História Adopted - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen, Super Junior
Personagens Boo Seungkwan, Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Hansol "Vernon" Chwe, Heechul, Henry Lau, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kangin, Kim Jongwoon, Kim Kibum, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Park Jungsu, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8", Zhou Mi
Tags Donghae, Eunhyuk, Hoshi, Seventeen, Siwon, Super Junior, Vernon
Exibições 125
Palavras 1.491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, eu ainda to sem internet e (felizmente) vim pra casa da minha amiga passar uns dias, aí eu vou conseguir postar alguns capítulos que eu tenho aqui.

Desculpinhas de novo pelo tempo sem postar e pelo tamanho do capítulo.

Espero que gostem.

Capítulo 8 - Kiss


-Chega, Siwon! Briga com ela depois, não ta vendo que ela ta mal e machucada? -Yesung o repreendeu. Okay, era a primeira vez que um dos meninos me "defendia" das broncas do Siwon. O que diabos tinha dado nele?

Eu até teria agradecido, explicado as coisas ou até mesmo feito uma birra básica, mas as lágrimas começaram à escorrer pra minha bochecha machucada e... Senhor, como aquilo ardia!

-Sun, o que aconteceu? -Ryewook perguntou assim que eu desabei em lágrimas.

-Ta ardendo muito. -Respondi levantando um pouco a blusa para tentar secar algumas lágrimas. Devo dizer que foi uma ideia horrível? Porque foi! O pano da blusa em contato com o machucado, que já estava ardendo, não foi uma sensação agradável.

-Vamos pro hospital. -Leeteuk disse já me arrastando pra porta.

-Eu quero ir também. -Donghae disse.

-Eu também. -Kangin o acompanhou, dois minutos depois todo mundo já queria ir.

-Heechul e Sungmin vão, o resto fica. -Yesung disse. Sério, o que tinha dado nele?

Fomos o caminho todo em um silêncio desconfortável. Quando chegamos o Leeteuk foi até a recepcionista e eu me sentei em uma das cadeira de espera.

-Quer me contar o que aconteceu? -Sungmin perguntou calmo, se sentando ao meu lado.

-Nem eu sei. Hoje não é um dos meus melhores dias.

-Você está de mau humor e sai por ai batendo nas pessoas?

-Foi ela que começou, eu já estava vindo embora. E era injustiça pro meu lado! Ela devia dar umas três de mim. Sorte que ela não sabia bater.

-Você sabe que vai levar bronca do Siwon, não sabe?

-Sei.

-E sabe também que vai ter sorte se ele não contar pro ZhouMi, não sabe?

-Sei.

-Sun, ela era mesmo muito maior que você? -Heechul perguntou empolgado.

-Era, devia ter altura do Kyuhyun.

-E ela que apanhou?

-Foi.

-Essa é minha garota!

-Isso não é legal. Sun Hee não pode ficar brigando por ai. -Leeteuk disse depois de dar um tapa na cabeça de Heechul

O médico me chamou e como esperado... Ele só passou uns remédios, enfaixou minha mão e disse pra eu evitar ficar falando, durante o resto do dia.

-Ta melhor? -Leeteuk perguntou quando já estávamos dentro do carro, eu apenas asenti.

-Sun, posso perguntar uma coisa? -Heechul perguntou se sentando no banco de trás, ao meu lado.

-Claro.

-Depois de ontem, quando fomos ao seu quarto, você chorou de novo?

-Hipoteticamente. Depois de tantas lágrimas eu aprendi a chorar por dentro, minhas lagrimas nunca rolam pelo meu rosto, mas sim, pela minha alma.

-Você viu isso na internet?

-Sim. -Dei de ombros.

-Ryewook já conversou com você? -Leeteuk perguntou sem tirar a atenção da estrada.

-Conversou. -Era sempre assim, os meninos não sabiam resolver meus "problemas de garota" e mandavam o Ryewook conversar comigo, já que ele era bom com conselhos e palavras.

-Você que falar sobre isso? -Sungmin perguntou cauteloso.

-Não, prefiro esquecer e seguir em frente. Não vale a pena ficar relembrando e chorando por coisas como essa.

-Isso mesmo! Não tem que sofrer por garoto nenhum. Por mim você nunca teria um namorado. -Heechul disse me abraçando e selando nossos lábios.

-Chega de conversa, Sun Hee não pode ficar falando. -Leeteuk disse. Que triste, eu gosto bastante de falar e agora tenho que brincar de muda.

-Quando chegarmos em casa você trate de descansar. Heechul, você toma conta dela. -Sungmin falou como se eu e Heechul fossemos filhos dele.

-Eu sou seu hyung! -Heechul disse emburrado. O resto do caminho foi só os meninos conversando e eu sendo torturada, odiei esse negócio de não poder falar.

-CHEGAMOS! -Leeteuk gritou quando entramos no apartamento do décimo primeiro andar.

-E aí? Como foi? -Yesung perguntou saindo do chão e me abraçando como se eu estivesse fora por 9 anos.

-Oppa, ta me machucando. -Disse com um pouco de falta de ar.

-O médico passou alguns remédios e enfaixou a mão dela. -Leeteuk o respondeu segurando uma de minhas mãos.

-E a bochecha? -Shindong perguntou saindo do quarto.

-Ela tem que evitar falar, até o final do dia, e ele também passou alguns remédios anti-inflamatórios. -Sungmin disse dando um tapa na mão de Donghae, que estava cutucando frenéticamente minha bochecha machucada.

