História Afraid to love II - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Personagens Originais, Rob Bourdon
Tags Charlotte Smith, Chester Bennington, Diana Lawrence, Dois Irmãos, Mike Shinoda, Tretas
Exibições 9
Palavras 3.728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um gente. 😊

Capítulo 20 - A place for my head


Capítulo 20– A place for my head

 

 

Charlotte Smith

 

Estar com Mike novamente, puder beijar seus lábios, sentir o leve toque de suas mãos em meu corpo e sentir seu olhar em sintonia com o meu era sem dúvida algo que eu queria sentir para o resto da minha vida. Foi como se o mundo tivesse parado completamente e era apenas ele, seus lábios nos meus e seu corpo em cima do meu. 

Algumas semanas querendo esquecê-lo, tentando desprezá-lo, odiá-lo e lá estávamos nós novamente, fazendo amor como fazíamos quando eramos namorados.

Deitada em seu peito descoberto e fitando um ponto vazio, comecei pensando em várias coisas e uma delas era o fato de eu estar com a consciência pesada por ainda não ter dito para Mike que hoje à noite estarei de partida para o Dubai. Suspirei alto e levantei do seu peito, caindo então na realidade que não era boa ideia eu estar mais ali. Peguei a langeri jogada no chão a noite anterior e a vesti, o que chamou a atenção de Mike.

- Charlotte? – A voz de Mike saiu quase num sussurro devido ao fato de ele ter acabado de acordar. Não olhei para ele e peguei o vestido jogado no chão. Eu sabia que ele ia me pedir explicações sobre o que havia acontecido, mas eu queria fazer o máximo para evitar respondê-las, pois nem eu mesmo tinha respostas para lhe dar. – Onde você vai?

- Eu preciso voltar para meu quarto. – Respondi sem olhá-lo de novo enquanto fechava o ziper do vestido.

- Espera. – Ele tirou o edredom de cima dele, vestiu a boxer preta e foi até mim. Merda, porquê que ele tornava tudo mais difícil? Colocou sua mão em meu ombro e eu suspirei. – Olha para mim Charlotte. – Pediu e eu não obedeci. Eu estava envergonhada e eu acho que ele percebeu isso. – Olha para mim, por favor. – Pediu novamente e contrariada olhei nos olhos dele, o que quase me matou por dentro. – Eu preciso uma explicação. 

- Não há nada para explicar Michael, você percebeu perfeitamente o que aconteceu entre a gente a noite passada. Eu realmente preciso ir. – Desviei meu olhar do dele e me preparei para ir em rumo da porta do quarto, mas Mike me segurou no braço.

- Você entendeu perfeitamente o que eu quis dizer com “explicação”.

- Não há explicação. Nem eu mesma tenho uma explicação, o que quer que eu fale?!

- Então porque transou comigo sabendo que eu e você não temos mais nada?

Sorri fraca.

- E você? Porque transou comigo se eu e você não temos mais nada? – Eu usei as mesmas palavras que as dele e ele me fitou durante alguns segundos. – Nem você sabe… Agora com licença, eu preciso mesmo ir. 

- Mas você e aquele James… - Ele tentou se justificar e eu olhei novamente nos olhos dele.

- Só queria que entendesse que sempre foi e será você Michael… - Senti um aperto no peito, uma angústia insuportável e uma vontade de chorar, mas eu não ia fazer isso. Olhei pela última vez nos olhos dele, suspirei fundo e abri a porta do quarto, saindo por ela em seguida. 

Eu não podia continuar ali, apesar de minha vontade enorme de querer correr até ele e falar que o perdoo. Eu não podia fazer isso, pelo menos por agora e por mais que me magoasse, eu precisava somente me concentrar em meus objetivos e nesse momento eram eles que me davam a força de continuar a lutar pela vida.

Corri de volta para meu quarto para terminar de preparar as coisas para a viajem ao Dubai. Olhei meu email e vi que Anna me mandara o bilhete eletrônico assim como a reserva no hotel onde a gente ia ficar hospedadas durante o tempo de gravação do vídeo. Tentei fazer meu check in pela internet e demorei ali uns bons 15 minutos enquanto tratava de tudo. Talvez aquilo servisse para manter minha mente ocupada. 

Estava elegendo a roupa para vestir essa noite quando batidas na porta foram ouvidas. Coloco a blusa azul em cima da cama e salto por cima da mala de viagem para ir em rumo da porta. Um sorriso animado é revelado nos lábios de Diana assim que eu abro a porta.

