História Afraid to Fall in Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Originais, Ryan Butler
Personagens Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler
Tags Gangster, Gangue, Sequestro, Trafico
Exibições 69
Palavras 2.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora, estou em época de provas mas prometo escrever. Desculpem também pelo capítulo estar muito grande. Espero que gostem, boa leitura! ❤

Capítulo 6 - New friend, party, drugs, almost sex.


Fanfic / Fanfiction Afraid to Fall in Love - Capítulo 6 - New friend, party, drugs, almost sex.

Acordo e me assusto ao virar para o lado e ver Justin dormindo. Com o susto acabo me desequilibrando por estar na ponta da cama e caio no chão. Tento levantar sem fazer barulho e vou até meu guarda roupa, pego uma roupa qualquer e vou a caminho do banheiro.

Após tomar banho, me maqueio e visto um shorts branco, uma blusa de alça soltinha florida e uma sandália rosa da cor da mesma.

Saio do banheiro e vejo que Justin não está mais lá então decido o procurar pela casa. Vou em direção a sala e vejo o mesmo lá em pé, parece estar pensando em alguma coisa pois está olhando fixamente para um ponto.


– Hã.. oi – Digo meio em dúvida por imaginar qual seria sua reação

– Oi – Ele responde sem tirar os olhos do ponto fixo

– Você está bem? – Falo me aproximando dele

– Porquê não estaria? – Dessa vez ele me olha

– Por causa de ontem.. a noite

– Nós transamos? – Ele arqueia uma sombrancelha

– Não.. – Solto um riso baixo – Você não se lembra de nada?

– Não. – Ele responde seco

– Você chegou quebrando a casa toda aí eu te segurei e pedi pra você se acalmar aí eu pedi que tomasse um banho e você subiu e depois eu não me lembro, eu fui para o meu quarto e peguei no sono e quando acordei você estava lá.

– Não me lembro de nada. – Ele coloca a mão em seu bolso e tira de lá um maço de cigarro e um esqueiro – Você quer?

– Hã.. eu não fumo.

–Eu também não fumava, quer experimentar? – Ele fala esticando um cigarro para mim


Fico meio ensegura na hora mas a final, o que um cigarro poderia me fazer de mal?


Pego o cigarro e ele sorri de lado, ele abre a porta e sai, eu apenas o sigo indo para a beira da calçada, onde nos sentamos.

Ele pega o esqueiro e acende seu cigarro e logo após o meu, ele me devolve e meio sem jeito de segurar ele me mostra como segura.


– Você coloca entre esses dois dedos, entendeu? – Ele demonstra em seus dedos.

– Entendi, e agora? 


Logo após eu perguntar ele coloca seu cigarro na boca e solta um longo ar.


– Você coloca ele na boca e puxa o ar.


Eu faço o que ele fala e antes mesmo de terminar de puxar o ar sinto meus peitos se fecharem e acabo me engasgando e tossindo.


– Uou, vai com calma. – Ele ri – Você está bem?

– Estou. – Sorrio fraco e volto a atenção para o cigarro dando mais uma tragada 

– Nada mal novata. – Ele ri e eu dou risada logo após.


Ficamos ali por um tempo mas logo entramos pois ele teria de resolver algumas coisas pessoais. Após comer, me joguei no sofá, onde passei a tarde inteira.


[...]


Ouço a porta da sala ser aberta mas nem faço questão de me levantar para ver quem é, mas após escutar o barulho eu me levanto. 


– E aí little sister. – Fala Chris vindo em minha direção e depositando um beijo em minha cabeça.

– Oi Chris. 


Logo após, os garotos vieram me cumprimentar e ficaram lá mesmo jogados no sofá.


– Hoje tem festa na boate, não tem Chaz? – Pergunta Ryan

– Sim, nós vamos né?

– Mas é claro. A Mel podia ir com a gente já que ela nunca sai de casa.


Ouço uma garganta ser limpa e logo percebo que Justin também está na sala, nem havia o visto ali.


– Ela não vai. – Ele fala.

– Qual é bro, deixa ela sair um pouco. – Falou Ryan

– É verdade, não adianta nada ela ficar trancada aqui dentro. – Falou Chris. 


Ele me olha e eu faço cara de piedade e sussurro um "por favor".


– Ok ok, mas se ela fugir vocês irão se ver comigo depois.

– Ta bom, agora vou ir me arrumar. – Fala Ryan fazendo um toque com Justin e indo para fora da casa.


Me levanto e vou até Justin correndo e o dou um pequeno abraço rápido e sussurro um "obrigado" em seu ouvido e logo subo para o quarto correndo.

Abro meu guarda roupa e vejo alguns vestidos que comprei outro dia no shopping. Me agradeço mentalmente por isso.

Pego um vestido preto e um salto preto e vou até o banheiro para tomar um longo banho.


[...]


Passo meu perfume Dolce & Gabanna e vou até o espelho me olhar. Eu realmente estava bonita, eu havia passado uma maquiagem preta com dourada e um batom vinho que provavelmente não ira sair por ser matte. Ouço os meninos me chamarem pela décima vez e decido descer. 


