História Adolescentes Suicidas - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hidan, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sasuke Uchiha, Shizune, Tsunade Senju, Zetsu
Tags Akatsuki, Automutilação, Auto-mutilação, Bebidas, Cigarro, Colegial, Deidara, Deisaso, Depressão, Hentai, Hidan, Itachi, Itachi Uchiha, Itakisa, Kakuhidan, Kakuzu, Kisaita, Kisame, Kisame Hoshigaki, Madara Uchiha, Obito, Obito Uchiha, Orochimaru, Pain, Painkonan, Romance, Sasodei, Sasori, Suícidio, Tobi, Tobizet, Yaoi
Exibições 210
Palavras 1.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 9 - Final de semana part.1


Fanfic / Fanfiction Adolescentes Suicidas - Capítulo 9 - Final de semana part.1

KONAN POLV'S ON.

Mais uma vez estava com meus olhos bem abertos observando o breu do meu quarto, minha insônia estava ficando cada vez pior e com ela a ansiedade.

Mas hoje havia algo novo que não me deixava dormir em paz, os certos "ruídos" vindos do quarto do meu pai. Depois que a mamãe morreu, meu pai bebe descontroladamente, mal fica em casa, fuma, é violento e frequenta boates de prostituição todas as noites. Todos os dias meu pai estava com uma mulher nova na cama...

Peguei o meu celular para ver as horas. Eram 3h17 da madrugada, por sorte amanhã era sábado.

Retirei o edredon de cima do meu corpo e sai do quarto, desci as escadas silenciosamente e fui para a cozinha. Peguei um pacote de biscoitos de baunilha com gotas de chocolate e um refrigerante de lata, voltei para o meu quarto e tranquei a porta novamente.

Me sentei na cama e peguei o controle da minha televisão, fiquei assistindo um filme de terror qualquer enquanto comia. Ouvi meu celular tocar e logo vi que era uma mensagem do Pain.

 

Pain: Está acordada?

Konan: Sim.

Pain: Insonia?

Konan: Acertou.

Pain: A galera vai passar o fim de semana aqui em casa. Vc vem?

Konan: Claro.

 

Bloqueei o celular e desliguei a TV, joguei a embalagem de biscoito no lixo junto com a lata de refrigerante e peguei meu remédio para insonia. O coloquei na boca e o engoli com ajuda da água, não que iria fazer algum efeito agora...

Deitei-me novamente em minha cama e tentei voltar a dormir.

~//~

Acordei com os raios de sol atingindo meu rosto, olhei para o despertador e vi que já eram 8h30 da manhã. Me levantei preguiçosamente da cama e senti meus pés me arrastarem para o banheiro, retirando meu pijama e jogando o mesmo no chão.

Abri a torneira e esperei a banheira encher, enquanto isso, olhava meu reflexo pálido e cheio de cicatrizes. Não gostava do que eu via, não gostava de mim mesma, não gostava do meu corpo, da minha aparência ou da minha vida.

Entrei dentro da banheira cheia de água morna e comecei a me banhar, lavei meus cabelos roxos-azulados e terminei meu banho rapidamente.

Sai, enrolei meu corpo com a toalha felpuda e voltei para o quarto, andei até o guarda roupa, peguei e vesti uma blusa de mangas curtas da banda Paramore, uma calça jeans cinza-escura, meu All Star preto de cano longo e comecei a arrumar minhas coisas para passar o final de semana na casa do Pain.

Peguei a mochila e retirei meus materiais escolares de dentro da mesma, peguei minhas roupas e as coloquei dentro da mochila junto ao carregador do meu celular, coloquei a mochila nas costas e sai do quarto, trancando a porta em seguida.

Desci as escadas rapidamente e fui para a cozinha, peguei a caixa de cereal que estava em um dos armários e minha tigela, sentei-me e comecei a tomar o meu café da manhã.

