História Adicction (yoonmin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Rap Monster, Suga, Vhope, Yoonmin
Exibições 118
Palavras 2.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa é minha primeira fanfic e eu espero que todos gostem desse capítulo. Pretendo ser breve mas preciso agradecer a minha amiga Melissa (@docemel) por tem me ajudado e me incentivado a escrever este capítulo. Enfim se você gostou comenta aí porque vai na incentivar mais ainda.
Boa leitura, desculpe qualquer erro. <3

Capítulo 1 - One


As luzes da cidade reluziam, enquanto o moreno deixava a empresa. Retirando um maço de cigarro do bolso de sua calça social, recostou-se sobre uma árvore afastada do movimento e fechou os olhos ao sentir o alívio da nicotina entrando pelo seu corpo e o relaxando, depois de um dia estressante no trabalho. 

   Sentiu o celular vibrar no bolso de sua calça e apagou o tabaco na árvore onde antes se encontrava apoiado. Pegou o aparelho do bolso e atendeu sem nem se preocupar em olhar a tela do celular para ver quem era.
             -YOONGI-AH –reconheceu o grito de seu melhor amigo, Kim Namjoon.
            -Oi.
            -Por que a grosseria em uma linda sexta -feira à noite?
          -Estou com problemas na empresa e acho que esse não será fácil de ser resolvido. -o cansaço era nítido  em sua voz.
          -Esquece dessa empresa, pelo menos hoje, você trabalha muito e quase não se diverte. Por que você não vem conhecer a minha empesa, desde que a abri você nunca teve tempo para visita-la. 
        -Meio contraditório você, não? -uma das sobrancelhas se levantou, apesar do amigo não poder ver o ato. Ouviu uma pequena risada nasalada do outro lado da linha. 
      -A minha empresa é um pouco peculiar, comparada às outras.
           -Acho que eu entendi o recado, até porque eu sei bem as empresas que estão abertas uma hora dessas.
         -Chega de rodeios. Você vem ou não? -Yoongi pensa se vale a pena ter uma noite divertida e que não tenha que pensar em seu trabalho ou em como terá que que resolver seu mais novo problema. Balança a cabeça para afastar os pensamentos e decide se dar uma noite de diversão.
       -Vou passar em casa para tomar um banho e vou. -Responde indo para o estacionamento.
            -Ok, te passo o endereço por mensagem. 

Desligou sem se despedir e abre a porta do carro, em seguida dando partida no mesmo, em direção sua casa.

A música alta era abafada pelas paredes grossas e as luzes multicoloridas escapavam da porta entreaberta atrás do segurança alto à sua frente. Sabia que não tinha como passar por algumas pessoas que se encontravam na porta da "empresa" de seu amigo.

Tirou o celular do bolso e ligou para o amigo.                      

-Já está chegando? -conseguiu captar a voz do outro misturada a música alta.

-Estou na porta. -praticamente gritou, pois sabia que se falasse normalmente o rapaz não entenderia.

-Entendi. -e então a ligação é finalizada.

Não demorou muito até o platinado encontrar o mais baixo distraído, olhando para o céu, enquanto o esperava.

—HEY, YOONGI. –Namjoon praticamente pulou nos ombros do amigo, que respondeu instintivamente com uma cotovelada fraca em sua barriga.

—Ah, você me assustou. –sorriu fraco e se desculpou.

 —Relaxa, não quebrei nenhum osso ainda. -respondeu com um sorriso sacana brincando nos lábios.- Enfim, vamos entrar? -O moreno concordou e ambos adentraram o local.

Era um lugar espaçoso, tinha um bar grande bem próximo à porta, com algumas pessoas bebendo e outras  jogadas no balcão. Em frente, havia um espaço com alguns sofás e mesinhas na frente, algumas com várias garrafas que até Yoongi, que conhecia muitos tipos bebidas não sabia dizer quais eram. Em frente às mesas havia um espaço considerável, onde alguns dançarinos da boate dançavam para os caras ricos e bêbados sentados nas mesas; e na frente da pequena multidão, o DJ selecionava as músicas no canto esquerdo do palco. Um pouco à frente do bar, no lado direito, eram os banheiros e do outro lado tinha uma porta preta que o rapaz julgou ser onde o amigo administrava sua empresa.

 —Bela empresa. –o moreno brincou, ainda analisando o local

—Espera até  dar meia-noite. -sorriu ladino, o que fez Yoongi juntar as sobrancelhas.

—Como assim? Por quê? -deixando transparecer curiosidade em sua voz, perguntou.

—Fique calmo meu querido amigo, já está quase na hora do show. -o abraçou pelo pescoço, lhe arrastando até uma das cadeiras que ficavam em frente ao bar.

