História Afraid; pjm x jjk - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Yaoi
Visualizações 22
Palavras 2.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura! xx

Capítulo 2 - Dul


    Quando Jimin acordou sabia que tinha feito merda. Levantou-se e se arrependeu imediatamente de fazer isso. Sua garganta ardia, sua cabeça doía e sua boca estava seca e com um gosto ruim, Jimin iria deitar de novo, mas a vontade de vomitar foi maior, então ele correu para o banheiro e se agachou na frente do vaso, porém nada saiu, seu estômago estava vazio. 

 

    Park se sentou no chão frio e olhou para seu reflexo no espelho que havia ali, ele estava deplorável: seus cabelos ruivos bagunçados, olheiras profundas, seu rosto borrado de maquiagem e as roupa bagunçadas, Jimin queria morrer.

 

    Ele encostou sua cabeça na parede e olhou para o teto, fechou seus olhos tentando lembrar do que fez no dia anterior, alguns flashes passaram na sua cabeça: ele vendo Jungkook dançar com uma menina, Jin empurrando ele, ele indo dançar, ele dançando com alguém, ele virando dois copos seguidos de soju, ele querendo subir no bar para dançar, Jeon o puxando para o canto e lembrou-se do beijo. Jimin abriu seus olhos rapidamente, assustado com o que tinha lembrado. Puta que pariu, ele beijou Jeon Jungkook. Park queria se matar, bater sua cabeça na parede até que sangrasse, queria continuar no seu quarto até ter certeza de que o moreno não lembrava de nada.

 

                                     '•.¸.•'

 

    Jungkook estava quase ficando louco. Sentia que precisava contar para alguém o que havia acontecido, se não enlouqueceria. Nunca foi alguém aberto, que contava o quê se passava em sua mente para as pessoas, porém sentia que agora precisava. Realmente não sabia o quê fazer e não conseguia organizar seus pensamentos, sua vergonha era tanto que sentia seu rosto queimar apenas por lembrar do selinho.

 

    Jeon nem sequer sabia se Jimin lembrava do que ocorrera noite passada, já que quando eles voltaram para o dormitório, o ruivo estava em um nível crítico e quase dormindo em pé.

 

    Jeon parou para pensar com quem poderia desabafar: Taehyung estava fora de questão, já que era melhor amigo de Jimin e dividia o quarto com o garoto; Seokjin não era uma boa opção, o mais velho era muito próximo de Park, junto com Taehyung. Parou e pensou mais um pouco em quem poderia dar-lhe ótimos conselhos, pensou então no líder do grupo, Namjoon saberia o que falar e o ajudaria. 

 

    Levantou-se da cama, olhou em volta vendo que Seokjin ainda dormia, perguntou-se se ainda era muito cedo, olhou para o relógio em cima de seu criado-mudo e viu que já passava das 11:00am. O líder já deveria estar acordado. Dirigiu-se para o banheiro do quarto, tomou banho e escovou os dentes, foi e direção ao seu armário procurar uma roupa simples já que não iria sair hoje.

 

                                      '•.¸.•'

 

    Namjoon estava deitado em sua cama, lendo um de seus livros, quando ouviu duas batidinhas na porta de seu quarto.

 

— Pode entrar! – O líder se sentou e deixou o livro ao seu lado, em cima da cama.

 

— Namjoon, posso falar com você a sós? – Jungkook meteu apenas sua cabeça para dentro do quarto, olhando para onde Yoongi e Hoseok ainda dormiam, depois voltando seu olhar para o que estava sentado na cama.

 

— Claro, vamos para a cozinha. – O mais velho estranhou, a princípio, o que o mais novo queria falar com ele a sós, porém se levantou da cama e seguiu Jeon até a cozinha. — O que você quer conversar Jungkook? – O líder estava visivelmente preocupado, colocou uma mão em cima do balcão e a outra em sua cintura, olhou então para o mais novo esperando que ele se pronunciasse. 