- SISTER! – Ela envolve seus braços em torno do meu pescoço e eu tossi devido ao forte abraço que ela dava em mim. – Onde você estava? Andei procurando por você a manhã inteira. 

- Eu tive um imprevisto. – Sorri meia sem graça e voltei para o interior do quarto.

- Eu estou vendo. Está arrumando as coisas para a viagem?

Suspirei.

- É, tou. E onde estão Lea e os outros?

- Lea e Joe estão no quarto deles terminando de arrumar as coisas deles. Você sabe que eles estão viajando hoje para Madrid não sabe?

- Nem lembrava. – Dei de ombros.

- A próxima semana é a festa de formatura de Alexander, o irmão dela e tanto ela como Joe foram convidados.

- Ah tá. – Falei sem dar muita importância ao assunto. – E ela não vem se despedir de mim?

- Eu acho que sim. Mas e aí, a que horas sai para o aeroporto?

- Fiquei de me encontrar com Anna pelas 20h. O voo para o Dubai sai às 23h50. – Falei enquanto colocava a última roupa dentro da bagagem.

- Hum… - Ela fez triste. – E Mike? Falou com ele?

Ao ouvir o nome dele um frio percorreu pelo meu corpo.

- Não quero falar sobre isso…

- Pela cara que você está fazendo é porque aconteceu algo entre vocês dois, pois eu notei que ontem os dois desapareceram de um momento para o outro da discoteca.

- Eu transei com Mike a noite passada. – Joguei tudo de uma vez e eu sabia que Diana estava louca para saber disso.

- What the fuck?! – Ela exclamou levando as mãos à boca e em seguida deixou que um sorriso radiante escapasse dos lábios dela.

- Isso mesmo.

- Quer dizer então que fizeram as pazes?

- Isso não quer dizer nada. Eu não sei se fiz certo, mas é que… - De repente um sorriso bobo escapou dos meus lábios. – Foi como dantes e parecia que nenhum dos nossos problemas tinha acontecido… - Diana sorriu também. – Ei, não faça essa cara! – Pedi depois de ter caído na realidade. – A verdade é que isso não devia ter acontecido!

- Diga o que disser, mas seus olhos dizem completamente o contrário.

- Está vendo Di? Meu voo devia sair mais cedo, pois eu não estou numa de me cruzar com Mike e eu estou ficando louca com tudo isso.

- Ok, não vou falar mais nada. – Ela levantou os braços pedindo paz. – Mas acho que você devia conversar com ele, sobretudo contar que está viajando.

- Acha? É que nem pense numa coisa dessas!

- Você é que sabe. Mas eu não concordo nada com o fato de você querer esconder da galera que está viajando para o Dubai.

- Eu não estou a esconder, eu apenas estou fazendo o que eu acho certo. Ah Di, coloque-se no meu lugar uma vez por todas! – Suspirei.

- Eu quero saber tudo agora. – Ela me puxou pela mão e me guiou até na cama. 

- Mas quer saber o quê? – Arqueei uma das sobrancelhas.

- Quero saber como foi ter transado com ele de novo.

- Cara eu não sei, só sei que foi intenso…

- Hum… Eu acho que você deve estar sem palavras… - Ela sorriu com malícia.

- Pare com isso! – Gritei enquanto me ria.

- Ok amiga, já não falo mais nada! – Ela gargalhou também. – Vamos, eu ajudo você. – Ela jogou meu shorts jeans contra mim e eu bufei.

- Bitch. – Rolei os olhos e juntas caímos na gargalhada.

 

*****

 

Mike Shinoda

 

Não consegui dormir nada aquela noite e foram as várias vezes em que eu olhei meu celular para ver se tinha alguma mensagem de Charlotte, mas nada e também não me cruzei com ela durante o dia nem durante o jantar de despedida de Joe e Lea que estavam de partida para Madrid. Suspirei pesado e tentei dormir de novo, mas o sono não queria vir e quando dormi, dormi um sono super complicado e cheio de pesadelos da Charlie com James.

Levantei por volta das 8h com ideia de querer passear sozinho na praia. Mandei trazerem o café da manhã até no quarto e depois desse tomei um duche gelado que me ajudou a relaxar um pouco. Vesti uma roupa de verão limpa, peguei na chave do quarto e me preparei para sair do hotel. No caminho me cruzei com Brad que falava com uma das professoras de natação do hotel, assim como com Phoenix e Emma. Acenei para meus amigos e fui em rumo da receção. A ideia era ir até na praia, mas houve algo que despertou na minha mente, o que me levou a deixar a saída para mais tarde. 

