido testada minutos atrás. A Máquina ligou e nós duas nos abraçamos ainda segurando o diamante com medo do que ela poderia fazer.

O Raio laser nos acertou e eu fechei os olhos abraçando muito forte a minha irmã gêmea e ela disse assim que terminou:

-Me larga Kiera. Para de ser tão medrosa

Me soltei e perguntei:

-Você não está queimando está?

Ela fez que não com a cabeça e eu disse:

-Também não. Ainda bem, fiquei com medo que o laser tivesse feito algo com a gente.

Lyra apenas disse:

-Vamos logo, esse treinamento foi totalmente inútil e ainda temos tarefas de princesa.

Eu digo sarcástica:

-Espero que comer esteja nessa lista.

Ela responde:

-Você sabe que não.

 

------------------------------------------------HORAS DEPOIS----------------------------------------------------

N Lyra

Estava super tranquila fazendo as coisas do meu dia a dia no Palácio de Naboo, até que vi que meu Mestre Liam se aproximando de mim.

Nossa nem aqui eu tenho descanso dele, não acredito que ele pegou uma nave, viajou até aqui só para nos dar bronca por termos mexido nas invenções idiotas dele.

Ele diz indo direto ao ponto:

-Lyra, quando voltei ao laboratório fui obrigado a notar que você destruiu o meu laser.

Eu digo sem nem me dar ao trabalho de negar sorrindo:

-É a Kiera disse para deixarmos um bilhete, mas eu pensei: Ah o mestre sabe que fomos nós.

Liam revira os olhos e continua:

-Quando o laser atingiu o Anakin ele a intensidade estava no nível dois, já vocês foram atingidas no nível quatro...centos.

Eu pergunto sem nem me importar:

-E o que que tem?

Liam suspira e continua:

-Não dá para saber o que aconteceu, podiam ter sido mandadas para outro planeta fora do limite conhecido, viajarem no tempo ou até mesmo ficarem invisíveis.

Essa última parte me soou interessante. Eu vou tentar afinal o que tem a perder?

Me concentro e tento fazer ele não me vê mas Liam apenas cruza os braços e diz me zoando:

-Você não está invisível.

Rolo os olhos e saio encontrando a Kiera que parecia triste então eu perguntei:

-O que houve?

Ela responde:

-Desapontei a mamãe, eu não sirvo para realeza.

Ela me abraçou e disse:

-Só queria não ter saído da cama hoje.

 --------------------------------------------RETROCEDENDO--------------------------------------------------------

N Kiera

Eu só me lembro de ter abraçado a Lyra muito triste depois de ter tido uma discussão com minha mãe e quando pisquei os olhos estava de novo no quarto da Lyra em Coruscant, eu estava a puxando da cama exatamente como havia feito essa manhã, estava tudo igual o que me assustou e eu acabei soltando minha irmã preguiçosa e ela caiu no chão.

Lyra percebeu e perguntou logo:

-È hoje de manhã de novo?

Eu digo chocada:

-Não, não. Isso não é possível!

O Droid gritou para nós nos levantarmos exatamente como havia acontecido antes e a Lyra disse sorrindo nem um pouco alarmada:

-E nós voltamos para hoje de manhã.

Eu digo tentando encontrar uma solução lógica:

-Isso não está acontecendo. Só pode ser um tipo de pesadelo conjunto durante o dia.

Lyra diz sarcástica:

-Pesadelo acordadas.

Eu falo sem pensar:

-Isso.

Ela diz meio irritada:

-Não existe pesadelo acordada.

Eu digo alarmada:

-Tem que existir se não nós voltamos mesmo para hoje de manhã em Coruscant.

Lyra me conta:

-Espera o Liam disse que o laser dele podia ter feito a gente viajar no tempo, ou fiar invisíveis.

A Lyra se concentra tentando se tornar invisível mas eu logo a corto:

-Não está invisível.