 

— Hm... – Jungkook não tinha parado para pensar o quão difícil seria explicar toda a situação para Namjoon, então, resolveu fazer da maneira mais fácil, falou tudo de uma vez, igual tirar um band-aid. — Jimin hyung me beijou ontem na festa e eu não sei se ele lembra de algo ou não por que ele tava muito bêbado. E eu não sei o porquê dele ter me beijado, afinal, nós somos amigos, não é? Amigo não beija amigo. E eu sou hétero. – Jeon falou tudo isso enquanto andava na cozinha e parecia não respirar. 

 

— Por que você tá fazendo tanta confusão por causa disso? – Botou seu cotovelo em cima do balcão e apoiou o queixo em sua mão, enquanto observava o pequeno delírio de Jeon. — Jimin estava bêbado, como você mesmo disse, deve ter pensado que você era outra pessoa. Se você tem certeza da sua sexualidade, pra que se perturbar tanto com isso? Não é como se o Jimin fosse fazer de novo.

 

— Eu sei, mas... Estava com medo dele, não sei, gostar de mim? – Jungkook estava claramente nervoso.

 

— Se você está tão preocupado sobre isso, por que não conversa com ele sobre?

 

— É uma boa ideia, talvez eu converse. – Jeon colocou seu cotovelo no balcão e apoiou o queixo em sua mão, ficando na mesma posição de Namjoon.

 

— Mas por que você está tão nervoso assim? Você, por acaso, é gay, ou gosta dele, ou algo assim?

 

— Não, quer dizer, Jimin é tipo um irmão pra mim, eu nunca tinha enxergado ele por esse lado.

 

— Entendo, só espero que depois do beijo, você não o veja com outros olhos, – Deu uma risadinha. — bom, se era só isso, eu vou indo – Namjoon bagunçou os cabelos do maknae e saiu da cozinha rumo à seu quarto. 

 

    Jungkook se sentiu um pouco mais aliviado depois da conversa, porém ficou com um certo medo de realmente passar a enxergar Park de outro modo. Balançou a cabeça, tentando expulsar aqueles pensamentos, afinal, era Jimin, um dos seus melhores amigos.

 

                                      '•.¸.•'

 

    Já se passava das 3:00pm quando Jimin finalmente saiu do quarto. Ele só saiu por que estava com muita fome e Taehyung disse que Jungkook já tinha comido e estava no quarto, então Park sentiu que a aérea era segura.

 

    Entrou na cozinha e achou apenas Yoongi lá comendo. O mais velho parecia que havia acabado de acordar, por conta dos olhinhos quase fechados, dos cabelos bagunçados e da cara amassada, Jimin achou isso totalmente possível já que estavam falando de Min Yoongi. 

 

— Boa tarde, hyung! – Jimin se serviu e sentou-se de frente ao mais velho.

 

— Boa tarde, Jimin-ah. Se divertiu ontem?

 

— Se com se divertir você quer dizer fazer coisas vergonhosas, que você se arrepende bastante no outro dia, então sim, eu me divertir – Yoongi soltou uma pequena risadinha. — e você, hyung?

 

— Preferia ter ficado em casa dormindo, mas sim, me divertir. – Jimin gargalhou da anti-socialidade de seu hyung. 

 

    Jungkook entrou na cozinha e Park gelou.

 

    "Essa não."

 

    Jimin sentiu seu corpo gelar e seu coração acelerar, estava com medo de que Jeon o perguntasse algo. Não fazia ideia do que responderia caso isso ocorresse.

 

    Park quase se jogou no chão e segurou o pé de Yoongi, implorando para ele ficar, quando este se levantou, botou o prato na pia e saiu. 

 

    "Fodeu!"

 

    Para sua sorte, Jungkook não estava pensando em o perguntar nada, a única coisa que rodeava os pensamentos do mais novo, era como Jimin estava bonito e como ele nunca tinha percebido o quão bonito o mais velho era.

 

    Esses pensamentos o assustaram, Jungkook jurava de pé junto que era hétero. Mas achar o amigo bonito era normal, certo? Certo!

 

    Para expulsar esses pensamentos, Jeon começou uma conversa boba com seu hyung enquanto bebia água e via-o comer. No meio da conversa, viu Jimin sorrir e sentiu um estranho formigamento na barriga.

