História Adopted - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen, Super Junior
Personagens Boo Seungkwan, Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Hansol "Vernon" Chwe, Heechul, Henry Lau, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kangin, Kim Jongwoon, Kim Kibum, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Park Jungsu, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8", Zhou Mi
Tags Donghae, Eunhyuk, Hoshi, Seventeen, Siwon, Super Junior, Vernon
Exibições 121
Palavras 2.288
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Devo dizer que é a partir desse capítulo que vem a treta toda de uma vez só.

Devo dizer também que eu adoro.

Capítulo 9 - Verdades


Acordei com o celular do Heechul despertando, mas o mesmo nem se mexia na cama. O toque dele era tão irritante que decidi levar e jogar o celular nele, brincadeira, eu só desliguei mesmo.

-Você ta vivo? -Perguntei cutucando o rosto dele.

-Não, Sun Hee, to morto! -Respondeu irônico, nem me dei ao trabalho de responder. Levantei e fui até o banheiro (que estava livre, amém), fiz minha higiene matinal e voltei para o quarto.

-Oppa, eu tenho mesmo que ir pra escola hoje? -Pois é, todo dia de manhã eu tentava convencer os meninos à me deixar falta e, claro, não podia faltar o aegyo básico.

-Pergunta pro Leeteuk ou pro Siwon. Ta muito cedo pra eu conseguir raciocinar. -Respondeu ainda sonolento. Ele saiu do meu quarto e eu preferi vestir meu uniforme e ir pra escola, não queria ter "aquela conversa" com Siwon.

-Bom dia. -Disse chegando na cozinha, onde quase todos os meninos estavam.

-Bom dia. -Ele responderam juntos, me fazendo dar uma leve risada.

-A senhorita não está pensando em ir para a escola hoje, está? -Sungmin perguntou.

-Óbvio que não! Estou? -Sussurrei a parte da pergunta pra Eunhyuk, que negou com a cabeça, rindo.

Vou resumir minha manhã, o café foi os meninos perguntando sobre meu machucado e tentando entender o por quê da briga (o que nem eu tinha entendido ainda). A parte estranha se resumia ao Kyuhuun, que não falava nada, o clima estava muito estranho. Será que ele tá gostando de mim? Ai senhor, me diz que não, por favor! Não que eu não goste do Kyuhyun, quer dizer... Não sei.

fui para o meu quarto, tirei meu uniforme e esperei a morte (Siwon) chegar. Enquanto esperava, pacientemente, recebi uma mensagem do Dino.

"Oi, noona! Como estão as coisas?"

"Oi, dinossauro! Está tudo como sempre e por aí? Não tem dado trabalho para sua omma, tem?

"Não, claro que não, eu sou um anjo! Ontem eu fui à uma festa da minha antiga escola."

"Uma festa? Você se divertiu?"

"Na verdade não. Não nasci para festas, meu negócio é comer e dormir."

"Hahaha! Entendi! Tenho que ir. Se cuide!" -Me despedi assim que vi Yesung entrar no meu quarto

"Até, noona!"

-Sun, estamos indo para a empresa, quer ir com a gente? -Yesung perguntou entrando no meu quarto e se sentando na minha cama. Ta aí uma ótima maneira de adiar a conversa.

-Quero! Vou trocar de roupa. -Fui até meu armário e peguei uma roupa confortável, já que os meninos ficariam ensaiando eu poderia praticar mais algumas vezes o comeback do Seventeen... Ou poderia ensaiar algumas músicas do Super Junior com os oppas.

-Já está pronta? -Yesung perguntou ainda no meu quarto.

-Estou, vou só pegar minha mochila. -Respondi indo até meu armário, antes que eu pudesse abrir, Yesung puxou meu braço.

-Eu vi você e o Kyuhyun ontem, na cozinha. -Ai meu pai amado!

-Oppa, aquilo não foi nada, foi impulso. Não vai acontecer de novo.

