História Adolescentes Suicidas - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hidan, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sasuke Uchiha, Shizune, Tsunade Senju, Zetsu
Tags Akatsuki, Automutilação, Auto-mutilação, Bebidas, Cigarro, Colegial, Deidara, Deisaso, Depressão, Hentai, Hidan, Itachi, Itachi Uchiha, Itakisa, Kakuhidan, Kakuzu, Kisaita, Kisame, Kisame Hoshigaki, Madara Uchiha, Obito, Obito Uchiha, Orochimaru, Pain, Painkonan, Romance, Sasodei, Sasori, Suícidio, Tobi, Tobizet, Yaoi
Exibições 207
Palavras 869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 7 - Mansão Uchiha


Fanfic / Fanfiction Adolescentes Suicidas - Capítulo 7 - Mansão Uchiha

ITACHI POLV'S ON.

Eu encarava o meu reflexo no vidro da limousine, tremendo e sentindo meu coração bater forte de medo. Com certeza levaria uma bronca do meu pai, seguida de uma bela surra.

Sai dos meus pensamentos quando o motorista estacionou na entrada de carros da Mansão Uchiha, olhei para aquela casa enorme, me sentindo como uma pequena formiga. Peguei minha mochila e sai do carro, andando até a porta de entrada e a abrindo, entrei e fechei a mesma logo em seguida.

Retirei meu tênis e peguei o mesmo com a mão, andando silenciosamente com as meias escorregando no piso polido, tentando chegar a escada a tempo.

-Itachi!

Congelei. Não conseguia mais andar, meu coração estava a mil e meu corpo todo tremia.

-Deveria estar no colégio.-ele disse sério.

-Mas, pai... E-Eu passei mal e também acabei desmaiando. Não estava em condições de...

-Silêncio!

Me calei de imediato, não adiantaria explicar, isso só iria piorar mais a minha situação.

-Vá para o seu quarto e não saia de lá até eu mandar.-mandou Fugaku.

-Sim, senhor.-eu disse, fiz uma reverencia e sai de lá.

Corri escada acima e andei pelo extenso corredor até chegar na última porta a direita, abrindo e trancando a mesma logo em seguida. Joguei minha mochila em qualquer canto e fui para o banheiro, me despi e joguei a roupa dentro do cesto, abri a torneira e esperei a banheira encher.

Entrei dentro da mesma e senti meu corpo relaxar sobre a água morna, lavei minhas longas madeixas negras e terminei de me banhar rapidamente, sai, enrolei a toalha em minha cintura e voltei para o meu quarto. Andei até o guarda-roupa, peguei e vesti uma blusa de manga curta do jogo God Of War, uma calça preta de moletom e me joguei na cama.

Peguei meu celular e verifiquei as mensagens no Whatssap.

 

Kisame: Espero que você esteja bem.

 

Respondi.

 

Itachi: Estou bem, não precisa se preocupar.

 

Coloquei o celular em cima da pequena mesinha que tinha do lado da cama de casal e liguei a TV. Fiquei assistindo American Horror Story até a hora do almoço, me levantei e quando eu abri a porta do meu quarto, dei de cara com uma das empregadas.

-Itachi-Sama, seu pai me pediu para entregar-lhe.-ela disse, me estendendo uma bandeija com o almoço.

-Obrigado.-eu disse, pegando a bandeija e logo em seguida fechando a porta.

Parecia que meu pai não queria ver a minha cara tão cedo, coloquei a bandeija em cima da mesa do notebook e me sentei na cadeira, peguei os hashis e comecei a comer o Yakisoba. Depois de alguns minutos eu comecei a me incomodar com o terrível silêncio que estava presente em meu quarto, peguei meu celular e vi que haviam algumas mensagens do grupo.

 

Grupo Akatsuki

 

Hidan: Finalmente em casa!

Konan: Nem me diga, já estava quase tendo um surto na sala de aula.

Kakuzu: Como vocês são dramáticos...

Sasori: Vai me disser que vc não tava achando a aula um tédio?

Kakuzu: Não.

Sasori: Vc é mesmo um anormal.

Itachi: Todos nós somos anormais.

Kisame: Concordo com o Itachi.

Pain: Alguém ai tá afim de matar aula amanhã?

Zetsu: Não vai dar.

Pain: Pq?

Obito: Prova de matemática, lembra?

Hidan: Que merda! 

Itachi: Por um momento esqueci que estamos em semana de provas.

Konan: Nem me fale...

Zetsu: Pelo menos vamos ir para o terceiro ano e depois vamos poder ir para a faculdade.

Konan: Ei, poderíamos morar juntos.

Obito: Acho uma ideia legal.

 

Depois daquilo, bloqueie o meu celular e peguei a bandeija, abri a porta e a coloquei perto da mesma. Não iria sair do quarto, vai que eu dou de cara com meu pai.

Peguei um livro qualquer e comecei a ler, não estava muito afim de estudar já que eu fiquei o resto dos dias anteriores estudando igual a um condenado. Poderiamos estar em semana de provas, mas faltava muito para o ano acabar. 

                                                                                                               (...)

Já eram 01h00 da madrugada. E como sempre e estava com meus olhos bem abertos, observando o breu do quarto. Minha insônia estava acabando comigo...

Me levantei de minha cama e sai do quarto, desci as escadas lentamente e fui para a cozinha, abri a geladeira e peguei um pedaço da torta de maracujá que tinha sobrado da sobremesa do jantar de ontem, coloquei a mesma em um pequeno prato e me sentei. Comecei a comer lentamente, sem me preocupar se meu pai apareceria em qualquer momento.

Peguei mais um pedaço e comi, depois lavei o que eu tinha sujado e voltei para o meu quarto.

Deitei em minha cama e vi que havia uma recente mensagem nos Whatssap.

 

Kisame: Oi.

Itachi: Oi.

Kisame: Vc está bem?

Itachi: Sim, por sorte não apanhei do meu pai.

Kisame: Se ele relar um dedo em vc, ele é um cara morto.

Itachi: Obrigado por se preocupar comigo... Mas ele é meu pai, não importa o que ele esteja fazendo comigo. Eu ainda o amo.

Kisame: E eu quero te proteger.

Itachi: Eu sei disso.

 

E a conversa se encerrou ali, coloquei meu celular para carregar e tentei dormir um pouco.

 

"O pior é saber que nem seus pais se preocupam com você"

 

 


Notas Finais


O que achara??? Até o próximo capítulo...
Beijos de maracujá<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...