História Afraid to love II - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Personagens Originais, Rob Bourdon
Tags Charlotte Smith, Chester Bennington, Diana Lawrence, Dois Irmãos, Mike Shinoda, Tretas
Exibições 7
Palavras 3.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Depois de 1000 anos Afraid to Love II está de volta. Milhões de desculpas pela demora gente, mas tô sem tempo pra nada, trabalho, faculdade e vida pessoal tornam minha vida uma confusão. :((
Notícia positiva férias tão chegando, graças a Deus! :)
Bom, sem mais demora, vamos ao cap? Como eu falei no anterior, esse cap terá duas partes, essa é a primeira.
Espero que gostem!

Capítulo 30 - O valor da amizade I


Capítulo 30– O valor da amizade I

 

 

Charlotte Smith

 

- Espera aí Diana, deixa ver se eu entendi direito, Chester terminou com você? – Eu ainda estava chocada com a revelação dela e eu não queria acreditar que um relacionamento tão forte como o deles havia chegado no final.

- Sim…

- Porquê?

Ela soltou um longo suspiro.

- Sei lá Charlie, aconteceu tudo muito rápido. Foi o sequestro, as ameaças de Kevin e antes da gente viajar de regresso para LA, Chester e eu tivemos uma conversa de que ele não queria mais casar comigo. Não me deu um motivo concreto, apenas falou que estava confuso e que não sabia se isso ia dar certo.

Franzi o cenho.

- Tem algo estranho nessa história. Como é que ele te pede em casamento, marcam a data e depois ele se sai com uma coisa dessas?

- Eu já havia percebido algo estranho no comportamento dele, mas sempre achei que fossem coisas da minha cabeça, mas aí quando chegámos em Los Angeles ele disse que simplesmente não dava mais para estar comigo porque tinha muita coisa na cabeça dele naquele momento.

- Meu Deus amiga, que coisa esquisita…

- Eu acho que ele tem uma outra pessoa.

- Você acha? Sinceramente Diana eu acho que ele não era capaz de fazer isso com você. Sei lá, Chester parece ser um homem tão sério, não diria que ele fosse capaz de se envolver com uma outra pessoa assim…

- Eu perguntei para ele se ele gostava de uma outra mulher e ele não falou nada, apenas mudou de assunto. Se ele não falou nada é porque é verdade não é mesmo?

- Eu não sei Di, eu gostava de ter uma resposta para essa pergunta, mas eu não tenho, nem notei nada sobre o fato de ele andar estranho. Vocês já conversaram?

- Não adianta, Chester foi claro comigo, ele não quer estar comigo nesse momento.

- Ah amiga que droga… - Suspirei. – Eu sinto muito, sério, eu não queria que você estivesse passando por isso e logo agora que faltam apenas 7 dias para a partida para NY.

- Eu me sinto um lixo… - Ela pronunciou e em seguida pude escutar o choro do outro lado da ligação.

- Eu entendo, não consigo imaginar o que está sentindo… - Disse com pena. – Onde você está?

- Na casa dos meus pais.

- Você quer que eu antecipe meu regresso para estar com você?

- Não Charlie, não precisa, eu vou ficar bem. Além do mais eu preciso organizar minhas coisas para a viagem e eu não quero incomodar você, pois você precisa aproveitar os últimos dias do lado de Mike.

- Hum…

- Sério, fique tranquila. Espero que se divirta no casamento de Jason. Eu liguei mesmo só para desabafar.

- Você sabe que pode sempre contar comigo e com as meninas não sabe?

- Sei e obrigada. Eu preciso desligar.

- Tudo bem. A gente se fala depois. Qualquer coisa não hesite em me ligar ok?

- Ok. Beijo.

- Beijo. Se cuida. – E assim desliguei a ligação, fitando meu Iphone durante alguns segundos em seguida. Eu ainda estava perplexa com a história da Diana. Como assim o Chester foi capaz de terminar tudo com ela logo agora que os dois estavam planejando o casamento deles? Sério, o que deu na cabeça dele? Eu não sei, mas só sei que Diana está sofrendo demais com isso e eu odeio ver minhas amigas desse jeito.

 

*****

 

Mike Shinoda

 

O casamento de Jason e Natally estava quase terminando e os dois iriam de lua-de-mel amanhã mesmo. Eles decidiram fazer uma viagem pela europa do sul durante três semanas e eu achei legal o plano de viagem deles. Estava conversando com uns primos e umas amigas quando notei que havia algo de errado com Charlie assim que ela surgiu de volta no salão e eu não consegui entender porquê.

- Acho que sua namorada está brava com alguma coisa. – Jason apareceu atrás de mim e eu me assustei.

- Filho da mãe, odeio quando faz essas coisas! – Bufei e meus primos me encararam, confusos, mas logo retomaram a conversa deles. – O que foi seu desgraçado?

