História Afeições - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Tags Chaeyoung, Dahyun, Jeong, Jihyo, Mina, Momo, Naeyon, Sana, Twice, Tzuyu
Exibições 30
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo voltado para a Chae. Boa leitura!

Capítulo 3 - Lágrimas Presas


Perspectiva da Chaeyoung

Eu acho que comparada a todas as brigas entre meus pais, ver minha melhor amiga beijar a menina que estou apaixonada foi uma bomba completa. A única coisa que me veio a cabeça foi correr, eu me levantei bruscamente, interrompendo o beijo e sai da casa de Naeyon o mais rápido possível. Não era nem para eu estar ali, eu não ia a esse encontro, mas de tanto a Sana insistir decidi ir pra me distrair, mas acabou que so me destruiu.

Um turbilhão de coisas passavam pela minha cabeça enquanto eu corria, não me aguentei me afundei em lágrimas que estavam presas a muito tempo e escorriam rapidamente devido o vento que recebia no rosto.

O mundo pra mim tinha parado, a única coisa que lembro foi do grito repentino da Mina: "Chae!"; mais nada, apenas isso. 

Como a Momo poderia ter feito isso? Eu não sei o que pensar, estava muito na cara que eu e Mina tivemos um rolo, certo que eu não queria nada, com medo do que podia vir a acontecer. Certo que eu estraguei tudo, mas eu a amava, e ainda amo! Não fazia nem uma semana que tínhamos terminado e ela se deixa beijar por outra?

Não sei o que sinto, sei que estou nervosa e nesse momento so queria me enterrar pra ver se esquecia tudo de ruim que acontecia comigo, eu sou realmente um rio de tristeza, tudo que passa ou ja passou pela minha vida se afundou, e agora eu mesma estou afundando... afundando nos meus sentimentos...

Chego em casa, e na sala mesmo fico no canto tentando conter meu choro desesperado esperando não acordar meus pais que por um milagre não estão em briga. Então ouço a campainha, deixo tocar, no entanto percebo que não vai parar de tocar e para não acordar meus pais vou de imediato atender. 

Era a Mina... Meu coração se estremeceu

- O que você faz aqui?

- Chae, precisamos conversar, aquele Beijo não foi real - eu a interrompo

- Claro que foi, você correspondeu totalmente a ele, até porque, qual seria o motivo da Momo lhe beijar? 

- Eu não correspondi, e e-eu não sei, a gente é so amiga, ela confundiu as coisas. Eu amo V-O-C-Ê - Mina fala com todas as letras chegando mais perto e enxugando minhas lágrimas

- Mina, eu te amo e você sabe disso, aquele beijo de vocês duas me doeu tanto - Me encosto em seu ombro

- Me desculpa, se dependesse de mim aquilo nunca tinha acontecido - Mina acaricia meus cabelos

- Não sei o que pensar da Momo, será que ela está apaixonada por você e nunca percebeu que eu estou de você? - levanto e a encaro

- Não se preocupe, eu acho que sei o que aconteceu... Mas deixe isso quieto - ela entra na casa me chamando para um abraço no sofá 

- Eu te amo Mina

- Eu também te amo - nos abraçamos. Nos braços de Mina eu me sentia tão confortável, minha vontade era de beija-la e nunca mais largar seus lábios. Me entreguei beijando-a com a mão na sua nuca, beijava-a de um jeito diferente, dei beijos em seu pescoço várias vezes formando mordidas fazendo-a se arrepiar, pude sentir o seu perfume de rosas, pude sentir o gosto de seus lábios em um outro beijo mais agitado, ela retribuiu de uma forma nova, acariciando minha barriga por dentro da blusa chegando até meus seios de uma forma excitante nesse momento não me segurei e soltei um gemido baixo ainda com minha língua dentro de sua boca.

Estávamos muito excitadas, Mina tirou minha blusa me empurrando logo sobre o sofá. Eu levantei sentei em seu colo e fiz o mesmo, tirei sua blusa e a empurrei no outro lado do sofá sorrindo e mordendo seus lábios a cada pequena pausa que dávamos.

Estava muito bom aquele momento, pela primeira vez em dias me distraia de verdade, até que o sonho acabou e ouvi uma voz na sala

- Mais o que que está acontecendo por aqui? - Minha mãe nos observava com um olhar fuzilador nada legal...

- MÃE ! O que faz aqui? - me levanto bruscamente dando a blusa a Mina, pois ela estava exposta a não ser pelo sutiã que era super fino e de renda, então não fazia muita diferença. 

- Chaeyoung! Você acha isso certo?! Eu acordar e ver vocês duas quase... sabe lá o que? - minha mãe fala baixo, tentando conter os gritos. Da casa, ela era a única tolerante em relação a minha sexualidade, meu pai não aceitava de jeito nenhum, depois do dia que me viu aos beijos nesse mesmo sofá apenas beijando a Mina e nada mais, ele brigou proibindo-nos de se pegar dentro de casa, imagine se me encontrasse com ela quase fazendo sexo, não gosto nem de pensar na tragédia que seria. Eu ainda acho um sucesso ele não ter proibido por completo de namorarmos. Sem falar que não suportaria ficar sem ela por muito tempo. 

- Mãe, desculpa, o pai não acordou certo? - falo colocando a blusa rapidamente enquanto Mina se arrumava também pra sair

- Vocês tiveram muita sorte, seu pai tem um sono muito pesado

- Aahn... Preciso ir, acho que não vai prestar se Sr. Hirai me encontrar aqui quando acordar - Mina vai até a porta e eu a acompanho - Desculpa Sra. Hirai e até mais - Mina fala na direção de minha mãe - eu te ligo - ela fala baixo pra mim e me dá um beijo rápido da bochecha

Minha mãe me encara com um olhar briguento 

- Nunca mais acontecerá isso, prometo - subo as escadas, vou pra meu quarto e me jogo na cama, fico pensativa por um tempo e ponho a mão em meus lábios ainda sentindo o gosto de Mina, sorrio mas logo minha alegria se foi ao lembrar o que tinha que encarar no dia seguinte principalmente com a Momo... Mas mesmo assim me virei e dormi de qualquer jeito na cama voltando meus pensamentos à Mina e no que nesse momento ela pensava, seria em mim? ...


Prossegue...






Notas Finais


Iai?? O que acharam de Michaeyoung? Espero que tenham gostado! Beijão e até o próximo capítulo ★


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...