História Afrodite Desgraciada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Jimin, Poeta&cortesã
Exibições 93
Palavras 434
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigada Tuomas Holopainen por teus olhos verdes e tuas mãos de poeta que me influenciam e me dão palavras para escrever.

Capítulo 1 - Cubra-me


Fanfic / Fanfiction Afrodite Desgraciada - Capítulo 1 - Cubra-me

Ah, meu Jimin...

Venha e cubra-me com esse lençol embebido no cheiro da tua libido. Venha nesta noite de lua minguante e faça crescer o amor que tenho por você. Vou te mostrar que ele pode ser para sempre enquanto deixar teu mamilo endurecido contra o calor do meu peito. E ao que tentamos descobrir por que o rouxinol canta, vou te fazer musicar meu nome em teus lábios.

Disseram-me que teus olhos são traiçoeiros, pois venha e cubra-me com esse brilho encantador que faz de tua presa fraca, lânguida e débil. Dispa-me de minha razão, roube o verde de minha consciência e afogue-me no vermelho de tua paixão. Pois farei eu certeza de te despir as roupas e te afogar no doce rio do nosso suor.

Quero sentir o teu sabor, entre teus lábios, entre tuas pernas. Morder a maçã do teu pecado enquanto escorre pelo canto de minha boca teu veneno doce; o albedo alquímico. Quero conhecer a imensidão das tuas pequenas costas, como o céu enegrecido e amedrontado acima de nós. Deixe-me entranhar além da superfície de Plutão em tua pele. Fundo para nascer-me a certeza de que morrei em ti.

Cubra-me com tua sabedoria tola, pois meus dedos anseiam por aprofundarem-se nos fios vermelhos do teu cabelo, para que meus ouvidos descubram novos sons quando puxa-los no fim de tua nuca. E eu quero marcar-te com a ilusão de que me pertence, e meus lábios se desvalessem por tua pele até não restar mais cor, até o roxo se enaltecer em torpor. Então, cubra-me com teu calor.

Beleza desgraçada, uma visão amaldiçoada. Teu corpo nu refletindo a lua, criando nuvens com nossos movimentos embalados, saciando o desejo lascivo nesse banquete carmesim. Deixe-me ser teu único deleite esta noite, porque estou perdido nessas curvas que me levam ao inferno, guiado pelo cheiro ácido que derrama de teus poros.

Por esse nome que escapa de tua boca, dê-me a mentira de tuas palavras. Sufoque-me na tristeza do teu olhar enquanto me derramo em você. Venha, e destrua essa obra divina, ao que me caio condenado neste purgatório que é tuas coxas. Porque me fez acreditar que minha casa era teu abraço, e meu alimento teus beijos.

No fim, cubra-me na relva do teu sono com teu amor ludibriante.  Uma mentira sedutora. Minha fantasia nesta noite de sonho livre. Contrista-me com tua despedida muda, enquanto me rompo ao ver-te partir de encontro a outros nomes, e se faz fria a cama que queimamos com nosso ato sagrado e impuro.

Você; uma Afrodite desgraciada, para o nosso amor que dorme profundamente.

Você; meu Jimin.


Notas Finais


A você que chegou até aqui, obrigada!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...