– Até que fim. – Chris fala e logo me olha de cima á baixo – Uou, se não fosse minha irmã eu pegava.

– Até que a demora valeu a pena. – Ryan fala e sinto minhas bochechas esquentarem.

–Gente, vamos logo. – Falo envergonhada.


Eu não era acostumada a ouvir elogios, principalmente pelo o lado de garotos.


– Isso mesmo, vamos. – Falou Justin


O seguimos e logo chegamos em seu carro, um Lamborghini Aventador prata. 


Uou.


Entramos no carro e logo o senti em movimento, estamos a caminho.


POV JUSTIN BIEBER


Haviamos chegado na boate, estacionei meu carro e desci.


Tenho que confessar, a Melanie estava gostosa pra caralho naquele vestido.


Passamos pela fila vip, lógico, eu sou Justin Bieber né. Entramos na boate que estava super lotada, aproveitei que Melanie estava destraída prestando atenção em cada detalhe dalí e bati a mão na bunda dela, logo ela me olha me repreendendo.


– O que foi? – Eu sorrio malicioso.

– Idiota. – Ela fala e sai andando em direção ao bar.


Aproveito que não há ninguém perto de mim e vou até a rodinha onde tem algumas garotas. Me sento no sofá e logo duas garotas sentam em meu colo, uma de cada lado, outra surge na minha frente e me entrega um cigarro de maconha aceso, eu sorrio satisfeito e agarro a bunda da garota á minha esquerda.

Eu estava ali fumando, com minhas garotas, apenas observando o movimento sem me preocupar com nada. Eu adorava isso.


POV MELANIE


Já estava no meu quarto copo de vodka com morango e decido parar, já estava fazendo efeito. 

Ando em direção a pista mas sou interrompida por um garoto que esbarra em mim. 


– Ah, desculpa. – Fala o garoto loiro em que esbarrei. – Você está bem?

– Estou, estou mais que bem, estou muito bem. – Falo e sorrio maliciosa para ele.

– Tem certeza? – Ele ri. – Você não deveria beber tanto assim.

– A é? e porque não?

– Porque você não tem cara de quem bebe, parece estar triste com algo.

– Uau, senhor sabe de tudo, sabia que aparências enganam?

– Ok né. – Ele levanta a mão em sinal de rendimento. – Qual é o seu nome?

– Melanie e o seu? 

– Jake. – Ele olha para os lados – Melanie, eu preciso ir, te vejo por aí?

– Claro. – Sorrio e ele dá um beijo em minha bochecha – Tchau.


Sinto minha cabeça rodar mas logo voltar a normal, cada vez mais a bebida fazia efeito. Sinto duas mãos em minha cintura e logo me virar.


– Amiguinho novo Melanie? – Era Justin.

– E se for, qual é o problema? 

– Nenhum, você deveria ser mais simpática melzinha.

– Simpática é o caralho. – Quando vou virar as costas ele me puxa pra mais perto. – O que você quer?

– Ok, estou em missão de paz. Quero te mostrar uma coisa.


Ele me puxa até algum canto daquela boate e pede pra mim sentar em um sofá. Ele vai até algum lugar e volta com um cigarro aceso em mãos. 


– Veja esse. – Ele me entrega e se senta ao meu lado.

– O que é isso? 

– Anda logo Melanie, só sinta.


Coloco o cigarro em meus dedos mas logo sou repreendida por ele falando que não era daquela maneira, então ele o ajusta entre meu dedo indicador e o dedão. Levo o cigarro até a boca e o sugo. Sinto uma leve formigação na garganta mas não tusso. Até que aquilo não era nada mal.

Puxo o ar algumas vezes e me sinto totalmente fora de mim.

Após algumas tragadas, meu cigarro já estava no fim.


– Isso é bom, não é?

– Bem relaxante, o que é?

– Maconha. – Ele fala e coloca suas mãos em minha cintura em sinal que sente em seu colo e assim faço.

– É uma maravilha. – Agarro sua nuca e puxo ele pra mais perto iniciando um beijo rápido.


Eu não sabia muito bem o porquê de estar fazendo isso, mas de uma coisa eu tinha certeza, aquilo estava bom. Enquanto nos beijavamos, ele passava a mão por todo o meu corpo fazendo com que eu me arrepiasse por completo. Paramos por falta de ar.


– Nada mal azulzinha. – Ele sorri malicioso.


Eu me levanto e sou dispensada com um tapa na bunda, sorrio para ele e saio em direção a pista.

Enquanto estou indo para a pista, olho Chris que está dançando perto de uma garota, vejo ela sair e vou até ele.


– Oi Chrisssss – Falo um pouco embolada.

– Você bebeu?

– Bebi – dou risada – e fumei também.

– O que? o que você fumou?

– Maconha.

– Como é? Quem te deu isso? – Ele fala se exaltando

– O Justin.

– Desgraçado.


