História Adventure Of Life - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrew Lincoln, Chandler Riggs, Jeffrey Dean Morgan, Norman Reedus, The Walking Dead
Personagens Norman Reedus, Personagens Originais
Tags Aventura, Norman Reedus, Romance
Exibições 34
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Mocinha


Fanfic / Fanfiction Adventure Of Life - Capítulo 8 - Mocinha


 Depois de todas as instruções, Leah me pediu para limpar algumas mesas na área interna da cafeteria. Já estava quase terminando a limpeza quando vejo uma aglomeração do lado de fora da cafeteria. 
           — Ele chegou, aja naturalmente. - diz Leah 
           — Ok. - respondo apreensiva, todo aquele alvoroço estava me deixando nervosa e eu não sabia o que fazer. 
     Logo depois vejo o homem abrir a porta. Eu nunca senti meu corpo ter tantas reações, estava quente e ao mesmo tempo minhas mãos estavam geladas. Não acreditava em quem era o tal "visitante especial" de Leah, como ela pode fazer isso? Como não teve coragem de me falar? Enquanto passavam todos esses pensamentos em minha cabeça, o homem estava lá indo em direção justamente para a mesa onde eu não limpei. 
          — Leah, o que houve com essa mesa? Viu? Eles estão calmos hoje. - diz o homem enquanto eu o fitava. 
          — Oh, desculpe Norman. A mocinha esqueceu justamente dessa. - respondeu Leah limpando a mesa que eu não limpei. 
          — Vou demitir a mocinha! - Otto grita atrás do balcão. 
          — Não é pra tanto Otto! - responde Reedus. 
      Entrei para a cozinha, eu não conseguia olhar para ele sem deixar minhas bochechas corarem. 
        
            — Mocinha, o que está fazendo aqui dentro? Você precisa ir lá para fora. Deixa que eu dou conta do Norman. - me diz Leah notando meu nervosismo.  
           Saio da cozinha tentando agir como se ele não estivesse ali, eu estava em meu local de trabalho e o meu lado fã precisava sumir naquele momento. Enquanto tentava fazer o meu trabalho, sempre que podia o observava. Acho que tinha acabado de sair da cama, pegou a moto e foi direto para a cafeteria, aqueles olhos cerrados que eu tanto vejo em fotos agora estão na minha frente. Vestia um moletom preto como sempre via em fotos nas redes sociais. Norman conversou por alguns minutos com Otto, os dois pareciam ser grandes amigos. 
         Finalmente chego à mesa dele para recolher o lixo e por alguns segundos fica me encarando:
    
          — Está atrasada, Leah já limpou minha mesa. - ele diz
          — Desculpe senhor. - respondo com a voz trêmula. 
         — Bom, pelo menos você não é como as outras que pulam em cima de mim quase derrubando o meu café. - me responde e eu dou um sorriso de canto de boca. 
     
   Eu ganhei um quase elogio do Norman, eu já podia sair dali naquele momento que já teria ganho o meu dia. 
     
          — Volto mais tarde! - grita Reedus para Otto se levantando e indo em direção à porta.
          — Claro, preciso te fazer um convite. - diz Otto
          — Até mais, "mocinha" - diz Reedus olhando para mim e eu assenti com a cabeça em sinal de concordância com aquele acabou de dizer. 
    Não presto a atenção em mais nada depois de ouvi-lo me chamar de mocinha. O observo sair da cafeteria, subir em sua moto e ir embora. Meu dia começou ali, a minha ficha caiu, conheci o cara dos meus sonhos, o protagonista dos meus melhores sonhos. Sem esboçar nenhum tipo de reação, volto a trabalhar normalmente e no final do expediente Otto me chamou para conversar.
       — Parabéns pelo seu primeiro dia mocinha, hoje você vai sair mais cedo por que é só a experiência. Gostei de sua atitude em não fazer nenhum escândalo ao ver o Reedus. - me diz Otto sem saber que eu estava enlouquecendo por dentro. Afinal, eu tinha acabado de conhecer o meu ator preferido. 
       — Que isso senhor Otto, conte comigo. - digo tentando fugir do assunto. Precisava sair dali, ele voltaria e eu não aguentaria passar por aquilo novamente, precisava me recompor. 
       — Pode me chamar de Otto, mocinha. 
      — Ok Otto, boa noite.
 


Notas Finais


Capítulo de hoje!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...