-Tudo bem, calma! Você são novos... Quer dizer, você é nova e ele tem a mesma mentalidade que você. É normal acontecer isso, eu acho.

-Não conta para os meninos, por favor!

-Não vou contar. Só quero que você saiba que... -Ele não terminou a frase.

-Que...? -O incentivei à continuar.

-A vã já chegou, estão todos esperando vocês. -Kangin disse entrando no quarto.

-YESUNG P.O.V-

Nunca pensei que ficaria tão feliz em ver o Kangin, foi realmente um alívio. Estava prestes à me declarar para a Sun.

Era a Sun Hee! Por quê ela estava fazendo eu me sentir assim? Aish, ontem ela beijou o Kyuhyun e antes-de-ontem descobriu que seu misterioso namoradinho à traía.

Será que essa "paixonite" me levaria à algum lugar? Desde quando eu uso a palavra "paixonite"? Eu to me sentindo um adolescente confuso.

-SUN HEE P.O.V-

Deixei pra lá o que Yesung iria falar e desci junto com Kangin.

-Isso me deixem pra trás mesmo, ninguém se importa com o negro. -Yesung veio correndo até o elevador e conseguiu entrar antes descesse.

-Para de drama, você nem é negro. -Disse rindo e o abraçando. Não que eu fosse meio distante do Yesung, muito pelo contrário, mas aquele abraço foi muito estranho e desconfortável.

-Hyung, por quê ta vermelho? -Kangin perguntou quando desfizemos o abraço.

-Estou com calor. -A atuação dele era pior que a minha. Vou descobrir por quê ele ta assim. Porque, além de atriz, eu também sou detetive.

Entramos na vã e todos estavam em silêncio. Credo, parecia que estávamos indo à um enterro.

-O ânimo de vocês me contagia! -Disse fazendo vários gestos que demonstravam minha falsa animação. O único lugar que tinha era ao lado de Kyuhyun e depois do que aconteceu ontem o clima tinha ficado meio estranho. Empurrei Kangin e me sentei ao lado de Siwon antes que ele sentasse. Droga! Siwon... Talvez ele tenha esquecido.

-Não pense que eu esqueci, só estou esperando o momento certo. -Ele disse do nada.

-Você lê mentes ou o quê? -Perguntei e ele riu. Ouvi meu celular tocando, só que eu tinha jogado ele dentro da minha mochila e não estava achando.

-Atende isso logo, pelo amor de Deus! -Donghae pediu tapando os ouvidos com a mão.

-Achei!

-Aleluia! -Donghae respondeu e eu só disse um "Shiu" antes de atender e colocar no viva-voz, estava com muita preguiça de ficar segurando o celular.

-OI SUN! -Era Seungkwan

-Meu pai amado! É assim que você cumprimenta alguém?

-Eu comprimento você do jeito que eu quiser.

-Aish, que babaca! Ta ligando pra quê?

-Estava com saudades da sua voz irritante. -Ele disse me fazendo rir e juro que ouvi Kyuhyun sussurrar um "finalmente alguém que me entende". Uma hora ele fica todo caladão e agora ele ta de boas? Aigoo!

-Parte da sua frase é fofa, a outra parte é... Descartável, mas eu vou considera-la fofa.

-Como quiser. O quê a senhorita está fazendo?

-Estou indo para SM praticar para o nosso comeback, e o oppa?

-Trabalhando até nas nossas curtas férias? Aigoo, Sun Hee! Eu estou indo passear na praia com minha querida omma.

-Queria ir para Jeju com você, comer a comida da sua omma, passear na praia. A parte ruim seria só você mesmo.

-NOSSA, SUN HEE! despreza a gente mesmo, vai pra Jeju e nos abandona! -Eunhyuk disse fazendo drama.

-Oi, hyung! -Seungkwan disse animado, então Shindong pegou o celular da minha mão e eles começaram (todos) à conversar com Seungkwan, me isolando, minha presença era o nada ali.

