História Adventure Of a Lifetime - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Gangster, Hailey Baldwin, Jailey, Jelena, Justin Bieber, Melhores Fanfics, Revelaçoes, Romance, Selena Gomez
Exibições 81
Palavras 1.727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeey benzinhos! Me desculpem a demora para postar mais cap! Essas semanas eu estive muito oculpada! Me desculpem mesmo. O capítulo ficou meio merda, tentei trazer algo mais "surpreso" pra vocês, não sei se ficou muitoooo bom, mas é isso! Espero que gostem! ❤

Capítulo 6 - Chapter 5


Fanfic / Fanfiction Adventure Of a Lifetime - Capítulo 6 - Chapter 5

          Segunda-feira, 17.01.2016, 00:21 A.M

(P.O.V Hailey)

          — Não Justin.. —falei sorrindo e dei o ultimo selinho nele— Agora tchau —empurrei ele pro corredor e fechei a porta com tudo na cara dele. Ele bateu na mesma duas vezes pedindo pra entrar.

          — Hails.. Abre, porra. —ele pediu e dei uma risada baixa.

          — Tchauzinho Justin, boa noite viu! Dorme bem! —falei sarcástica.

      E depois não ouvi nada. Acho que tinha ido pro seu quarto ou sei lá. Liguei o ar condicionado e peguei minha coberta dentro do armário. Coloquei na cama e depois fui pegar o controle da TV. Tirei os short e a camisa e fiquei só de lingerie, peguei meu blusão e vesti o mesmo em seguida me deitei na cama e me cobri. Percebi que a janela estava aberta, af, vai pra casa do caralho! Acabei de deitar porra! Revirei os olhos e me levantei, fui caminhando com preguiça a cada passo até a janela e observei o jardim. Selena!? O que ela está fazendo aqui, uma hora dessas!?
     Depois de uns 2 minutos, Justin apareceu, e então os dois começaram a conversar. A expressão de Justin era de surpresa a cada palavra que Selena dava, ao passo que a expressão da mesma era de alívio. Quando Selena parou de falar tudo, Justin, por vez, começou a falar com a expressão de alivio também, mas ainda de surpreso. Depois de observar toda conversa dos dois, fechei a janela e me deitei.
Não vou mentir, queria ser uma mosca pra saber que porra eles tanto conversaram, af! Mas tanto faz pra mim.
Coloquei na Netflix e em seguida em Pretty Little Liars, assisti cada episódio que se passou com atenção, essa série é foda demais cara. Até que peguei no sono.

(P.O.V Justin)

          — Senhor Bieber, a senhorita Selena Gomez te espera lá no jardim. Ela exige conversar com o senhor, o mais rápido possível. —um guarda ou sei lá o que veio me informar. Assenti e desci até o jardim.

          — Até que enfim Bieber!

          — Ah para, nem demorei. Mas enfim, o que você quer a essa hora Selena?

          — O que eu tenho pra te falar é muito sério Justin. Você vai se sentir muito aliviado com isso, talvez.

          — Fala logo porra! —mandei.

          — Ontem de manhã, os pais de Amanda exigiram que analisassem o corpo dela, pra ver se tinha registros de quem a matou. —ela disse.

      Levei minha mão à boca, será que Selena veio me dizer que descobriram que Hailey a matou? Tomara que a mesma não tenha encostado um dedo nela, naquele dia.

          — Então, eles levaram o corpo de Amanda pra autópsia no hospital e eles analisaram o corpo. —Sel prosseguiu— Descobriram que atingiram ela com um tiro na testa, o que estava óbvio e bem claro né, mas não encontraram registro nenhum de que Hailey a matou. As duas com certeza não brigaram de tapa, Hailey somente meteu tiro em Amanda.

      Ah que alivio, ainda bem, se descobrissem, Hails ia levar prisão perpétua ou até iriam matar ela, pois sua ficha é enorme na perícia, e também do jeito que os pais de Amanda são iam fazer de tudo pra pessoa que matou sua filha ter uma morte dolorosa e lenta.

           — Mas.. Também tem outra coisa mais importante que isso tudo. —a expressão dela era de pena misturada com alívio.

          — Anda logo! Fala!

          — Nos resultados da autópsia, os médicos disseram que.. —ela olhou pro chão, tensa— que Amanda estaria grávida.

          — Selena.. Isso que você está dizendo é muito grave, você tem noção disso!? Se isso for uma brincadeira com minha cara, você vai se foder na minha mão!

          — Não é brincadeira Justin, pelo ao contrário! Eu não mentiria com um negócio tão sério! E mais, os médicos disseram isso! Pode perguntar pros meus tios! —ela se defendeu— e mais, Amanda me contava tudo, você sabe, e duas semanas e meia antes dela morrer.. Ela me disse que tinha ido pra cama contigo.. E quatro dias antes dela morrer, estávamos no meu quarto, e ela ficava falando coisas do tipo que não estava se sentindo bem e também que fazia "mais de uma semana" que ela não tinha transado com ninguém! Eu palpitei que ela estaria grávida de você. Agora reflita sobre isso, e pense o que quiser sobre isso que eu estou te falando, se é mentira ou verdade.. Mas pode perguntar pros pais dela. —ela terminou por fim.