O moreno deixou que Namjoon pedisse as bebidas, já que era dono do local e conhecia o gosto do garoto.

—Vodka com 2 pedras de gelo. –um sorriso mínimo surgiu em seus lábios, ao notar que o amigo ainda lembrava de sua bebida favorita e do jeito que gostava de bebe-la, mesmo depois de tanto tempo que não saiam juntos, pensou enquanto o barman já entregava o copo ao dono do estabelecimento e por fim parando em suas mãos, agradeceu e esperou que o mais alto pegasse algo para ele.

—Então, porque você demorou tanto para conhecer meu estabelecimento? -tomou um gole de sua bebida e encarou yoongi.

—A empresa -um suspiro cheio de cansaço e decepção saiu de sua boca- Eu sinto saudades de quando eu tinha tempo para sairmos juntos, mas depois que eu passei a tomar conta da revista, tem sido cada vez mais difícil ter tempo até para viver. -riu nasalado tomando um grande gole de sua vodka.

—Entendo, não vamos mais falar disso então, você não veio aqui para isso -o platinado sorriu tentando confortar o amigo.

O moreno ia começar um novo assunto quando uma música lenta e com batidas bem marcantes foi captada por seus ouvidos, levando-o a olhar para o palco. Os dançarinos da boate já não estavam mais lá e todos os sofás haviam sido ocupados e até haviam pessoas em pé. Logo um garoto alto, com os cabelos descoloridos em um rosa bem claro entrou no palco. A cada movimento que o rosado fazia, as pessoas se contorciam e olhavam-o com um desejo que Yoongi não soubera descrever; até seu amigo o olhava de tal forma. Resolveu não atrapalhar e pediu mais uma bebida qualquer, enquanto observava com os outros. 

—Ele é um dos primeiros a dançar aqui, e na minha opinião, o melhor dançarino deste lugar. -o platinado olhava encantado, como se estivesse vendo um anjo dos mais puros e belos que já existiram, mesmo que os movimentos e as roupas do garoto não lembrasse em nada a imagem que tinha de um anjo. Rapidamente Yoongi percebeu que aquele olhar escondia alguns muitos segredos pelo rosado. Mas questionaria o amigo mais tarde. 

Não demorou muito tempo para que os outros dançarinos da boate voltassem para frente do palco, enquanto um funcionário arrumava o palco para a próxima apresentação. Um pequeno sofá preto foi deixado no lugar, enquanto o moreno pegava sua quarta bebida naquela noite. Se sentia cansado e sonolento, mas resolveu ficar para mais uma apresentação.  

Acabara sua bebida quando uma batida rápida e forte ecoou pela boate, os dançarinos se afastaram novamente e um garoto de cabelos loiros saiu da porta que o moreno antes achava ser o escritório, mas depois disso não tinha tanta certeza.

O loiro se deslocou lentamente entre as pessoas, olhando-as com um olhar extremamente sedutor. Em algumas, o garoto rebolava e jogava seu charme, fazendo os espectadores enlouquecerem.

Yoongi achou-o bonito, mas não havia ficado tão interessado quanto o resto da boate, o garoto era normal, tinha um bom corpo e rosto, mas nada além disso.

—Esse é Park Jimin, ele trabalha aqui não tem muito tempo, mas parece que já faz isso há anos, não é? -Namjoon questionou, virando-se para o amigo.

—Ele sabe seduzir as pessoas, mas não faz meu tipo. -sorriu ladino, retribuindo o olhar do platinado.

—Como não? Eu achei que te conhecia, mas parece que seus gostos mudaram. -Namjoon sabia das preferências de Yoongi, assim como o moreno sabia as dele.

—Não me leve a mal, ele é bonito, mas não é tudo isso. -se virou e continuou a observar a apresentação.

Jimin já estava no palco e rebolava lentamente com o ritmo da música, que agora possuía uma batida mais calma. Com a mesma tranquilidade, começou a tirar sua camisa, com um sorriso nada casto brincando nos lábios avermelhados. Foi então que os olhares se cruzaram, e o loiro sentiu um arrepio, enquanto dançava sem tirar os olhos do moreno. Um olhar tão intenso, que quem prestasse atenção, acharia ter algum tipo de imã em suas íris escuras. Ele estava hipnotizado pelo menino pálido. 

Yoongi no entanto não correspondia o olhar com a mesma intensidade, até se sentiu incomodado com o olhar de todos naquela boate, pois é claro que queriam saber quem tinha conseguido a atenção do tão cobiçado Jimin. O moreno passou a mão sobre a nuca em sinal de desconforto, não gostava de chamar atenção, já não bastava isso no trabalho e ainda teria que ter todos o encarando ali? Mas em nenhum momento quebrou o contato com os olhos do loiro, que rebolava e passava a mão por seu corpo, atiçando todos e até mesmo o garoto que passou a achar interessante a forma que o dançarino se movia e o encarava ora mordendo, ora passando a língua nos lábios carnudos e rosados. 