-Me dá isso aqui! -Disse pegando o celular da mão deles.

-Ai, bruta! -Ryeowook disse rindo.

-Oppa, nós já chegamos, depois te envio uma mensagem. -Disse e desliguei na cara dele. Eu sempre fazia isso e os meninos morriam de raiva, por isso era legal.

-Que educada essa moça, até doi. -Leeteuk disse saindo do carro. Os oppa foram para a sala de pratica e eu fui procurar o CEO da SM.

Sempre que eu ia lá eu procurava por ele para o cumprimenta-lo e conversar um pouco. Desde pequena ele me ajuda, quando os oppas não sabiam ou não tinham o que fazer ele estava lá e eu agradeço muito ele por isso. Não sei se os meninos teriam conseguido fazer isso sozinhos.

-Bom dia! Com licença, o senhor está ocupado? -Perguntei abrindo um pouco aporta e colocando metade do meu corpo dentro da sala.

-Sun Hee, que surpresa boa! Entre, fique à vontade, aqui é sua casa também! -Ele me cumprimentou animado e eu entrei, me sentei em um sofá que tinha na sala e ele ao meu lado.

-Tirei uma semana de folga e, como eu estava com os oppa e eles estavam vindo para cá, resolvi vir te visitar.

-Estou realmente feliz em te ver! Você já está uma moça, como o tempo passa rápido! Parece que foi ontem que os meninos disseram que iriam adotar uma menininha, ver você correndo pela empresa e fazendo amizade com todos alegrava esse lugar. Mas me conte, tem trabalhado muito?

-Bastante, lançaremos nosso comeback em breve e acabamos de gravar um One Fine Day.

-Que maravilha! Você é uma menina de ouro, deixa qualquer um orgulhoso. Sabe de uma coisa? Você deveria me visitar mais. -Ficamos conversado mais algumas coisas e achei melhor ir ensaiar, ele devia ter coisas à fazer.

-Se você quiser pode usar a sala ao lado da que seus oppas estão, se eu não me engano, ela deve estar vazia. -Agradeci e fui em direção à sala.

Deixei a mochila no canto e peguei meu celular para conectar ao computado. Estava fazendo uma playlist com algumas músicas quando meu celular começou a tocar novamente, olhei na tela e era Vernon.

-Yeoboseyo, Vernon! 

-Yeoboseyo, Sun, é o Seungcheol. Por quê não atende minhas ligações? Estou com saudades. -Ele disse carinhoso, dessa vez eu não iria desligar na cara dele e continuar fingindo que nada tinha acontecido, iria enfrentá-lo e falar tudo que eu queria falar.

-Sinceramente? Não atendi porque não queria ouvir sua voz. Ai, como eu estava com raiva de você! Mas agora passou e sabe por que? Porque eu parei pra pensar e cheguei à conclusão de que você não é bom o suficiente para mim, assim como eu não sou boa o suficiente para você. Eu acho que não era pra ser, uma hora ou outra ia dar errado, mas eu não sabia que ia ser assim. Você... Realmente me machucou, é como eu sempre acreditei que fosse, tudo acontece pra nos fortalecer e talvez você não saiba mas, mesmo que eu não tenha dormido com você, você foi o primeiro garoto com quem eu tive alguma coisa séria e o único que conseguiu partir meu coração. Mas eu te perdoo, espero que você também me desculpe por... Qualquer coisa que eu tenha feito e te machucado, mesmo que seja um pouco. Apesar de tudo isso você continua sendo meu oppa protetor. -Disse tudo de uma vez só e ele ouviu tudo em silêncio. Terminei de fala e comecei à chorar em silêncio, para ele não perceber.

-Como você descobriu? -Ele perguntou mais para sí mesmo do que pra mim.

-Vernon me contou.

-Vou matar ele!

-Não, não vai! Não jogue sua culpa pra cima dele.

-Sun, me desculpa.