- Sr. Shinoda bom dia. – A rececionista do resort me cumprimentou com um sorriso. 

- Bom dia.

- Algum problema? Os serviços do hotel não estão do seu agrado?

- Na verdade eu vim até aqui para saber uma informação.

- Claro. Pode falar.

- Você viu a senhorita Smith? 

- A mulher que estava hospedada no seu quarto? Sua namorada, presumo…

- Na verdade… - Eu me preparei para falar que não era mais o namorado de Charlotte, mas achei que talvez não fosse boa ideia. – Bom, eu queria saber se você viu ou não viu ela? Estou procurando ela.

- Vi sim. Ontem ela fez o check-out do hotel. Falou que ia viajar em trabalho. Acho que ia para o Dubai.

- Quê? – Eu pisquei várias vezes para saber se havia processado aquela informação direito.

- Isso mesmo.

- E meus amigos sabem disso?

- Sinto muito senhor, não sei de nada. Apenas estou transmitindo a você toda a informação que sei.

- Que merda! – Gritei furioso e a rececionista me olhou chocada. Saí da receção do hotel sem falar nada mais para a rececionista e enquanto andava em passo super acelerado em rumo do quarto de Diana e Chester ia falando um monte de palavrões, o que despertava a atenção dos hóspedes do hotel que se cruzavam no meu caminho. Subi no elevador e percorri o enorme corredor, indo em rumo do destino pretendido. Assim que alcancei a porta do quarto de Chester e Diana comecei a chutar e a socar a mesma, até que um Chester chocado, vestido somente com bermuda de praia abriu a porta.

- WHAT THE FUCK SHINODA?! Que merda é essa?!

- Desgraçado de uma figa, você como melhor amigo dela sabia! Porque não me avisou de nada porra?!

- Está falando de quê Mike? Você andou bebendo? – Eu bufei irritado e em seguida empurrei ele para dentro do quarto. – Hey! O que pensa que está fazendo? – Não respondi e continuei empurrando ele.

- A Charlotte viajou para o Dubai em trabalho!

- Espera aí… Deixa ver se eu entendi. A Charlotte foi para o Dubai? – Ele levantou uma das sobrancelhas.

- É foi. Mas eu não sabia de nada até a rececionista do resort ter me informado que ela fez o check-out e que pegou o voo ontem pela noite.

- Eu não acredito que ela fez isso. A Charlotte pirou de vez! E que trabalho é esse hein? E porquê que ela não avisou nada para a gente? – Chester levou as mãos à cabeça. – Fuck… Todo mundo enlouqueceu… - Ele agitou a cabeça em sentido de reprovação. – Vamos conversar com mais calma Mike. Eu estava fumando meu cigarro e Diana está tomando duche. – Chester me guiou até na varanda do quarto dele, pegou no seu cigarro e após uma tragada disse: - Fora disso, como tem passado? Ontem você estava com uma cara deprimida lá na discoteca.

- Ah Chaz, eu senti que eu precisava ir embora, mas se soubesse não teria ido. A Charlie apareceu lá no quarto e a gente acabou por dormir juntos. Sério, não aguentei, meus sentimentos são muito mais fortes e eu não consegui rejeitá-la. 

- Hum… - Ele escutou tudo e depois fumou outro pouco do cigarro.

- Mas o pior nem é isso. O pior foi eu ter pedido explicações para ela e ela nem sequer disse nada, somente foi embora e me jogou fora como se fosse lixo.

- Você precisa ter calma Mike.

- Calma?! Só tem acontecido merda desde que a gente chegou na Austrália. Como você quer que eu mantenha a calma? – Soltar o ar pesado e notei a cara de preocupação de Chester.

O som da porta do banheiro sendo destrancada foi ouvida e eu imediatamente olhei na direção do som. A bela loira de olhos verdes, alta, com o cabelo loiro cacheado molhado e vestida somente de biquíni vem andando na nossa direção.

- Meu amor, eu preciso que você…

- Oi Diana. – Sorri para minha melhor amiga. – Tudo bem com você?

- Tudo Mike. – Ela sorriu de volta. – O que está fazendo aqui?

- Eu vim procurar a Charlotte, mas pelo que vejo ela decidiu viajar para o Dubai. Você sabe alguma coisa sobre isso?

Notei que ela havia ficado nervosa de repente e eu percebi que ela estava escondendo algo.

