História Adorável - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lesbicas, Romance
Exibições 48
Palavras 1.689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, FemmeSlash
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Aquele momento que sua internet acaba e você percebe que tem uma vida social ....foi mágico!!
EU TENHO AMIGOS!!

TE VEJO LOGO ALÍ

BOA LEITURA!( NÃO CONSIGO TIRAR A CAIXA GRANDE...;-;)

Capítulo 10 - Então...Sem beijar?



   A porta se abriu devagar e me ratrai todinha quando os olhos de cami varreram todo meu corpo lentamente, quando a mesma notou que novamente eu usava apenas uma blusinha sorriu de lado,mas eu continuei encolhida no pé da cama.

—Você só tem blusas ?- ela se aproximou e dei um passo para trás - Sério, por que eu te empresto uns shorts.

—Estou na minha casa.

—Tem um garoto lá na sala e você está seminua!- ela arqueia sua sobrancelha de modo irônico.

—Ele é meu melhor amigo,confio nele.

—Não confie nem na sua sombra,muito menos em um homem- disse seriamente-Mas entendo que ele é seu melhor amigo.

—Você não tem que entender nada!- disse sentindo vergonha por estar quase nua perto dela NOVAMENTE!

—Está brava ?

—Pareceu?!-percebo que estou ficando alterada e respiro fundo- Desculpe.

—Não pode ficar brava comigo- ela aperta a alça da mochila - Tem alguns limites que eu não...

—Espera- eu disse rindo- Está me dizendo que não pode me beijar ,porra!!!

—Err desculpa- Alice está escostada na porta Sorrindo

—Alice..- acho que cami também percebeu o sorriso de alice pois mudou de postura e ergueu novamente as sombrancelhas de modo agressivo

-Estou atrapalhando alguma coisa?- os olhos dela prenderam os meus e não consegui parar de olhar.Lembrei de quando ela me arrastava para d'baixo da árvore na escola com o pretesto de "pegar um ar" mas ela sempre acabava me beijando naquele tempo ela não parecia uma filha da puta.

—Na verdade está sim- cami ensaiou um sorriso e eu não pude deixar de rir - Isabela estava tentando me repreender,se você der licença.

—An?- alice fez cara de desentendida

—Isa se resolve com ela para podermos discutir!

Alice pós as mãos ao alto quando cami passou pela porta.

—Já está pegando a novata?

—Acho que não te devo nenhuma explicação...

—Grr- ela fechou a cara- essa garota já está te controlando antes você não se importava em conversar comigo.

Cruzei os braços e segurei as lágrimas,sou tão importante pra ela que precisa acontecer algo estremo p'ra ela vir falar comigo.

—Se você não tem nada pra fazer,eu preciso terminar uma discussão com minha...

—Sua?

—Namorada.

—Viu a matéria?

—Sim,o que têm?

—Não hmm..está com vergonha ?

—Vergonha de quê?

—De acharem que você é lésbica- ela disse num tom sério e eu comecei a rir tanto que tive que  me apoiar nos joelhos de tanto que ri.

—Minha nossa alice,você não existe!-ainda estava tentando respirar - Veio da sua casa até aqui para isso?

—Não entendi a graça

—As pessoas não tem nada com minha vida ...

—Mas..

—Hey,você não precisa se preocupar irei resolver isso ok.

—tudo bem.

Cami entrou no quarto com a cara emburrada e pydee veio logo atrás rindo de alguma piada boba

—Estou atrapalhando?

—Na verd..- alice começou

—Deixa prá lá eu não ligo.- cami dispensou

                                     ✖✖✖♥✖✖✖

       Pydee saiu para buscar minha surpresa e eu fiquei aborrecendo cami até ela aceitar fazer o almoço comigo antes da minha mãe chegar para comer.

-Deixa de ser infantil!- cami desligou o som enquanto eu requebrava em cima do balcão- desce dai.

—Não- sentei no balcão, Eu levava muito à sério minha missão de irritar cami.

