História "Adoption" - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Aiden, Allison Argent, Caroline Forbes, Elijah Mikaelson, Erica Reyes, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Mikael Mikaelson, Natalie Martin, Rebekah Mikaelson, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Adoção, Drama, Klaroline, Romance, Stydia
Visualizações 232
Palavras 1.596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que aconteceu com vocês? Sumiram HAHAHA Volte :)
Bom dia e espero que gostem do capítulo.

Capítulo 36 - Capítulo Trinta e Seis - "Somos eu e você pra sempre"


Fanfic / Fanfiction "Adoption" - Capítulo 36 - Capítulo Trinta e Seis - "Somos eu e você pra sempre"

 

— Que saudades eu estava sentindo disso! – Gritou Lydia próxima a amiga, ela precisava gritar já que a música  estava extremamente alta.

Os amigos haviam ido se encontrar em Pub e depois partiram para uma balada, no início Lydia e Stiles estavam meio receosos de ir mais ao ligarem para Nathalie ela praticamente os obrigou a ir, ou a Senhora Martin queria muito cuidar da neta ou queria muito passar aqueles momentos a sós com o senhor Stilinski.

— Estávamos precisando muito disso Lydia! – Gritou Allison que dançava próxima amiga.

— Posso me juntar a vocês? – Perguntou Theo segurando na cintura de Allison.

— Com certeza. – Disse Lydia puxando Theo pelo pescoço, o garoto ficou no meio das duas amigas, enquanto os três se acabavam na pista

— Vocês não sentem ciúmes? – Perguntou Malia que estava encostada ao balcão do bar com Stiles e Scott, os três tinham uma garrafa de cerveja nas mãos.

Stiles encarou a amiga que estava vidrada nos três.

— Não, se fosse para rolar alguma coisa já tinha rolado e outra eu tenho certeza que a Lydia me ama. - Disse Stiles com um sorriso confiante.

— Eu também não ligo, até gosto que ele tá ali no meio delas, assim nenhum cara vai se meter com elas.

— Mais eu não to falando delas duas, vocês acham mesmo que eu vou ter ciúmes delas, eu to falando dessas garotas que estão encarando o Theo, ele se acha, tá fazendo só pra me provocar. – Disse ainda encarando o loiro.

— Malia Hale tá com ciúmes? – Perguntou Scott abraçando a amiga.

— Ciúmes? Jamais, isso é um joguinho nosso, mas vou mostrar para ele, vamos ver quem pode mais. – Respondeu afastando se do amigo e indo para o meio da pista, a garota começou a rebolar conforme a batida da música, logo uma roda se formou em volta da morena que fazia questão de sensualizar ainda mais, Theo que até aquele momento estava dançando parou e ficou encarando a “namorada”, Malia encarou de volta o loiro e passou a dançar com um dos garotos que estavam ao seu lado.

Allison e Lydia também pararam de dançar e encararam a cena em choque pelo o que Malia estava fazendo.

— Theo se acalma tá. – Disse Lydia tocando no ombro do amigo.

— Não vai fazer besteira. – Disse Allison.

— Porque me acalmar? E quem disse que eu to nervoso? Isso é um jogo e tá ficando ótimo viu. – Respondeu sorrindo. Theo aproximou se de uma loira que o estava encarando já a um tempo, dançando agarrado a garota.

— Qual o problema deles? – Perguntou Lydia para amiga.

— Sei lá. – Respondeu olhando de um para o outro. — Quer saber vou ficar com meu namorado. – Disse afastando se da amiga e indo ao encontro do namorado.

Não demorou muito para a Malia se irritar com Theo e puxar o loiro pelo colarinho da camiseta, o afastando da loira e puxando o mesmo para um canto escuro da balada. Lydia deu risada da loucura dos dois.

— Sozinha? – Perguntou uma voz desconhecida, Lydia sentiu duas mãos segurarem na sua cintura, logo virou e deu de cara com um par de olhos verdes desconhecidos pela ruiva.

— Não, eu não estou sozinha e pode me soltar por favor.

— Calma ruivinha, eu não estou vendo você com ninguém e qual é vi você rebolando aqui no meio da pista.

— Me solta.

Lydia pode ver o rosto do garoto melhor, na verdade do homem, ele era bem mais alto que Lydia, sem falar nos músculos que pareciam querer saltar para fora da camiseta. O desconhecido puxou Lydia para um canto da balada e mesmo tentando se soltar era impossível.

— Me solta agora! – Disse já sentindo as lágrimas se formando. — Por favor!

— Que isso eu vi como você dançava, um beijo não vai te matar vai?

— Me solta agora, o meu namorado tá aqui.

— Tem que ser muito viado pra deixar a namorada dançando feito vadia no meio da pista. – Disse beijando o pescoço da ruiva.

— Solta minha namorada!

O homem que até então estava com a cabeça no pescoço da garota virou e encontrou os olhos furiosos de Stiles, Lydia apenas fechou os olhos por meio segundo, quando os abriu Stiles já estava em cima do cara, ela sabia que Stiles iria apanhar, o namorado não tinha chances para o homem, a ruiva partiu para cima do estranho que já havia jogado Stiles no chão, a ruiva agarrou o mesmo pelo pescoço e começou a dar sapatadas na cabeça do homem que tentava livrar se da pequena. Logo a segurança foi chamada, Stiles tirou a namorada de cima do homem e o mesmo foi segurado pelos dois seguranças que chegavam a ser maior que o estranho babaca, Lydia o encarava com ódio, já Stiles só sentia vontade de matar o indivíduo a sua frente. Allison e Scott apareceram em seguida, atrás veio Theo e Malia que estavam completamente suados e com as roupas toda amassadas.