POV CHRISTIAN 


Não acredito que o Justin pôde ter feito isso com a Melanie, que cara irresponsável.

Vou até a roda de garotas que logo é aberta quando eu chego, e lá está ele sentado com algumas delas.


– Caramba Drew, qual é o seu problema? 


Ele empurra as garotas, se levanta e me puxa para um lugar mais calmo.


– Como assim qual é o meu problema? Eu estava quieto ali até agora.

– A é? E porque a Melanie está bêbada e chapada?

– Não tenho nada haver com isso se é o que quer saber.

– Ela disse que você deu maconha pra ela, como você não tem haver com isso?


Antes de ele responder ouvimos vários gritos e assobios sendo direcionados para algum lugar dali. Olhei para esse lugar e vi Melanie descendo e subindo em um dos pole dances que havia ali. 

Sem pensar, corro imediatamente para ali, esbarro em várias pessoas mas logo chego nela e a puxo para descer.


– Melanie, o que está fazendo?

– Estou me divertindo Chris, qual é o seu problema? porque me tirou de lá?

– Vamos para casa.

– O que? Não, eu não quero ir

– Você não tem querer. 


Pego em seu braço e atravesso a pista tentando encontrar o Bieber.

Vejo ele de longe mas antes de chegar perto dele sinto o braço de Mel se afrouxar e antes dela cair eu consigo a pegar.


– O que aconteceu? – Justin pergunta

– Ela desmaiou, deve ser por causa da bebida.

– Eu levo ela – Ele fala a pegando em se colo

– Não, você já fez de mais por hoje – Estico meus braços para pegá-la mas ele se vira

– Não Chris, eu levo ela.


Ele vira as costas e vai em direção á saída.


– Se acontecer alguma coisa com ela você vai ver. – Eu grito mas ele não parece ter escutado


Vou de volta para pista e antes mesmo de começar a dançar vem uma garota pra perto de mim e começa a rebolar. É hoje.


POV JUSTIN BIEBER


Melanie ainda estava inconsciente enquanto eu dirigia para casa. 

Essa garota é uma lesada mesmo, ela bebe e fica louca e depois sobra pra quem cuidar dela? eu mesmo.

– Pra onde está me levando? eu quero ficar na festa. – Ela fala tentando se localizar.

– Sem festa pra você hoje, mocinha.

– Você é muito chato justeeeen. – Ela fala meu nome arrastado e dou risada disso.

– Qual é a graça?

– Nenhuma Mel. Volta a dormir.

– Não quero.


Que garota chata, puta que pariu.


O carro volta a ficar em silêncio no qual logo é interrompido por ela novamente.


– Você é lindo. – Ela sussurra

– Quem, eu? – A olho

– Sim.

– Eu sei . – Volto minha atenção a rua

– Você é um babaca sabia? 

– Sim, eu também sei disso.

– Um babaca gostoso. – Ela fala virada pra janela.

– Como é?

– Como é o que?

– O que você acabou de dizer?

– Nada.

– Então você me acha um babaca gostoso? podemos deixar o babaca de lado e o gostoso na sua frente daqui a pouco. – Eu sorrio malicioso e ela dá risada


Passo pelo portão que é aberto por um de meus seguranças e estaciono meu carro na frente ds entrada. Desço do carro e sou acompanhado por uma garota quase caindo no chão.


– Vem. – Pego ela no colo e jogo seu corpo sobre meus ombros


Entro e subo até o seu quarto, abro a porta e vou até a cama e a coloco lá. Vou até seu guarda roupa e fico impressionado com algumas roupas sexy que tem ali, pego um shorts fino e uma regata e vou até a cama e a entrego.


– Você precisa colocar isto.

– Não consigo, você precisa me ajudar. – Ela morde o canto da sua boca


Não me provoca Melanie.


Ela se levanta e fica de costas pra mim, vejo um zíper nas costas do seu vestido que vai até a bunda e então começo o abrir.

Quando termino, vejo seu vestido cair no chão e ela deitando seu pescoço para um lado.


Sem controle acabo sentindo meu amiguinho pulsar, agarro sua cintura e vou direto com a boca em seu pescoço deixando diversas marcas vermelhas, ela geme baixo.


Ela se vira de frente pra mim e sem der tempo de nada, ela puxa minha nuca e começa a me beijar rapidamente. 


Eu a jogo na cama e deito por cima dela sem colocar todo meu peso sobre ela. Passando a mão pela lateral do seu corpo, nos separo do beijo e vou para o outro lado do seu pescoço onde também deixo algumas marcas vermelhas.


– Juuuus? – Ela me empurra levemente

– O que foi?

– Estou com sono.

– É sério? 

– Sim.


Ela se arruma na cama e logo se cobre.


Não acredito que ela vai me deixar assim, ok Justin, ela está inconsciente. 


Deixo ela no quarto e vou para o meu, tudo que eu precisava era de um banho gelado.


Notas Finais


O que estão achando desse Justin? Preferem ele boazinho ou mau?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...