-Tá tudo bem, foi melhor assim. -Disse e desliguei, do nada mesmo. Abaixei a cabeça e fiquei chorando baixinho, novamente. Que droga!

-Desculpa, não sabíamos que tinha alguém aqui. -Uma voz disse me fazendo levantar a cabeça.

-Sun Hee, quanto tempo! Pera... Tá tudo bem? -Era Chanyeol, eu estava usando a sala de pratica deles.

-Tá tudo bem, eu já estava de saída. Desculpa atrapalhar vocês. -Disse saindo da sala, mas antes Baekhyun entrou na minha frente.

-Por que você estava chorando? -Essa pergunta me fez chorar mais ainda e a reação dele foi me abraça, alguns segundos depois aquilo virou um abraço em grupo.

-Quer conversar? -Suho perguntou e eu sabia que os meninos estavam curiosos querendo saber o motivo do meu drama.

-Terminei com meu namorado. -Simplifiquei o máximo possível.

-Eu nunca tive uma namorada. -Sehun disse olhando para o teto com cara de porta, como sempre.

-Duvido! -Falei dando uma risada nasal.

-Todos nós duvidamos, mas ele insiste que é verdade. -Chen disse rindo também.

-Eu já tive uma namorada. -Kai disse todo orgulhoso de sí.

-Parabéns! você é namorador. -D.O zombou dele.

-Meninos, vamos começar o ensaio! -O manager deles disse entrando na sala.- Olá, Sun Hee! Passeando?

-Pois é... Mas já estou de saída, tenho que ir encontrar meus oppas. -Disse simpática, peguei meu celular, minha bolsa e fui para sala que os oppa estavam

-Sun Hee, quer ensaiar com a gente? -Eunhyuk perguntou animado. Ele adorava quando eu dançava com eles.

-Claro. -Falei jogando minha mochila no chão.

-Não, antes você tem uma coisa pra me explicar. -Siwon disse me arrastando para o corredor, do lado de fora da sala.

-Oppa, me desculpa! Eu juro que não fiz por querer, só estava me defendendo. -Disse antes que ele me desse uma bronca.

-Não é sobre isso que eu quero falar com você, Sun Hee, é sobre essa história de namorado. -Okay, o assunto é um pouquinho mais sério. Tenho medo do que os oppas ariam se descobrissem que esse "namorado" era, na verdade, Seungcheol.

-Não é nada de mais, oppa! É normal meninas da minha idade terem namorados.

-Tá, mas não é normal ele te trair e além do mais... Eu quero saber quem é esse garoto.

-...Seungcheol. -Disse baixinho depois de um tempo pensando.

-Como? Seungcheol? O líder e o mais velho do Seventeen? -Ele perguntou indignado e apenas assenti de cabeça baixa. Siwon não falou mais nada, só voltou pra sala de pratica como um touro.

-Hyung, o que aconteceu? -Ryeowook perguntou depois de se recuperar do susto que tinha levado com Siwon arrombando a porta.

-Sun Hee vai voltar à morar conosco. -Ele respondeu sério, pegando seu celular e digitando um número qualquer. 

-Como assim? Nós já conversamos sobre isso, Siwon! -Leeteuk disse pegando o celular da mão do mesmo e guardando.

-O que aconteceu? -Sungmin perguntou confuso.

-O que aconteceu que aquele namoradinho da Sun Hee, que traiu ela, é o Seungcheol! E se aquele garoto é o mais velho e se comporta assim, imagina os mais novos? Desdo começo eu disse que isso não daria certo. -Siwon disse claramente com raiva.

-Devo concordar com Siwon, por mim ela não volta pro dormitório deles. -Heechul falou.

-Eu gosto muito dos meninos e eles cuidaram muito bem dela esse tempo, mas isso não foi certo. Por mim ela também não volta. -Shindong disse e sinceramente, eu me senti meio sem chão. Ele não podiam fazer isso comigo!


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Hehehe.
A partir de agora vai ficar maligno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...