Ela se sentou e disse calma:

-Então está ai a resposta: Viajamos no Tempo, então você pode se acalmar agora.

Eu pergunto incrédula:

-Como assim me acalmar?

Lyra se levanta e diz colocando as almas nos meus ombros:

-È um dom, e com certeza no futuro será bem útil para nós.

------------------------------------------------AVANÇANDO------------------------------------------------------------

N Kiera

Assim que a Lyra soltou meus ombros estávamos em um lugar completamente diferente. Era o Prédio Jedi de Coruscant mas bem mais avançado em tecnologia e com uma arquitetura mais desenvolvida do que atualmente.

Eu entendi logo e disse boquiaberta:

-Você disse no futuro e agora eu acho que estamos no futuro.

Lyra observou tudo ao redor e disse:

-Não mudou muito. Esse lugar parece tão chato quanto antes.

Eu ignorei o comentário da minha irmã e ela continuou mudando de assunto:

-Então deve ser assim que funciona, pensamos no tempo e viajamos até lá.

Eu digo chocada mas animada ao mesmo tempo:

-Então se quisermos voltar é só pensar: De volta ao passado.

Eu falei e pensei mas não deu e Lyra disse:

-Não.

Tento de novo:

-De volta ao passado.

Ela diz:

-Ainda aqui.

Eu reclamo desapontada:

-Viajar no tempo é muito difícil.

Uma voz familiar diz se aproximando:

-Estão se falando de novo? Vocês não se comunicam diretamente a dois anos.

Era a Padma, nossa prima ela parecia mais velha, então Lyra e eu nos olhamos no espelho e vimos que também estamos mais velhas, como se tivéssemos pulado para os nossos corpos no Futuro.

Lyra se olha e diz:

-Deve ser esse o modo que todos nos veem agora. Nossa aparência do Futuro, que eu adorei

Lyra estava muito bonita, tinha longos cachos castanhos estilizados e uma pose de Rainha Perfeita.

E eu? Estou completamente o contrário, pareço uma desengonçada com uma franja ridícula, que eu tive que comentar:

-Isso é um desastre, porque você não me impediu de fazer essa franja?

Padma respondeu:

-Porque vocês se odeiam a dois anos, desde uma briga que tiveram depois da Lyra ter se aproveitado da gravidez da Alura para chantagear o Liam e a Mia.

Eu perguntei incrédula:

-Você seria mesmo capaz de usar isso como arma? Contra o nosso próprio mestre?

Lyra responde sem nem hesitar:

-Segredos não são só segredos, são armas que você guarda na manga até precisar.

Eu digo ainda não acreditando:

-É um bebê Lyra, e é muita covardia você se aproveitar disso.

Lyra apenas diz:

-Eu não faria não demais se o nosso Mestre fosse cooperativo. Mas eu não faço ameaças vazias.

Padma diz para mim:

-Foi exatamente assim a briga, ai disse para Lyra que ela é uma controladora psicótica.

Ela pergunta:

-Quando é que eu fui controladora?

Eu respondo com um pouco de raiva:

-Você me arrastou junto para sua punição no laboratório, não me deixou comer nada...

Lyra me interrompe:

-Jura? Você vai ficar com brava por causa disso?

Eu digo com cada vez mais raiva:

-Agora você vai me dizer com o que eu devo ficar brava...Francamente eu nunca percebi o quanto você é egoísta e manipuladora.

Lyra revida:

-Ah é eu sou egoísta por não querer conviver com minha irmã lerda e desengonçada?

Digo Furiosa:

-E eu não quero conviver com uma vadia empertigada.

Eu viro as costas para ir mas Lyra diz:

-Vai indo como sempre vai, nós duas sabemos que você vai voltar. Porque você não é nada sem mim.

Revirei os olhos e fui embora. Mas doía porque no fundo eu sei que é verdade.

Esbarrei novamente com a Padma só que dessa vez começamos a conversar:

-Não acredito que a Lyra e eu tivemos uma briga tão grande. Nós nunca brigamos assim.