 

    Jungkook não tinha certeza se queria saber o quê isso significava.

 

                                      '•.¸.•'

 

    Haviam se passado duas semanas desde a festa. Duas semanas desde que Jimin beijou Jungkook.

 

    Nessas duas semanas, Jeon ficou o mais próximo de Park o possível. Ele não entendia, apneas sentia que precisava ficar perto do menino, precisava tocar-lo, precisava ouvir a risada do garoto e vê-lo botando as mãozinhas em cima de sua boca numa tentativa falha de esconder o sorriso. 

 

    Jungkook se sentia um otário, um grande otário. 

 

    Já havia pensado em conversar com o menino, perguntar se ele lembrava-se do beijo, perguntar o porquê dele ter-o beijado. O maknae precisava tirar essa ideia estúpida, de que Jimin gostava dele, da cabeça. Jeon já pensou seriamente em beijar o menino, contra a sua vontade, para ver a reação do outro, mas desistiu, com medo de Park ficar com raiva.

 

    O mais novo não sabia o quê sentia, só sabia que não olhava mais para Park como seu irmão, olhava-o com outros olhos. Desde que Jimin o beijou, Jungkook parou de vê-lo como um irmão, pelo contrário, o moreno começou a se imaginar fazendo coisas com o outro que irmãos não fariam. 

 

    O que mais o frustrava era que Jimin não dava indícios de nada, nem de que se lembrava do beijo e nem de que sentia algo por si. Isso doía. Park continuava o tratando como sempre o tratou: as mesmas brincadeiras, as mesmas conversas. Não que Jungkook não gostasse da amizade de seu hyung, pelo contrário, ele amava, mas ele queria algo a mais. Sentia que precisava de algo a mais.

 

    Jungkook ainda não havia contado a alguém que talvez estivesse gostando de Jimin. Ele nem sabia o que iria falar, afinal, não tinha certeza de nada, ainda. Até pouco tempo atrás, Jeon achava que era hétero, então chegou Park Jimin o beijando e o fazendo entrar em uma crise sobre sua sexualidade.

 

    Jeon Jungkook achava que iria morrer.

 

                                       '•.¸.•'

 

    O moreno nunca se considerou uma pessoa ciumenta, tinha seus ciúmes, mas sempre contidos e na medida certa. Até ele começar a, talvez, sentir algo por Park Jimin. 

 

    Eles estavam no segundo dia de gravações do music video de "run" e, se olhar matasse, Jung Hoseok poderia se considerar morto, tamanho olhar de fúria que o mais novo o lançava, apenas por estar com uma das mãos na cintura de Jimin. Um ato que sempre foi normal entre eles, porém, agora, Jungkook sentia essas coisas e não gostava nada do que via.

 

    Quando Hoseok se afastou do ruivo, Jeon saiu do seu lugar para ficar onde Jung estava antes, sem a mão na cintura, claro, não saberia se conseguiria se controlar tocando na cintura de Park.

 

    Namjoon e Jimin estavam conversando sobre algum filme que Jungkook não fez questão de saber o nome, estava muito concentrado olhando para os lábios do mais baixo. 

 

    Nessas duas últimas semanas, Jeon já tinha olhando tanto para a boca do outro, que já sabia seu formato de có. Se perguntou como seria beijar Jimin, beija-lo sem que este estivesse bêbado e com gosto de álcool, um beijo envolvendo língua, de preferência. Queria mais que tudo sentir os lábios cheinhos do ruivo contra os seus, as mãozinhas pequenas do menor nos seus cabelos e queria seu pau afundando na bunda enorme dele também, mas Jungkook deixou essa parte de lado. 

 

    O moreno estava tão concentrado, olhando para a boca de Jimin, que não percebeu seu nome ser chamado diversas vezes por alguém. Apenas sentiu um tapa fraco sendo depositado em sua cabeça.

 

— Ai! – Nem tinha doido.

 

— Desculpa, mas você parecia estar no mundo da lua. Ou no mundo "Jimin". – Namjoon sussurrou a última parte e Jungkook teve medo do ruivo ter ouvido, olhou para o lado, encontrando um Jimin absorto da conversa dos dois, olhando para uma borboleta azul que passava. Jeon achou essa cena adorável. 

