História Adolescentes Suicidas - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hidan, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sasuke Uchiha, Shizune, Tsunade Senju, Zetsu
Tags Akatsuki, Automutilação, Auto-mutilação, Bebidas, Cigarro, Colegial, Deidara, Deisaso, Depressão, Hentai, Hidan, Itachi, Itachi Uchiha, Itakisa, Kakuhidan, Kakuzu, Kisaita, Kisame, Kisame Hoshigaki, Madara Uchiha, Obito, Obito Uchiha, Orochimaru, Pain, Painkonan, Romance, Sasodei, Sasori, Suícidio, Tobi, Tobizet, Yaoi
Exibições 107
Palavras 631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 21 - Acidente de carro


Fanfic / Fanfiction Adolescentes Suicidas - Capítulo 21 - Acidente de carro

.:OBITO ON:.

Observava atentamente pela janela do meu quarto as gotas de chuva que caia lentamente lá fora, em casa estava um tédio horrível e eu não tinha nada pra fazer...

Suspirei pesadamente me lembrando que meu pai iria ficar novamente um mês fora de casa, ele viajava muito e eu sempre ficava sozinho em casa. Eu até poderia estar estudando, lendo um de meus livros e usar a minha criatividade para escrever alguma coisa... Mas a minha preguiça falava mais alto.

Me joguei na cama e passei a observar uma foto minha com meu pai quando eu era pequeno. Naquela época, nunca brigávamos e sempre sorríamos e nos divertíamos...

Mas agora, tudo está diferente. Raramente ele conversa comigo, eu achava que fosse só uma fase ruim já que ele e eu perdemos minha mãe, ela era uma pessoa muito amada pelo meu pai. Mas depois daquele maldito acidente de carro, as coisas mudaram drasticamente.

Eu era bem pequeno quando aquilo aconteceu, deveria ter uns quatro ou cinco anos de idade, eu estava na casa do meu avô quando meu pai ligou naquela noite tempestuosa. Ele tinha dito que enquanto vinha para ir me buscar com a minha mãe, acabou sofrendo um acidente.

Minha mãe acabou morrendo na hora, já meu pai saiu com vida com apenas uma perna quebrada. O motorista do outro carro também tinha falecido, os policiais disseram que ele estava totalmente bêbado.

Meu pai foi o que mais sofreu, ele sempre se escondia em seu quarto para eu não o ver chorando mas eu conseguia escutar os sons de seus soluços... Eu tentava a todo custo faze-lo sorrir, as vezes eu conseguia arrancar-lhe pequenos sorrisos mas ai ele acabou vendo o trabalho como saída.

Eu passava a maior parte do meu tempo na casa do meu avô quando saia da escola, mas depois que eu acabei completando quatorze anos e depois que ele acabou falecendo, comecei a ficar sozinho em casa.

Aproveitava esses momentos para sair de casa, ia pra festas, bebia e chegava bem tarde em casa, mas meu pai quase nunca ligava para o horário que eu voltava. Só me perguntava onde eu tinha ido.

E foi em uma dessas saídas a noite que eu acabei conhecendo o Zetsu, acabamos nos tornando amigos e logo descobrimos que estudávamos no mesma escola. Com o tempo, fomos nutrindo um sentimento bem forte um pelo outro, até eu descobrir que estava apaixonado por ele. 

No começo, estava com medo de demonstrar meus sentimentos, era a primeira vez que eu me apaixonava. Até o dia em que fomos no cinema juntos e acabamos nos beijando. Aquele foi o dia mais feliz da minha vida. 

Depois acabamos entrando no colegial e aquilo foi o pior/melhor dia de nossas vidas. A pior parte foi que acabamos sendo alvos de bullying do colégio inteiro por sermos diferentes e namorarmos abertamente. A melhor parte foi que fizemos amigos que não eram tão diferentes de nós dois.

Sai desses pensamentos quando ouvi meu celular tocando, peguei o pequeno aparelho e olhei para a tela do mesmo, vendo que era meu pai. Atendi.

-Alô?

-Oi, filho...-sua voz parecia de cansaço.

-Oi, pai... Como você está?-tentei puxar assunto.

-Um pouco cansado.

-Um pouco?-perguntei e ouvi ela dar uma pequena risadinha.

-Como estão indo as coisas?-ele perguntou.-E o colégio?

-Está tudo bem, tirando o fato que estou cheio de provas.

-Está estudando direito?

-Claro, não precisa se preocupar.

-Tudo bem... Preciso ir agora.

-Tudo bem. Até mais, pai.

-Te amo.

-Também te amo.

Desliguei.

Aquela com certeza era a conversa mais longa que eu já tive com meu pai desde a morte de minha mãe.

Coloquei meu celular do meu lado na cama e liguei a TV, fiquei assistindo American Horror Story até acabar pegando no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...