História Adventure in Sinnoh - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Barry (Jun), Dawn Hikari, Lucas, Professor Sycamore
Exibições 44
Palavras 1.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heeeey! Vamos ao capítulo!!!
Esse cap tá um pouco lento, mas é porque eu alterei essa parte, mas
Espero que gostem!

Capítulo 4 - Pausa Na Jornada. Vamos Fazer Pouflé!


Barry, Dawn e Lucas, caminhavam tranquilamente naquela tarde, os amigos caminharam, até um pequeno centro Pokémon que tinha no meio da rota.

–Oh um centro Pokémon! –Exclamou Barry.

–Finalmente dormir em uma cama de verdade. - Disse Lucas animado

–Se aquecer um pouquinho antes do sono. –

Os amigos entraram no centro Pokémon e logo foram recebidos por Wigglytuff.

–Um Wigglytuff - disse Lucas pegando a pokédex

Wigglytuff um Pokémon balão. Sua pele é macia e seu corpo é bastante flexível. Quando está com raiva, consegue inalar o ar repetidas vezes, inflando seu corpo cada vez mais

–Bem-vindos ao centro Pokémon - disse uma voz doce e feminina

Eles viraram para a direção da voz, era A Enfermeira Joy, encarregada, de cuidar de pokémons, feridos, fazer exames em pokémons e outras coisas.

–Boa tarde enfermeira Joy. - Disse Barry.

A enfermeira sorriu para eles.

–Nós queremos um quarto, enfermeira Joy, vamos passar a noite aqui. - Disse Lucas.

–Ah, sim, tomem a chave, no corredor da esquerda o terceiro quarto.

–Obrigada. - Disse Dawn.

Eles começaram a andar, na direção indicada, mas a enfermeira Joy os parou.

–Algum de vocês se chama Barry? – Perguntou ela.

Barry olhou intrigado para os amigos.

–Eu. - Respondeu normalmente

–Chegou uma carta para você. - Disse ela.

Era um envelope azul bem claro. Quando ele pegou o envelope sentiu cheiro de Baunilha, logo percebeu de quem era.

–É da Blue. –Falou com um sorriso bobo.

Dawn sorriu ao ouvir o nome da antiga amiga, fazia dois meses que nãos se viam, mas sempre conversavam pelo telefone. O único que não ficou feliz em ouvir o nome da garota foi Lucas, o que era de se entender os dois sempre discutiam, por causa de Barry, ele olhou para o loiro e o viu sorrindo de forma boba, como se estivesse apaixonado, ele não entendeu, mas sentiu um aperto no coração.

Barry abriu a carta e leu rapidamente sorrindo mais ainda.

–O que está escrito na carta? – Perguntou Dawn curiosa.

–Ela está já voltando para Sinnoh! – Exclamou feliz.

Lucas não podia acreditar no que tinha acabado de ouvir, ela tinha ido para Kanto há dois meses, pois era uma viagem de família, como uma espécie de férias, para ver todos os parentes.

–Porque ela voltou tão rápido para Sinnoh? – Perguntou Lucas baixinho.

–Ela disse que um amigo dela quer participar do torneio Pokémon de Jubilife, os dois amigos dela são de Kanto e junto com ela, pegaram seu primeiro pokémon na cidade de Pallet. - Disse Barry

–Nossa que legal ela vai participar dos torneios. - Disse Dawn feliz e sorrindo para Lucas.

O mesmo estava quase tendo um mini ataque cardíaco.

–Ela disse que vai nos encontrar em Jubilife no dia do torneio. –Disse Barry feliz.

–Que legal rever Blue depois desses meses. – Disse Dawn sorrindo.

Eles se viraram e não viram Lucas.

–Ué para onde o Lucas foi? – Perguntou Barry.

–Ele foi para o quarto. – Disse a enfermeira Joy gentilmente.

–Obrigado. –Disse Barry

Eles foram para o quarto e viram o azulado deitado na cama do beliche olhando o teto.

-Por que você não nos esperou Lucas? – Perguntou Dawn rindo.

-Eu estava cansado. – Mentiu o azulado para a amiga.

Dawn pegou sua bolsa e jogou na cama de cima do outro beliche.

–Ei Barry. – Chamou Dawn o loiro.

–O que Dawn? – Perguntou o loiro

–Você e Blue ainda estão namorando? – Perguntou a menina.

