História Adam e Tommy perseguidos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 3
Palavras 510
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


 Adam tinha terminado com Sauli e voltado com Tommy mas Sauli nunca aceitou ser trocado então ele resolveu se vingar e acabar com a carreira dele.
 - Adam acha que vai se dar bem ficando com Tommy mas está enganado.
 Ele sabia que Adam era judeu mas fazia tempos que não seguia as regras judaicas. Ele conhecia umas pessoas ligadas à maçonaria e resolveu entregar Adam ás pessoas responsáveis. 
 Um dia eles o procuram no celular dele:
 - Senhor Adam? Eu sou maçon e descobri coisas sobre você e queria que soubesse que anda cometendo atos vulgares em suas apresentações e usa roupas escandalosas demais. Isso não é aceito na nossa ordem. Ou volta a seguir as nossas as regras ou sua carreira acaba para sempre. Passar bem.
 - Quem esse fulano pensa que é para me tratar assim? 
 Adam começou a ser seguido por uns caras tocando o terror sempre com novas ameaças. 
 - Já que não quer colaborar, vai sofrer as consequências.
 Sauli ligou para Adam mas fingindo não saber de nada:
 - Oi, Adam. Como anda a sua banda? Você ainda está com aquele magrelo feio, o Tommy?
 - Oi. Estou. Você acredita que tem uns caras atrás de mim dizendo que eu não sou boa influência com meu estilo e estão querendo que eu pare de cantar? Cantar é a única coisa que eu sei fazer.
 - Nossa! Que otários (Risos). Eu espero que quem quer que seja, esteja de brincadeira porque só pode.
 - Pois é. Não acredito que acham mesmo que desistirei da música. Só rindo.
 - Tchau. Eu tenho que voltar para o trabalho. O dever me chama.
 - Tchau.
 Sauli teria que pensar em uma nova estratégia para pegar de vez Adam.
 - Tommy. Vou dar um susto no queridinho dele. Adam vai saber que não estou de brincadeira.
 Tommy recebe uma caixa com uma carta dentro.
 - Seu gay de merda. Estamos vigiando cada passo seu e de Adam. Melhor abandonar essa carreira obscena de vocês ou iremos até o fim do mundo encontrá - los. Assinado: Anônimo.
 - Adam, veja o que recebi hoje cedo. 
 - Eu já estou ciente disso. Eles não concordam que eu seja um judeu gay.
 - Eu tenho medo do que eles possam fazer conosco.
 - Tommy, relaxa. Eles não podem fazer nada contra a gente. 
 Sauli liga mas quem atende é Tommy:
 - Alô! 
 - Ah, é você? Pensei que fosse o Adam.
 - Não. Ele está tomando banho.
 - Como vão as coisas com a banda? Muito show?
 - Até que sim. 
 - Adam me falou outro dia que alguém estranho ligou para ele. Já sabem quem foi?
 - Ainda não. Mas por coincidência me mandaram uma carta mais suspeita ainda. Deve ser alguém que nos odeia ou é homofóbico e quer que terminemos com a nossa carreira. 
 - Credo! Muita gente os amam. Não dá para imaginar alguém que faça isso.
 - Olha, o Adam já saiu do banho. Quer falar com ele? 
 - Não. Obrigado. Fica para outro dia.
 - Ok.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...