      Fiquei extasiado por um tempinho, agradeci a ela por ter contado isso e depois a mesma foi embora e eu subi pro meu quarto.
      Porra, será que isso era mesmo verdade? Será que Amanda tinha morrido grávida de um filho meu? Será que ela sabia e não me contou, antes de procurar briga com Hailey? E devia ser por isso que ela estava discutindo com Selena quando fui pra cama com ela. Puta que pariu! Agradeço a Hailey por uma parte por ter dado um tiro em Amanda, não aguentaria viver com uma mulher daquela no meu pé. Mas outra parte de mim, sente pena, de um ser pequenininho, que ainda iria se formar morrer assim, de forma inesperada. Eu ia ter um filho, um mulequesinho, meu muleque, um filho de uma garota insuportável, que eu odiava e só ia pra cama com ela pra satisfazer meus prazeres, mas que carregava um filho meu, de quem eu não teria muita responsabilidade, com certeza, de criar ele, mas sim, é claro que daria carinho e amor a ele. Mas um recém nascido no mundo dos mafiosos e gângsters? Isso não. Não pode. Nem é regra ou lei, mas há muito perigo criar uma criança num mundo tão perigoso assim. Iria ser difícil. Mas vou deixar ou ao menos fingir que isso não aconteceu, que eu não teria filho nenhum. E vou seguir minha vida normalmente, sem dar satisfação sobre isso a ninguém. E ponto.
      Desci as escadas e fui pra cozinha, beber um pouco de água. Quando abri a porta da cozinha, vi Hailey olhando pro chão com uma expressão misturada: irritada, espantada, assustada e surpresa. Sua comida havia caído no chão, e nele estava refrigerante, chocolate e salgadinho. Coitada!

          — Justin seu filho da puta! —ela quase gritou.

          — Cala boca! Vai acordar todo mundo! —avisei num tom sarcástico e entrei na cozinha e fui direto no armário, peguei um copo e coloquei no bagulho lá da geladeira que sai água.

          — Vai tomar no cu! Seu ridículo! —ela se agachou e pegou tudo do chão, em seguida pegou um copo, abriu a latinha de refrigerante e colocou o liquido no copo.

          — Me disseram que dói, então vou ficar por aqui mesmo. —falei de brincadeira.

          — Ah vai pra puta que pariu! —ela falou irritada e subiu pro seu quarto. Deixei o copo na pia e fui atrás dela na escada— quando é que você vai embora hein? Ninguém merece!

          — Ah, em relação a isso.. Estou pensando em me mudar pra cá.. —falei brincando.

          — Pra minha casa!? Ta maluco?

          — Não ne, nenhum cara como eu aguentaria quatro mimadas como vocês. —ri após ter dito isso.

          — Idiota! —ela me xingou— puta que pariu, que frio. —ela murmurou, talvez tenha sido pra si mesma.

          —Você vai ficar com mais frio ainda, isso por ter batido a porta na minha cara! —me lembrei do que ela fez uma hora atrás, então pensei em uma coisinha bem má.. Ela me paga, ninguém deixa Justin Drew Bieber com prazer e depois dá um fora e deixa por isso mesmo.

      Peguei ela pela cintura e as coisas mais uma vez caíram no chão, levei ela no meu colo até o jardim. Dei um sorriso após ver aquela piscina enorme, com certeza um tanto fria.

          — Não Justin! Nem pense, seu filho da puta! Se você fizer isso, você me paga! Me larga agora! —ela gritou, quase fez um escândalo.

          — Ninguém me deixa com prazer e depois me dá um fora e fica por isso mesmo dona Hailey. —dito isso joguei ela na piscina e ela me puxou só que eu consegui desviar da piscina e sai de perto dela, só fiquei vendo Hailey toda encharcada se mordendo de frio naquela piscina. Dei muita gargalhada.

          — Você me paga seu filho da puta! —ela gritou e eu ri mais ainda. Em seguida sai de lá correndo e peguei um cobertor e me sentei no sofá da sala principal à espera dela. Por mais que ela tenha feito aquilo comigo, foi sacanagem fazer isto com ela, ela tava com frio poxa. Mas que foi divertido, foi.

      Depois de três meninos, Hails apareceu pela porta de braços cruzados na cintura com muito frio. Fui até ela e a cobri com o lençol, ela não quis de primeira, mas depois aceitou, claro.

          — Se você acha que isso vai pagar pelo o que você acabou de fazer, fique sabendo que não, não vai. Seu idiota! Eu estou tremendo de frio, imbecil! —ela disse rancorosa e eu não pude conter a risada.

          — Isso foi por ter batido a porra da porta na minha cara Hails. —falei enquanto subiamos a escada e meu braço ainda no seu ombro, a esquentando.

      Chegamos em seu quarto, e eu peguei uma roupa pra Hailey, ao passo que ela pegava uma toalha e um conjunto da Calvin Klein, e entrava no banheiro. Fiquei esperando ela na sua cama.
      Quando a mesma saiu do banho, ela me olhou estranho.

          — O que ainda está fazendo aqui? Quer me ver de calcinha e sutiã como daquela vez no jardim de infância? Tentativa sem sucesso! Agora pode sair, por que isso nunca mais vai acontecer tá ouvindo? —ela disse com raiva.

          — Tá.. Tá bom nossa, esquentadinha você hein, não mudou nada! —falei sarcástico e dei uma risadinha. Me levantei de sua cama e sai do quarto e fui pro meu.

      É claro que isso vai acontecer de novo, vou fazer Hailey ficar apaixonada por mim. Vou iludi-la novamente. Só vai ser mais uma na minha lista mesmo.


Notas Finais


Ooolá mais uma vez! Espero que tenham gostado deste capítulo! Muito obrigada a todos que leram, me desculpem qualquer erro! E é noooois❤

Heeey leitores/escritores que gostam de amor doceeee!
Estou divulgando a fanfic da minha amiga Maria, e é claro, como dito antes, é sobre Amor Doce! Eu li e gostei bastante, acho que vocês ifdam gostar também! Aqui vai o link se quiserem ler.
https://spiritfanfics.com/historia/unidos-pelo-rock-6401438

Beijinhos a todos! E especialmente a Maria Luiza!
Beeeeeijo Malu❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...