- O que sabe sobre isso Diana? – Foi Chester quem falou.

- Charlotte vai me matar se eu dou com a língua nos dentes. – Ela falou para si mesma e eu fui até ela.

- Diana, você sabe de alguma coisa não é mesmo? – Eu segurei nos braços dela e ela suspirou.

- Mike, eu não devia falar nada, até porque eu avisei ela várias vezes, mas a verdade é que eu sou amiga de vocês dois e eu não consigo mais ver vocês dois separados. 

- Fale logo Diana. – Pedi calmo, mas minha paciência era muito pouca. Soltei os braços de Diana e ela se sentou na cama. Chester também já havia entrado no quarto.

- A Charlotte recebeu uma proposta da manager dela há uns dias atrás.

- Proposta? – Chester franziu o cenho e eu e Diana olhámos na direção dele.

- É, proposta. Parece que a editora musical dela lhe propôs para que Charlotte gravasse o seu primeiro videoclip de sua música mais conhecida.

- No Dubai. – Afirmei.

- Isso. A editora achou que seria bom para a carreira dela e para que ela se tornasse mais conhecida através de um videoclip, para que as pessoas começassem a procurar o álbum dela quando este for lançado, entendem? – Eu e Chester assentimos. – Então foi por isso que Anna a contatou. As duas chegaram a um acordo e Charlotte partiu para o Dubai. A gravação do vídeo tem duração de uma semana.

- Ah, e onde eu entro nessa história? – Perguntei em sentido irônico.

- Mike, a Charlotte está magoada com você, tenta entender.

- E você não acha que eu estou magoado o suficiente com ela? Diana, ela me deixou falando sozinho essa manhã, eu achava que tudo estava resolvido entre nós dois e agora o que ela faz é ir para o Dubai sem falar nada?

- Spike tem razão Di. E você sabia disso. – Chester olhou sério para a noiva dele.

- Eu entendo que você esteja furioso comigo Mike por não ter falado nada, mas eu avisei tantas vezes a Charlotte.

- A culpa não é sua. – Suspirei. – Porra, ela devia ter me avisado, mesmo que nós dois não tenhamos mais nada, fui eu que lhe ajudei a conseguir uma oportunidade na carreira dela.

- Eu sei. Me desculpe. – Diana disse um tanto culpada e eu fitei-a durante alguns segundos.

- Não adianta mais ficar furioso por uma coisa que já está feita.

- Você precisa falar com ela. – Chester disse e eu olhei para ele.

- Eu prometi para mim mesmo que dessa vez não seria eu que iria atrás dela. Chega Chester, acabou. 

- Você está sendo idiota Shinoda, você sabe que quem errou foi você!

- Chester tem razão.

- Vão se foder vocês dois!

- Escuta aqui Shinoda, eu não tolero que fale assim comigo ouviu? – Chester me apontou o dedo e eu olhei sério nos olhos escuros dele. – Você só está assim porque está com raiva porque foi ela que terminou com você, porque não foi ela que te perdoou e quer saber a minha opinião? Você está sendo egoísta e só está pensando em você mesmo. Eu entendo o seu ponto de vista, juro que entendo, mas nesse momento eu estou vendo você como um cobarde. 

Fitei Chester sem conseguir falar nada. Talvez ele tinha razão, eu estava sendo um cobarde sim e eu sabia perfeitamente que eu tinha que fazer alguma coisa. Olhei pela última vez para meus amigos e sem falar mais nada saí do quarto. 

 

*****

 

Charlotte Smith

 

 

Dubai, Emirados Árabes Unidos – 16h

 

 

Finalmente eu já havia me acostumado aos 40º de calor que faz aqui no Dubai. Hoje havíamos passado o dia inteiro preparando tudo para o começo da gravação do vídeo e eu hoje havia ensaiado bastante a música que havia composto e que falava sobre Mike. O vídeo seria gravado em várias partes da cidade, como os populares mercados, as ruas e até no deserto e a primeira parte onde iriamos gravar seria no deserto, onde eu apenas eu teria que cantar. Durante o vídeo eu decidi que queria colocar algumas partes em que mostrava alguns dos momentos que gravei junto com Mike em minha antiga casa, na praia, na faculdade, etc. E o diretor, assim como os empresários musicais decidiram aceitar, mas que Mike tinha que ter o conhecimento disso. Falei para eles que antes de decidir gravar um vídeo para essa música que eu tinha conversado com Mike sobre isso e que ele não havia levantado problemas. 

