História Adam, Marina e também Adam e Tommy - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 2
Palavras 653
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capítulo 8


 Adam cansou do silêncio da espera e foi procurar Marina na escola:
 - Oi. Eu queria saber por que nunca mais você e seu irmão falaram comigo?
 - Depois de tudo o que aconteceu conosco, o que você queria que fizéssemos? Você namorava comigo e depois meu irmão revela que é gay e por SUA causa. Agora mamãe não quer mais falar conosco.
 - Isso não é culpa minha. Ninguém tem culpa de ser o que é. E me desculpa de seu causei tanto transtorno para a sua mãe.
 - Tommy agora está péssimo com tudo isso. e eu também estou mal por mamãe achar que eu sempre escondi que ele é gay. Eu já tentei falar com ela mas não adiantou.
 - Pede para seu irmão me encontrar amanhã. Eu preciso muito falar com ele.
 - Vou ver se ele vem amanhã então. Tchau.
 - Tommy, Adam quer conversar com você amanhã depois da aula.
 - Ai. O que será que ele quer comigo? Tommy estava ansioso.
 Tommy se arrumou e foi falar com Adam:
 - Oi. Você queria falar comigo?
 - Oi. Sim. Marina me falou que vocês estão tendo problemas em casa. Eu não queria causar nenhum transtorno entre vocês.
 - Não é culpa sua. Marina já tinha terminado com você daí eu chego e falo para ela e minha mãe o que você já sabe sobre mim. 
 - Sinto muito por isso tudo. 
 - Esquece. Eu quero ficar de bem de novo. Minha mãe não pode mudar o que eu sinto por você.
 - Tem certeza do que você sente por mim, porque eu não quero alimentar nada que de repente não dê certo.
 - Nunca tive tanta certeza numa coisa que disse.
 Adam sorriu para Tommy que também sorriu. Daí em diante eles começaram a namorar.
 - Marina, eu quero te falar que eu e Adam estamos namorando.
 - Que legal. Marina estava meio triste.
 - Você não está feliz com o que disse?
 - Estou mas antes era eu que estava feliz quando contei que estava com ele.
 - Eu entendo. Foi uma virada e tanto nas nossas vidas.
 Marina ficou em silêncio por um tempo com medo de falar mas acabou contando: 
 - Tommy, eu quero que você guarde um segredo e nunca conte para ninguém. 
 - Pode falar. Depois de tudo o que aconteceu entre a gente, só podemos contar agora um com o outro. Eu não contarei. Eu juro. 
 - É um pouco embaraçoso para eu te falar isso mas eu e Adam transamos.
 - Eu sabia! Foi aquele dia que você estava aqui em casa estudando,não foi? Eu percebi que algo não estava certo. Você nunca me engana.
 - Foi. Mas eu me deixei ser levada porque não consegui resistir, dai no outro dia na escola nós terminamos, pois percebí pelo o que ele me disse, que só queria se divertir comigo.
 - Eu cansei de dizer que ele não prestava.
 - Olha agora quem diz isso... 
 - Mas você é minha irmã mais nova e eu tinha que te proteger. Não acredito que você e ele... Não consigo nem imaginar, quanto mais dizer.
 - Você quer dizer... transar? Sim, transamos. Tommy a olhava com raiva e indignação ao mesmo tempo. 
 - Mas por que vocês fizeram isso?
 - Eu não queria que você soubesse assim mas tinha que saber, mais cedo ou tarde.
 - Você sabia que a gente só permitiu que namorassem debaixo dos nossos olhos. Foi a gente dar mole e vocês aprontam. 
 - Me desculpe, meu irmão. Não queria que você reagisse assim...
 - Agora já foi. Eu não quero pensar mais nisso, argh... 
 Tommy não conseguia pensar na sua irmã transando com Adam e ainda mais que o que fizeram foi super errado. Eles estavam proíbidos de ficarem sozinhos, ainda mais em casa. 
 - Eu terei que falar com ele sobre isso.
 - Mas não briguem, por favor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...