Depois de alguns segundos meu pai acabou aparecendo na cozinha, encolhi os ombros com medo e fixei meus olhos nele. Eu fiquei observando cada movimento dele, até ele sair da cozinha e ir para a sala com uma xícara de café em mãos.

Soltei o ar que a pouco tempo eu tinha prendido em meus pulmões, só agora percebi que estava com as mãos tremulas. Inalei o ar e comecei a contar até dez, vinte,trinta, quarenta... Até conseguir acalmar o meu coração. Isso sempre acontecia, o medo que eu sentia do meu pai era evidente em meu rosto e gestos.

Terminei de tomar o meu café da manhã rapidamente e depois lave a louça, peguei novamente a minha mochila e sai de casa.

Coloquei os fones de ouvido enquanto eu andava pelas ruas frias de Fox, raramente tinham dias ensolarados e sem nuvens naquela cidade tediosa. Coloquei o volume no baixo e segui meu caminho.

-Konan! Konan! Espera!

Parei ao ouvir uma voz muito conhecida me chamar, olhei para trás e vi Deidara correndo em minha direção.

-Bom dia, Deidara.-eu disse sorrindo.

-Bom dia, Konan.

Começamos a caminhar.

-Caralho, você está com olheiras terríveis!-o loiro disse, olhando para mim.

-Resultado de noites banhadas em insonia...-eu disse dando um sorriso amarelo.

-Sei como é... Minha insonia não me ataca muito, mas quando ataca... Meu Deus!

Ri, ele era um loiro bem escandaloso.

-Descobri que minha mãe traiu meu pai...-ele disse depois depois de alguns segundos em silêncio.

-E isso é novidade?

-Mas dessa vez é diferente.

Paramos de andar e eu o olhei.

-Como assim, "diferente"?

-M-Minha mãe engravidou...

Formei um perfeito "O" com a boca.

-Caralho!-acabei gritando.

-Shhhh... Fala baixo sua doida!-ele disse.

-E seu pai sabe disso?-perguntei diminuindo o meu tom de voz.

-Acho que ele pensa que ela tá grávida de um filho dele, com certeza ela encheu a cabeça dele com abobrinhas.

-E a sua irmã?

Ino era a irmã gêmea de Deidara, os dois eram idênticos na aparência mas eram totalmente diferentes na personalidade.

-Ela deu uma agora de fingir que não existo.

Eles nunca se deram bem.

Passei o braço sobre um dos seus ombros e continuamos a andar até a casa do Pain.

~//~//~//~//~

-Estão atrasados!-disse o ruivo.

Deidara pulou nas costas do rapaz e bagunçou seus cabelos cor de sangue. Sasori nunca teve paciência e odiava esperar.

-Olá, meu amor.-o alaranjado disse, puxando a minha cintura e colando nossos lábios.

-Por favor, se quiserem se agarrar, se agarrem lá no quarto.-Kakuzu disse.

Desgrudei meus lábios dos deles e ri, ouvi Pain sussurrar um "idiota" e fomos para a sala.

Os pais de Pain estavam viajando e iriam ficar fora durante um mês inteirinho, então não teríamos problemas. Subimos as escadas e fomos para o quarto do Pain, tinham alguns colchões com lençóis no chão junto com travesseiros e cobertas.

-Vamos dormir no chão?-Zetsu perguntou.

-Vocês vão dormir no chão, a Konan vai dormir na cama comigo.-o alaranjado disse, se jogando em sua enorme cama de casal.

-Só espero não acordar no meio da noite e presenciar algo impróprio para menores de dezoito anos...-Hidan disse, sentando-se em um dos colchões.

-E ai, o que vamos fazer?-Itachi disse, sentando-se ao lado de Kisame.

-Assistir alguns filmes de terror, jogar conversa fora... Estudar.-eu disse.

-Tudo isso menos estudar.-Obito disse.-Não aguento mais ver livros em minha frente.

Rimos.

Aquele seria um longo final de semana...

 

"A verdadeira amizade não se compra, mas se constrói."

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...