História Adronitis - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Infinite
Personagens Myungsoo (L), Sungyeol
Tags Myungyeol, Tristezas Obscuras
Exibições 21
Palavras 332
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


[criado pelo artista John Koenig, o Dicionário das Tristezas Obscuras, é uma coleção de palavras inventadas, que servem para oficializar emoções que as pessoas sentem, mas não conseguem explicar.]

meus dois bias wrecker do infinite </3

Capítulo 1 - Ato I


Sungyeol sempre gostou de adquirir conhecimento, explorar lugares, conhecer novas pessoas, mas sem nunca se aprofundar em nada. Nunca teve domínio sobre nenhum assunto, nunca ficou por mais de três meses em um único bairro ou cidade, e, além de seus pais, nunca criou um verdadeiro laço afetivo com mais ninguém.

A repetição e constância cansava Sungyeol. Pelo menos, assim tinha sido durante toda sua vida, porém, em algum momento de seu segundo mês em Jinju, pegou-se tomando o mesmo caminho para casa pela quinta vez seguida. Já sabia o nome das espécies de todas as árvores daquela área, as cores de todas as casas ao redor, já tinha conversado com quase todas as pessoas que passavam por aquele caminho há anos; deveria ter se enjoado dali já, mas ainda não conhecia algo. Mais especificamente, alguém. Alguém que, do mesmo modo das árvores, parecia ter se enraizado naquele lugar.

Era um garoto bonito, que toda tarde estava no mesmo banco, lendo o mesmo livro, que, afinal, não era tão grande assim para levar tanto tempo. Antes de procurar um novo emprego e sair de Jinju, Sungyeol queria saber o nome daquele garoto, e do livro, já que essa era uma boa desculpa para se aproximar.

A Outra Ponte. Myungsoo.

A Outra Ponte apresentava a passagem de um homem dessa vida para um lugar que poderia ou não existir. Já Myungsoo, apresentava toda a beleza que Sungyeol nunca havia visto antes, e então, ele não queria mais só um nome; queria idade, cor favorita, entender por que o garoto só lia aquele livro. Queria saber várias coisas que não poderia perguntar só de uma vez. Estendeu seus três meses em Jinju para quatro, depois, para cinco, e, sem perceber, já estava há um ano ali, porque mesmo que a princípio o garoto do livro fosse alguém estável e constante, havia uma infinidade de coisas para se descobrir sobre ele ainda.

E uma vida inteira é pouco tempo para se conhecer alguém por completo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...