 

— Tanto faz, o que você queria? Atrapalhou meus pensamentos.

 

— Sei que tipo de pensamentos você estava tentando. – O de cabelos cor de rosa deu um pequeno sorriso malicioso.

 

— HEY! Não era nada disso. – "Talvez fosse". Devido ao leve surto de Jungkook, Jimin virou-se para eles, com uma cara de dúvida e, de novo, Jeon o achou adorável. "Alguém me ajuda". — Me diz logo o que você quer.

 

— O diretor está te chamando para gravar a sua parte. – Apontou para onde o diretor estava, os olhando de forma reprovadora.

 

— Aish, já estou indo! – Gritou para que o diretor o escutasse. — Tchau Joonie, tchau Jiminie. – Lançou um sorrisinho para o ruivo e foi gravar a sua parte. 

 

                                       '•.¸.•'

 

    Jimin não sabia ao certo o motivo de Jeon não ter o perguntado sobre o beijo, mas agradeceu aos céus qualquer razão que seja. Sabia que não estava pronto para contar toda verdade a Jungkook.

 

    Park sentiu que o mais novo estava mais próximo de si e, de novo, ele não sabia o motivo. Jimin não sabia de muitas coisas.

 

    Quando eles chegaram em casa depois do último dia de gravação, o ruivo tomou um bom banho e deitou na cama, percebeu que não estava com sono. Resolveu ir para a sala assistir algum filme na netflix.

 

    Para a infelicidade, ou felicidade, de Jimin, Jeon estava sentado no sofá, procurando algo para assistir. Jimin sentou-se ao seu lado e lhe deu um pequeno sorriso.

 

— Está sem sono, também? – Jungkook perguntou, assim que Jimin se sentou.

 

— Estou, já achou um filme? – Park virou-se para a tv.

 

— Não e é por isso que eu ainda estou procurando, né?! – Jimin revirou os olhos.

 

— Desculpa, arrogância humana. – Jeon sorriu, finalmente achando um filme que lhe agradasse e clicando em cima.

 

— Que tal esse? – O mais novo tinha apertado no filme "Como se fosse a primeira vez?".

 

— Você quer ver romance? Jura?

 

— É comédia romântica, me respeita. E vai ser esse e pronto. – Jimin apenas soltou um sorrisinho, queria ver esse filme, de qualquer jeito.

 

    Até a metade do filme, Jungkook jurava que estava prestando atenção, porém, depois de meia hora de filme, Jimin começou a ficar mais interessante.

 

    Então, Jeon passou uma boa parte do filme apenas olhando Park sentado ao seu lado. Depois de alguns minutos, o ruivo começou a ficar sonolento, Jungkook teve a belíssima idéia de passar seu braço por trás do mais baixo, colocando-o no encosto do sofá, fingindo se espreguiçar, aproveitou para chegar mais perto também.

 

    Jimin não sabe ao certo quando ou por que, apenas sabe que, em algum momento, acabou dormindo com a cabeça encaixada no vão do pescoço de seu dongsaeng. E, por mais que estivesse sentado em uma posição não muito confortável, Park nunca dormiu tão bem na vida.

 

    O ruivo acordou na sua cama. Estranhou, a princípio, o lugar que acordara, já que tinha certeza que não havia dormido lá noite passada e que não tinha acordado e saído da sala para ir até seu quarto. 

 

    Jimin sentiu frio na barriga ao pensar que Jungkook havia o carregado até sua cama. Um sorriso involuntário surgiu no seu rosto, mas foi logo desfeito ao se lembrar que Jeon só havia feito isso por pena de acordar-lo e que, provavelmente, faria com qualquer um.

 

    Park suspirou frustrado, lembrando que o mais novo nunca iria gostar de si de outra forma, como mais que amigos.

 

    O garoto queria ficar em sua cama o resto do dia, mas isso não seria possível já que teria que ir para a big hit. Levantou-se e começou a se preparar para um novo dia de trabalho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...