História Afraid to Love you - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 3
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu sou horrível com títulos, mals ;-;

Capítulo 8 - Capítulo 8- Lembranças e Olhares


- Ei... Rayssa...- disse Nyx virando-se para mim - O que você faria se perdesse a memória?

- Huh? - falei levantando, um pouco confusa.

Não entendi esta pergunta... Como assim perder a memória? Com certeza foi uma pergunta aleatória.

- Esqueça... Coisas da minha cabeça. - ele levantou, estava indo embora.

Ele é bem misterioso... Parece eu quando estava em Tokyo. Decidi ir para casa, estava tarde e ainda tinha que arrumar as coisas para amanhã, meu primeiro dia de aula. Meu irmão estava jogando com a Amanda, acho que a irmã da Emily seria uma boa companheira para minha irmã, as duas são viciadas em jogos... Minha mãe estava preparado o jantar é conversando com o Dylan.

Eu subi para meu quarto, até que tomei um susto, pois a Emily estava na minha cama, fingindo ser uma boneca... Só para me assustar. 

- Hehe, tomou susto Ry? - disse ela brincando na minha cama.

- Emi, já temos a idade suficiente para não sermos infantis. - eu falei tentando puxar a Emily da minha cama.

Como ela tinha uma força maior que a minha, acabei caindo em cima dela. Nós encaramos por um tempo, até que ela decidiu acariciar meu rosto, porém, como ela tem um jeito malicioso, ela me empurrou e cai da cama.

- Quantos pensamentos estranhos, Ry! - ela falou rindo - Ei, ei! Você ainda está jogando aquilo?

- Talvez jogue... - falei em direção ao computador.

- Hoje, as duas horas da manhã, vamos jogar juntas! - ela falou animada.

- Está maluca? Tenho a minha primeira aula amanhã... - falei com vontade de faltar.

- Aff... Então amanhã jogamos? - ela disse saindo só quarto, pois a comida estava pronta.

- Talvez... - falei meio chateada.

Eu disse que tinha um mal hábito... E a razão disso tudo, foi por um motivo "besta" para minha mãe numa época de dificuldade. Minha mãe me chamou, interrompendo meus pensamentos. Desci as escadas e estava tudo arrumado para o jantar, pizza e suco.

- Mama! Você nunca mais fez pizza pra gente, qual foi o motivo de fazer hoje? - perguntou Amanda, pegando uma casquinha da pizza de frango.

- Ah! A Rayssa voltou, você passou de ano e seu irmão conseguiu um trabalho por enquanto! - minha mãe retirou a outra pizza do forno.

- Oh! Que trabalho você conseguiu, Ty? - ela perguntou tentando subir no colo do Tyler.

- Vou trabalhar num bar com uma tatuaria e conserto de motos, sabe? Irei consertar as motos, principalmente a sua, Ry! - ele falou me observando.

- Legal! Mas o Dylan trabalha como tatuador, você vai trabalhar no mesmo lugar que ele? - Amanda correu e sentou do lado do Dylan, como ela pode ter tanta energia?

- Sim, eu ofereçi o trabalho pra ele! - ele botou a mão na cabeça dela e fez carinho na Amanda.

- Amanda! Vamos perder para o outro jogador, venha logo! - disse Emily, que estava tentando achar uma posição boa no sofá.

Amanda voltou a jogar com a Emily, enquanto isso, meu irmão e o Dylan voltaram a jogar e minha mãe estava preparado a pizza de calabresa. Eu, como sou as vezes um pouco "gulosa", peguei meu prato e subi para meu quarto.

Ao voltar, encontrei o Nyx sentado na janela. Ele vai criar o costume agora? 

- Oi... Desculpe-me por aquela pergunta estranha. - ele falou se acomodando na janela.

- Não tem problema, não quer sentar aqui? - disse oferecendo a cama, para se sentar.

- Sinto que sou um incômodo aqui... - ele falou observando o céu - Enfim, irei partir já.

- Ei, espera! - quando ele ia pular, segurei ele na janela, e nos encaramos por um tempo.

- Rayssa... Pode me soltar, é normal e... - interrompi ele.

- Pare com isso! Você é bem vindo aqui! Eu não entendo você... Nós conhecemos a três dias, e eu o considero como um... - eu não consegui terminar a frase, pois não sabia se eu podia confiar numa pessoa que eu conheci a três dias atrás.

- Considera como...? - ele me encarou, com seus olhos azuis da cor do mar.

- Amanhã... Me encontre amanhã na montanha! - eu falei meio envergonhada.

- C-Certo... - ele fica meio vermelho - Irei indo agora.

Ele pulou, e desceu pela árvore ao lado da minha janela. Ele é... Incrível.

Continua...


Notas Finais


Foi um pouquinho longo na minha opinião, porém farei maior no próximo! Espero que tenham gostado!

<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...