Padma diz:

-Vocês são gêmeas. È uma relação complicada, acredite Ben e eu já tivemos esses momentos mas sempre fazemos as pazes, o que vocês duas teimosas já deviam ter feito.

Eu digo:

-O Motivo da briga, a Lyra está se tornando uma pessoa muito difícil e agora temos opiniões completamente diferentes.

Padma fala:

-Porque vocês duas são diferentes, a Lyra tem essa mania de ficar acordada até tarde olhando para noite e fica com sono de dia.

Eu concordo:

-Exatamente, ela ia perder os treinos e a vida se eu não a arrastasse para fora da cama.

Padma e eu rimos e eu continuo:

-Não consigo entender, o fato de sermos tão diferentes sempre nos tornou perfeitas uma para a outra.

Padma diz me aconselhando:

-Só vou te dizer uma coisa prima: Corra atrás da sua irmã, não deixe as coisas chegarem a um ponto que não terá mais volta.

Eu digo concordando:

-Tem razão. Eu preciso achar a Lyra.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

N Lyra

Depois da briga ridícula que tive com a Kiera fui até o laboratório do Liam, queria dar uma olhada em como meu mestre está no Futuro e para minha surpresa: Não envelheceu nada, está completamente igual.

È ele havia dito alguma coisa sobre imortalidade e blábláblá mas não prestei muita atenção, tentei pensar sobre isso para ignorar a minha briga com minha irmã gêmea mas não estou tendo muito sucesso, então digo firmemente:

-Quer saber? Eu fico melhor sem a Kiera

Liam não mexeu um musculo e continuou fazendo suas invenções de Cientista\ Sith, ele apenas concordou sem nem prestar atenção:

-Fica mesmo.

Eu digo ainda confusa:

-Não fico não, minha irmã é demais. Eu adoro ela.

Liam nem tirou atenção do que estava fazendo apenas concordou para me fazer calar a boca:

-È a Kiera é demais.

Eu digo mais confusa:

-Estou confusa e você não está ajudando em nada...Não vê como estou triste?

Liam finalmente largou o que estava fazendo e disse par mim:

-Na verdade eu perdi grande parte da minha noção de interpretar emoções faciais humanos, você desacostuma quando tem a Força para ler emoções, mas como você é forte para me bloquear: Eu não tenho a mínima ideia do que está sentindo agora.

Liam pegou uns hologramas dizendo:

-Por sorte eu tenho esses cartões holográficos de emoção

Esses cartões tinha a mesma imagem de um clone com várias expressões gravadas diferentes, então ele começou a compara-las com a minha expressão facial triste:

 -Para determinar se você está raivosa, sanguinária, otimista...Devia fazer uma atualização, isso é da época da Guerra dos Clones.

Eu gostaria de dizer que essa foi a coisa mais estranha que já vi o meu mestre fazer, mas não posso. Essa Família Darkbloom tem problemas sérios.

-Oi Lyra...O que aconteceu? Que cara triste é essa?

Era Mia Kaltiere, quase namorada do Liam na linha do tempo atual, mas aqui eu não tenho certeza de nada.

Liam pergunta para ela:

-Espera você reconhece tristeza nisso? Ela tem a expressão de uma víbora prestes a dar o bote, assim como a Alura.

Mia responde:

-Claro, eu era melhor amiga da cobra da sua irmã, consigo reconhecer qualquer sinal de emoção que não seja frieza ou desdém.

Revirei os olhos irritada, não tem nada que eu odeie mais do que ser comparada com a Alura. Aquela genérica que agora é só um fantasma do que era antes.

Um fantasma que me ensina cada miserável dia.

Eu posso ser parecida com ela mas não sou Alura Darkbloom, eu sou melhor do que ela em ser pior. E isso eu vou provar.

Mia percebe e alerta:

-Opa agora é raiva. Para trás.