- Você deveria conversar com a Charlie. Algo de errado aconteceu. O que você aprontou mini Shinoda? – Sorriu maliciosamente para mim.

- Está falando de quê? – Não respondeu e apenas continuou me fitando com malícia e logo depois olhou para o copo vazio que carregava numa das minhas mãos. – Hey, eu não bebi tanto assim ok? Eu preciso conversar com ela.

- Terá que ficar para mais tarde meu irmão, pois está na hora de fazer a despedida da festa. – Jason posou o copo dele em cima da mesa e logo se desviou de mim para ir em rumo do palco.

 

*****

 

O casamento terminou já eram umas 2h da madrugada e Jason junto com sua esposa foram embora na limusine alugada. Minha mãe, juntamente comigo nos despedimos de todos os familiares e amigos e em seguida fomos para casa. Durante o trajeto enquanto eu dirigia o carro emprestado de Jason de volta para casa, olhei umas quantas vezes para Charlotte que fitava um ponto fixo na janela e eu notei que ela parecia estar com problemas.

Chegámos em casa e ela foi diretamente para o quarto e eu fui atrás dela. Desfez o penteado, deixando os longos cabelos caírem sobre o corpo e em seguida tirou a maquiagem. Eu também me desfiz do blazer, da gravata e da camisa social branca. Sem pronunciar uma palavra, Charlotte foi até no banheiro e eu fui atrás dela.

- Charlie… - Chamei e ela parou de lavar o rosto para me olhar através do espelho. – Aconteceu alguma coisa? Você ficou estranha de repente…

- Problemas Mike… - Apenas respondeu e em seguida jogou água contra o rosto.

- Foi algo que eu fiz?

Ela secou o rosto e sorriu de lado.

- Não. – Respondeu e depois voltou sua atenção para o creme de rosto. Esfregou o mesmo e depois me olhou de volta. – Você sabia que Chester terminou com Diana?

 - Quê?! – Meus olhos se abriram depois da revelação dela. – Como assim terminou?

- Diana me ligou enquanto eu estava no banheiro lá no salão de festas, aí ela me contou que Chester deu um fim no relacionamento deles porque simplesmente não quer estar com ela nesse momento porque se sente confuso.

- Não estou entendendo…

- Foi isso que você ouviu Michael. Chester falou que não queria mais casar com Diana porque achava que não era o melhor passo a dar no relacionamento deles.

- Que coisa esquisita… - Murmurei para mim mesmo enquanto fitava um ponto fixo, mas logo encarei minha namorada de volta que agora se preparava para despir o vestido de festa.

- Diana mencionou que acha que Chester gosta de uma outra mulher. Você sabe algo sobre isso?

Franzi o cenho.

- E porque haveria saber?

- Porque vocês são melhores amigos…

- Pera aí Charlie, eu não tenho nada a ver com os problemas de Chester! – Falei autoritário e ela me olhou durante alguns segundos.

- Me desculpe, eu falei sem pensar. Eu só fiquei irritada sabe? Como é que ele joga no lixo um relacionamento estável e longo assim de um momento para o outro?

- Fiquei surpreso depois que você me contou. Não pensei que Chester fosse capaz de fazer isso, realmente eu já havia notado algo estranho no jeito dele agir, mas nunca pensei que fosse por causa disso. – Ela continuou me observando sem falar nada e em seguida pegou a toalha de banho junto com o robe de ceda. – Onde você vai?

- Tomar banho no outro banheiro para que você fique à vontade.

- E porque não toma banho aqui? A gente podia tomar banho juntos…

- Não tenho vontade Mike, me desculpe. – Ela saiu do quarto me deixando sozinho e eu bufei. Charlotte estava furiosa por causa dos problemas dos nossos melhores amigos e eu não queria acreditar nisso.

Mas o que deu na cabeça do Chester para ter feito o que fez? E que história era essa de ele estar interessado numa outra mulher? Definitivamente estavam todos enlouquecendo…

Tirei o resto do smoking e entrei dentro do box, deixando que a água quente batesse contra meu corpo. Depois do banho, lavei meus dentes e coloquei uma boxer preta limpa, regressando ao quarto em seguida. Charlotte já havia regressado do outro banheiro. Ela estava sentada na cama de costas para mim e parecia estar publicando uma foto de nós dois no seu instagram. Fui até ela cuidadosamente e entrelacei meus braços sobre o ventre dela. Aproximei minha boca do seu ouvido e sussurrei:

- Eu te amo Charlotte… - Falei num tom sedutor e ela sorriu. Posou o Iphone no criado mudo e baixou sua cabeça para trás, deitando-a em meu ombro. Observei o corpo dela e notei que ela estava usando uma camisa de dormir de um tecido fino que me permitia ter uma visão de seu corpo esbelto. – Você está linda sabia?