—Bela coreografia- ela estava fritando batatas que eu tinha acabado de tirar do freezer e toda vez que ela deixava as batatas já prontas de lado eu roubava uma- Isabela eu vou quebrar seus dedinhos com um martelo.

—Nossa pode vir..- ela apagou o fogo e pós uma tampa sobre a panela

  Ela se posicionou entre minhas pernas,dei um beijo na maçã do rosto dela para fugir de seus dentes,cami gostava de morder meus lábios o problema é que agora era pra me castigar.

- Tem certeza que não pode beijar?

—Bela...-era difícil me concentrar quando a boca dela ficava tão perto - Me dê a chance de pensar sobre.

—Você está me torturando!-ela estava acariciando minha nuca

—Quer que eu pare ?- ela segurou meu rosto nas mãos

—Não.- respondi sem exitar e ela soltou uma risadinha- Mas só deixo você me tocar alí quando você decidir sobre o beijo.

—Se eu te der um selinho você dá pra mim?-ela fez graça

—Tudo que você quiser ,agora vai fazer meu almoço.

—Você não deveria me ajudar?

—Para de erguer as sobrancelhas que é irritante.

—Agora deu .

Peguei um livro no meu quarto e comecei a folear até achar a página em que parei,quando começo a ler nada me impede de parar é só eu e o livro no nosso mundo pessoal.Eu estava ficando brava com a personagem principal por não dar uma chance ao mocinho quando cami sentou no meu colo e se pôs a cantarolar

—Você está me deixando no vácuo...

—Ok,sua chata- eu disse pondo delicadamente meu livro na mesa- O quê sugere que façamos?

—Hey- ela gargalhou ao notar que cabia perfeitamente no meu colo apesar de ser grandinha- você é confortável

—Gordinha?-minha vez de erguer as sobrancelhas

—Eu diria fofa e quentinha, vou dormir em cima de você já é melhor que minha cama.

—Faça melhor durma comigo- dei um selinho na bochecha dela ea mesma corou- está envergonhada?

—Não.

—Oh meu ,você está com vergonha!

—É ridículo..

—Não é ridículo é adorável!- ela me encara com seus grandes olhos-Mostra que você tem dignidade,baby.

—Não me diga que está falando do episódio da cozinha- ela revirou os olhos agressivamente e tentou sair do meu colo- Aquilo foi impulsivo não é como se eu saisse por ai metendo as mãos nas calcinhas das garotas

—Tá,vou parar e eu hmm gostei daquilo.

—Só gostou?

—Gostei muito daquilo- comecei a rir e ela me acompanhou.

—Posso te contar uma coisa?

—Manda.

—Tem que tentar me entender,tudo bem?

—Sim

—Err quando eu estava na quinta série,minha mãe me ligou avisando que ficaria na casa da minha tia Amélia que estava doente, mas que meu padrasto bob me olharia essa noite.Bob tinha o costume, de sair para beber quando mamãe estava fora então quem cuidava de mim era seu filho mais novo Nathan, ele estava com os amigos dando uma festa e por algum motivo eu chamei a atenção deles ,decidiram me zoar e foram longe demais....prenderam nat  ..ele assistiu tudo gritando ,ele lutou tanto que chamou atenção dos vizinhos mas felizmente os estragos já estavam feitos ,pelo menos em mim.

—Eu..não sei o que falar- eu estava embasbacada com a naturalidade que ela narrou os fatos- quer dizer estou meio aturdida com isso.

—Tudo bem,não precisa me tranquilizar eu deixei de me importar com essa história há tempos

—Mas..- ela deu um belo sorriso e eu me senti puxada por seu sorriso,era impossível não sorrir junto com ela.

—Não consigo sentir prazer nas coisas que devia sentir...você entende?

—Ei,não precisa se sentir preocupada,por mais que eu me sinta tentada a te beijar quase que o tempo todo não vou ficar te cobrando e ...