Eles se afastaram para trás e eu disse impaciente:

-Eu só estou triste porque eu e minha irmã gêmea não estamos mais nos falando.

Liam diz:

-Para isso já faz dois anos. Quer um conselho? Desencana.

Mia lança um olhar intenso de reprovação par o Liam e diz:

-Não Liam; Se você gosta de alguém, não pode desistir dele.

Liam diz sem emoção:

-Eu desisti da Alura, e estou muito bem agora.

Mia diz parecendo preocupada:

-Você sabe que não. Gêmeos são duas coisas diferentes mas ao mesmo tempo iguais. E se dão muito bem juntos, como esses dois frascos.

Ela pegou os dois frascos e Liam disse de braços cruzados:

-Eu não misturaria isso.

Mia revira os olhos mas continua teimosa:

-Claro que não, você é só inteligência, tem que tentar sentir mais.  Aqui eles se juntam para fazer uma coisa linda.

Liam diz sorrindo com deboche:

-Uma explosão que pode acabar com essa parte inteira do planeta. Temos exatamente 20 segundos para nos livramos disso.

Mia e Liam saíram do laboratório correndo e a Kiera entrou um pouco hesitante, mas logo tomou coragem e disse:

-Sinto muito ter te chamado de empertigada. Nem conheço essa palavra, só uso quando estou com raiva.

Eu digo cabisbaixa:

-Somos muito diferentes Kiera, podemos ser gêmeas mas não significava que vai dar certo sermos amigas.

Kiera respira fundo e começa a falar:

-Eu ás vezes posso me irritar com o seu comportamento horrível, mas não sou perfeita. Você pode ser controladora, ás vezes até uma vadia empertigada...Talvez nós duas somos mesmo diferentes mas escuta só: Nós não nos amamos pelo que temos em comum, o que temos em comum é o amor uma pela outra.

Eu digo:

-Foi um belo discurso.

Kiera segura minhas mãos e diz preocupada:

-Lyra eu não quero te perder não.

Eu confesso:

-Pior que eu também não quero. Você é a minha única irmã mas está falando sério?

Ela responde sorrindo:

-Lyra você é minha gêmea, a única amiga que eu quero ter.

Ela me abraça e por incrível que pareça eu retribuo pensando em como quero conseguir refazer esse dia maluco todo de novo.

----------------------------------------------------RETROCEDENDO----------------------------------------------------

N Kiera

Quando nos soltamos do abraço, eu estava novamente segurando a Lyra a arrastando para fora da cama exatamente hoje quando essa loucura toda começou. Me assustei e acabei derrubando a Lyra no chão e logo disse:

-Voltamos...Opa desculpa.

O Droid tocou a sirene nos avisando que era de acordar oficialmente e a Lyra diz:

-Era exatamente nisso que eu estava pensando: Que queria começar o dia de novo.

Eu digo animada e pensativa:

-E nos abraçamos, deve ser isso. Pensamos num tempo enquanto nos abraçamos ou nos tocamos....

Ela me interrompe:

-Então descobrimos como viajar no tempo?

Eu falo mais animada:

-Eu acho que sim.

Lyra pergunta:

-Ok então o que fazemos agora?

Eu respondo:

-Passamos a tarde toda juntas, como irmãs de verdade.

Ela murmura rindo:

-Uau que cafona!

Eu digo rindo:

-Você adora minha cafonice.

Ela diz:

-Você é tão boa nisso.

Eu digo rindo:

-Eu sou boa não é?


Notas Finais


Prévia do Próximo:

N Nimue

Confiança é uma coisa difícil.

Seja encontrando a pessoa certa para confiar ou confiando na pessoa certa para fazer a coisa errada.

Mas confiar em seu coração, é o mais arriscado de tudo.

E no Fim a única pessoa em que podemos realmente confiar é em nós mesmos, e ás vezes até nem isso.

-Feliz Aniversário Nimue.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...