- Sabia que ia gostar. – Sorriu e girou seu corpo para beijar meus lábios. Afastei meu corpo do dela e me deitei na cama enquanto a observava. – Estou preocupada Mike… - Confessou após ter soltado um longo suspiro.

- Com quê?

- Com Diana. Ela não merecia passar por isso.

- Eu sei, os dois não deviam passar por isso, mas eu acho que você deveria deixar as coisas se resolverem entre eles. Não tou dizendo que acho que o que Chester fez com Diana é legal, mas eu apenas não quero me envolver demais nessa situação entende? – Ela assentiu. – Eu amo os dois como se eles fossem meus irmãos de sangue, mas eu sou só uma pessoa que está de fora da situação.

- Mike você tem a certeza que não viu nada de estranho? Digo, Diana mencionou que acha que ele sente algo por outra mulher, daí o motivo de ele ter decidido dar um fim no relacionamento deles.

- Já falei que não sei de nada, apenas notei o fato de Chester não estar com aquele bom humor de sempre.

- Hum… Que droga, isso não deveria ter acontecido, logo agora que estamos de partida.

- É melhor a gente dormir ok? – Cortei-a para que ela decidisse parar com aquele assunto.

- Ok. – Sorriu de leve e me beijou, logo nos deitámos na cama e juntos dormimos um sono pesado.

 

*****

 

Narrado na 3ª pessoa

 

- Nossa quem é viva sempre aparece né gatinha? – O tom sarcástico na voz de Kevin foi ouvida. – É assim que a gente vê quem são os verdadeiros amigos.

- Eu pensei muitas vezes se era o melhor a fazer ou não. Eu não quero mais estar no meio dos seus esquemas com James. – Susan disse pousando a bolsa em cima da mesa.

- Eu achava que nós dois tínhamos uma forte amizade.

- Você nunca me considerou tão sua amiga assim. Sempre me procurava quando precisava e quando não precisava me jogava no lixo, tal como James fazia comigo.

- Isso agora não importa mais. – Sorriu de lado e em seguida olhou nos olhos azuis dela. – Porque veio me visitar em Sydney? Achei que a temporada na escola de surf lá do resort ainda não tivesse terminado.

- Eu decidi viajar até aqui porque eu vi uma coisa esses dias, talvez lhe possa ser útil. – Um sorriso malicioso se formou no rosto dela. Agora ela iria jogar pelo sujo e ela achou que a vingança dela pelo fato de James nunca ter dado bola para ela iria ser finalmente cumprida.

- Que coisa?

- Tenho provas de que James está envolvido em tráfico de drogas.

 

*****

 

Charlotte Smith

 

 

8 de Setembro, 2015, Los Angeles, 9h …

 

 

Finalmente de regresso a casa depois de uma longa temporada. Olhei o lado esquerdo do quarto e olhei a janela meio aberta permitindo que a leve brisa de finais de verão movesse a cortina branca. Girei na cama, me deparando com o outro lado vazio e fitei o resto do quarto decorado com tons claros e as malas de viagem no canto. Bocejei com vontade e olhei em frente, me deparando com Mike se vestindo com calma, fazendo o mínimo ruído, pensando que eu ainda estivesse dormindo. Observei ele a colocar a camisa social azul clara ao mesmo tempo que procurava algo desesperadamente em cima da secretária de vidro. Levantou uns quantos livros e sem querer deixou que uma pilha de CD’s de música caísse no chão.

- Damn it! – Protestou enquanto se abaixava para pegar tudo o que havia caído. Soltei uma risadinha enquanto observava o jeans escuro quase caindo pela cintura dele, a camisa social aberta e o cabelo molhado pela água do banho.

- Quanta pressa hein Mike?

Rapidamente se levantou e me olhou enquanto puxava o jeans para cima e fechava os botões.

- Shit, você acordou. Sorry.

- Não tem problema Michael, está tudo bem.

 Mike fechou os botões da camisa, penteou o cabelo através do enorme espelho que ficava na parede do quarto e em seguida correu até mim e beijou minha testa demoradamente.

- Descanse meu amor, você deve estar cansada da viagem.

- A onde você vai Michael?

- Eu tenho uma entrevista sobre a turnê num programa de televisão, depois irei me reunir com Joe e Steve por causa da música nova. – Ele pegou os óculos de sol e na chave da BMW. – O que pensa fazer hoje?

- Ah, já que você vai estar ocupado o dia inteiro eu vou começar a organizar as coisas para a viagem a NY e também vou aproveitar o resto do dia para ir até na praia e encontrar minha família.

