História Adeus, amiga. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 39
Palavras 766
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom, como a maioria que conhece meu trabalho, sabe que não posto oneshoots, mas... essa é uma história verídica, aconteceu comigo. Na verdade, está acontecendo. E se essa pessoa estiver lendo, quero dizer a ela que... tenha bons momentos com suas amigas.
Vamos lá...

Capítulo 1 - Goodbye friend!


(...)

 

 

Acho que me enganei como uma criancinha inocente. Sorrisos e risos bobos conseguiram me enganar. Não, você não foi o que eu pensei. Eu queria uma amiga, e por algum tempo eu consegui isso, mas agora... tudo que vivemos se tornou apenas uma memória feliz que está indo por água abaixo. Palavras que machucam, ofensas que me fazem querer derramar todas as lágrimas que guardo, e aquela única palavra que me detonou, ‘’adeus’’. Confesso que nunca pensei que no final de tudo, você fosse se revelar essa pessoa. Eu errei, mas todos dizem que errar é humano, e quando você comete um erro, só faltam te arrancar o coração com uma lança. Será que você não percebe que sou assim? Será que sou tão ruim assim? Será que vale a pena chorar por você? Realmente não sei mais.

 

Doeu. Doeu muito. Mesmo que eu tente ser fria por fora, dentro de mim, o vulcão já entrou em erupção e saiu acabando com qualquer coisa dentro do meu peito. Aquela sensação de perda está me invadindo mais e mais. Por favor... pare com isso. Não sou boa com desculpas, e quando erro, demoro para perceber tal ato. Então, por favor, pare com isso. Você me aguentou por três anos, e eu fiz o mesmo. Acha que você não errou? Olha, posso te garantir que muitas vezes. Lembra de quando me expulsou da sua casa? Ou quando gritou comigo? Aquilo me deixou irritada, mas me deixou ainda mais magoada. Não é fácil quando uma pessoa que você ama te faz sentir como um lixo. E é assim que me sinto agora, apenas um lixo que você descartou.

 

Não sei se aquelas palavras sobre mim eram verdades que você escondia, ou apenas impulsos que saíram de você pelo calor do momento. Bom, em todas as vezes que falei mal de você, todas as vezes que disse coisas pelas suas costas, eu sabia que de certa forma a nossa amizade poderia estar se acabando mais e mais aos poucos. Mas eu ainda tinha esperanças de que você pudesse reacender aquela chama da amizade, isso existe? Não sei mais nada de qualquer maneira.

 

Acha que essas suas novas amizades são melhores que eu, só por que ficaram do seu lado? Pense bem, afinal, uma delas você só chegou a conhecer esse ano. Mas ok, se você acha que elas são amigas verdadeiras, não posso falar nada, não posso julgar, não posso me intrometer. Claro, eu quis me vingar, eu quis até hackear seu facebook e te dar uma lição por tudo que li naquelas mensagens, mas se eu te atormentasse, se eu fizesse tais coisas, ainda existiria um por cento de chance da nossa singela amizade voltar a ser o que era, mas... já me conformei que aquela amizade, as risadas, os sorrisos, as conversas sobre grupos de coreanos e histórias não serão as mesmas que eram antes. Eu te odeio por isso.

 

Eu te odeio por ser alguém essencial para mim. Eu te odeio por gostar de você. Nunca cheguei a perder uma amizade, e agora me sinto vazia. Arg, você me deixa puta com a vida. Não sou obrigada a poupar xingamentos.

 

Ah, ainda me lembro exatamente do dia que te conheci. Foi em um primeiro dia de aula, duas novatas perdidas, duas pessoas que estavam destinadas a se conhecer. E por causa de uma folha de papel amarelo... pronto, lá estávamos nós, comendo juntas no recreio, conversando sobre séries e rindo da vida. Duas crianças que tinham tudo para serem as melhores amigas do mundo. Mas a vida nos prega peças, não é? Bem, é assim que eu sempre escrevi nas minhas histórias.

 

Posso confessar aqui segredos do fundo do meu coração. Confesso que mesmo que não pareça, eu me importo. Que quando você chora, eu sofro. Que quando você coloca outras pessoas no meu lugar... machuca. Quer bancar a fria? Tudo bem, já fiz muito isso afinal. Ande com suas amigas, elas são melhores que eu? Ficaram no seu lado quando eu cometi um erro, não foi? Mas... elas estarão aí para sempre?

 

Ah, me recordei das suas palavras agora. ‘’Se fossemos amigas até o ensino médio, a gente poderia morar juntas e frequentar a mesma faculdade’’. Palavras jogadas ao vento, promessas desfeitas pelo tempo. Cada coisa que fizemos uma pela outra foi em vão. Três anos desperdiçados. Ok, você prefere elas. Então fique com elas. Só queria te dizer uma coisa...

 

Eu te amei muito, mas como dizem, amigos que se distanciam, são como desconhecidos que você nem se quer conversou antes.

 

Adeus querida amiga.


Notas Finais


Até mais!! <333
Bjus ^~^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...