Ao ouvir a pergunta o azulado virou o rosto para a parede e fechou os olhos com força, estava com medo da resposta que o loiro ia dar.

Eles sentiram algo com cheiro gostoso invadir o quarto.

-Que cheiro bom. – Disse Dawn esquecendo da pergunta que fez no momento.

Barry abriu a porta e um cheiro de doce invadiu o local.

-Isso é cheiro de doce. – Disse Lucas se sentando na cama.

Eles saíram do quarto e foram na direção da cozinha do pokémon center. Ao abrirem a porta se depararam com uma garota que devia ter a idade deles, tinha o cabelo castanhos escuro e curto, usava um macacão azul escuro e uma blusa vermelha de manga, usava também um chapéu branco, ao seu lado tinha um tom de ele verde bem claro e possuía uma folha presa na cabeça.

-Com licença. – Disse Dawn gentilmente.

A garota parou debater a massa e olhou para a porta com um grande sorriso.

-Olá. – Disse ela alegre.

-O que você está fazendo? – Perguntou Barry não aguentando a curiosidade.

-Barry! – Exclamou Dawn envergonhada pela pergunta direto do rapaz.

-Não se preocupe com isso, estou fazendo pouflé. – Disse a garota sorrindo.

_ah... antes que eu esqueça eu sou Lucas esses são Dawn e Barry. – Disse Lucas sorrindo.

-Você tem uma Chikorita! – Exclamou Dawn achando graça no pokémon.

A azulada pegou a pokédex e apontou para o pokémon.

Chikorita um pokémon folha. Utiliza a folha de sua cabeça para determinar a temperatura e a umidade do ambiente. Essa folha é capaz de exalar uma doce fragrância. É dócil e gosta de tomar sol.

-Sim ela é minha parceira. – Disse a garota sorrindo e voltou a falar. – Eu sou Lyra.

-Por que está fazendo Pouflé Lyra? – Perguntou Dawn.

-Eu estou esperando alguns amigos meus, mas eles só devem chegar em dois dias e eu adoro cozinhar. – Disse Lyra sorrindo.

- Está com um cheiro ótimo. – Disse Lucas com o rosto sereno.

-Eu só vou colocar essa última fornada para assar e enfeitar se vocês quiserem esperar podem comer. – Disse Lyra sorrindo.

-Sério? – Perguntou Barry animado.

-Sim. -Disse Lyra alegre.

Lucas liberou Piplup da pokébola e sua ação foi seguida por Dawn e Barry que liberaram Chimchar e Turtwig.

-O que acham de experimentar Pouflé? – Perguntou Dawn para os pokémon.

Os pokémons exclamaram animados. Após dez minutos os pouflé estavam decorados e prontos para sete degustados.

-Podem comer. – Disse Lyra.

Os amigos pegaram o pouflé e deram uma mordida.

-Que delícia. – Disse Barry.

-Tão fofinho e doce. – Disse Lucas.

-Vocês gostaram mesmo? – Perguntou Lyra animada.

-Sim. – Disse Dawn sorrindo.

-Então Lyra você é de Jotho certo? -  perguntou Lucas.

-Sim. – Disse a castanha.

-Qual o motivo de estar em Sinnoh? – Perguntou Lucas.

-Ah meus amigos vão vir pra Sinnoh para competirem, um vai tentar vaga na Liga de Sinnoh e outro vai participar dos torneios pokémon eu só vim para acompanha-los. – Disse Lyra sorrindo.

-E por que vocês não estão juntos? – Perguntou Barry.

-Ah compramos bilhetes de navios diferente, então eu vim mais cedo que eles.  -Disse Lyra.

-E você chegou faz muito tempo? – Perguntou Dawn.

-Não, cheguei ontem.  -Disse ela sorrindo.

Eles conversaram por horas a fio até que a enfermeira Joy chegou na cozinha e disse que eles precisavam ir dormir.

Lyra foi para o quarto com eles e assim que a castanha bateu na cama dormiu.

Lucas não conseguia pegar no sono, por mais que tivesse tido uma noite agradável ele não conseguia para na pergunta que Dawn fez para Barry será que ele estava namorando com a castanha? O azulado balançou a cabeça e abraçou seu pokémon e fechou os olhos para finalmente dormir.


Notas Finais


Então o que acharam?Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...