- Ok. Quando quiser peça para Mary servir o café. – Sorriu amavelmente e em seguida sentou do meu lado. Acariciou meu rosto e beijou meus lábios. – Cada vez mais sinto que você é a mulher certa para mim. – Disse firme, olhando nos meus olhos. – Amo esse seu lindo sorriso, seus olhos azuis, seus lábios…

- Você também é maravilhoso e com esse cheiro de perfume fica ainda mais irresistível.

Ele riu e beijou meus lábios mais uma vez.

- Sua agente musical ligou aqui para casa e como você estava dormindo eu fiz questão de atender o telefone. Ela falou que assim que você chegar em NY para você lhe ligar e marcarem uma reunião por causa da data da gravação do álbum e também por causa do vídeo musical, acho que eles querem fazer uma pré estreia antes de este ser lançado.

- Mas que legal! – Sorri eufórica. – Preciso agradecer para ela. Tou louca para ver o vídeo.

- Eu também. Só tenho pena de não poder estar presente no lançamento oficial do vídeo.

- Não se preocupe com isso. Tem coisas mais importantes nesse momento. – Sorri sedutoramente para ele e ele me deu um selinho. Levantou da cama e deu um jeito nas suas roupas.

- Precisamos comemorar isso e também fazer uma despedida em grande. – Tentou ser divertido, mas eu sabia que ele estava triste com tudo isso. – Eu tenho algo em mente para você, apenas preciso preparar umas coisas antes.

- O quê que você tem em mente Mike? Estou até com medo de saber… - Olhei séria para ele.

- Terá que esperar para ver. Minha mãe sempre me ensinou que não é bom a gente ser curiosos demais. – Ele riu com gosto e depois se levantou da cama, indo em rumo da saída do quarto.

- O que quer dizer com… Hey! Volte aqui Michael! – Gritei ao ver que ele desaparecera. – Aff que saco! - Bufei. Mas qual é a dele hein?

 

*****

 

Narrado na 3ª pessoa

 

James corria o mais rápido que suas pernas conseguiam, ele não podia ser pego. Assim que avistou os policiais conversando com seus pais ele percebeu o que realmente estava acontecendo. Alguém o havia denunciado, talvez alguém havia descoberto o seu negócio secreto de tráfico de drogas e ele sabia perfeitamente que a polícia estava ali por causa dele e não por causa de Kevin. Enquanto fugia, ele pensava nos supostos suspeitos que o haviam denunciado, mas ninguém parecia corresponder com a lista de suspeitos dele.

Conseguiu sair do resort sem ser visto e assim que desceu as escadas que davam para o estacionamento ele colocou o capuz do casaco sobre sua cabeça. Seu coração batia rápido, James começava a se desesperar e ele não conseguia fazer coisa com coisa. Abriu a porta do carro às pressas e se jogou para dentro dele. Colocou a chave e antes de dar a partida voltou a pensar em quem o havia denunciado, chegando finalmente na conclusão de que só havia uma pessoa por de trás daquilo e que ela estava louca para ter sua vingança.

- VADIA DE MERDA! – Um grito escapou da boca dele e James bateu com força o punho fechado em cima do volante.

Se preparou para acelerar o Audi R8 na esperança de não ser pego, mas ao sair do estacionamento um policial o interrompeu. Tentou mostrar transparência, respirou fundo e abaixou o vidro.

- Boa noite. Precisa alguma coisa? – James perguntou sem olhar na cara do policial, apenas deixando que a parte lateral do capuz mostrasse somente a barba loira e os lábios.

- O senhor não pode sair desse resort. Estamos procurando James Strike e não podemos deixar ninguém sair até que ele seja pego pela polícia. – O policial alto e bem constituído olhou firme para o loiro e com alguma desconfiança também. – Será que você pode sair do carro senhor? Preciso ver sua identificação.

James fitou um ponto fixo, ele estava estático. Só havia uma forma de ele sair dali. Girou seu rosto para o lado esquerdo, cruzando seu olhar sério e gélido com o do policial e num gesto rápido ele pisou o acelerador, provocando um enorme barulho e logo a perseguição começou. Os carros patrulha corriam atrás do carro de James e ele precisava achar uma forma de fugir deles.

- FUCK! FUCK! FUCK! – Bateu várias vezes com um dos punhos em cima do volante, mostrando as atitudes de frustração. Tentou novamente pensar numa forma de fugir da polícia, mesmo sabendo que aquilo poderia não resultar, até uma viatura aparecer em contramão, obrigando-o a travar fundo. – PUTA QUE PARIU! – Um urro escapou de sua boca. James estava cercado.

 

*****


Notas Finais


Tá, eu sei que tá curtinho, mas compenso vocês no próximo! :)
Surpresas virão, se preparem.
Beijos, até ao próximo meus leitores lindos e maravilhosos. *--*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...