Yoongi pegou mais uma bebida e simplesmente virou tudo, tentando fazer com que sua timidez desaparecesse e ele parasse de se incomodar com o olhar dos outros. Ao terminar a bebida, limpou sua boca lentamente e voltou a focar seu olhar em Jimin, que estava caminhando até ele. Já não sentia mais o incomodo dos olhares, só conseguia pensar o que o garoto ia fazer e como aquilo iria acabar, não que ele tenha achado o garoto tudo isso, mas não podia negar, ele sabia como seduzir alguém e usava sua beleza a seu favor; e o moreno já havia bebido o suficiente para se soltar e não saber como aquilo poderia acabar. 

Sorriu safado quando o loiro se aproximou e o puxou do banco onde estava sentado, fazendo-o ficar em pé, puxou sua nuca e depositou um leve selinho nos lábios do moreno em seguida mordendo o lábio inferior e se virando de costas, mas sem quebrar a proximidade dos corpos. Yoongi havia gostado, não poderia negar, quem não gostaria de ter alguém bonito rebolando em si? O pálido começou a gostar do fato de todos olharem para ele com inveja e resolveu que também iria aproveitar, afinal ele tinha ido até lá para isso. 

Segurou firmemente a cintura de Jimin enquanto o mesmo rebolava lentamente, o loiro mordeu os lábios e com uma de suas mãos puxou os fios loiros do garoto e beijou seu pescoço exposto e levemente suado, mas Yoongi não se incomodou, estava gostando daquilo, o mais novo sorriu satisfeito e  puxou a mão do moreno passando-a por seu abdômen ao mesmo que tempo que aumentava o ritmo em seus quadris. O moreno já estava bêbado o suficiente para não tomar conta de suas ações naquele momento, virou o loiro de frente para si e ambos rebolavam grudados e tocando seus corpos, por um momento não havia música, nem pessoas nem nada, eram apenas duas pessoas desfrutando de seus corpos e sentindo um ao outro, sem sentimento, sem apego apenas tensão e aproveitamento. 

Se dependesse da vontade de Jimin, ele ficaria com Yoongi o resto da noite, mas precisava terminar sua apresentação e correr para colher o máximo de informações possíveis sobre o homem que lhe chamara atenção tão rapidamente, mais um selinho foi dado, dessa vez sem pressa; então o loiro se afastou e voltou lentamente para o palco mexendo com o público.

Yoongi bagunçou os cabelos e terminou de ver o mais novo se apresentar, quando o mesmo acabou, sem desgrudar os olhos do moreno nem por um segundo, piscou para ele e saiu do palco.

Yoongi colocou seu copo vazio em cima do balcão e se virou para Namjoon.

—Está ficando tarde e eu acho que já bebi demais, melhor eu ir embora. -falou calmamente.

—Como você consegue estar normal depois do que aconteceu? -o platinado perguntou perplexo, nunca havia visto Jimin agir daquela forma com nenhum cliente

—O que? A dança com aquele garoto loiro? -falou um tanto desinteressado- Foi bom mas foi só isso -deu de ombros- Ele é gostoso mas não vai rolar nada, enfim eu preciso ir.
O moreno se virou para o barman e pediu sua comanda.

 —Eu não consigo entender, porque não vai rolar nada? Vocês pareciam tão conectados, como você consegue ser tão amargo Yoongi? 

—Não sou amargo, eu achei ele bonito mas foi só uma dança eu provavelmente não vou vê-lo nunca mais. -pegou sua carteira para pagar mas Namjoon se pronunciou. 

—É por conta da casa -sorriu para o amigo- Mas você ainda vai me explicar o que aconteceu aqui, você não vai fugir de mim.

—Você também tem coisas para me explicar, ou você acha que eu não reparei o seu olhar no primeiro dançarino? -o moreno sorriu vitorioso e se virou indo para a porta. Namjoon arregalou os olhos e começou a pensar nas desculpas que daria para o amigo quando fosse questionado sobre seu empregado e amante, nas horas vagas. 

Yoongi não estava sóbrio, mas o suficiente para conseguir chegar em seu apartamento são e salvo.

Bebeu um copo d'Água e tomou um banho quente, vestiu apenas uma cueca box e se deitou caindo no sono rapidamente, lembrando-se do olhar de Jimin para ele e em como gostaria de sentir o garoto rebolando em si de novo. 


Notas Finais


obrigada a quem chegou até aqui <3
Até o próximo capítulo!!
ah meu Twitter é @exoplanwtz se alguém quiser falar comigo por lá!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...