-Mais tarde vamos ter uma conversa, mocinha! -Siwon disse beijando o topo da minha cabeça.

-Eu to com fome. -Falei ignorando Siwon, que riu.

-SHIIII! Você não pode falar. -Eunhyuk disse tapando minha boca.

-Posso sim, só não muito. -Respondi depois de dar uma mordida na mão do mesmo.

-Aigoo! Esse povo ta agressivo hoje. -Doghae resmungou e Eunhyuk concordou.

-Vem, vamos preparar um lanche. -Ryewook disse me puxando para a cozinha.

-Eu quero comer também. -Kyuhyun veio atrás de nós.

-O que você quer comer, princesa? -Ryewook perguntou apertando minha bochecha que não estava machucada. Se Hoshi estivesse aqui já teria feito o drama básico dele: "Se fosse eu que tivesse falado a Sun já tinha me batido, ela só ama o hyung.". Estou com saudade desse drama.

-Quero sanduíches!

-Não vai perguntar o que eu quero comer não? -Kyuhyun perguntou indignado.

-Se você quiser ser a princesa e fizer muito aegyo, te deixo escolher o que comer. -Ryewook respondeu e eu o encarei, queria ver se ele faria mesmo aegyo.

-Sanduíche está bom. -Fiquei observando como Ryewook preparava os deliciosos sanduíches.

-Pronto. -Ele disse colocando um prato na minha frente e outro na frente do Kyuhyun, que logo começou a comer. Ryewook saiu da cozinha e nos deixou sozinhos.

-ComendoKyu! -Falei rindo igual a uma retardada.

-Haha, palhaça! -Disse fazendo uma risada falsa.

-EmburradoKyu! -Ri mais ainda.

-Sun ri! -Ele fez um trocadilho com meu nome.

-Aish, que sem graça.

-Sun chora.

-Ta, chega.

-Sun de saco cheio.

-Ai Kyu, chega! Eu vou parar de fazer esses trocadilhos com seu nome.

-É melhor mesmo!

-TrolladoKyu.

-As vezes você consegue passar dos limites quando o assunto é chatice.

-ChatoKyu. -Depois que eu disse isso ele chegou tão perto do meu rosto que eu conseguia sentir sua respiração bater contra minha pele.

-Cala a boca. -Ele disse irritado, me fazendo rir.

-Se eu não calar, você vai fazer o que? -O provoquei e ele fez uma coisa que nunca pensei que faria. Ele me beijou! Se eu retribui? No começo não, mas quando ele segurou minha cintura e me aproximou mais dele não consegui resistir.

Eu estava beijando Kyuhyun!

-O que vocês estão fazendo? -Doghae perguntou entrando na cozinha e nós nos separamos rapidamente.

-Estou me segurando pra não matar o Kyuhyun. -Disse com minha super atuação.

-Como se se eu fosse o insuportável aqui. -Ele respondeu.

-Vocês não conseguem passar um segundo sem brigar? -Donghae perguntou.

-Impossível. -Respondi saindo da cozinha. Fui pro meu quarto (que era no décimo segundo andar, que preguiça) com a intenção de descansar, mas antes mesmo de eu ter a chance de deitar com a cabeça no travesseiro alguém entrou.

-Os meninos estão saindo e me pediram pra ficar tomando conta de você.

-Eu não tenho oito anos.

-E eu não sou babá. Agora fica quieta, sua bochecha vai ficar inflamada.

-Sua bochecha vai ficar inflamada. -O imitei com voz de retardado.

-Eu não falo assim!

-Eu não falo assim! -Fiz de novo e o mesmo fez cara de emburrado.

-Vai perder a bochecha se continuar falando.

-Vou nada.

-Pelo amor de Deus, Sun Hee, fica quieta. -Ele disse assim que eu comecei a pular na cama.

-I HEECHUL! -Comecei a cantar 4Minute, só que na parte do "I hate you" eu cantava "I Heechul".

-Aish, por que eu não mandei o Eunhyuk ou o Shindong ficarem no meu lugar? -Ele se lamentou e eu resolvi parar.

-Eu vou tomar meu banho. Tchau. -Disse e fui para o banheiro, levando meu pijama junto. Tirei o curativo das mãos e entrei em baixo do chuveiro, acabei soltando um gritinho que fez Heechul aparecer do outro lado da porta.

-Sun, ta morrendo?

-Quase, isso arde muito.

-Para de drama! -Nem respondi, nem responderei. Drama... Porque não era ele, se fosse ele estaria chorando e dizendo que era o fim. Depois de terminar aquele doloroso banho, voltei pro meu quarto.

-Você ainda ta aqui? -Perguntei assim que vi que Heechul ainda estava lá.

-Ai, se você quiser eu saio.

-Não, não quero ficar sozinha.

-Vamos assistir um filme?

-Vamos. Vai lá na cozinha pegar pipoca e chocolate.

-A época da escravatura já acabou, ok?

-Vai logo! Enquanto isso eu arrumo a cama. -O empurrei e ele decidiu ir. Arrumei a cama e escolhi um filme de ação.

-Você já escolheu o filme?

-Já! Vem, deita logo. -Apaguei a luz e me deitei ao lado dele. Na metade do filme eu já tinha dormido, só "acordei" (com aspas mesmo, não foi bem acordar, era meu modo zumbi ativado) com Heechul se arrumando e abraçando minha cintura.

depois daquele beijo com o Kyuhyun eu fiquei me sentindo meio mal, nem eu mesma sei como explicar! Foi tão estranho!


Notas Finais


Que safrados eles


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...