Durante a reunião eu selecionei alguns dos vídeos que queria colocar no meu vídeo e ao ver tudo aquilo eu não podia deixar de sorrir, pois foi como se eu estivesse vivendo aqueles momentos outra vez. Eu sentia a falta dele, confesso que sentia e foi graças a ele que eu cheguei a onde estou hoje.

Era pena que entre nós dois não havia mais nada e eu também não vou deitar as culpas para cima dele, até porque eu também fui culpada pelo nosso relacionamento não ter dado certo.

Depois da reunião, acertei alguns dos detalhes para o dia de amanhã e em seguida voltei com Anna para o hotel onde estávamos hospedadas. Anna me convidou para jantar, mas eu falei que eu estava cansada, até porque o verdadeiro motivo de eu estar deprimida não era bem por isso. 

Chegando no meu quarto, tomei um banho e eu mesma liguei para o serviço de quartos para virem me trazer uma refeição. A comida aqui era muito gostosa e eu não podia exagerar muito se não poderia ganhar uns kilos, o que a maioria das mulheres odeia. 

Depois de comer liguei meu note e coloquei o mesmo de lado enquanto fui lavar meus dentes. Precisamente quando estava terminando de fazer minha higiene ouvi o barulho de uma ligação no Skype entrando. Fui correndo de volta para o quarto e vi que era Emma que estava me ligando.

- CHARLIE! – A ruiva gritou de emoção assim que eu liguei a webcam. Emma estava na varanda do quarto e eu me perguntei o que ela fazia acordada àquela hora se a diferença de horário entre Dubai e Gold Coast era de 6h.

- Oi amiga. Tudo bem?

- Tudo! E você, como está? Caraca amiga, chegou no Dubai nem falou nada para a gente.

- Eu sei. Eu estava com algum trabalho hoje e também não estava com disposição para bater papo com ninguém.

- Eu entendo. – Fez cara triste. – Oh meu Deus, eu sinto tanto a sua falta. Essas férias aqui na Austrália não são o mesmo sem você.

- Eu sei e eu também sinto a falta de todas vocês, apesar de Lea estar na outra ponta do mundo. – Sorri de leve e Emma derramou algumas lágrimas. – Pare de chorar Emma, por favor, eu só vim para uma semana e você sabe que eu precisava dessa oportunidade. 

- Porra Charlie, eu estou tão feliz por você, pois você merecia essa oportunidade faz muito tempo. Mas porquê que você não falou nada e somente contou para Diana que estava viajando? Eu fiquei ofendida quando ela contou e eu me senti de parte. Cheguei a pensar que nossa amizade não é mais como dantes.

- Sua boba, é claro que nossa amizade é como dantes. Vocês todas são muito importantes na minha vida. 

- Mas e Mike?

- Eu sei que ele está bem sem mim. – Sorri sem humor.

- MAS VOCÊS SE AMAM!

- Emma não quero falar sobre isso ok?

- Eu só quero ver a cara dele quando ele descobrir ao certo que você foi para o Dubai em trabalho.

- Isso é um assunto meu e eu espero que vocês não deem com a língua nos dentes.

- Eu nem preciso dar com a língua nos dentes. A essa hora já Mike deve desconfiar que você foi embora e foi procurar a Diana. Vocês sabem como eles são unidos, não sabe?

- Que merda, você é chata hein? A gravidez anda deixando você insuportável. – Rolei os olhos.

- Hum. Eu espero mesmo que Mike vá atrás de você porque eu não aguento mais estar longe da minha melhor amiga e também de ver vocês dois separados.

- Isso não vai acontecer Emma, eu e Mike demos um fim no relacionamento e eu só quero vê-lo quando eu me sentir preparada para vê-lo ok? Por favor, tente me entender.

Ela suspirou.

- Eu entendo. Mas por favor não se esqueça de nos contar como vai a gravação do vídeo e eu espero que não nos troque pela sua nova agente musical se não eu juro que pego um avião e te mato pessoalmente! – Soltei uma gargalhada e ela sorriu. – Toma cuidado ok? Eu preciso desligar, Phoenix já está reclamando para a gente ir dormir. Boa sorte com a gravação do vídeo.

Me despedi de Emma e em logo em seguida me deitei na cama, onde caí num sono pesado e profundo.

 

*****


Notas Finais


Charlie sendo cabeça dura... 😑
O que será que Mike vai fazer hein?
Até ao próximo. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...