—Mas você fala ein?- ela encostou sua testa na minha de modo que nossos narizes se tocavam -Quer dizer que sou adorável?

—Ah vai me zoar- ela sorriu me deu um selinho e escondeu o rosto no meu pescoço.

—Eu confio em você!

—Disse a menina que não confia na própria sombra...

—Você não ganha mais beijos essa semana,por usar minhas palavras contra mim!

—Perai - ela saiu do meu colo - vamos começar de novo!

—Não adianta você perdeu o moral essa semana.

—Essa situação deve ser péssima pra você- ela riu

     Minha mãe chegou uns quinze minutos depois acompanhada de pydee,eles haviam se encontrado no caminho e ela deu uma carona pra ele e os gêmeos .

Pydee era vizinho dos dois seres humanos mais auto suficientes e fofos do planeta terra,Jessy e Liam,são gêmeos e tem quatro anos de idade,a mãe deles trabalha como enfermeira e as vezes  ela deixa os gêmeos com pydee,se eu acho que ela tem um parafuso à menos? Sim.

—Alice veio aqui?hmm foi você mesmo que fez essa comida?

—Foi cami- revirei os olhos- sua querida deu uma passada rápida até chamei ela pra almoçar mas por algum motivo ela não quis.

—Não se sabe a causa...- pydee provocou cami

—Depois saímos para brincar no jardim .. - ela estava brincando com os gêmeos e de cara ela conquistou jess que já se referia a ela como "tia cami",Liam ficava em cima do muro com a novata do grupo.

—Oi baixinha...-falei trazendo jess para meus braços- Essa coisa feia foi te sequestrar ,foi?

—Mamãe teve que substituir uma colega..- explicou ela- Tem batata?!

—Tem sim e sorvete,mas só ganha quem comer tudinho sem colocar banca.

—Moleza..-Liam desdenhou - Eu amo verduras.

—Vou fazer o suco.

—Morte por envenenamento?- pydee fez graça

—Haha engraçadão.

—Isabela você ligou para o seu pai?-ishi esqueci de fazer isso

—Sim,ele disse que vai comprar pizza...

—Ok,estou de saida- ela começou a recolher suas coisa- Tchau crianças!

  Minha mãe deixou um beijo na testa dos garotos e sorriu maliciosa para cami e a mesma corou.Algum tempo depois os gêmeos terminaram de comer e foram descansar na sala.

—Então crianças partiu jardim?

—Pique cola- estabeleceu jess enquanto tirava os sapatos.

—O que você tem agora?-os braços dela rodeavam minha cintura, Cami estava com uma cara estranha.

—Sua mãe gosta muito de alice né?- suspirei brava

—Quer mesmo falar naquele troço..- pydee que estava perto desatou a rir

—Agora que é ex fica muito fácil de falar mal da garota...

—Você é meu melhor amigo ou o quê?

—Vocês eram namoradas?

—Nunca fiz pedido formal então tecnicamente não.

—Ahh

—Satisfeita?

—Quase- ela disse- ainda tenho perguntas..

—Depois-dei um selinho discreto nela já que as crianças estavam na sala

—Não estavam brigadas?

—Cami achou uma maneira convincente de fazermos as pazes- pydee esperou cami sair para fora com os irmãos

—Quando vai falar pra ela a verdade sobre alice?

—Porquê eu contaria ?

—Para não magoar ela?já pensou que alice pode acabar comentando sem querer com ela.

—Talvez eu conte futuramente antes das coisas ficarem sérias.

—Está mesmo gostando dela?

—Muito cedo- fiz uma careta

—Não fica comparando elas se não você pode estragar as coisas...

—Não vou.

        

 


Notas Finais


desliguei :3

...você está conhecendo a pessoa e ela decide que não está pronta(e tavez nunca venha estar) para beijar.Reação?

Me: Ouch Lovely *-*

Sou trouxona( e encalhada;-;)
Quê tal um hot?muito cedo?

Beijos
Isa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...