— O que aconteceu aqui? – Perguntou um dos seguranças.

— Ele tentou agarrar minha namorada a força. – Disse Stiles que serrava os punhos para não avançar no homem.

— Essa vadia que me chamou para um canto, agora se faz de santa, você é corno o idiota.

— Fala assim dela de novo e te arrebento! – Gritou Theo querendo avançar para cima do homem.

— Ele me agarrou a força. – Disse a ruiva levantando a blusa que usava e mostrando a marca da mão do homem na pele branca.

Stiles sentiu o sangue ferver e só não foi para cima do homem porque Scott segurou no ombro do amigo, tentando controlar o mesmo.

— Você quer dar queixa? – Perguntou um dos seguranças que apertou o braço do estranho ainda mais.

— Não, como assim queixa? Qual a necessidade disso, eu peço desculpas e vou embora.

— A gente quer sim. – Disse Stiles se soltando de Scott e encarando o homem que o olhava com fúria.

— Stiles não tem necessidade. – Disse a ruiva.

— Como não? Esse cara te machucou, e se eu não chego o que ele ia fazer? O que você tava pensando em fazer com a minha namorada? Responde.

Stiles pós o dedo na cara do homem, Scott e Theo imaginavam a fúria que o mesmo deveria estar, mais era melhor acalmar o mesmo.

— Stiles vamos embora, esquece isso, por mim. – Disse Lydia segurando o rosto do namorando.

— Por você, só por você.

Lydia entrelaçou a mão na do namorado e o arrastou para fora do lugar onde os outros estavam.

— A gente não vai dar queixa não, mas obrigado. – Disse Theo.

Malia e Allison encaravam o homem a frente, a vontade das duas era também dar uma surra no idiota, por Malia eles o esperavam lá fora só para dar uma lição no babaca, já Allison achava que o melhor era dar queixa. Os quatro também logo saíram do lugar, encontraram o casal já fora da balada, Lydia estava abraçada ao namorado que estava encostado no jeep.

— Valeu gente, é melhor irmos embora. – Disse Stiles, Lydia continuava calada, sem soltar uma palavra sequer.

Theo e Scott concordaram, despediram se dos amigos e entraram cada um em seu carro, Lydia sabia que Allison queria falar com a mesma, mas naquele momento ela queria apenas Stiles, queria chorar, entrou no jeep e logo Stiles estava dirigindo, ela podia ver como Stiles estava ainda furioso e também como ele estava com um machucado no lábio.

— Desculpa. – Foi a única coisa que conseguiu dizer antes das lágrimas caírem.

Stiles parou o carro, estava sem entender o porquê do pedido de desculpas.

— Lydia. – Chamou o moreno, mas a namorada escondeu o rosto e só sabia chorar, chega soluçava.

Aquilo doeu em Stiles, como alguém tinha coragem de tentar fazer mal a uma mulher?  Ainda mais quando era sua Lydia.

— Lyds, por favor amor, olha pra mim. Por favor! – Pediu.

Lydia o encarou, sabia que devia estar péssima, mas olhou para o namorado. Stiles segurou o rosto de Lydia entre as mãos e beijou os lábios da mesma, foi apenas um selinho para que ela se acalmasse e o ouvisse.

— Não tem que me pedir desculpas, eu estou sim furioso, quero matar alguém, mais não é você nem muito menos estou com raiva de você, porquê desculpas amor? Você não teve culpa de nada.

— Talvez se eu tivesse ficado do seu lado, não dança...

— Para Lydia, nem continua, essa é você, você gosta de dançar, fazer amizades é extrovertida, não tem que mudar, não temos que ir em uma festa e você ficar do meu lado, a culpa não foi sua, aquele homem que é um escroto, eu estou bravo com ele com a situação, aonde você não pode dançar que um cara acha que pode tentar algo, eu queria matar ele, porque você é minha vida, você e a Allie são tudo pra mim, quando eu vi ele te encurralando, falando aquelas palavras só quis matar aquele homem, eu não vi nada na minha frente, não interessava se eu iria levar uma surra. Prefiro que façam qualquer coisa comigo do que com você.

Stiles limpava as lágrimas da namorada, e já sentia os seus olhos lacrimejando.

— Eu te amo, amo tanto que doí. – Disse Stiles. 

Lydia beijou o namorado, dessa vez um beijo com urgência, ela precisava de Stiles mais que tudo.

— Eu preciso de você agora.

— Aqui?

— Não me importa onde, eu só quero você.

Stiles ligou o jeep e dirigiu em direção a algum lugar em que os dois pudessem ficar a sós, sentia que já estava mais calmo e pelo resto da noite procurou não lembrar do que aconteceu, porque ele se transformava quando o assunto era Lydia.


Notas Finais


O que acharam?
Não parem de comentar não meu povo...
PS: GENTE O HOMEM QUE TENTA ALGO COM A LYDIA NÃO É PETER, SÓ COLOQUEI ESSA IMAGEM PQ NÃO ACHEI OUTRA....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...